PMFS
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 24/02/2017


    24.02.2017 08h58m
    Recomendar

    Sobe - A boa presença de público no jogo Fluminense e Bahia, mesmo com um horário ruim para assistir futebol

     

    Desce - Os insistententes tumultos entre torcidas organizadas do Bahia e do Flu de Feira

     

    Fora Moro


    A defesa do ex-presidente Lula ingressou no Superior Tribunal de Justiça (STJ) com pedido de habeas corpus para anular a ação a que responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em Curitiba, e o afastamento de Sérgio Moro do caso por "total ausência de imparcialidade". De acordo com Lauro Jardim, do jornal O Globo, a defesa alega a 13ª Vara Federal Criminal, onde tramita a ação penal contra Lula não teria competência territorial. Para sustentar a falta de imparcialidade de Moro, a defesa cita a condução coercitiva de Lula, na 24ª fase da operação, em março do ano passado, como indício de supostos excessos na condução dos processos da Lava Jato.

     

    Sem acesso às delações


    O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não poderão acessar as delações premiadas da operação "lava jato". A negativa para Lula se deu, pois, as informações solicitadas ainda não foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. Já para Aécio, foi negada por ele não ser investigado na operação. O ex-presidente queria ter conhecimento da delação do ex-deputado e ex-presidente do PP Pedro Corrêa, Aécio Neves solicitou os dizeres dos ex-executivos da Odebrecht Benedicto Júnior e Sérgio Neves. Os pedidos foram negados pelo ministro Edson Fachin, relator do caso no STF.

     

    Transferência negada


    O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido feito pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha para que ele fosse transferido do Complexo Médico-Penal de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, para a carceragem da sede da Polícia Federal na capital paranaense. Cunha foi transferido da carceragem da PF para o Complexo Médico-Penal em dezembro, por ordem do juiz federal Sérgio Moro. No mesmo despacho, no entanto, o magistrado determinou que Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira OAS, e João Cláudio Genu, ex-tesoureiro do PP, permanecessem na sede da PF, para facilitar o deslocamento para audiências na Justiça e oitivas em inquéritos.

     

    Abuso de autoridade


    O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado, Edison Lobão (PMDB-MA), afirmou ontem (23), que não dará prioridade ao projeto que trata do abuso de autoridade. Passada a sabatina do ministro Alexandre de Moraes pelos membros da comissão, a pauta da CCJ será redefinida nos próximos dias. O projeto do abuso de autoridade chegou ao plenário do Senado no fim do ano passado em regime de urgência. Contudo, por entendimento entre os líderes e determinação do então presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), o projeto foi remetido à CCJ.

     

    Propina ao PMDB


    A Polícia Federal deflagrou nesta quinta (23), a 38ª fase da Operação Lava Jato, apelidada de Operação Blackout, que apura o pagamento de US$ 40 milhões em propina a políticos e diretores da Petrobras. A maior parte dos valores pagos a políticos foi direcionado a membros da bancada do PMDB no Senado, segundo o Ministério Público Federal. Foram expedidos mandados de prisão a dois operadores financeiros: Jorge Luz e Bruno Luz, pai e filho, lobistas na Petrobras e ligados ao PMDB. Ambos estão nos Estados Unidos e foram incluídos na lista de procurados da Interpol (Polícia Internacional).



    Caixa dois


    A Odebrecht relatou o pagamento de R$ 2,5 milhões de caixa dois para a campanha de 2014 do deputado federal Andrés Sanchez (PT-SP), eleito naquele ano. O ex-presidente do Corinthians e responsável pela construção do estádio do time, na zona leste de São Paulo, teve 169.658 votos. A informação consta nos acordos de delação premiada do ex-diretor-superintendente Luiz Bueno e do ex-presidente de Infraestrutura do grupo baiano, Benedito Júnior, o BJ. Os dois estão entre os 77 executivos da empreiteira que fecharam colaboração com a Lava Jato. 



  • 23/02/2017


    24.02.2017 08h55m
    Recomendar

    Sobe - Parceria entre Prefeitura, SENAI e CEF que proprorcionam cursos profissionalizantes a moradoras do Minha Casa, Minha Vida


    Desce - A crise do Rio de Janeiro que achava que a "Casa da Moeda" teria sede eternamente no Estado, criando pacotes de bondades que terminaram quebrando a segunda capital do Brasil


    Inversão de valores


    Isaias de Diogo (PSC) afirmou que Feira de Santana não tem relação alguma com o Carnaval de Salvador e repudiou o fechamento do comércio durante alguns dias. "Imagine que estamos a mais de 100km de Salvador, estamos vivendo um momento de crise e nesse festejo o comércio fechar. Já no aniversário da cidade o comércio abre, os valores estão sendo trocados. Temos que defender que no dia da emancipação de Feira as lojas e repartições públicas não funcionem", sugeriu.


    Dificuldades no CIS


    O vereador Edvaldo Lima (PP) criticou as condições físicas do CIS (Centro Industrial do Subaé) em Feira de Santana. "Dia 26 de novembro de 2013 fiz uma visita ao CIS e constatei que toda a pavimentação estava em ruínas, fiz um encaminhamento pedindo a pavimentação asfáltica e limpeza daquela região, para atrair empresas e mais trabalhos para jovens e pais de família, mas isto não aconteceu. Em 2015 fiz uma nova indicação e nada. As empresas chegam para instalar suas empresas e quando vêm o abandono não se instalam, isso é o que acontece no CIS", afirmou.


    Transporte público


    O vereador Zé Filé (PROS) afirmou na sessão de ontem (22), que tira o chapéu para o gestor do município, mas a prefeitura não está fiscalizando as empresas da cidade. "Estive em Fortaleza recentemente e peguei um ônibus circular e durante uma hora e quarenta minutos passei por diversas artéreas da capital cearense e paguei apenas R$ 2,70 e aqui temos que pagar R$ 3,32 e ainda inventaram cartão, um absurdo, um descaso. Fico triste por ser um vereador e não poder fazer nada", alfinetou.


    Destemido


    O vereador João Bililiu usou o seu primeiro discurso na Câmara Municipal para agradecer à família e ao seu partido PPS por ter lhe escolhido como liderança na Casa. "Vou procurar conhecer de perto os problemas de Feira e cobrar do executivo ações para melhorar a vida da população. Serei um vereador constante, presente e atuante, não estou aqui para ser fantoche de ninguém", concluiu.


    De volta


    Carlito do Peixe (DEM) aproveitou o seu discurso para agradecer ao prefeito José Ronaldo a oportunidade de estar retornando à Câmara Municipal no lugar do vereador Justiniano França, que foi licenciado para assumir uma secretaria. "Quero agradecer a Deus, ao grupo e as comunidades. Continuarei trabalhando pelo social, não serei só de um bairro e sim do município, e ao lado do executivo como vice-lider do governo", disse.


    Presente do prefeito


    Eremita Mota (PSDB) afirmou estar muito feliz, pois através de indicação do prefeito José Ronaldo, teve a oportunidade de conhecer o deputado federal João Gualberto. "Foi um grande presente que o prefeito me deu. Aqui escuto muitos pronunciamentos de que devemos apoiar deputados da cidade, mas não vem ocorrendo, tive vontade de apoiar Torres e na gestão passada apoiei Zé Neto e João, são dois amigos", afirmou. Segundo Eremita, João destinou algumas emendas para Feira, no total de R$ 200 mil, "ele teve essa atenção com Feira. Coisas melhores virão para essa vereadora que sempre foi e continua esquecida", concluiu. 



  • 22/02/2017


    24.02.2017 08h53m
    Recomendar

    Sobe - O clima de expectativa para o duelo entre Flu de Feira e Bahia, hoje no Joia da Princesa


    Desce - O aumento no número de homicidios na cidade registrado nos últimos dias


    Feira do livro


    O vereador Roberto Tourinho (PV) usou a tribuna para falar sobre a Feira do Livro que está acontecendo em Feira de Santana. "É uma feira que vem prestando serviços relevantes à sociedade e que despertou o interesse da leitura nas crianças e jovens. Os pais estão cada vez mais se aproximando, discutindo e aproveitando os livros. Tem contribuído também com o lado econômico, para melhorar a renda das famílias", afirmou.


    Coragem e representividade


    Isaías de Diogo (PSC) comentoua ida do presidente ao jantar com o governador Rui Costa na última quinta-feira (16), no Palácio de Ondina, em Salvador. "Tenho certeza do seu compromisso com esta Casa e com o povo. O senhor está representando esta Casa muito bem", elogiou. O comentário do edil causou uma avalanche de outros. O vereador Zé Filé (PROS) parabenizou a atitude do presidente em jantar com o governador Rui Costa. "Provou que o senhor é um homem de coragem. Está de parabéns vereador", falou. Já Alberto Nery (PT) parabenizou o presidente Ronny por ter tido a "coragem" de jantar com o governador Rui e afirmou que diversos vereadores ficaram com ciúmes. Já Edvaldo Lima (PP), disse que Ronny é da base do governo municipal e que nunca viu alguém da base ser recebido pelo governador, questionando o teor da reunião.

     

    Prestígio em alta


    Marcos Lima (PRP) acha natural esse prestígio de Ronny, já que é presidente da Casa e um dos vereadores mais votados. "O governador observou esse seu prestígio. Se o povo aprovou o senhor como o mais votado não foi à toa. Da próxima vez só pedimos que o senhor nos convide para irmos juntos", brincou. O vereador Tom (PEN) disse que o jantar causou polêmica de pessoas pequenas e que não querem o crescimento do homem público, mas afirmou que tem certeza de que foi uma visita de trabalho e para trazer benefícios à cidade de Feira de Santana.


    Cobranças


    O vereador José Carneiro (PSDB) destacou que o governador não chamou qualquer um para jantar, mas o presidente do Poder Legislativo feirense, da 2ª maior cidade do estado. "Se eu estivesse lá diria ao governador que está devendo ainda muitas obras à Feira de Santana", ainda reafirmando que Rui precisa "cumprir com suas obrigações" com Feira, a exemplo do novo hospital e o Centro de Convenções.


    Caso Gabrielly


    Lulinha (DEM) cobrou do governador Rui Costa uma solução para o caso do desaparecimento da garota Gabrielly. "Aconteceram várias reuniões, polícia, governador, segurança pública, houve o Pacto pela Vida, e a vida de Gabrielly? Cadê o Secretário de Segurança Pública? Cadê o governador que não tomou uma posição? Está na hora desta Casa se reunir e ir até à delegacia saber como anda este caso que abalou a Bahia", disse.


    Projeto aprovado


    Por pressão de parlamentares ligados às bancada religiosas, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem (21), projeto que reforça e amplia direitos de crianças e adolescentes, mas excluiu do texto a vedação explícita à discriminação em decorrência da orientação sexual. O projeto original estabelecia proteção a crianças e adolescentes "contra qualquer tipo de discriminação, independentemente de classe, sexo, raça, etnia, orientação sexual, renda, cultura, nível educacional, idade, religião, nacionalidade, procedência regional, regularidade migratória, deficiência ou qualquer outra condição sua, de seus pais ou de representantes legais." Após pressão da bancada religiosa, foi riscado do texto a expressão "orientação sexual".  



  • 21/02/2017


    21.02.2017 20h37m
    Recomendar

    Sobe - Feirense que atualmente brilha na Europa ensinando samba a croatas


    Desce - Direção do Hospital Espanhol que deixou a unidade, que em breve será vendida, afundada em dívidas


    Cobrança


    Em seu primeiro discurso, o vereador Zé Filé (PROS) fez agradecimentos e cobrou construção de túnel que ligará o Feira X ao Viveiros. “O túnel deveria ser construído pela concessionária ViaBahia, que, ao fazer a duplicação do anel de contorno, dificultou o acesso entre o Viveiros e o centro da cidade. Fico impressionado com essa situação. Essa é uma obra que não sai do papel e a comunidade precisa desse equipamento”, disse. Zé Filé afirmou que não pretende pagar a imprensa para fazer a divulgação do seu trabalho. Segundo ele, basta o vereador cumprir satisfatoriamente o seu papel. “Se fizermos bem o nosso trabalho de vereador, naturalmente a imprensa vai divulgar”, declarou.


    ViaBahia


    O vereador Marcos Lima (PEN) usou o seu discurso para criticar a ViaBahia. “A Via já mostrou definitivamente que não tem responsabilidade com o povo baiano e feirense”, disse. O edil citou diversos acidentes, os pedágios e lamentou por diversas vidas que foram ceifadas nas estradas. “Não existe proteção nas rodovias, mas cobrança sim, aumentos constantes sempre têm. A BR 116 mesmo antes de ficar pronta, existe um pedágio cobrando e as obras estão paradas, é lamentável”, concluiu.


    Segurança


    O desaparecimento da garota Gabriele em Feira de Santana foi tema do discurso do vereador Isaias de Diogo (PSC). “Acaba de completar um mês do desaparecimento da garota, imagine o sofrimento da família? O desespero por conta deste sumiço? Muitos estão sendo solidários e quero solicitar da Comissão de Direitos Humanos desta Casa que vá até a residência da criança e veja no que pode contribuir para que este caso seja solucionado”, disse.


    Elogio


    O vereador Edvaldo Lima agradeceu e parabenizou Roberto Tourinho (PV), que segundo ele, sempre o ajudou quando era secretário, o edil aproveitou também para parabenizar o governo municipal por “ter feito justiça” e trazido de volta o vereador Carlito do Peixe (DEM). Para encerrar o seu discurso, Edvaldo criticou a polêmica criada em torno dos prefeitos que entregaram as chaves das cidades para Deus e repudiou a micareta e a tradição de entregar as chaves da cidade para o rei momo, o que segundo ele é um “desrespeito”.


    Defesa da polícia


    Em seu discurso, o vereador Ewerton Carneiro (PEN) afirmou que vai defender a Polícia Militar “com unhas e dentes”, “eles vão ter voz e vez”, disse. “Existem boatos de quem perde eleição não volta mais, e aqui estou, não tive ajuda de secretário nenhum para voltar. Foi muito amor, trabalho e carinho. Estou muito mais sábio, manso. A principal atribuição de um vereador é fiscalizar, e vou fazer isso, doa em quem doer. Vou estar na cola dos criminosos de colarinhos brancos”. O edil concluiu afirmando que Feira precisa de um prefeito evangélico.


    Oposição


    O vereador de oposição Alberto Nery (PT) afirmou que vai continuar lutando nesta legislatura pelas denúncias feitas e que não tiveram respostas e citou como exemplo a construção na nascente do Subaé. “Vereador de oposição não precisa gritar para ser ouvido, mas em alguns momentos, nós temos vontade de gritar. Ficou aqui entalado na minha garganta, no primeiro mandato nosso, algumas denúncias que trouxemos a esta Casa que nós não tivemos o resultado apurado, entre elas, aquela invasão de uma área pública, onde todos os vereadores desta Casa se deslocaram para aquele local e pediram clemência para que não matassem a nascente do rio Subaé, mas nós não tivemos respostas”, reclamou.


    Santificado


    O vereador Zé Curuca (DEM) foi o primeiro a falar na abertura dos trabalhos desta segunda (20), e aproveitou para parabenizar o distrito de Humildes pelos festejos de Nossa Senhora dos Humildes que terminou no domingo (19). Ressaltou a grande presença do público, de diversos vereadores e do prefeito José Ronaldo.



  • 18/02/2017


    19.02.2017 12h15m
    Recomendar

    Sobe - O presidente Ronny com a repercussão do jantar com o Governador, no palácio de Ondina


    Desce - Os donos de veículos que fazem o transporte escolar que não compareceram a vistoria obrigatória


    Cunha questiona Temer


    Em uma série de perguntas enviadas à Justiça Federal em Brasília, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) questiona o presidente Michel Temer, se ele tem ciência de “vantagem indevida” oferecida ao ministro Moreira Franco. Preso pela Lava Jato em Curitiba, Cunha arrolou Temer como testemunha no caso em que é investigado pelo suposto envolvimento num esquema de desvios do FI/FGTS. Ao todo ele elaborou 19 questões.


    Admitiu desgaste do PT


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou e divulgou na quinta (16), um vídeo em que convoca a militância para as eleições internas do partido. A primeira etapa acontecerá no dia 9 de abril. Na mensagem publicada em sua página no Facebook, Lula afirma que o PT vem sendo destruído desde 2005, quando estourou o escândalo do mensalão, num processo que “continuou até o impeachment da presidenta Dilma. 2017 deve ser o ano de recuperar a imagem do nosso partido e defender o legado do partido que mais fez política social este país”, afirmou.


    Recusou presidência


    Um grupo de representantes do movimento interno do Partidos os Trabalhadores, Mudar Pra Valer, procurou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, ontem (17), para convidá-lo a “disputar” a presidência do partido na Bahia. Recebeu a negativa de pronto. O agrupamento reúne tendência do PT como Democracia Socialista, Avante, Reencantar, Esquerda Democrática Popular (EDP), além de quadros partidários que não estão vinculados a nenhuma corrente. O deputado federal Luiz Caetano é um destes exemplos. A estratégia passa por ter um candidato único que possa unificar o partido.


    Fechado com Rui


    Presente na posse do novo presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), o senador Otto Alencar (PSD) preferiu não fazer previsões sobre as eleições de 2018 para governador. “Só vou tratar sobre 2018 em março ou abril. Pleitear um cargo na chapa depende do partido ter um quadro que agrupe condições para isso”, afirmou. Otto negou ainda que esteja negociando com o prefeito ACM Neto o apoio do PSD para o próximo pleito. “Nunca conversei com Neto sobre isso, não tenho tratado, minha aliança é com Rui”, disse.


    Mudanças na PM


    Com a comemoração do aniversário de 192 de criação da polícia militar do Estado, o governador Rui Costa (PT) vai encaminhar o projeto de modernização da lei de promoções da PM à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) logo após o Carnaval. O anúncio foi feito através do perfil do próprio governador, no Twitter, ontem (17). “Em apenas dois anos, conseguimos promover 11 mil policiais, um terço de todo o nosso efetivo, mas queremos avançar e melhorar ainda mais”, exaltou na rede social, reconhecendo que é preciso ainda fazer modificações no novo projeto, que está em fase de revisão final.


    Núcleo de prisão


    O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) vai criar um Núcleo de Prisão em Flagrante em Feira de Santana. A criação foi anunciada pela presidente do TJ, desembargadora Maria do Socorro, na reunião do programa Pacto pela Vida, realizada em Feira, na quinta-feira (16). O núcleo realizará audiências de custódias na cidade.


    Inquérito arquivado


    O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), arquivou o inquérito contra o senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Fachin atendeu pedido feito pela PGR (Procuradoria-Geral da República) no fim de janeiro. Para a PGR, as provas colhidas no inquérito não apresentam indícios de crimes cometidos pelo parlamentar. Em novembro de 2016 a Polícia Federal pediu o arquivamento da investigação.



  • 17/02/2017


    17.02.2017 08h44m
    Recomendar

    Sobe - O bom início de Campeonato Baiano do Fluminense de Feira


    Desce - O fraco desempenho nas vendas da Feira de Livros Usados


    Terão salários descontados


    Na sessão de votação da Assembleia Legislativa da Bahia desta terça (15), o presidente Ângelo Coronel (PSD) observou a ausência de sete colegas e avisou que, se as faltas não fossem justificadas, os parlamentares perderiam 4% do salário - que equivale a R$ 1 mil. Os faltosos foram Antônio Henrique Júnior (PP), Augusto Castro (PSDB), Luiza Maia (PT), Manassés (PSL), Maria del Carmem (PT), Roberto Carlos (PDT) e Samuel Júnior (PSC).


    Vereador suspeito


    Preso com mais de 270 kg de drogas após um dia da eleição em Ubaitaba, no sul baiano, o vereador Messias Aguiar (PMDB) foi aplaudido na Câmara de Vereadores do município. O fato ocorreu nesta quarta-feira (15), durante o início dos trabalhos na Casa Legislativa. Vários eleitores compareceram à sessão. Detido no presídio de Valença, o edil foi solto após conseguir um habeas corpus, na sexta-feira (10). Messias Aguiar passou a responder em liberdade pelo crime de tráfico de drogas. À TV Santa Cruz, o vereador se defendeu, afirmando que foi vítima de uma armação e disse que vai provar a inocência. Conforme a Polícia, o material foi encontrado em uma fazenda que pertence ao vereador.


    Financiamento


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles afirmou que o limite de imóvel financiado com FGTS subirá para R$ 1,5 milhão. A informação foi confirmada em entrevista à GloboNews "Estamos aumentando esse limite, de cerca de R$ 850 mil ou R$ 950 mil, dependendo da cidade, para R$ 1,5 milhão, para permitir a compra da casa própria. O que significa que a classe média vai ser extremamente beneficiada porque pode não só sacar as contas inativas como pode usar recursos das contas ativas para financiar e comprar a casa própria", afirmou o ministro.


    Combate à corrupção


    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira (16), que vai esperar a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a tramitação do projeto de lei que trata de medidas de combate à corrupção para dar andamento ao processo na Casa. O projeto foi devolvido hoje à Câmara pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Maia reiterou que acredita que a decisão do ministro do STF Luiz Fux, que suspendeu a votação do projeto na Câmara, é um tipo de interferência do Poder Judiciário no Legislativo, mas declarou que não vai criticar nem desobedecer a decisão da justiça.


    Cabral será transferido


    A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) deve transferir em março o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) para um presídio que está sendo reformado para receber presos da Lava Jato, de acordo com o Estadão. A unidade, em Benfica, na zona norte, funcionava como Batalhão Especial Prisional (BEP), onde ficavam policiais presos. Segundo o jornal, famosa pelas mordomias concedidas aos detentos, a cadeia foi desativada em 2015, após uma juíza da Vara de Execuções Penais ter sido agredida no local.


    Teatro em sabatina


    Peemedebistas presentes na sabatina informal de Alexandre de Moraes, na liderança do PMDB no Senado, na última terça (14), se irritaram com a encenação, informou a Coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo. De acordo com a publicação, apenas Garibaldi Alves, Waldemir Moka e Kátia Abreu falaram, lançando mão de fazer pressão sobre o indicado ao STF. Moraes também passará pela sabatina na CCJ do Senado, na próxima terça-feira, para ir para o Supremo. 



  • 16/02/2017


    17.02.2017 08h38m
    Recomendar

    Sobe - O Centro de Abastecimento que vai ganhar um novo módulo da Polícia Militar para reforçar a segurança


    Desce - Pessoas que insistem em dar golpes em bancos, mesmo sabendo que podem ser presos


    Resenha


    Eu conversava ontem na Câmara com o vice-prefeito Colbert, os deputados Irmão Lázaro e Geílson e o suplente Zé Chico. No início da conversa Lázaro disparou para Geílson: "Você não me sai da cabeça, quero estar junto com você". Aí lembrei: "Como? Se vocês dois são candidatos a deputado estadual". (Sentado ao lado, Ronaldo sorria disfarçadamente). Lázaro emendou: "Humberto, mas isso é para 2020. Para 2018 a união é com Zé Chico". Aproveitei e indaguei: "E ai prefeito?". Ronaldo abriu um sorriso e respondeu: "Não ouvi nada e não sei de nada. Não estou participando desta conversa".


    2020 e 2018


    Como já foi noticiado na cidade, Lázaro disse que estaria abrindo mão de disputar a eleição para prefeito em 2016 em apoio à eleição de Zé Ronaldo, mas andou avisando que pretendia dar uma contribuição sendo prefeito de Feira e que isso poderia ser prorrogado para 2020. A conversa de ontem na Câmara já era Lázaro tentando cooptar Geílson, que já esta na fila do grupo ligado ao prefeito bem antes, Zé Chico, outro pretendente, apenas sorriu - assim do tipo, cada dia com sua agonia, vamos estar juntos em 2018 e depois vamos bater chapa em 2020 -. Colbert que também ouvia a conversa encontrou no mesmo espaço mais três concorrentes, dentro do mesmo grupo. Boa conversa para resenhar.


    Abertura


    A sessão de abertura de ontem na Câmara foi uma das mais participativas dos últimos tempos. Todos os espaços estavam lotados. Os 21 vereadores tiveram a companhia, além do prefeito, de quase todos os secretários municipais, deputados, vice-prefeito, assessores (fazendo questão de registrar ponto e presença) e um grande número de populares estiveram dando um colorido especial à sessão de abertura.


    Caiu a aprovação


    Um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, divulgado ontem (15), aponta que o presidente Michel Temer (PMDB) atingiu o maior índice de desaprovação desde que chegou ao Palácio do Planalto, em maio de 2016. Segundo o levantamento, 66,6% dos brasileiros desaprovam a administração do peemedebista, frente à aprovação de 29,5% - em junho, quando o instituto fez a primeira pesquisa, Temer era aprovado por 36,2% e rejeitado por 55,4%.


    Prisão será mantida


    O Supremo Tribunal Federal, por maioria de 9 votos a 1, decidiu ontem (15) manter o deputado cassado Eduardo Cunha preso. Com atual relatoria do ministro Edson Fachin, o recurso era de relatoria do ministro Teori Zavascki, antigo relator da Operação Lava Jato, que morreu em um acidente de avião no mês passado. Teori havia rejeitado, em uma decisão monocrática, a apelação impetrada pela defesa de Cunha.


    Favorável à pensão


    Diante da decisão de suspender o pagamento de pensão dos ex-governadores, o deputado estadual Zé Neto (PT) prefere compreender o teor da decisão antes de emitir uma opinião definitiva, mas demonstrou favorecimento à causa. Ele tomou como exemplo o caso de Jaques Wagner, que governou a Bahia de 2008 a 2012. "Ele receberia só 30 anos de recolhimento e seria o salário dele, é algo fora do comum até porque, só temos casos de ex-governadores, no passado, que tiveram dificuldades econômicas no fim da vida", analisou.


    Suspeito de plágio


    Indícios de plágio foram detectados em outra obra do ministro da Justiça licenciado Alexandre de Moraes. Segundo informações do coletivo Jornalistas Livres, há trechos copiados no livro "Legislação Penal Especial", publicado pela editora Atlas em 2006, que integram o título "Tóxicos, Prevenção - Repressão", do professor titular de direito penal do Mackenzie, Vicente Greco Filho, colega de Moraes na USP. O livro onde foram encontrados os trechos é o quinto da coleção "Fundamentos Jurídicos", redigida sob a coordenação do ministro, que foi indicado pelo presidente Michel Temer para o Supremo Tribunal Federal (STF).


    Escolha será pessoal


    Com as pressões para decidir o sucessor de Alexandre de Moraes à frente do Ministério da Justiça, o presidente Michel Temer ressaltou que a escolha será de cunho apenas pessoal. A declaração foi dada através do Twitter oficial do presidente, nesta quarta-feira (15). Um dos cotados para assumir a vaga é o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Velloso, de 81 anos. "Estive com Carlos Velloso ontem. Conversamos privadamente por mais de 1h. Meu amigo há mais de 35 anos. Marcamos esse encontro diretamente", afirmou Temer. 



  • 15/02/2017


    17.02.2017 08h35m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por buscar investimentos visando o seu desenvolmento sustentável


    Desce - Motoristas baianos que persistem em fazer transporte irregular de passageiros


    Ministério indefinido


    O presidente Michel Temer (PMDB) desistiu de indicar o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG) para o Ministério da Justiça. De acordo com a colunista do G1 Andréia Sadi, o novo nome cotado para assumir a pasta é o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Velloso. O deputado foi desconsiderado, segundo auxiliares, após a repercussão negativa de declarações passadas, em que o parlamentar critica o Ministério Público. O PMDB do Senado também fez chegar ao presidente, segundo a colunista, que não aceitaria a indicação do deputado, para evitar fortalecer o partido na Câmara.


    Anistia ao caixa dois


    A anistia ao caixa 2 não está na pauta do Senado. A garantia é do presidente da Casa, senador Eunício de Oliveira (PMDB-CE), que sugeriu questionar ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Edison Lobão (PMDB-MA), sobre o tema. O texto foi encaminhado ao colegiado pelo então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para inclusão de emenda no pacote anticorrupção. O projeto continua na pauta da CCJ, descumprindo assim liminar do ministro do Supremo, Luiz Fux, de suspensão da tramitação da matéria na Câmara.


    Sabatina começa hoje


    A sabatina do ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes, indicado ao Supremo Triunal Federal (STF), deve acontecer nesta quarta-feira (15). A possibilidade foi admitida pelo relator da indicação, o senador Eduardo Braga (PMDB-AM), baseado em uma questão de ordem apresentada em 2015 para sabatina do ministro Edson Fachin. Segundo o senador, na época a Mesa Diretora do Senado entendeu que o pedido de vista do relatório pode durar de um a cinco dias úteis, não cinco dias completos.


    Desmaiou na prisão


    O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) desmaiou, na segunda-feira (13), e foi encaminhado à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) localizada dentro do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, onde ele está preso desde novembro do ano passado. Segundo informações da coluna de Ancelmo Góis, do jornal O Globo, a defesa de Cabral solicitou ontem (14), ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, uma autorização para que o ex-governador possa fazer um check-up em um hospital. A suspeita é de que ele tomou uma dose excessiva de um remédio, o que o deixou sonolento.


    Reforma da previdência


    A comissão especial instalada na última quinta-feira (9), para analisar a proposta da reforma da Previdência, se reuniu ontem (14), para definir o roteiro de trabalho. Segundo informações da Agência Brasil, o deputado Arthur Maia (PPS-BA), relator do projeto, quer apresentar o parecer até o fim de março. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16 foi encaminhada pelo Palácio do Planalto em dezembro do ano passado. Ao todo, a comissão tem até 40 sessões plenárias da Câmara dos Deputados para debater a proposição, quando o texto deve ser levado à votação no plenário da Casa em dois turnos.


    Gastando menos


    O governo do Estado anunciou ontem (14) ter economizado R$ 1,2 bilhão nos últimos dois anos a partir do controle de gastos, modernização do fisco e o crescimento da participação do Estado na arrecadação nacional do ICMS. Além do equilíbrio financeiro, os investimentos ampliaram 45,09% entre 2015 e 2016. O governo destaca que além de ter preservado o equilíbrio fiscal no final de 2016, pagando décimo terceiro salário e salário de dezembro nas datas previstas, foi divulgado no início deste ano um calendário anual dos pagamentos mensais de todos os servidores. 



  • 14/02/2017


    14.02.2017 20h09m
    Recomendar

    Sobe - A solidariedade de pessoas em Feira com pacientes que passam por tratatamento contra o câncer


    Desce - Administração do bar do Joia da Princesa que deixou faltar bebidas ainda no 1º tempo do jogo Fluminense x Jacuipense


    Ministros terão prioridade


    O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Herman Benjamin, relator do processo de cassação da chapa da ex-presidente Dilma Rousseff e do atual presidente Michel Temer, comunicou que irá encaminhar o seu parecer para os demais integrantes da Corte Eleitoral dez dias antes do julgamento em plenário. A comunicação faz parte do ofício 41, de uma página, encaminhado ao presidente do TSE, Gilmar Mendes, no último dia 9 de fevereiro. Documento com o mesmo conteúdo também foi encaminhado para os demais ministros - Luiz Fux, Rosa Weber, Napoleão Maia, Henrique Neves e Luciana Lóssio.


    Exigem mudanças


    O diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, tem perdido apoio dos delegados da PF. Depois que alguns deles pediram para deixar a investigação da operação Lava Jato, a Associação Nacional dos Delegados da Polícia Federal (ADPF) vai encaminhar, nesta segunda-feira (13), ao presidente Michel Temer um pedido de substituição do diretor-geral. Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, a entidade vê risco de prejuízo às investigações com a permanência do atual chefe

     

    Ciro alfineta Lula


    De olho na Presidência da República em 2018 com apoio do PT, Ciro Gomes (PDT) tenta tirar o ex-presidente Lula da jogada. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o pedetista apontou que uma candidatura do ex-presidente ao Planalto faria mais mal do que bem ao já inflamado cenário político do país. "O Lula ainda tem força para catalisar a favor e contra ele todo o processo eleitoral. O que seria lamentável, tanto para o País quanto para ele. Seria um desserviço. Porque, na melhor das hipóteses, ele ganha, potencializando essa hostilidade mesquinha que vai agredir na porta do hospital a mulher dele que estava moribunda", lembra o ex-governador do Ceará.


    Vai depor novamente


    O deputado federal cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) deverá prestar seu segundo depoimento ao juiz Sérgio Moro, desta vez em função do processo da sua esposa, Cláudia Cruz. Os advogados da jornalista afirmam que o ex-deputado mencionou fatos que interessariam à defesa de Cláudia, portanto, deveria ser ouvido também no processo movido contra ela. Cláudia é acusada na Operação Lava Jato por lavagem de dinheiro, por ter usado recursos depositados em uma conta na Suíça e não declarados à Receita Federal. Cunha prestou depoimento a Moro no último dia 7 e na sexta-feira (9) teve pedido de liberdade feito pela defesa negado.


    Hackeou a primeira dama


    Preso após invadir o celular da primeira-dama do país, Marcela Temer (PMDB), o hacker Silvonei José de Jesus Souza deve sair da prisão em março deste ano. Segundo a Expresso, da Revista Época, Silvonei José de Jesus Souza, conseguiu progressão da pena e deverá ir para o regime semiaberto segundo seu advogado, Valter Bettencort Albuquerque. Em 2016, Souza clonou o celular de Marcela e ameaçou revelar uma conversa dela com o irmão a respeito de um marqueteiro do então vice-presidente, Michel Temer. Condenado a cinco anos, dez meses e 25 dias de prisão em regime fechado, ele está desde maio no presídio de Tremembé.


    Preparativos para reformas


    Começam nesta terça-feira (14), os trabalhos nas comissões especiais das reformas da Previdência e Trabalhista, na Câmara dos Deputados. Os relatores Arthur Oliveira Maia (PPS-BA, da Previdência) e Rogério Marinho (PSDB-RN, Trabalhista) apresentarão os roteiros das atividades e sugestões de pessoas a serem convidadas para debater as propostas. Também serão votados nesta terça os requerimentos de deputados para audiências públicas nas comissões, que já devem começar na próxima quinta. Na comissão da Reforma da Previdência, o primeiro a ser ouvido deverá ser o secretário de Previdência, Marcelo Caetano, principal elaborador da proposta. 



  • 11/02/2017


    12.02.2017 21h55m
    Recomendar

    Sobe - A esperança do feirense pela duplicação do anel de contorno Oeste em 2018


    Desce - César Borges que quando ministro garantiu que duplicaria o mesmo trecho em 2013


    Novo representante do governo


    O ex-prefeito de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, Guilherme Menezes (PT), foi nomeado para trabalhar na função de representante do governo Rui Costa, em Brasília. O posto era ocupado por Jonas Paulo, ex-presidente do PT. Menezes terá um salário base de R$ 6,5 mil no cargo comissionado. Jonas Paulo, por sua vez, não ficará desempregado. Receberá um salário base de R$ 5,1 mil para comandar o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Codes, que antes era gerido pelo ex-governador Jaques Wagner.


    Sob investigação


    O ministro Edson Fachin, novo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou abertura de inquérito para investigar os senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP). Na segunda-feira (6), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, havia pedido a abertura de inquérito ao ministro do STF. Os investigadores apuram se os políticos cometeram crime de embaraço às investigações da Operação Lava Jato.


    Vai ter que explicar


    Em um dia em que duas decisões liminares na Justiça Federal na primeira instância suspenderam a nomeação do ministro Moreira Franco (PMDB) para o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou na noite da quinta (9), que o presidente Michel Temer se manifeste dentro de um prazo de 24 horas para explicar as circunstâncias da nomeação. Dessa forma, Celso de Mello manteve o suspense quanto à decisão sobre os dois pedidos - feitos pelo PSOL e pela Rede Sustentabilidade - que chegaram à Suprema Corte contra a nomeação. O STF terá a palavra final no caso.


    Quebra de decoro


    As deputadas estaduais não estão dispostas a deixar para trás a representação apresentada em maio do ano passado contra o colega Pastor Sargento Isidório (PDT), por quebra de decoro parlamentar. Proposto pela Comissão das Mulheres da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o documento se baseia em um vídeo publicado pelo pastor em redes sociais no qual ele “cheira” a vagina da própria mãe e agradece por não ser “sapatona”. Presidente do colegiado na época da representação, Fabíola Mansur (PSB) avalia que, apesar de nove meses terem passado sem que a representação sequer tenha deixado a Mesa Diretora, a situação ainda merece atenção.


    Pouso de emergência


    O avião em que estava presente o senador Aécio Neves (PSDB) precisou fazer um pouso de emergência no aeroporto de Guarulhos na noite da quinta-feira (9), de acordo com seu assessor de imprensa. A aeronave saiu de Brasília com destino a São Paulo. Ao aterrissar, teria tido um problema com o trem de pouso, saindo da pista. Dentro do avião, estavam apenas Aécio e os pilotos. Ainda segundo o assessor, ninguém ficou ferido. Aécio Neves tem uma reunião com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso na manhã de ontem (10).


    Lula volta à mídia


    O Partido dos Trabalhadores preparou conjunto de quatro peças de rádio e TV em que o personagem principal é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As inserções começam a ser veiculados pelo país neste início de fevereiro. Os vídeos devem abordar questões como educação, crise financeira e crescimento econômico e serão utilizados pelos diretórios estaduais do partido. O PT terá direito a uma série de inserções estaduais nos próximos meses, e o programa nacional será em abril.


    Tia Eron fica


    O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou, na manhã de ontem (10), que a deputada federal Tia Eron (PRB), licenciada da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), deverá permanecer em Brasília por mais um tempo. “A deputada Tia Eron teve que prolongar sua permanência em Brasília. A perspectiva é do retorno da secretária Tia Eron”, disse, para completar: “preciso que ela permaneça lá por mais um tempo. No momento oportuno, quando ela encerrar e cumprir essas tarefas, ela poderá voltar para a prefeitura”.



  • 10/02/2017


    10.02.2017 15h36m
    Recomendar

    Sobe - Os dois clubes brasileiros que passaram da primeira fase da Libertadores, com louvor para o Botafogo que não perdeu fora de casa


    Desce - Presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM) pela denúncia de receber um milhão de vantagens indevidas


    Lobo Mau


    O Senado Federal já tem os doze nomes da Comissão de Constituição e Justiça que irão sabatinar o advogado Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Temer. Fato curioso é que dos doze nomes, dez estão envolvidos na Lava Jato. E o presidente da Comissão? Edson Lobão! Pelo que se nota, não é só Chapeuzinho Vermelho que tem medo de Lobo Mau. Parece que a turma do Senado construiu casas de palha, e por isso agradou o Lobão, a salvação pode ser o STF, cuja casa é construída de tijolos e pedras, mas é bom ter cuidado com portas e janelas.


    Foi além


    O presidente Michel Temer afirmou ontem (9), que as reformas enviadas pelo governo ao Congresso têm avançado mais rápido do que o previsto inicialmente, e que o próximo passo será uma simplificação tributária para incentivar os investimentos no país. Segundo o presidente, foi possível fazer em sete meses o que ele imaginava que seriam necessários dois anos para avançar em reformas como a da Previdência e da legislação trabalhista, além da aprovação de um teto para os gastos públicos.


    Diretora da ALBA


    Nove dias após assumir a AL-BA, Ângelo Coronel segue os passos do seu antecessor. Ao menos no quesito 'farinha pouca meu pirão primeiro'. Nomeou para comandar a Escola do Legislativo Fernanda Alencar Guedes, filha de Eduardo Alencar, ex-prefeito de Simões Filho e irmão do senador Otto Alencar (PSD), o grande fiador da sua candidatura, Fernanda Alencar foi nomeada na função comissionada 07, cujo salário é R$ 7.077. Desde que assumiu a Assembleia, Coronel exonerou cerca de 100 pessoas, boa parte ligada a Nilo.

    Relator de indicação de Moraes


    O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) será o relator da indicação do ministro licenciado Alexandre Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Após ser comunicado sobre a escolha, Braga disse que tem a "melhor impressão possível de Moraes". Braga não considera que a vinculação política de Moraes ao PSDB seja um ponto negativo. "Na história do STF, há precedentes importantes, o próprio Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Outros ministros já tiveram participação em governos e nem por isso deixaram de ser magistrados independentes", disse.


    Nepotismo


    O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu, em caráter liminar, a nomeação de Marcelo Hodge Crivella, filho do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), para o cargo de secretário da Casa Civil da prefeitura. Para o ministro, a nomeação é nepotismo, proibido na administração pública. A decisão do ministro ainda não foi divulgada na íntegra. O pedido foi feito pelo advogado Victor Travancas. Quando a ação foi proposta, a prefeitura do Rio defendeu a legalidade na nomeação.


    Transparência no SUS


    Projeto apresentado na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) propõe que o número de vagas em leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) seja fornecido em tempo real. "A meta é tornar a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), obrigada a garantir a transparência nas atividades de regulação do SUS, no âmbito do Estado da Bahia, disponibilizando, diariamente e em tempo real informações no sítio eletrônico da internet, do número de leitos ocupados e livres nas unidades hospitalares e UTIs", explicou o deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB), autor da proposta. Aprovada a matéria, o Poder Executivo, terá 90 dias, contados de sua publicação, para regulamentar a lei.


    "Denúncias são absurdas"


    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificou hoje (9), como absurdas e sem relação com a realidade as denúncias de que teria recebido vantagens indevidas da empreiteira OAS para defender os interesses da empresa em projetos na Casa. "Ontem à noite fui surpreendido pelo vazamento ilegal de uma investigação feita pela Polícia Federal e seu resultado é absurdo, não tem relação com a realidade", disse Maia no início da tarde de ontem (9).


    Manifestações a vista


    O Vem pra Rua, um dos movimentos que lideraram manifestações pelo impeachment em 2016, discute a convocação de atos contra "a sequência de fatos em que o governo Michel Temer e sua base estão trabalhando em defesa da impunidade", conforme anunciado pelo porta-voz do grupo, Rogério Chequer. O Vem pra Rua está "extremamente descontente" com a indicação de Alexandre de Moraes para a vaga de Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal (STF) e a cogitação de Antonio Cláudio Mariz de Oliveira para o Ministério da Justiça - o advogado criminalista já fez críticas à Lava Jato. 



  • 09/02/2017


    09.02.2017 17h54m
    Recomendar

    Sobe - Justiça Federal de Brasília que suspendeu a nomeação de Moreira Franco para cargo de ministro


    Desce - ViaBahia por ter sido obrigada pela Justiça a cumprir obrigações legais na BR-324 previstas no edital de concessão


    Auditoria


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel, prometeu ontem (8), tomar uma série de medidas para reduzir os custos do Legislativo. Uma das propostas será identificar quais funcionários foram contratados e quais estão efetivamente trabalhando. "Não quero ser leviano nem acusar a gestão anterior, mas isso é de praxe. Evidentemente, estamos com uma auditoria independente interna para levantar se existe mais algo que precise ser enxugado. O meu compromisso é chegar ao final deste ano com superávit de caixa, não pedir suplementação ao governo e, se possível for, devolver recursos ao Executivo. E que essa devolução se reverta em obras indicadas pelos parlamentares e suas bases políticas", explicou.

     

    Novo ministro


    O presidente Michel Temer iniciou, reservadamente, as consultas para definir o substituto do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, indicado por ele para uma vaga no Supremo Tribunal Federal. Até agora, o nome mais cotado para ocupar a pasta é o do advogado criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira. No Congresso, as bancadas do PMDB na Câmara e no Senado já avisaram ao presidente que não aceitarão um nome do PSDB na Justiça. Nos bastidores, os peemedebistas dizem que os tucanos estão muito bem contemplados com cinco ministérios e um nome indicado para o Supremo. Moraes era filiado ao PSDB, mas se desligou ontem do partido. "Será uma escolha pessoal. O ministro da Justiça é muito importante. Vamos escolher de forma pessoal", disse Temer na terça (7).

     

    Wagner


    Contemplado com a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), após perder o comando da Casa na eleição deste ano, o deputado Marcelo Nilo não deve ganhar uma secretaria. A especulação foi negada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, em entrevista ao radialista Mário Kértesz, na rádio Metrópole. "Não estou não [articulando uma secretaria para Nilo]. O governador Rui Costa tinha convidado Marcelo Nilo no começo do governo de 2015 para ser um secretário", explica Wagner, citando que um dos objetivos era interromper a gestão de Nilo à frente da AL-BA, que já se estendia por 8 anos. "Marcelo Nilo preferiu continuar à frente da Assembleia e agora decidiu não concorrer, quando achou que era arriscado. Acho que não cabe", disse Wagner.

     

    Policiais


    A fim de contribuir para reduzir os índices de violência do Estado, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), anunciou que pretende mandar os policiais de recesso, em serviço na AL-BA, de volta para o comando da Polícia Militar. "Eu vou devolver, a qualquer momento, policiais ao comando geral, principalmente policiais que estão na Casa trabalhando na parte administrativa", afirma o deputado estadual durante a primeira reunião do Colégio de Líderes.

     

    Fechando o cerco


    O Ministério Público da Bahia (MP-BA) vai fiscalizar a venda de bebidas alcoólicas a crianças durante o carnaval e a incidência de trabalho infantil nos circuitos da folia. O Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca) orientou aos promotores de Justiça que atuam na área da infância e juventude a expedirem recomendações tratando da proibição do fornecimento ou venda de bebidas alcoólicas para o público infantojuvenil e do combate ao trabalho infantil. O centro também orientou aos promotores de Justiça de todo o estado que fortaleçam a articulação da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente, realizando ações integradas com visitação a estabelecimentos e ao circuito da festa.

     

    Chapa definida


    O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, deixou claro ontem (8), em entrevista ao radialista Mário Kertész, na rádio Metrópole, que as cartas de 2018 já estão colocadas, com ele disputando o Senado na chapa majoritária. "É um direito de Rui ir para reeleição, ele está bem avaliado, e acho que devemos manter a chapa Rui e Leão. Estou colocado para a vaga do Senado, temos outra vaga", afirmou, sem descartar a possibilidade de o segundo nome ser a senadora Lídice da Mata (PSB). Questionado sobre a permanência do senador Otto Alencar (PSD), que é apontado como o fiel da balança na próxima eleição, Wagner aposta na continuidade da aliança.

     

    Reforma da previdência


    O andamento da reforma da Previdência não será tão fácil como previsto pelo presidente Michel Temer. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, enquanto o governo quer que o relatório final seja apresentado na comissão especial até março, a Câmara avisa que o documento não deve ficar pronto até abril. O mercado vê a data como limite para que a aprovação final do texto no Congresso aconteça ainda no primeiro semestre, o que é considerado essencial para as agendas política e econômica da atual gestão.

     

    Escolhida


    A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) foi escolhida pelo PCdoB, ontem (8), para liderar a bancada da legenda na Câmara dos Deputados. Alice substitui o também baiano Daniel Almeida e foi escolhida por unanimidade pelos 13 parlamentares que compõem a bancada _ a comunista teve ainda o aval da direção nacional da sigla. "Completo esse ano 39 anos de militância no nosso partido, e esse é um momento de grande responsabilidade para mim, ao assumir esse espaço de protagonismo no PCdoB e por suceder Daniel Almeida, que é um grande deputado federal", sugeriu a nova líder. Alice ainda agradeceu ao partido e aos colegas parlamentares pela confiança, e também elogiou a "condução equilibrada" feita por Daniel na última sessão legislativa, do tumultuado ano de 2016.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia