PMFS Micareta
Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 14/02/2018


    14.02.2018 09h24m
    Recomendar

    Sobe - Carnaval de Salvador, robustecido com apoio da Prefeitura e Governo do Estado.


    Desce - A libertinagem em espaço público, no Carnaval de Salvador.


    Prestígio


    O prefeito José Ronaldo tem acompanhado o prefeito de Salvador ACM Neto durante o Carnaval de Salvador. Ontem, às 16h, formava mesa para coletiva no camarote da prefeitura de Salvador, sobre o Carnaval acompanhando o próprio ACM Neto ao lado de outros expoentes da oposição. Dória Junior, prefeito de São Paulo e Rodrigo Maia, presidente da Câmara.


    Micareta


    Fora investimento em segurança pública para a Micareta de Feira, o Governo do Estado não investiu um centavo na contratação de atrações de peso, até Gerônimo que foi anunciado por R$ 30 mil não veio. Para fazer justiça, o Governo fez um pequeno investimento no Programa Ouro Negro, para blocos afros e afoxés.


    Críticas


    O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, publicou nota lamentando as declarações do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, sobre um possível arquivamento do inquérito que investiga o presidente Michel Temer. De acordo com ele, decisões desse tipo são atribuições “exclusivas” da Procuradoria-Geral da República, e o trabalho policial deve continuar sendo “técnico e independente”.


    Explicações


    Após a intimação, o diretor-geral negou que tenha antecipado informação sobre arquivamento do inquérito contra Temer durante entrevista concedida ontem à imprensa e disse que vai se explicar diretamente a Barroso na próxima quarta-feira (14). Na entrevista, o delegado disse que os indícios contra Temer “são muito frágeis” e sugere que o inquérito “pode até concluir que não houve crime”.


    Assinou


    O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), informou que o presidente Michel Temer assinou projeto de lei que garante a abertura do Orçamento para liberação de auxílio de R$ 2 bilhões para as prefeituras. Depois de se reunir com Temer, na sexta-feira, o senador comunicou pelas redes sociais que vai pautar a votação do projeto para o dia 20 de fevereiro, em sessão do Congresso Nacional.


    Ordenou


    O presidente Michel Temer determinou à área técnica do governo a realização de um estudo sobre a viabilidade de redução do preço do gás de cozinha para a população de baixa renda. Ainda não há decisão a respeito do tema. As informações são da assessoria de imprensa da Presidência da República.


    Tema


    O tema foi tratado entre o presidente e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, hoje (9). Ao sair do ministério para a reunião com o presidente, no Palácio do Planalto, o ministro afirmou que, até agora, a única coisa concreta é a preocupação do governo sobre o assunto Temer afirmou que governo estuda medidas para reduzir o impacto do preço do gás de cozinha para os mais pobres, a serem anunciadas em breve. “Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grande”, disse.


    Desconfiança


    O governo também tem olhado com desconfiança para os aumentos da gasolina nos postos. Temer também disse considerar uma “agressão ao consumidor” o fato de que as reduções de preços da gasolina anunciadas pela Petrobras nas refinarias não são repassadas às bombas. Segundo o presidente, o governo não vai permitir esse comportamento foi determinado que a Polícia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fiscalizem os postos. 



  • 10/02/2018


    14.02.2018 09h21m
    Recomendar

    Sobe - Carnaval de Salvador que conta com o apoio do Estado e da Prefeitura.


    Desce - Governo do Estado que no ano passado não fez a Micareta Sem Cordas, em Feira de Santana.


    Por enquanto


    O presidente Michel Temer (MDB), mais uma vez, evitou ser direto ao responder à pergunta, em entrevista à Rádio Guaíba, sobre se será ou não candidato à Presidência, já que está empenhado na aprovação da reforma da Previdência e na divulgação dos “avanços” de seu governo. Temer foi cauteloso em usar duas vezes expressões dizendo que, não é candidato, “no momento” e “por enquanto”, sugerindo que a hipótese não está descartada.


    Resposta


    “No momento, eu sou candidato a passar para a história como alguém que pegou o País em uma recessão profunda. Estamos saindo da recessão e nos últimos seis meses, apesar dos embates todos, estamos conseguindo fazer as reformas necessárias para o País, para fazer o País crescer. Não só crescer agora, mas continuar crescendo”, respondeu o presidente ao ser questionado se os ganhos obtidos em seu governo não o habilitaria a disputar a reeleição. Mais adiante, depois de fazer as considerações sobre o que fez em sua administração, o presidente emendou: “Minha candidatura, por enquanto, é essa”.


    Ministra


    A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia afirmou ontem (9), que o cidadão brasileiro “está cansado de tanta ineficiência”, e que essa ineficiência inclui o Poder Judiciário. “Por mais que tentemos - e estamos tentando, com certeza -, temos um débito enorme com a sociedade”, disse a ministra, ao participar da inauguração do novo presídio de Formosa, cidade localizada no entorno do Distrito Federal, a 80 quilômetros de Brasília.


    CNJ


    Com a hashtag #carnavalmaisjusto, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou hoje (9), a campanha Semana de Carnaval, que vai até a Quarta-feira de Cinzas (14). É uma campanha nas redes sociais para conscientizar a população sobre diversos direitos e deveres, como o consumo de álcool antes de dirigir, o assédio sexual, os cuidados com as crianças, a doação de sangue, a importância do uso da camisinha e a proibição de urinar em espaços públicos. Durante o carnaval, a cada dia será abordado um tema com links para leis, penalidades e locais para denúncia. Ontem (9), foi abordada a proibição da ingestão de álcool antes de dirigir. O CNJ lembra que dirigir sob a influência de álcool é infração gravíssima prevista nos artigos 165 e 276 do Código de Trânsito Brasileiro.


    Conversas


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, iniciou conversas no governo sobre o preço do gás de cozinha. Meirelles falou com jornalistas ao deixar o Ministério da Fazenda para ir ao Palácio do Planalto, onde terá reunião com o presidente Michel Temer para tratar da reforma da Previdência. Perguntado se a redução do preço do gás envolveria algum tipo de subsídio, Meirelles afirmou que ainda não tem nenhuma decisão a esse respeito. “O que existe é uma preocupação com a variação grande do preço do gás de cozinha”, disse.


    Medidas


    O presidente Michel Temer afirmou que o governo estuda medidas para reduzir o impacto do preço do gás de cozinha para a população de baixa renda, a serem anunciadas em breve. “Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres, porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grande”, disse.


    Agressão


    O presidente considera uma “agressão ao consumidor” o fato de que as reduções de preços da gasolina anunciadas pela Petrobras nas refinarias não são repassadas às bombas. Segundo ele, o governo não vai permitir esse comportamento e foi determinado que a Polícia Federal (PF) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fiscalizem os postos.


    Comentário


    Presidente nacional do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin disse que não se sente “sabotado” por Fernando Henrique Cardoso pelo fato de o ex-presidente elogiar e se encontrar com o apresentador Luciano Huck, apontado como possível candidato à Presidência da República neste ano. “Vivemos momentos na política de incivilidade. Política é arte, ciência ao encontro do bem comum. Não é guerra, não é mata-mata. Luciano Huck é uma excelente liderança, jovem, amigo do presidente Fernando Henrique já há alguns anos e inclusive já me ajudou, fez campanha comigo na Zona Leste quando eu fui candidato a prefeito de São Paulo em 2000. Então, gestos de estímulo são muito positivos. Eu também estimulo as novas gerações, as novas lideranças que participem da vida pública”, afirmou Alckmin. 



  • 09/02/2018


    09.02.2018 11h15m
    Recomendar

    Sobe - O Clériston Andrade pelo adiantado das obras de ampliação do setor de emergência.


    Desce - O secretário estadual de Saúde Fábio Vilas Boas por estar desinformado sobre os investimentos do município de Feira, no setor de saúde.


    Ponto facultativo


    Considerando o feriado nacional das festividades do Carnaval, na terça-feira (13), a Câmara Municipal de Feira de Santana, através da Portaria nº 240/2018, estabeleceu ponto facultativo nos dias 12 (segunda-feira) e14 (quarta-feira) de fevereiro. As atividades do Legislativo feirense serão retomadas no próximo dia 15 de fevereiro (quinta-feira).


    Wagner seria plano B


    Possível aliado do PT no Ceará, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), disse na quinta-feira (8), que o único plano B dos petistas, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não seja candidato, é o ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT-BA). Na opinião de Eunício, o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad “não agrega”. “PT só tem um nome. Haddad não agrega. Pode ser intelectual, mas não agrega”, disse em conversa com jornalistas na residência oficial do Senado. Eunício Oliveira disse também que, caso Lula consiga ser candidato, ele considera votar no petista.


    Benito nega novo nome


    O vice-líder do governo no Congresso Nacional, deputado federal Benito Gama (PTB-BA), assegurou na quinta-feira (8), que o= partido não tem intenção de indicar outro nome para o Ministério do Trabalho, no lugar da deputada federal Cristiane Brasil (RJ). A parlamentar foi nomeada pelo presidente Michel Temer, no dia 4 de janeiro, mas até o momento não assumiu o cargo, porque teve a posse barrada pela Justiça. A decisão mais recente a impedir Cristiane foi da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta quinta, a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, informou que o líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes, vai indicar outro nome ao governo após o Carnaval. No entanto, segundo Benito, a última definição da bancada, de manter Cristiane, será mantida.


    Deputado preso no exterior


    Após a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) manter o cumprimento da pena a partir de decisão em segunda instância, o deputado federal João Rodrigues (PSD-SC) foi preso na manhã de quinta-feira (8), quando desembarcava no aeroporto de Guarulhos, após uma viagem aos Estados Unidos. Rodrigues foi condenado a cinco anos e três meses de reclusão em regime semiaberto pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4) por fraude e dispensa de licitação. Segundo o G1, o deputado federal foi condenado por fatos ocorridos em 1999, quando ele exerceu por 30 dias o cargo de prefeito interino de Pinhalzinho (SC) - porém foi julgado peloTRF-4, em Porto Alegre, em 2009, por ser prefeito de Chapecó (SC) e ter prerrogativa de foro.


    Governo ainda não tem votos


    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na noite da quarta-feira (7), que o governo continua a não ter os 308novos necessários para a aprovação da reforma da Previdência. A contagem indica que há pouco mais de 250 parlamentares dispostos a aprovara medida, disse ele após fazer apresentação em evento fechado do BTG Pactual. “Hoje infelizmente ainda não temos os 308 votos”, declarou Maia, destacando que a estratégia vai ser construir a maioria na Câmara para conseguir chegar ao número necessário. “Uma votação sinalizando que vai perder, há a chance de ter 100 votos ou nem ter quórum”, afirmou ao ser perguntado se o governo vai insistir com a votação da reforma.


    Não acredita em candidaturas


    O presidente da Câmara e provável futuro candidato à Presidência da República, Rodrigo Maia (DEM), afirmou na quarta-feira (7), que as chances de o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vencer as eleições presidenciais são poucas. De acordo com ele, o motivo é a rejeição dos eleitores ao PSDB. A declaração foi dada durante evento realizado pelo banco BTG Pactual, em São Paulo. Segundo a coluna Radar, da revista Veja, Maia também não deu muito crédito para o ministro da Fazenda Henrique Meirelles (PSD), que também deve ser candidato ao Planalto. Para ele, a rejeição ao governo Temer deve derrubar suas intenções de voto.


    ACM na presidência


    O presidente do DEM na Bahia, deputado federal José Carlos Aleluia, confirmou na quarta-feira (7), que o prefeito de Salvador, ACM Neto, deve ser sagrado presidente nacional da sigla na convenção do partido, no próximo dia 8 de março. Ainda segundo ele, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), também vai se lançar pré-candidato à Presidência da República no mesmo evento. Em entrevista ao Bahia Notícias, Aleluia declarou que o nome de Neto para comandar a legenda nacionalmente já está se tornando consenso na Executiva nacional. “Os companheiros do partido estão pedindo isso. E Neto será uma boa opção. Acho que ele vai ser eleito sem disputa, como um consenso”, declarou o parlamentar.



  • 08/02/2018


    08.02.2018 16h14m
    Recomendar

    Sobe - O Governo do Estado, que confirmou mais de R$ 1 milhão em investimentos na área de saúde para o Carnaval.


    Desce - Câmara dos Deputados, que não conseguiu quórum nas duas primeiras sessões do ano para votar projetos de interesse público.


    Colbert vai à Boston


    Foi aprovado, mediante sessão extraordinária e por unanimidade dos presentes, o Projeto de Decreto Legislativo de nº 01/2018, de autoria da Mesa Diretiva, que concede licença ao vice-prefeito municipal de Feira de Santana, Colbert Martins da Silva Filho, para viagem ao exterior. De acordo com o Decreto Legislativo, fica concedida, na forma da Lei Orgânica do Município, licença ao Excelentíssimo Senhor vice-prefeito municipal Colbert Martins da Silva Filho, no período de 07 a 18 fevereiro, para viagem ao exterior, à cidade de Boston, Estado de Maassachusetts - Estados Unidos na forma especificada no ofício nº 30/2018, datado de 07 de fevereiro de 2018.


    Não vai pedir desculpas


    Alberto Nery (PT) lamentou a declaração da presidente da Associação dos Agentes de Endemias, Isabel Cristina Fernandes, ao Jornal Folha do Estado, afirmando que o edil mentiu ao dizer que houve reunião entre os vereadores para decidir sobre o adiamento da votação do Projeto de Lei 02/2018 e afirmou que não vai pedir desculpas. “Afirmei ontem que a votação foi adiada após decisão dos vereadores em reunião interna. Lamentável a presidente do Sindicato da categoria afirmar que eu estava mentindo. Reitero a minha afirmação de que o grupo de vereadores apresentou as razões que justificavam o adiantamento da votação”, declarou.

     

    Reunião com comerciantes


    Luiz da Feira (PPL) informou que esteve reunido, na noite de terça-feira (06), com representantes da Associação dos Vendedores Ambulantes de Feira de Santana e do Banco do Nordeste para discutir a reformulação do estatuto dos ambulantes e a concessão de crédito. “Tratamos da troca do telhado do Feiraguai, que tem agradado aos comerciantes que atuam no local, e vamos conversar com o secretário Antônio Carlos Borges Junior sobre o início da segunda etapa desta obra”, pontuou. O edil afirmou que realizou visita à obra de construção do Shopping Popular e voltou a afirmar que irá discutir com o governo municipal sobre os valores que serão cobrados aos comerciantes para exploração do espaço e a necessidade de viabilização de carência para pagamento dos valores.


    Convocação


    João Bililiu (PPS) convocou às lactantes de Feira de Santana e região a fazerem doação de leite materno ao Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher. De acordo com o edil, a unidade encontra-se com baixo estoque para atender a grande demanda de recém nascidos que necessitam ser alimentados. “Doar leite é salvar vidas, é um ato de solidariedade. A diretora do Hospital da Mulher, Gilbert Lucas, está fazendo um apelo para que as mães lactantes possam doar o leite materno. Peço que essas mães entrem em contato com a unidade e façam esse ato de solidariedade”, concluiu.


    Críticas ao governo


    Zé Filé (PROS) teceu críticas ao trânsito e à limpeza de Feira de Santana. “Na manhã de hoje, vejo os colegas se preocupando com São Gonçalo como se Feira estivesse um ‘mar de rosas’. Ontem, às 17 horas, fiquei aqui no centro da cidade observando o trânsito e percebi o engarrafamento que se forma na Avenida Senhor dos Passos e adjacências. E ainda temos que ouvir o superintendente de Trânsito dizer que o trânsito está melhor, que agora é trânsito livre. Está é piorando”, disse Zé Filé.


    Cobrou investimentos


    Neinha Bastos (PTB) voltou a criticar a saúde de Feira de Santana e cobra do Governo do Estado mais investimentos. “O descaso do Governo do Estado em relação à saúde de Feira de Santana parece que está cada dia pior. Ontem presenciei o terror que vivem as policlínicas. Precisamos estar blindados por Deus para não dependermos desta Central de Regulação que não manda em nada. É preciso entender que paciente de AVC e trauma não é paciente de policlínica. Nosso povo está morrendo por falta de atendimento e procedimento médico adequado. Se vocês quiserem ter noção da gravidade do que estou falando basta visitarem as policlínicas”, desabafou Neinha.  



  • 07/02/2018


    07.02.2018 11h18m
    Recomendar

    Sobe - O município de Feira de Santana por investir mais de R$ 500 mil em projetos de cultura e esporte locais.


    Desce - Motoristas que insistem em exceder a velocidade permitida em rodovias federais que cortam a Bahia.


    Pediu conclusão de obra


    João Bililiu (PPS) reivindicou o término das obras da Lagoa Grande e melhorias para a localidade, pois segundo ele está difícil residir no local com tanta carência. “Pasmem que estamos convivendo com o lamaçal, que está provocando doenças aos moradores. Isso é inadmissível. Peço ao vereador Tourinho, membro da Comissão de Obra, Urbanismo e Meio Ambiente, que lute comigo em busca de melhorias para a região da Lagoa Grande. Hoje pela manhã dando uma volta no local, só vi lama. A obra daquela lagoa era para ter sido concluída em 18 meses, já se arrasta por cinco anos e ainda está na metade. Sou cobrado por isso pelos moradores todos os dias e vou continuar cobrando até ser atendido”, disse. A obra é de responsabilidade do Governo do Estado.


    Críticas


    Isaías dos Santos (PSC) criticou o município de São Gonçalo dos Campos, por agir com negligência para com os moradores do Parque Viver. “Trago aqui uma notícia triste. Ontem faleceu eletrocutado o jovem Anderson Oliveira do Espírito Santo, quando realizava a troca de lâmpada de uma quadra de esporte no Parque Viver. Trocar lâmpadas é uma prática daqueles moradores. É lamentável ver o descaso da prefeitura e quero chamar sua atenção. Há muitos anos os moradores desta localidade sofrem com a negligência desse município. Uma construtora enganou aquelas pessoas, pois ofereceu imóveis entre o bairro Tomba e o Parque da Cidade, mas nunca falou que era em São Gonçalo”, pontuou Isaías.


    Importância do voto


    O vereador Marcos Lima (PRP) chamou a atenção da população feirense para a importância de eleger deputados estaduais e federais de Feira de Santana. Para o edil, a medida assegura mais atenção e investimentos para o município. “Um deputado federal tem disponível R$ 15 milhões ao ano para destinar para sua cidade. O normal é que cada deputado destine verbas para sua cidade de origem. Por isso, ressalto a importância de elegermos candidatos de nossa cidade. Vamos votar em candidatos de Feira de Santana, que tenham o compromisso de trabalhar pelo desenvolvimento de nosso município”, convocou.


    Compromisso com Feira


    Lulinha (DEM) destacou o compromisso do deputado federal José Nunes (PSD) com o município de Feira de Santana. O edil pontuou alguns benefícios já assegurados através de emendas destinas pelo deputado para as áreas de saúde, esporte e lazer no município e afirmou que novos investimentos já estão garantidos. “Durante o recesso desta Casa estive em Salvador com o deputado José Nunes confirmando o repasse de emendas para aquisição de uma ambulância para o SAMU, e para obras de construção de praça esportiva na Mantiba e no bairro Conceição. O deputado José Nunes está sempre à disposição de Feira de Santana”, pontuou.


    Desafiou emissora


    Edvaldo Lima (PP) criticou a Rede Globo de Televisão pelo conteúdo considerado desrespeitoso em sua programação e afirmou que irá produzir um vídeo para a campanha lançada pela emissora com o tema “Que Brasil você quer para o futuro?”. “A Rede Globo está perguntando aos brasileiros que país você quer para o futuro? Vou desafiar a emissora enviando meu vídeo, afirmando que o que movimenta o país é a educação e é o que nós queremos. A Globo fica ensinando em sua programação pedofilia. Nós queremos um país com saúde plena, com segurança pública e educação e não um país que ensine pedofilia a nossa população”, disse.


    Parabenizou agentes


    Gerusa Sampaio (DEM) parabenizou os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e os Agentes de Combate às Endemias (ACE) pelo trabalho realizado no município de Feira de Santana. “Quero parabenizar aos agentes que realizam um trabalho de excelência e merecem todo incentivo e reconhecimento. Esta lei autoriza o Executivo a realizar o repasse desse recurso adicional para esses profissionais. Estou feliz em ver a Câmara Municipal buscando assegurar os direitos e incentivos aos trabalhadores”, disse. 



  • 06/02/2018


    07.02.2018 11h02m
    Recomendar

    Sobe - O MP-BA que abre concurso para promotor com o bom salário de R$ 23 mil, inicial, próximo do que ganha um deputado.


    Desce - ONG que pediu e Justiça que concedeu o impedimento para que 27 mil bois pagos e embarcados não sigam para a Turquia.


    Declarou apoio à Geilson


    Edvaldo Lima (PP) declarou apoio à pré-candidatura do deputado estadual Carlos Geilson (PSDB). “Durante o recesso, mantive uma longa conversa com o deputado Carlos Geilson. Ele será o meu candidato nas eleições de 2018, terá o apoio e iremos marchar juntos por sua reeleição para o bem do município de Feira de Santana. Terei o prazer em ajudá-lo a se manter na Assembleia Legislativa”, anunciou. Os vereadores João Bililiu (PPS), Marcos Lima (PRP), José Carneiro Rocha (PSDB) e Luiz da Feira (PPL), já tinham declarado apoio ao nome de Carlos Geilson para candidato a deputado estadual.


    Mais apoios


    O deputado Carlos Geilson é de longe o candidato a deputado estadual com o maior número de apoios. Além dos citados acima, marcham com o deputado a veradora Neinha e os seus colegas veradores Fabiano da Van, Pablo Roberto e Justiano França, os dois últimos que assumem temporariamente secretarias do Governo. Criticou morosidade em obras João Bililiu (PPS) criticou a morosidade na conclusão das obras de esgotamento sanitário nos bairros localizados no entorna da Lagoa Grande. O edil pediu ao presidente do Legislativo feirense, José Carneiro Rocha (PSDB), a formação de uma comissão para cobrar à Conder a conclusão dos serviços. “A população do bairro Caseb está sofrendo com o esgoto correndo a céu aberto. Peço ao presidente desta Casa que convoque uma comissão para ir até a Conder cobrar soluções e saber quando serão concluídos aqueles trabalhos no entorno da Lagoa Grande”, reivindicou.


    Cobrou realização de cirurgias


    Tom (PEN) questionou a destinação da verba para realização de cirurgias ortopédicas pelo SUS em Feira. “Trago aqui um assunto que é motivo de tristeza: cirurgia ortopédica. Esta semana me deparei com várias solicitações e apelos de pessoas que estão sofrendo em busca da realização de cirurgia de dedo, braço, perna e quando chegamos às clínicas e hospitais credenciados ao SUS recebemos a informação de que os procedimentos só podem ser realizados se forem particulares. Quero saber para onde está indo o dinheiro que deveria ser destinado a este setor”, questionou.


    Criticou tarifas de ônibus


    Tourinho (PV) criticou o reajuste da tarifa cobrada no transporte coletivo urbano em Feira de Santana e comparou com valores cobrados em capitais do norte e nordeste. “Desde meu 1º mandato sempre fui um crítico do transporte da cidade. Penso que Feira de Santana possui uma tarifa cara por um serviço de péssima qualidade prestado em Feira de Santana. Há dois anos, quando foi feita a última licitação do sistema de transporte, criou-se a esperança de que se melhorasse o sistema de transporte; anunciou ônibus novos, porque a cidade não suportava mais carros pegando fogo e quebrando. Chegaram as empresas Rosa e São João, que trouxeram ônibus novos, mas pouco tempo depois já se observava as novas empresas com práticas do passado”, relatou Tourinho.


    Saúde pública em baixa


    Neinha Bastos (PTB) voltou a criticar a realidade da saúde pública no município de Feira de Santana. A edil cobrou ao governador do Estado, Rui Costa, o cumprimento da promessa de construir um novo hospital regional no município. “A vida do povo de Feira de Santana não está valendo nada para o governo do Estado. Feira necessita de um novo hospital. A situação da saúde pública está sufocando Feira de Santana, que verdadeiramente precisa de um novo hospital para atender a demanda de pacientes. As policlínicas não têm condições de prestar a assistência devida às pessoas que dão entrada com problemas mais graves”, afirmou.


    Reforma não é suficiente


    Cadimiel afirmou que a reforma promovida pelo Governo do Estado na emergência do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) não é suficiente para atender a demanda de pacientes de Feira de Santana e demais município da região que buscam atendimento na unidade. “O Hospital Clériston Andrade atende 127 municípios do Estado da Bahia e mesmo com esta reforma com a ampliação do número de leitos a unidade não será suficiente para prestar atendimento a essa demanda de pacientes vítimas de acidentes, traumas, tiros, facadas, fraturas expostas, dentre outros casos”, analisou. 



  • 03/02/2018


    05.02.2018 10h58m
    Recomendar

    Sobe - A Seprev por promover mutirão que ajudou pessoas de baixa renda a solucionarem demandas jurídicas.


    Desce - O comportamento de algumas pessoas que vão aos estádios de futebol apenas para brigar.


    Sem certeza de votos


    O presidente Michel Temer cogita a possibilidade de colocar a reforma da Previdência em votação no próximo dia 19, mesmo sem a certeza de alcançar os votos mínimos para aprovação da matéria. “Nós temos duas, três semanas para fazer a avaliação se temos votos ou não e depois decidimos se vamos votar de qualquer maneira ou não”, disse, em entrevista ao Estado de S. Paulo na sexta-feira (2). Essa avaliação será feita por ele e pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Temer viajou na sexta para Cabrobró (PE), onde inaugurará parte da transposição do Rio São Francisco. Antes de embarcar, no entanto, o presidente também concedeu entrevista para a rádio Jornal, onde disse que os próximos governos não vão aguentar, caso não haja a reforma.


    Neto critica governo


    O prefeito ACM Neto fez sua primeira crítica ao governo do estado após 40 minutos de discurso na abertura do ano legislativo na Câmara Municipal de Salvador. Quando falava sobre ações na área de saúde, o demista comparou sua gestão ao trabalho realizado pelo governador Rui Costa, que segundo ele, fechou quatro Unidades de Pronto Atendimento. “Não é possível que a cidade, que de um lado viu a prefeitura quase triplicar o atendimento de urgência e emergência das UPAs, e do outro lado a fotografia de quatro unidades fechadas pela gestão estadual. Está na hora de o governo rever sua posição”, alfinetou Neto.


    Auxílio de Moro


    O juiz Sérgio Moro recebe auxílio-moradia mesmo possuindo uma residência em Curitiba, mesma cidade onde fica o seu local de trabalho, a sede da Justiça Federal de 1º Grau do Paraná. Segundo informações divulgadas pela Folha de S.Paulo na sexta-feira (2), o benefício recebido por Moro é de R$ 4.378. A distância entre a casa do juiz e a sede da Justiça Federal, onde ele trabalha desde 2003, é de três quilômetros. Em 2002, Moro comprou um imóvel de 256 m² em um bairro de classe média da capital paranaense. Para receber o auxílio-moradia, o juiz federal se aproveita de uma liminar de setembro de 2014 concedida pelo ministro Luiz Fux, ndo Supremo Tribunal Federal (STF), que permite que todos os magistrados do país recebam o auxílio.


    Deputados pressionam Jefferson


    Deputados do PTB resolveram pressionar o presidente do partido, Roberto Jefferson, para que ele retire a indicação da filha, a deputada Cristiane Brasil (RJ), para o Ministério do Trabalho. A sigla insiste na nomeação que foi barrada, inclusive, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Pedro Fernandes foi rejeitado por Sarney e o PTB não moveu um dedo. Agora toda essa ‘fiasqueira’... Desculpa, Roberto, a corda está esticando para todos nós”, escreveu o deputado Sérgio Moraes (RS) em um grupo de WhatsApp da sigla. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, a bancada já levou o pedido de substituição para o Palácio do Planalto, ressaltando que o ministro interino Helton Yomura está vetado.


    Comendadores


    O governador Rui Costa, a primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), Aline Peixoto, e o cantor Bell Marques receberam na noite da quinta-feira (1º), a condecoração da Ordem do Mérito da Liga Bahiana Contra o Câncer. A comenda é entregue como forma de reconhecimento da entidade àqueles que contribuem com o trabalho da Liga, especialmente com o Hospital Aristides Maltez, e que atuam na luta contra o câncer no Brasil. A cerimônia de entrega da condecoração aconteceu no auditório do HAM. Rui recebeu a comenda de grau Grã-Cruz, enquanto a primeira-dama ganhou o título de comendadora da Ordem e Bell ganhou a comenda de Cavaleiro.


    Ficou devendo emendas


    O governador Rui Costa pediu na quarta-feira (1º), ao entregarambulâncias e assinar convênios para obras em municípios, que os deputados estaduais façam logo o empenho das emendas impositivas para este ano. Porém, de acordo com levantamento realizado pelo Bahia Notícias, em 2017, Rui pagou apenas 17,1% dos recursos empenhados pelos parlamentares. No ano passado, os deputados pediram a liberação de R$ 87,9 milhões em emendas. Entretanto, ao fim do ano, apenas R$ 15,4 milhões tinham sido desembolsados pelo governo. No saldo a liquidar, Rui ficou devendo aos políticos R$ 74,3 milhões. 



  • 02/02/2018


    05.02.2018 10h56m
    Recomendar

    Sobe - A mensagem do Governo levada a Câmara por Colbert Filho.


    Desce - A indelicadeza de Lulinha, que ao invés de saudar o prefeito, leu mensagem de Governo.


    “O esperto”


    Na sessão de abertura dos trabalhos legislativos da Câmara, ontem, que tinha como objetivo único, a leitura pelo prefeito em exercício, Colbert Filho, da mensagem do Governo para este ano, que sempre tem retrospectiva como base, ficou comprometido. O presidente da casa ao convidar o líder do Governo para fazer a saudação, exclusivamente, teve a surpresa, bem como todos os presentes à sessão, não a saudação, mas a um Lulinha revestido de uma condição de prefeito lendo como se fosse a mensagem a retrospectiva das ações do Governo no ano passado recheada com uma simulação de mensagem. Todos os presentes ficaram estupefatos com a falta de foco tendo como componente a descortesia.


    Afinados


    Ao fazer uso da palavra, com o discurso técnico esvaziado, pela apresentação de Lulinha elencando secretaria por secretaria, obra por obra, abandonou a papelada e fez uma leve e bem elaborada explanação política com uma mensagem que mostrou a afinidade com o titular, o prefeito José Ronaldo, mostrando preocupação com a violência que embora sendo uma obrigação dos governos estadual e federal, tem sido também uma preocupação da prefeitura de Feira com a prevenção, além dos elogios a Ronaldo, encerrando só utilizou a última folha do que estava escrito, a que saudava os presentes.


    Olho de águia


    O vereador Roberto Tourinho, decano da casa, e observando a performance inusitada do colega Lulinha, no fim do discurso do líder do Governo pediu a palavra solicitando ao presidente que registrasse em ata a “deselegância do colega vereador e líder do Governo, Lulinha”, quis o vereador Tourinho que o fato ficasse para posteridade para que o fato jamais voltasse a acontecer.


    Rifado


    Lulinha parece ter sentido o impacto da observação de Roberto Tourinho. Tanto é que a cada parágrafo da fala de Colbert, querendo possivelmente, se redimir, bateu palmas para quase todas, seguido pela plateia em apenas três dos quase dez. É que no primeiro, a plateia foi induzida, mas percebeu o jogo e só fez coro quando sentiram que havia necessidade. Alguns membros do governo discutindo com jornalistas avaliavam que Lulinha com a indelicadeza quebrou a confiança para, se Ronaldo pedir afastamento, continuar na liderança.


    Prestigiada


    A abertura da Câmara ontem, foi prestigiada por um grande número de presentes, dentre eles quase totalidade dos secretários, procurador do município, deputados Carlos Geilson e Fernando Torres, suplente Zé Chico, e diversos outros cargos de confiança do executivo municipal. A presença da imprensa foi significativa. Com isso Colbert também foi prestigiado.


    Planalto desiste

     

    O Palácio do Planalto não trabalha mais com a possibilidade de ter o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como candidato à Presidência da República governista. Segundo informações do jornal O Globo, a desistência foi motivada pelos resultados de ambos na pesquisa Datafolha divulgada na quarta-feira (1º) os dois obtiveram 1%, pior do que as intenções de voto do ex-presidente Fernando Collor de Mello, que conseguiu 3%, mesmo com rejeição de 44% do eleitorado. A candidatura de Meirelles era a aposta do presidente Michel Temer até meados do segundo semestre do ano passado, mas o entusiasmo esfriou após as viagens e entrevistas feitas pelo ministro.


    Cobrou respeito


    Durante evento de abertura do ano para o Judiciário, na manhã da quinta-feira (1º), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, cobrou respeito às decisões do setor. A magistrada discursou em defesa da Constituição e das leis do país, segundo informações da Agência Brasil. “Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito, pode-se buscar reformar a decisão judicial pelos meios legais e nos juízos competentes. O que é inadmissível e inaceitável é desacatar a Justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual, fora do direito, não é justiça senão vingança ou ato de força pessoal”, afirmou Cármen Lúcia. 



  • 01/02/2018


    01.02.2018 11h18m
    Recomendar

    Sobe - O Hospital da Mulher, que completou 26 anos de bom atendimento a sociedade feirense.

     

    Desce - Complexo Policial Investigador Bandeira por não estar registrando queixas de vitimas há uma semana.

     

    Na parada

     

    Cotado como um dos possíveis substitutos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), caso o ex-presidente não consiga efetivar sua candidatura à eleição presidencial, Jaques Wagner (PT) conta com 2% das intenções de voto em todos os cenários simulados. Já o percentual de rejeição do atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia é de 15%. Os índices foram apresentados pelo DataFolha, que fez 2.826 entrevistas em 174 municípios brasileiros, nessa segunda (29) e terça-feira (30). O levantamento registrou também que Lula se mantém na liderança mesmo após a condenação em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Por outro lado, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) assume o primeiro lugar nas pesquisas nos cenários em que o petista não é elencado como candidato.

     

    Avaliação

     

    O governo Michel Temer é considerado ruim ou péssimo por 70% da população brasileira, de acordo com pesquisa Datafolha realizada entre os dias 29 e 30 deste mês. O percentual se manteve estável, reduzindo apenas 1 ponto percentual em relação ao último levantamento, feito em novembro. A mudança está dentro da margem de erro. Apenas 6% dos brasileiros consideraram a administração como boa ou ótima - 1 ponto percentual a mais do que o registrado na última pesquisa.

     

    Aumento

     

    Entre os entrevistados, 22% classificaram a gestão como regular. A reprovação do presidente vinha aumentando desde o início do seu governo e chegou a seu ápice em setembro passado, quando bateu 73% (era 31% em julho de 2016). Em novembro, a rejeição diminuiu em dois pontos percentuais, dentro da margem de erro, portanto.

     

    Negou

     

    O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral teve negado um pedido para voltar ao Presídio José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro. A decisão foi do vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, que negou liminar impetrada pela defesa do ex-governador. No pedido, os advogados de Cabral alegaram que a volta dele para o Rio de Janeiro seria essencial para o exercício de seu direito de defesa. Os advogados também argumentaram que Cabral tem filhos menores de idade, e que eles teriam o direito de visita ao pai prejudicado com a permanência do ex-governador no Paraná. Além disso, segundo a defesa, o ex-governador não pode trabalhar no Complexo Médico-Penal de Pinhais, onde está preso.

     

    Justificativa

     

    O ministro Humberto Martins considerou que não há ilegalidade na decisão que determinou a transferência de Cabral para o Paraná. O magistrado também afirmou que manter o ex-governador no sistema prisional do Rio de Janeiro seria ineficaz, já que existem provas do controle exercido por ele nas unidades penais do estado. Martins ainda sustentou que esse tipo de pedido só pode ser analisado pelo STJ após a defesa esgotar todos os recursos nas instâncias inferiores. Cabral foi transferido no dia 18 de janeiro, após decisões da Justiça Federal no Rio de Janeiro e no Paraná. A medida atendeu a pedido do Ministério Público Federal, após denúncias de que Cabral receberia tratamento diferenciado e regalias no sistema prisional do Rio. O caso também motivou o afastamento da cúpula da Secretaria de Administração Penitenciária do estado.

     

    Investigação

     

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes (foto), enviará representação à Polícia Federal (PF) para que ela investigue quem o xingou em um voo no sábado (27), de acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo. O ministro foi chamado, entre outras coisas, de “cagão” e “bosta”. Ainda de acordo com a publicação, Gilmar pediu abertura de inquérito também para que a PF investigue um homem que lidera o grupo Tomataço e que ofereceu R$ 300 para quem acertasse um tomate no magistrado. As críticas ao ministro foram registradas em vídeos compartilhados em redes sociais.



  • 31/01/2018


    31.01.2018 18h03m
    Recomendar

    Sobe - A prefeitura de Feira, que fez prevalecer o estado de direito ao realizar a licitação para o transporte alternativo.


    Desce - O hábito miserável de lideranças setoriais que, pela força, tentam subjugar os poderes constituídos.


    Candidatura é especulação


    A movimentação de um grupo do PSB em torno de uma possível candidatura do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa tem avançado, mas ainda não é unanimidade. Segundo a senadora Lídice da Mata, presidente estadual do partido, “qualquer afirmação de nome de candidatura do PSB é pura especulação”. “Alguns deputados têm feito movimento de conversar com o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, mas obviamente não passa de especulação. O partido sequer discutiu isso”, declarou a congressista, referindo-se tanto à candidatura, como inclusive à eventual filiação do magistrado.


    Casou na prisão


    Marcos Valério Fernandes de Souza, de 58 anos, se casou na sexta-feira passada (26) com a baiana Aline Couto Chaves, de 25 anos, em um presídio em Sete Lagoas (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte. A união foi confirmada pela defesa do condenado no mensalão. Após um ano de espera, a cerimônia foi realizada na Associação de Proteção e Amparo aos Condenados (Apac), onde atualmente Valério cumpre pena de 37 anos e 5 meses de prisão. O casal já se relacionava desde 2013, no período em que o ex-sócio das agências SMPB e DNA - já separado, mas não oficialmente, de sua primeira mulher, Renilda Santiago -, morava em uma fazenda no município de Caetanópolis, na região central de Minas.


    Não desistiu de candidatura


    O presidente Michel Temer ainda não desistiu da ideia de se candidatar à Presidência da República no pleito deste ano. O emedebista se apega à possibilidade de aprovar a reforma da Previdência e, com isso, a economia ganhar impulso. Temer acredita que sua popularidade passaria a subir nesse contexto, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Por outro lado, a família do presidente é contra uma possível candidatura, inclusive, reage a qualquer conversa a respeito. Se decidir concorrer, Temer disputaria com Geraldo Alckmin (PSDB-SP) o papel de candidato do centro.


    Aumento de tarifa


    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs na terça-feira (30) o aumento das tarifas de energia dos consumidores da Bahia, Sergipe e Rio Grande do Norte. Segundo informações do portal G1, no caso da Bahia, a proposta da Aneel as tarifas de energia da Coelba devem ter reajuste médio de 15,01%. Para os consumidores residenciais, o reajuste médio proposto é de 15,48%; para as indústrias, 13,88%. Ao todo, são 5,9 milhões de unidades consumidoras no estado da Bahia atendidas pela Coelba. O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, afirmou em reunião realizada nesta terça-feira (30) que o índice da Coelba tem um impacto relevante do aumento do custo da energia das usinas da Cemig, que foram leiloadas pelo governo em 2017.


    Pretende deixar cargo


    O presidente da Desenbahia, Otto Filho (PSD), pretende continuar no cargo até o limite do prazo de desincompatibilização determinado pela legislação eleitoral. “Acredito que devo estar saindo no fim de março e início de abril”, afirmou. Seu nome chegou a ser cogitado como uma opção para a vice na chapa do governador Rui Costa, caso o atual ocupante do posto, João Leão (PP), desista da reeleição e tente uma vaga no Senado, mas a possibilidade foi descartada por seu pai, o senador Otto Alencar, presidente estadual do PSD.

     

    Corte não deve “se apequenar”


    A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, declarou nesta terça-feira (30) que a Corte vai se “apequenar” se utilizar a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para rediscutir a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, antes da análise dos recursos restantes em tribunais superiores. “Não creio que um caso específico geraria uma pauta diferente. Isso seria realmente apequenar o Supremo”, afirmou a magistrada na noite da segunda-feira (29), durante um jantar promovido pelo portal Poder360, reunindo jornalistas. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, a ministra sinalizou que não deve ser aberta pauta para discutir o assunto, mesmo que não tenha relação direta com o processo envolvendo o ex-presidente.



  • 30/01/2018


    30.01.2018 16h25m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana pelo Hackathon que discutiu segurança pública no município.


    Desce - Os exageros ameaçadores de lideranças do MST no Brasil.


    Se defendeu


    Circula no Twitter um vídeo em que a deputada federal Cristiane Brasil se defende da impossibilidade de assumir o Ministério do Trabalho por ser alvo de duas ações trabalhistas. Aparentemente em uma lancha com quatro homens que se dizem empresários, a parlamentar argumenta que “todo mundo tem direito de pedir qualquer coisa na Justiça”, mas questionou com quem fica o direito. “Quem é que tem direito, ainda mais na Justiça do Trabalho? Eu juro pra vocês que não achava que tinha nada pra dever pra essas duas pessoas que entraram contra mim, e eu vou provar isso”, disse a deputada. Um dos homens que aparecem no vídeo chegou a complementar, dizendo que “ação trabalhista qualquer um pode ter” e toda hora eles têm.


    Defendeu no SBT


    A um mês do prazo previsto pelo governo para os deputados votarem a reforma da Previdência na Câmara, o presidente Michel Temer (MDB) defendeu a proposta e, em entrevista gravada ao apresentador Silvio Santos, no SBT, disse que a medida não afeta os mais pobres e só vai ter consequência para quem ganha salários maiores no País. “Esta (reforma da) Previdência não prejudica os pobres, os trabalhadores rurais estão excluídos (do projeto) e os deficientes físicos também”, disse Temer, em conversa gravada no último dia 18 e exibida na noite de domingo, 28. “Quem vai sofrer uma pequena consequência é quem ganha 13, 14, 15, 20 mil reais”, afirmou.


    Vai colocar as coisas no eixo


    A senadora Gleisi Hoffmann (RS), presidente nacional do PT, aposta no Supremo Tribunal Federal (STF) para “recolocar as coisas nos eixos” após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) na última quarta-feira (24). “Nós entendemos que a sentença do TRF-4 [Tribunal Regional Federal da 4ª Região] é eminentemente política. Não há provas [contra Lula]. Evidências não podem condenar ninguém. O STF vai recolocar as coisas nos eixos. Nós avaliamos que o tribunal não permitirá essa violência”, afirma a congressista em entrevista divulgada na segunda-feira (29) pelo jornal Folha de S. Paulo. Gleisi acredita que o processo “dá margem a todos os recursos possíveis e imagináveis”. “Ele tem problemas de conteúdo, de uma condenação sem prova e sem crime, e problemas formais que podem gerar nulidade”, argumenta.


    De marketeiro a deputado


    Após atuar como marqueteiro de campanhas políticas, das quais não participa há mais de 15 anos, o empresário Nizan Guanaes pretende concorrer nas eleições deste ano. Segundo informações do Blog de Cristiana Lôbo, do portal G1, o mais provável é que ele disputa uma vaga de deputado federal pelo PSDB. “Vamos tentar juntar 10, 15 ou 20 pessoas para começar a mudança”, afirma o publicitário, que aposta na modernização da atuação no Congresso com a inclusão de pautas contemporâneas, com “uma pegada tecnológica” e uma maneira nova de fazer política. Entre os entusiastas de sua candidatura estão o apresentador Luciano Huck ainda cogitado entre os possíveis postulantes à Presidência da República e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).


    Corte de gastos na Caixa


    A Caixa prepara para este início de ano um novo programa de demissão voluntária, depois de lançar mão de dois planos desse tipo em 2017. A redução de custos com pessoal faz parte de uma política de “choque de gestão” na Caixa, iniciada no ano passado e intensificada nas últimas semanas com o afastamento definitivo de três vice-presidentes por suspeita de irregularidades. Em 2017, o banco estatal recorreu duas vezes a PDVs para enxugar o quadro de funcionários, que hoje beira 88 mil servidores. No primeiro plano, encerrado em março, houve adesão de 4,6 mil colaboradores. Já o segundo, finalizado em agosto, teve 2,7 mil inscritos. Dados do balanço de setembro apontam para uma economia de R$ 500 milhões com os dois programas.


    Lei anticorrupção


    A Lei Anticorrupção completou quatro anos de vida na segunda-feira (29). Segundo levantamento feito pela Agência Brasil, o governo federal iniciou 183 processos contra empresas desde então, sendo 153 apenas em 2017. Os inquéritos já resultaram na aplicação de 30 penalidades. Em vigor desde 29 de janeiro de 2014, a Lei Anticorrupção propõe punir empresas que praticam, por meio de empregados ou representantes, atos ilícitos contra a administração pública nacional ou estrangeira. Os órgãos que mais utilizaram essa norma foram os ministérios da Fazenda, com processos 62, de Minas e Energia, com 42, e da Saúde, com 34. O Corregedor-Geral da União, Antônio Carlos Vasconcellos Nóbrega, admite que o número não é alto, mas ressalta que a lei só pode ser aplicada para atos ilícitos praticados depois de sua entrada em vigor. 



  • 27/01/2018


    27.01.2018 13h20m
    Recomendar

    Sobe - Feirense de 92 anos é uma das referências no Halterofilismo baiano.


    Desce - Tumulto na fila do TRE em Feira por quantidade insuficiente de senhas diárias.


    Defesa preocupada


    O deputado Paulo Maluf (PP-SP) teve pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT). Com a decisão da quinta-feira (25) do desembargador Jesuino Aparecido Rissato, o parlamentar permanece preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Após a nova decisão, o advogado de Maluf, Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay, afirmou que a defesa fez “uma análise técnica” baseada nos laudos médicos e está preocupada com a saúde do deputado. “Quer deixar explicitado, até para prevenir responsabilidade, que a toda evidência o sistema carcerário falido, desumano e despreparado não tem condições de dar uma segurança mínima a um apenado com 86 anos com tantas doenças graves e permanentes”, afirmou.


    ACM, PP e PR


    Diante da aproximação de representantes do PP e do PR com o núcleo do prefeito ACM Neto (DEM), Bruno Reis (PMDB) diz que ainda é cedo para firmar alianças políticas. Para o vice prefeito, visto como articulador da possível campanha de Neto ao governo do Estado, antes de fechar coligações é necessário que haja uma definição de candidatura. “Mas, se você me perguntar se há fortes relações, relações históricas do passado e que permaneceram mesmo quando nós estivemos em campos opostos, e que hoje as relações estão muito próximas, eu tenho que dizer que sim, porque é verdade”, ressalta em entrevista ao Bahia Notícias.


    Resolução aprovada


    Um dia depois da condenação que pode tirar Luiz Inácio Lula da Silva da disputa eleitoral, a executiva nacional do PT aprovou uma resolução que reitera a disposição de insistir na candidatura do ex-presidente, mas também defende a formação de uma “ampla e sólida aliança” com os demais partidos de esquerda. “Aprofundar o diálogo e manter a unidade com os partidos e forças sociais, buscando formar ampla e sólida aliança com todos que se coloquem de acordo com o programa de governo que estamos construindo e apresentaremos ao País”, diz o texto aprovado hoje. Em um aceno na direção dos possíveis aliados no pleito do dia 7 de outubro, o PT decidiu “saudar e agradecer os partidos políticos, movimentos sociais, organizações e personalidades” que se uniram em torno da defesa de Lula.


    Defesa pede absolvição


    A defesa do empresário Eike Batista, denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Eficiência, entregou nesta semana as alegações finais na ação penal que corre na Justiça Federal. Nelas, os advogados negaram todas as acusações feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) e acusaram a força-tarefa da Operação Lava Jato de fazer uma interpretação “criativa” dos fatos. Eike é acusado de ter pago US$ 16,5 milhões em propina ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a defesa disse nas alegações que o MPF não foi capaz de provar as acusações contra Eike - uma delas a de pagamento de propina - e pede, além da absolvição, a anulação da ação penal.


    Justiça nega pedido


    O desembargador Jesuino Rissato, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, negou mais um pedido da defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP) para cumprir sua pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias em regime domiciliar. O parlamentar está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, na ala de idosos. Ele está condenado pelo crime de lavagem de dinheiro. A defesa do deputado recorreu de decisão do juiz da Vara de Execuções Penais de Brasília, Bruno Macacari, que indeferiu pedido para que deputado cumpra pena em domiciliar. Rissato, no entanto, negou o pedido liminar, mas ressaltou que a Corte ainda pode voltar a se debruçar sobre o mérito da questão.

     

    Lula teve processo acelerado


    Revisor do caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o desembargador Leandro Paulsen acelerou o processo do petista na Corte. Na quarta-feira (24), Lula teve a condenação do juiz Sergio Moro mantida por unanimidade pelos três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4, que ainda aumentaram a pena dele de nove anos e seis meses de prisão para 12 anos e um mês de prisão. De acordo com o site Justificando, que teve acesso ao sistema informatizado do Tribunal, havia 257 processos na fila para revisão de Paulsen no dia 13 de dezembro de 2017, quando ele pediu data para julgar o caso de Lula. Ainda segundo o site, quando fez o pedido, o desembargador tinha passado apenas seis dias úteis examinando o caso, apesar de o processo ter dezenas de milhares páginas e um grande volume de vídeo de audiência. A publicação apontou também que todos os casos deixados para trás são mais antigos que o do ex-presidente muitos tratam do mesmo crime.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia