Blog Ponto e Vírgula
PMFS Tapa Buracos
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 31/01/2018


    31.01.2018 18h03m
    Recomendar

    Sobe - A prefeitura de Feira, que fez prevalecer o estado de direito ao realizar a licitação para o transporte alternativo.


    Desce - O hábito miserável de lideranças setoriais que, pela força, tentam subjugar os poderes constituídos.


    Candidatura é especulação


    A movimentação de um grupo do PSB em torno de uma possível candidatura do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa tem avançado, mas ainda não é unanimidade. Segundo a senadora Lídice da Mata, presidente estadual do partido, “qualquer afirmação de nome de candidatura do PSB é pura especulação”. “Alguns deputados têm feito movimento de conversar com o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, mas obviamente não passa de especulação. O partido sequer discutiu isso”, declarou a congressista, referindo-se tanto à candidatura, como inclusive à eventual filiação do magistrado.


    Casou na prisão


    Marcos Valério Fernandes de Souza, de 58 anos, se casou na sexta-feira passada (26) com a baiana Aline Couto Chaves, de 25 anos, em um presídio em Sete Lagoas (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte. A união foi confirmada pela defesa do condenado no mensalão. Após um ano de espera, a cerimônia foi realizada na Associação de Proteção e Amparo aos Condenados (Apac), onde atualmente Valério cumpre pena de 37 anos e 5 meses de prisão. O casal já se relacionava desde 2013, no período em que o ex-sócio das agências SMPB e DNA - já separado, mas não oficialmente, de sua primeira mulher, Renilda Santiago -, morava em uma fazenda no município de Caetanópolis, na região central de Minas.


    Não desistiu de candidatura


    O presidente Michel Temer ainda não desistiu da ideia de se candidatar à Presidência da República no pleito deste ano. O emedebista se apega à possibilidade de aprovar a reforma da Previdência e, com isso, a economia ganhar impulso. Temer acredita que sua popularidade passaria a subir nesse contexto, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Por outro lado, a família do presidente é contra uma possível candidatura, inclusive, reage a qualquer conversa a respeito. Se decidir concorrer, Temer disputaria com Geraldo Alckmin (PSDB-SP) o papel de candidato do centro.


    Aumento de tarifa


    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs na terça-feira (30) o aumento das tarifas de energia dos consumidores da Bahia, Sergipe e Rio Grande do Norte. Segundo informações do portal G1, no caso da Bahia, a proposta da Aneel as tarifas de energia da Coelba devem ter reajuste médio de 15,01%. Para os consumidores residenciais, o reajuste médio proposto é de 15,48%; para as indústrias, 13,88%. Ao todo, são 5,9 milhões de unidades consumidoras no estado da Bahia atendidas pela Coelba. O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, afirmou em reunião realizada nesta terça-feira (30) que o índice da Coelba tem um impacto relevante do aumento do custo da energia das usinas da Cemig, que foram leiloadas pelo governo em 2017.


    Pretende deixar cargo


    O presidente da Desenbahia, Otto Filho (PSD), pretende continuar no cargo até o limite do prazo de desincompatibilização determinado pela legislação eleitoral. “Acredito que devo estar saindo no fim de março e início de abril”, afirmou. Seu nome chegou a ser cogitado como uma opção para a vice na chapa do governador Rui Costa, caso o atual ocupante do posto, João Leão (PP), desista da reeleição e tente uma vaga no Senado, mas a possibilidade foi descartada por seu pai, o senador Otto Alencar, presidente estadual do PSD.

     

    Corte não deve “se apequenar”


    A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, declarou nesta terça-feira (30) que a Corte vai se “apequenar” se utilizar a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para rediscutir a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, antes da análise dos recursos restantes em tribunais superiores. “Não creio que um caso específico geraria uma pauta diferente. Isso seria realmente apequenar o Supremo”, afirmou a magistrada na noite da segunda-feira (29), durante um jantar promovido pelo portal Poder360, reunindo jornalistas. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, a ministra sinalizou que não deve ser aberta pauta para discutir o assunto, mesmo que não tenha relação direta com o processo envolvendo o ex-presidente.



  • 30/01/2018


    30.01.2018 16h25m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana pelo Hackathon que discutiu segurança pública no município.


    Desce - Os exageros ameaçadores de lideranças do MST no Brasil.


    Se defendeu


    Circula no Twitter um vídeo em que a deputada federal Cristiane Brasil se defende da impossibilidade de assumir o Ministério do Trabalho por ser alvo de duas ações trabalhistas. Aparentemente em uma lancha com quatro homens que se dizem empresários, a parlamentar argumenta que “todo mundo tem direito de pedir qualquer coisa na Justiça”, mas questionou com quem fica o direito. “Quem é que tem direito, ainda mais na Justiça do Trabalho? Eu juro pra vocês que não achava que tinha nada pra dever pra essas duas pessoas que entraram contra mim, e eu vou provar isso”, disse a deputada. Um dos homens que aparecem no vídeo chegou a complementar, dizendo que “ação trabalhista qualquer um pode ter” e toda hora eles têm.


    Defendeu no SBT


    A um mês do prazo previsto pelo governo para os deputados votarem a reforma da Previdência na Câmara, o presidente Michel Temer (MDB) defendeu a proposta e, em entrevista gravada ao apresentador Silvio Santos, no SBT, disse que a medida não afeta os mais pobres e só vai ter consequência para quem ganha salários maiores no País. “Esta (reforma da) Previdência não prejudica os pobres, os trabalhadores rurais estão excluídos (do projeto) e os deficientes físicos também”, disse Temer, em conversa gravada no último dia 18 e exibida na noite de domingo, 28. “Quem vai sofrer uma pequena consequência é quem ganha 13, 14, 15, 20 mil reais”, afirmou.


    Vai colocar as coisas no eixo


    A senadora Gleisi Hoffmann (RS), presidente nacional do PT, aposta no Supremo Tribunal Federal (STF) para “recolocar as coisas nos eixos” após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) na última quarta-feira (24). “Nós entendemos que a sentença do TRF-4 [Tribunal Regional Federal da 4ª Região] é eminentemente política. Não há provas [contra Lula]. Evidências não podem condenar ninguém. O STF vai recolocar as coisas nos eixos. Nós avaliamos que o tribunal não permitirá essa violência”, afirma a congressista em entrevista divulgada na segunda-feira (29) pelo jornal Folha de S. Paulo. Gleisi acredita que o processo “dá margem a todos os recursos possíveis e imagináveis”. “Ele tem problemas de conteúdo, de uma condenação sem prova e sem crime, e problemas formais que podem gerar nulidade”, argumenta.


    De marketeiro a deputado


    Após atuar como marqueteiro de campanhas políticas, das quais não participa há mais de 15 anos, o empresário Nizan Guanaes pretende concorrer nas eleições deste ano. Segundo informações do Blog de Cristiana Lôbo, do portal G1, o mais provável é que ele disputa uma vaga de deputado federal pelo PSDB. “Vamos tentar juntar 10, 15 ou 20 pessoas para começar a mudança”, afirma o publicitário, que aposta na modernização da atuação no Congresso com a inclusão de pautas contemporâneas, com “uma pegada tecnológica” e uma maneira nova de fazer política. Entre os entusiastas de sua candidatura estão o apresentador Luciano Huck ainda cogitado entre os possíveis postulantes à Presidência da República e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).


    Corte de gastos na Caixa


    A Caixa prepara para este início de ano um novo programa de demissão voluntária, depois de lançar mão de dois planos desse tipo em 2017. A redução de custos com pessoal faz parte de uma política de “choque de gestão” na Caixa, iniciada no ano passado e intensificada nas últimas semanas com o afastamento definitivo de três vice-presidentes por suspeita de irregularidades. Em 2017, o banco estatal recorreu duas vezes a PDVs para enxugar o quadro de funcionários, que hoje beira 88 mil servidores. No primeiro plano, encerrado em março, houve adesão de 4,6 mil colaboradores. Já o segundo, finalizado em agosto, teve 2,7 mil inscritos. Dados do balanço de setembro apontam para uma economia de R$ 500 milhões com os dois programas.


    Lei anticorrupção


    A Lei Anticorrupção completou quatro anos de vida na segunda-feira (29). Segundo levantamento feito pela Agência Brasil, o governo federal iniciou 183 processos contra empresas desde então, sendo 153 apenas em 2017. Os inquéritos já resultaram na aplicação de 30 penalidades. Em vigor desde 29 de janeiro de 2014, a Lei Anticorrupção propõe punir empresas que praticam, por meio de empregados ou representantes, atos ilícitos contra a administração pública nacional ou estrangeira. Os órgãos que mais utilizaram essa norma foram os ministérios da Fazenda, com processos 62, de Minas e Energia, com 42, e da Saúde, com 34. O Corregedor-Geral da União, Antônio Carlos Vasconcellos Nóbrega, admite que o número não é alto, mas ressalta que a lei só pode ser aplicada para atos ilícitos praticados depois de sua entrada em vigor. 



  • 27/01/2018


    27.01.2018 13h20m
    Recomendar

    Sobe - Feirense de 92 anos é uma das referências no Halterofilismo baiano.


    Desce - Tumulto na fila do TRE em Feira por quantidade insuficiente de senhas diárias.


    Defesa preocupada


    O deputado Paulo Maluf (PP-SP) teve pedido de habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT). Com a decisão da quinta-feira (25) do desembargador Jesuino Aparecido Rissato, o parlamentar permanece preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Após a nova decisão, o advogado de Maluf, Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay, afirmou que a defesa fez “uma análise técnica” baseada nos laudos médicos e está preocupada com a saúde do deputado. “Quer deixar explicitado, até para prevenir responsabilidade, que a toda evidência o sistema carcerário falido, desumano e despreparado não tem condições de dar uma segurança mínima a um apenado com 86 anos com tantas doenças graves e permanentes”, afirmou.


    ACM, PP e PR


    Diante da aproximação de representantes do PP e do PR com o núcleo do prefeito ACM Neto (DEM), Bruno Reis (PMDB) diz que ainda é cedo para firmar alianças políticas. Para o vice prefeito, visto como articulador da possível campanha de Neto ao governo do Estado, antes de fechar coligações é necessário que haja uma definição de candidatura. “Mas, se você me perguntar se há fortes relações, relações históricas do passado e que permaneceram mesmo quando nós estivemos em campos opostos, e que hoje as relações estão muito próximas, eu tenho que dizer que sim, porque é verdade”, ressalta em entrevista ao Bahia Notícias.


    Resolução aprovada


    Um dia depois da condenação que pode tirar Luiz Inácio Lula da Silva da disputa eleitoral, a executiva nacional do PT aprovou uma resolução que reitera a disposição de insistir na candidatura do ex-presidente, mas também defende a formação de uma “ampla e sólida aliança” com os demais partidos de esquerda. “Aprofundar o diálogo e manter a unidade com os partidos e forças sociais, buscando formar ampla e sólida aliança com todos que se coloquem de acordo com o programa de governo que estamos construindo e apresentaremos ao País”, diz o texto aprovado hoje. Em um aceno na direção dos possíveis aliados no pleito do dia 7 de outubro, o PT decidiu “saudar e agradecer os partidos políticos, movimentos sociais, organizações e personalidades” que se uniram em torno da defesa de Lula.


    Defesa pede absolvição


    A defesa do empresário Eike Batista, denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Eficiência, entregou nesta semana as alegações finais na ação penal que corre na Justiça Federal. Nelas, os advogados negaram todas as acusações feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) e acusaram a força-tarefa da Operação Lava Jato de fazer uma interpretação “criativa” dos fatos. Eike é acusado de ter pago US$ 16,5 milhões em propina ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a defesa disse nas alegações que o MPF não foi capaz de provar as acusações contra Eike - uma delas a de pagamento de propina - e pede, além da absolvição, a anulação da ação penal.


    Justiça nega pedido


    O desembargador Jesuino Rissato, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, negou mais um pedido da defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP) para cumprir sua pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias em regime domiciliar. O parlamentar está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, na ala de idosos. Ele está condenado pelo crime de lavagem de dinheiro. A defesa do deputado recorreu de decisão do juiz da Vara de Execuções Penais de Brasília, Bruno Macacari, que indeferiu pedido para que deputado cumpra pena em domiciliar. Rissato, no entanto, negou o pedido liminar, mas ressaltou que a Corte ainda pode voltar a se debruçar sobre o mérito da questão.

     

    Lula teve processo acelerado


    Revisor do caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o desembargador Leandro Paulsen acelerou o processo do petista na Corte. Na quarta-feira (24), Lula teve a condenação do juiz Sergio Moro mantida por unanimidade pelos três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4, que ainda aumentaram a pena dele de nove anos e seis meses de prisão para 12 anos e um mês de prisão. De acordo com o site Justificando, que teve acesso ao sistema informatizado do Tribunal, havia 257 processos na fila para revisão de Paulsen no dia 13 de dezembro de 2017, quando ele pediu data para julgar o caso de Lula. Ainda segundo o site, quando fez o pedido, o desembargador tinha passado apenas seis dias úteis examinando o caso, apesar de o processo ter dezenas de milhares páginas e um grande volume de vídeo de audiência. A publicação apontou também que todos os casos deixados para trás são mais antigos que o do ex-presidente muitos tratam do mesmo crime.



  • 26/01/2018


    26.01.2018 14h34m
    Recomendar

    Sobe - A democracia brasileira que, apesar de algumas fragilidades dos 3 poderes, mantém-se inalterável.


    Desce - Desacordo entre governo e condutores do transporte alternativo que culminou no cancelamento da licitação para este segmento.


    Evitou Lula


    Com a reforma da Previdência como prioridade nas próximas semanas, o presidente Michel Temer embarcou na manhã da quinta-feira (25) em Zurique de volta ao Brasil. Temer participou nesta semana do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Mas foi o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que dominou as atenções. Temer deixou a cidade de Zurique pouco antes das 10 horas (7 horas do horário de Brasília). Mas evitou fazer qualquer comentário para a imprensa sobre o resultado referente ao ex-presidente. Na noite anterior, ao viajar de Davos para Zurique, onde pernoitou, Temer entrou por uma porta lateral do hotel onde se hospedava para também evitar os jornalistas.


    “Efeitos danosos”


    A Procuradoria Jurídica da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) informou que adotará as medidas judiciais adequadas para suspender a decisão que bloqueou R$ 10 milhões em bens do Legislativo baiano. A ação foi movida pelo Ministério Público do Estado (MP-BA), que exigia a contratação de concursados para 98 vagas até então ocupadas por funcionários temporários ou em Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Segundo a Justiça, a AL-BA não teria comprovado que essas contratações foram feitas. Para o procurador da Casa, Graciliano Bonfim, a determinação do juiz Glauco Dainese de Campos, da 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, é “inusitada”, já que a AL-BA teria cumprido rigorosamente com o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado ainda na presidência do deputado Marcelo Nilo, contratando todos os concursados.


    DEM segue caminho


    O prefeito ACM Neto minimizou na quinta-feira (25) o impacto da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância nesta quarta-feira (24), pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, no caso do tríplex do Guarujá. “Eu sempre disse que seja uma candidatura nacional, seja uma candidatura na Bahia, ela não passaria de maneira alguma pelo que nossos adversários vão fazer ou deixar de fazer. Então em nenhum momento contei e deixei de contar com a candidatura do ex-presidente Lula, porque a possibilidade dessa candidatura está no campo da política, da Justiça. E a Justiça no Brasil é independente”, afirmou Neto.


    Princípio de incêndio


    A Câmara dos Deputados teve um princípio de incêndio na manhã da quinta-feira (25). A assessoria de imprensa da Casa informou que o incidente começou por volta das 6h30, por causa de um curto-circuito. O plenário e o salão verde estão interditados, assim como o comitê de imprensa. Ninguém ficou ferido. Uma perícia inicial do Corpo de Bombeiros apontou que uma das luminárias do teto do plenário foi alvo do curto-circuito, de modo que fragmentos incandescentes do objeto teriam caído em cima das poltronas de espumas. Quatro delas foram queimadas. De acordo com o Uol, quem identificou o princípio de incêndio foi um plantonista do departamento técnico da Câmara, que acionou a brigada de incêndio do local.


    PT pode ser isolado


    O Partido dos Trabalhadores deve ser isolado nas eleições deste ano, após condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Isso porque mais candidaturas de esquerda podem se fortalecer, como as de Ciro Gomes (PDT) e Manuela D’Ávila (PCdoB). A informação é da coluna Painel, da Folha de S.Paulo, a partir de avaliação de aliados petistas. Na quarta-feira (24) os desembargadores do TRF-4 confirmaram a decisão de primeira instância, proferida pelo juiz Sergio Moro para condenar o ex-presidente, e aumentaram a pena para 12 anos e um mês de prisão. Após o resultado, Lula teria dito que teve que consolar seus defensores, por quase meia-hora no telefone, porque eles achavam que podiam ganhar.


    PR pode deixar base


    Um dos partidos com maior chance de deixar a base aliada do governador Rui Costa (PT) - o outro é o PP -, o PR vai acompanhar “com prudência” o desenrolar dos acontecimentos envolvendo a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e um mês de prisão, em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Pelo menos, é o que afirma o presidente da legenda na Bahia, deputado federal José Carlos Araújo. “Caldo de galinha, paciência e esperar hora certa de tomar decisão”, receitou Araújo, em entrevista ao Bahia Notícias na quinta-feira (24). O julgamento do recurso do petista contra a decisão do juiz Sergio Moro que já o havia condenado em primeira instância é visto pelos partidos, tanto da base como da oposição, como fator essencial para definir os rumos das eleições local e nacional.



  • 25/01/2018


    26.01.2018 14h32m
    Recomendar

    Sobe - Governo do Estado por, finalmente, melhorar condições de estrada para Cabuçu.


    Desce - O grande volume de poços artesianos, clandestinos, perfurados para atender condomínios e restaurantes em Feira.


    Cassação de liminar


    A Procuradoria-Geral da República pediu que o Supremo Tribunal Federal casse a liminar que concede a posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho. A decisão que autoriza a assunção do cargo foi do Superior Tribunal de Justiça. No documento enviado na quarta-feira (24), a PGR também reconhece a competência do Supremo para julgar o pedido de suspensão de liminar da União. O posicionamento é uma resposta à postura da Advocacia-Geral da União, que anunciou apresentar contestação no processo que suspendeu temporariamente a posse de Cristiane Brasil. A parlamentar e o Planalto têm até 15 dias para isso.


    Apoio argentino


    Antenado com o que está acontecendo no Brasil, o ídolo argentino Diego Maradona declarou o seu apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O político foi julgado pelo caso do tríplex do Guarujá, ontem (24), no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRT4), em Porto Alegre. El Pibe publicou uma foto segurando uma camisa da seleção brasileira com o número 18 e o nome de Lula na sua conta oficial no Facebook. “Lula querido, Diego está contigo!”, escreveu o ex-craque da camisa 10 da Argentina. Maradona é conhecido por suas manifestações a favor de diversos governantes sul-americanos de esquerda.


    “Não é tarefa de trabalhador”


    O PSTU divulgou ontem (24) uma nota pública a respeito de sua posição frente ao julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e defende que a classe trabalhadora não se engaje em manifestações em apoio ao petista. “Nós reafirmamos que não é tarefa da classe trabalhadora participar de atos em defesa de Lula, nem em atos contra Lula”, afirma o comunicado, que aproveita para convocar uma greve geral contra a reforma da Previdência. “As tarefas necessárias da classe trabalhadora hoje são se unir numa Greve Geral para enterrar de vez a reforma da Previdência contra Temer e esse Congresso corrupto e construir uma alternativa de independência de classe e socialista para que os debaixo derrubem os de cima e possam governar contra os exploradores”.


    Ministro questiona PF


    O ministro da Justiça, Torquato Jardim, fez questionamentos ao diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, sobre o uso de algemas nos pulsos e correntes nos pés do ex-governador Sérgio Cabral durante sua transferência do Rio de Janeiro para Curitiba, ocorrida na última semana. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, ele ouviu as explicações, mas não avalia o caso como encerrado. “O presidente [Michel] Temer estava aborrecido e eu também fiquei surpreso”, afirmou Jardim, que considerou as explicações genéricas.


    Destituição em definitivo


    A Caixa Econômica Federal recuou e decidiu devolver o cargo de vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital a José Henrique Marques da Cruz, que tinha sido afastado na semana passada sob suspeita de cometer irregularidades. A decisão foi tomada na terça-feira (23) em reunião do conselho de administração do banco. Segundo comunicado divulgado pela Caixa após a reunião, investigações interna e independente não constataram elementos suficientes para responsabilizá-lo nas investigações. Já os outros três ex-vices foram definitivamente destituídos do cargo: Antônio Carlos Ferreira (Coporativo), Roberto Derziê de Sant’Anna (Governo) e da Deusdina dos Reis Pereira (Fundos de Governo e Loterias).


    Investimento para atletas


    O Governo o Estado investirá R$ 4,5 milhões no Programa Estadual de Incentivo ao Esporte Amador do Estado da Bahia (FazAtleta). O decreto foi assinado pelo governador Rui Costa, na terça-feira (23) e a aprovação já foi divulgada pelo Diário Oficial. “Com esse decreto, pessoas que fazem esporte ou têm sua associação esportiva vão poder buscar um financiamento do Governo do Estado. Esses recursos são voltados para o patrocínio de atividades esportivas e atletas de alto rendimento”, disse o governador. Entre os benefícios do programa, estão o pagamento de viagens, despesas e equipamentos de atletas e federações e a disponibilização de um bolsa-auxílio ao atleta e ao técnico que o acompanha.



  • 24/01/2018


    24.01.2018 12h24m
    Recomendar

    Sobe - Atacadista que investirá R$ 45 milhões em centro distribuidor em Feira de Santana


    Desce - Beto Mansur, vice-líder do governo na Câmara, por ter sido denunciado pela PGR por sonegação do Imposto de Renda


    Protesto


    Integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) bloquearam cinco rodovias federais e quatro estaduais na manhã de ontem (23) na Bahia. As manifestações fazem parte de uma série de protestos que o MST está realizando em defesa do ex-presidente Lula, que será julgado nesta quarta-feira (24) pelo TRF4 (Tribunal Regional Federal), em Porto Alegre.


    Problema


    No ano passado, o governo Michel Temer preferiu deixar a votação da reforma da Previdência para fevereiro deste ano. No entanto, na avaliação do economista Bruno Fernandes, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Palácio do Planalto deverá enfrentar resistências e dificuldades para emplacar o texto em pleno ano eleitoral.


    Lula x Temer


    O presidente Michel Temer afirmou ontem (23) que o julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para amanhã (24) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, será um “evento natural” e que não deve gerar nenhuma instabilidade política. Temer falou com jornalistas assim que chegou à Suíça, onde participará do 48º Fórum Econômico Mundial, que reunirá líderes de 70 países.


    Esquecidos


    Ganhar na loteria não é fácil. Mas ser premiado e não retirar o valor é mais comum do que pode parecer. Somente em 2017, R$ 326 milhões deixaram de ser resgatados por ganhadores de prêmios de loterias no Brasil, segundo a Caixa Econômica Federal. O valor equivale a cerca de 8% dos mais de R$ 4,2 bilhões ofertados em prêmios pelas Loterias Caixa no ano passado.


    Bahia


    O ex-deputado federal Luiz Argôlo conseguiu ser transferido para uma unidade do sistema prisional baiano. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), por enquanto, Argôlo está no Centro de Observação Penal (COP).


    Bahia


    Entretanto, a secretaria não soube informar onde o ex-parlamentar ficará detido. Condenado na Operação Lava Jato a 11 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, Luiz Argôlo estava detido desde abril de 2015 em Curitiba. (Politica Livre).


    De qualquer jeito


    O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), afirmou nesta terça-feira (23) que o Palácio do Planalto quer votar a reforma da Previdência em fevereiro “de qualquer jeito”. Marun convocou uma entrevista coletiva nesta terça no Palácio do Planalto para falar sobre o assunto. Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda (22) a investidores em Londres (Inglaterra) que a votação pode ficar para novembro.


    Arrecadação


    A arrecadação com royalties e participações especiais sobre a produção do petróleo cresceu mais de 50% em 2017 após dois anos de queda. Segundo levantamento do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), a partir de dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a receita destinada à União, estados e municípios no ano passado atingiu R$ 26,89 bilhões, o que representa um aumento de 51,5% ante 2016.


    3% em 2018


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (23) que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil poderá superar os 3% previstos pelo governo para 2018. “Estamos em uma situação em que se consolidou a trajetória de recuperação, de crescimento do Brasil”, afirmou. O ministro participa, em Davos, na Suíça, do Fórum Econômico Mundial, onde concedeu entrevista após palestra no Itaú Private Lunch. 



  • 23/01/2018


    24.01.2018 11h46m
    Recomendar

    Sobe - Bahia de Feira pela brilhante estreia no Baianão 2018 ao derrotar o xará da capital por 1 x 0.


    Desce - Rombo da Previdência que subiu para R$ 268,8 bilhões em 2017, o maior da série histórica.


    Posse


    A posse como prefeito em exercício de Feira de Santana do vice Colbert Filho foi a mais prestigiada entre os eventos anteriores. Em um sábado, pela manhã, logo às 9h, se verificou um grande número de autoridades e presença de grande número de representantes da imprensa local. Vereadores e deputados estiveram presentes, justificaram suas ausências o presidente da Câmara José Carneiro Rocha e o líder do Governo Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) por estarem em viagens previamente marcadas.


    Senadores confirmam presença


    A bancada do PT no Senado vai estar presente em Porto Alegre, na quarta-feira (24) para acompanhar o julgamento da ação do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). “Vamos à luta defender a democracia”, disse o líder da bancada, Lindbergh Farias (RJ). “Não aceitaremos que se consolide a segunda etapa desse golpe, impedindo a candidatura do Lula. Resistiremos nas praças e ruas deste País”, emendou. Além de Lindbergh, estarão na capital gaúcha as senadoras Gleisi Hoffmann (PR), presidente do PT, Fátima Bezerra (RN) e Regina Sousa (PI) e os senadores Humberto Costa (PE), líder da oposição no Senado, Jorge Viana (AC), José Pimentel (CE), Paulo Paim (RS) e Paulo Rocha (PA).


    Protestos em Salvador


    Três atividades foram programadas em Salvador pelo PT e por lideranças de movimentos sociais entre esta terça (23) e a quarta-feira (24), por ocasião do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo informações do presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, o primeiro ato será o “Júri Popular”, que será realizado na terça-feira (23), às 15h, no Campo da Pólvora. O protesto reunirá advogados e juristas que argumentarão, com direito a contraponto, para demonstrar porque Lula está sendo julgado e do que está sendo acusado. Na quarta, dia do julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, acontece uma vigília também no Campo da Pólvora, do início da manhã até o final da sessão.


    2017 em déficit


    O déficit da Previdência Social fechou 2017 em R$ 268,8 bilhões, considerando os resultados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do regime dos servidores públicos da União. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o déficit do INSS foi de 182,5 bilhões no ano passado - ligeiramente melhor do que a estimativa do governo, divulgada em dezembro, que era de R$ 185,8 bilhões. O número corresponde a um aumento de 21,8% em relação ao rombo registrado em 2016, de R$ 149,7 bilhões, conforme dados informados pela Secretaria da Previdência do Ministério da Fazenda na segunda-feira (22).


    Condenado transferido para Bahia


    A defesa do ex-deputado federal Luiz Argôlo obteve a transferência do político para o sistema prisional baiano. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), Argôlo se encontra no Centro de Observação Penal (COP), uma espécie de porta de entrada antes de o detento ser encaminhado para uma unidade do sistema, quando os prisioneiros passam por “serviço social, exames, avaliações, etc.”. O ex-deputado foi condenado a 11 anos e 11 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Argôlo foi beneficiário do esquema envolvendo o doleiro Alberto Youssef e foi um dos primeiros ex-parlamentares a serem condenados em decorrência da Operação Lava Jato.


    Rui defende pacto


    O governador Rui Costa (PT) defendeu que seja feito um pacto de estado para atrair investidores nacionais e internacionais no país. Na avaliação do petista, o que se faz hoje é um pacto de governo, não de estado. “Isso não avança. O mercado reage mal e o país não avança”, disse, durante participação no II Encontro de Mobilidade Urbana, promovido pelo jornal Folha de S.Paulo. Rui participou do evento para apresentar a experiência do metrô de Salvador. 



  • 20/01/2018


    20.01.2018 11h00m
    Recomendar

    Sobe - UEFS por sediar encontro nacional de estudantes de Psicologia.


    Desce - Criminosos por terem cometido canibalismo antes de matarem casal em Camaçari.


    Sugestão do Coronel


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel(PSD), sugeriu que artistas consagrados na Bahia se inspirem no show beneficente de Bell Marques, que ocorreu no Teatro Castro Alves (TCA) na quinta-feira (18). A festa, realizada em comemoração aos 40 anos do bloco Camaleão, arrecadou cerca de R$ 500 mil para ajudar na construção de uma nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) cirúrgica no Hospital Aristides Maltez. “Os artistas de destaque da Bahia poderiam todo ano disponibilizar uma data para fazer show gratuito e ajudar os hospitais filantrópicos, a exemplo de Bell e Ivete [Sangalo, que fez um show em prol do Martagão Gesteira], poderiam contribuir, já que a Bahia foi quem os colocou na vida artística e os projetaram a nível nacional e internacional. Esse evento poderia servir de estímulo para que outros participem”, sugeriu o presidente.


    Encontro foi um erro


    O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, declarou que o encontro fora da agenda oficial com o presidente Michel Temer foi um “pequeno erro” do seu pessoal. Em entrevista à jornalista Miriam Leitão exibida na GloboNews, ele explicou que o convite havia sido feito antecipadamente e que na reunião foram discutidas melhoras no trabalho da PF. Segóvia se encontrou com Temer na última segunda-feira (15), na semana em que o presidente deveria responder a 50 perguntas feitas pela Polícia Federal como parte do inquérito no qual ele é investigado. As respostas foram enviadas na quinta-feira (18).


    Reforma bilionária


    O Palácio do Planalto vai abrir as torneiras das emendas parlamentares para aprovar a reforma da Previdência antes do fim de fevereiro e consolidar a estratégia de montar uma ampla frente eleitoral com todos os partidos da base aliada. O governo Michel Temer avalia ter um “arsenal” maior do que o usado em votações importantes do ano passado para convencer o Congresso a votar a matéria e aglutinar a base. Do ano passado, somente em restos a pagar de emendas parlamentares - que podem ser destinadas por deputados federais e senadores a redutos eleitorais - e novas emendas do Orçamento deste ano são mais de R$ 20 bilhões. Somados outros R$ 10 bilhões que o governo estima economizar ainda neste ano caso a reforma da Previdência seja aprovada, e que seriam usados em obras que podem render dividendos eleitorais aos aliados neste ano, o valor do “arsenal” de Temer pode superar R$ 30 bilhões.


    Investimento no Fazcultura


    O governador Rui Costa assinou, na quinta-feira (18), um decreto que destina o orçamento de R$ 15 milhões para o Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural - Fazcultura em 2018. O decreto de Nº 18.190 foi publicado nesta sexta-feira (19), no Diário Oficial do Estado. O investimento contempla diversas linguagens artísticas e se dá a partir de renúncia fiscal. Baseado na Lei 7.015/96, o Fazcultura permite ao Governo desonerar em até 5% o valor do ICMS que a empresa deve recolher mensalmente, possibilitando que ela empregue a verba em projetos culturais. Esses 5% podem representar até 80% do projeto apoiado. Em contrapartida, a empresa tem de investir com recursos próprios, um mínimo de 20% do custo total de cada projeto.


    Férias para reflexão


    ACM Neto tirou alguns dias de férias com a família. O descanso não deixa de ser uma tentativa de fugir do caldeirão político que o prefeito de Salvador ingressou após se tornar o único nome viável do grupo político liderado por ele para concorrer ao governo da Bahia em 2018. A tarefa de bater o governador Rui Costa na tentativa de reeleição é complexa e, caso Neto confirme estar disposto a participar do pleito, estaria abrindo mão de administrar Salvador apenas 1 ano e três meses depois de ter sido reeleito com 74% dos votos. Cacifado eleitoralmente, o democrata aumentou o potencial político desde que passou a ter melhor trânsito com o governo federal. Com a máquina da União ao seu lado, os ventos começaram a soprar favoráveis, porém não parecem ter encantado plenamente o prefeito.


    Fraude


    A menos de uma semana de ser julgado por três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou a jornalistas estrangeiros que uma eventual impugnação de sua candidatura à Presidência da República, consequência provável de uma condenação, seria uma “fraude”. Além disso, o petista declarou que vai continuar “brigando” até o final para concorrer no pleito de outubro. “Na minha vida eu não conheço a palavra desistir e não faço uso dela”, disse Lula na quinta-feira, 18, a representantes dos jornais El País, The New York Times, The Guardian, La Nación, Die Zeit e Liberátion.



  • 19/01/2018


    20.01.2018 10h57m
    Recomendar

    Sobe - Equipe econômica do governo encabeçada por Henrique Meireles que quer nomes técnicos para diretoria de bancos públicos.


    Desce - Partidos políticos que, mesmo depois de tantas denúncias na Caixa, insistem em indicar cargos para a diretoria do banco público.


    Fila


    O deputado Fernando Torres já declarou que apoiará para deputado federal o seu correligionário partidário Otto Filho, atual presidente da Desenbahia. A fila anda com o apoio de dois vereadores feirenses, todos levados por Torres. O primeiro foi Zé Filé, que declarou apoio desde o primeiro momento. Semana passada foi a vez do vereador Bililiu, levado também pelo deputado feirense. A previsão do núcleo da campanha de Otto Filho é que em Feira de Santana o candidato ultrapasse os dez mil votos.


    Separados


    No âmbito à candidatura a deputado estadual os dois vereadores feirenses estão em caminhos diferentes, enquanto Zé Filé apoia Targino Machado a pedido de Fernando Torres, Bililiu se mantém inalterável em apoio ao deputado Carlos Geilson. No caso de Federal, assessores do vereador Bililiu, informam que ele tinha a intenção de apoiar o suplente de deputado Zé Chico, mas que este não tinha dado sinais claros de que será candidato e pretendia ter ao apoio do Edil do PPS.


    Transferido para prisão


    O juiz federal Sérgio Moro ordenou a transferência do ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB) para um presídio em Curitiba. A decisão atende a um pedido do Ministério Público Federal que apontou regalias ao emedebista no sistema prisional do Rio. “Defiro o requerido pelo MPF para determinar a transferência de Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho para o sistema prisional do Estado do Paraná, especificamente para o Complexo Médico de Pinhais, na ala já ocupada por outros presos da Operação Lava Jato”, ordenou o juiz. Cabral está condenado a 87 anos de prisão na Lava Jato. Deste total, 14 anos e dois meses de reclusão por corrupção e lavagem de dinheiro foram impostos pelo juiz Moro.


    Honrado com preocupações


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse na manhã da quinta-feira (18) que se sente “honrado” com as preocupações de possíveis concorrentes à Presidência da República - como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) - com a sua eventual candidatura. “Sobre preocupações de outras pessoas, acho muito normal, razoável e legítimo que pessoas - seja lá quem for - fiquem preocupadas com potenciais adversários no futuro”, disse Meirelles em entrevista à Rádio Metropolitana de Salvador, após ser questionado sobre Maia. Segundo o ministro, as preocupações em torno da sua eventual candidatura em 2018 começaram ainda um ano e meio atrás, quando assumiu o Ministério da Fazenda.


    Auxílio moradia em discussão


    O Supremo Tribunal Federal (STF) deve colocar em votação no mês de março a ação que pode acabar com o auxílio-moradia a juízes. De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a informação foi confirmada pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, a dirigentes de associações de magistrados. O benefício é pago desde 2014 a todos os juízes, inclusive aos que possuem imóvel e residem na cidade onde atuam, graças a uma liminar do ministro Luiz Fux, também do STF. Apenas a Justiça do Trabalho estima consumir R$ 197,7 milhões com o pagamento de auxílio-moradia neste ano.


    Cunha no comando


    O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) afirmou na quarta-feira (17) que o ex-deputado Eduardo Cunha “não nomeou apenas os vices da Caixa, mas todo governo Temer”. “(Cunha) Sempre teve três metas: influir nas delações (premiadas) transferindo suas responsabilidades; aprovar o impeachment (da ex-presidente Dilma Rousseff) e governar”, escreveu Renan no Twitter. Desde o ano passado, Renan acusa o governo do presidente Michel Temer de ser “comandado” por Cunha, que está preso desde outubro de 2016. Em novembro, o senador criticou a indicação de Carlos Marun (PMDB-MS), um dos principais aliados de Cunha, para a Secretaria de Governo.


    Ainda não sabe cargo


    O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse nesta quarta-feira (17) que vai deixar o governo do presidente Michel Temer para se candidatar nas eleições deste ano. Apesar do anúncio, ele declarou que ainda não sabe para qual cargo vai concorrer. “Eu tenho um prazo dentro da lei, que é 7 de abril, e trabalho com essa data. Não quer dizer que a gente esteja amarrado ao cargo, nunca estive, mas não tem nenhum planejamento de fixar uma data”, disse o ministro durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto. Segundo Mendonça, ele ainda vai conversar com o presidente Michel Temer sobre a questão. Questionado especificamente sobre qual cargo ele deve tentar, o ministro disse que vai.



  • 18/01/2018


    18.01.2018 10h41m
    Recomendar

    Sobe - Estudantes, pais de aluno e comunidade que se unem em ato público contra o fechamento da Escola Obra Promocional em Feira de Santana.


    Desce - Polêmica envolvendo Estado e igreja que pode culminar com o fechamento da Escola Obra Promocional que já tem quase meio século de serviço prestado à educação.


    Dória pediu calma


    O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), pediu "calma" e "consciência" da população na quarta-feira (17) em relação à busca por vacinação contra febre amarela. Nos postos de saúde da capital paulista, a espera pela imunização pode chegar a 9 horas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou todo o Estado de São Paulo em mapa de risco para a doença. O tucano disse em entrevista à Rádio Capital que "não há nenhuma razão para pânico". "As vacinas estão ocorrendo. As filas são muito grandes desnecessariamente porque as pessoas, no pânico, vão se vacinando sem necessidade", afirmou Doria.


    Vai se explicar na TV


    O presidente Michel Temer participará de uma entrevista no programa Sílvio Santos, em meio ao seu tradicional auditório feminino, para falar sobre a reforma da Previdência. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o mesmo modelo foi usado pelo dono do SBT nos anos 1990, quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi ao programa explicar a criação da Unidade Real de Valor (URV) antes da adoção do real como moeda. A participação do peeemedebista será gravada na quinta-feira (18).


    E-mail encontrado


    No relatório final de investigação independente contratada pela Caixa Econômica Federal, o escritório Pinheiro Neto cita um e-mail do gabinete do então vice-presidente da República, Michel Temer, para o vice-presidente afastado do banco Roberto Derziê. "Conforme contato telefônico, segue o pleito para Superintendente Regional de Ribeirão Preto -SP", diz a mensagem assinada com: "atenciosamente, Michel Temer." Como resposta, o VP de Operações Corporativas da Caixa diz que o pleito seria tratado com prioridade. O Palácio do Planalto afirma que Temer não envia e-mails e que funcionários cuidam do correio eletrônico.


    Provocou rivais


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de um ato na terça-feira (16) com artistas e intelectuais que reuniu cerca de mil pessoas no teatro Oi Casagrande, no Rio de Janeiro. O petista aproveitou o ato "Em Defesa da Democracia e do Lula" para provocar seus rivais na política, como os pré-candidatos à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Jair Bolsonaro (PSC-RJ). "Eles querem transformar o Brasil no Caldeirão do Huck. O Congresso tem um pouco a forma do caldeirão", ironizou Lula, em referência ao programa da Luciano Huck, ventilado no ano passado como possível candidato do grupo ao qual o PT faz oposição.


    Situação indefinida


    O secretário de Educação da Bahia, Walter Pinheiro, ainda não sabe se vai disputar a eleição deste ano. Em entrevista ao Bahia Notícias, ele disse não pretender concorrer a um mandato como deputado federal ou estadual. No entanto, não fechou as portas para contribuir com o projeto de seu grupo político. Pinheiro relatou que sua decisão deve ser tomada a partir de uma conversa com o governador Rui Costa. "Estou rediscutindo muito essa história lá. O que seria uma volta nossa para disputar uma nova eleição ou para integrar e tal...não está fechada essa porta", disse.


    Dias contados


    O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse na terça-feira (16) que a bandeira tarifária verde deve ser mantida até o fim de março deste ano. Segundo ele, o volume de chuvas acima da média no fim de 2017 contribui para melhora no cenário dos reservatórios das usinas hidrelétricas. "O sistema [elétrico nacional] é interligado, e a gente veio de cinco ou seis anos de chuvas abaixo da média nos maiores reservatórios, mas os resultados de novembro e dezembro e dos primeiros dias de janeiro têm sido muito animadores", explicou o ministro. Em dezembro, vigorou a bandeira vermelha para o Patamar 1, quando são cobrados R$ 3 a cada 100 kWh consumidos. Já com a bandeira verde, não há qualquer cobrança extra nas contas de luz. 



  • 17/01/2018


    17.01.2018 11h31m
    Recomendar

    Sobe - Secretaria de Saúde de Feira por ter reduzido em 95% os casos de Chikungunya na cidade


    Desce - Latam e Azul por serem as companhias aéreas com mais queixas de passageiros em 2017

     

    A pinguela caiu


    No último final de semana em Jacarta, na Indonésia, uma pinguela construída entre um prédio e outro da Bolsa de Valores, caiu ferindo 76 pessoas que passavam por ela. Não se registrou mortes, pois era no primeiro andar. E olha que lá, as obras foram autorizadas e vistoriadas pelos departamentos competentes do poder público. Imagina se não tivesse todo um cuidado na fiscalização. Poderia morrer gente. É bom lembrar que como qualquer edificação, pinguela também pode cair.


    E agora?


    No final da semana passada, a juíza da Justiça Federal, Luciana Corrêa Tôrres de Oliveira, penhorou o apartamento do Guarujá, que o juiz Sergio Moro, colega da citada, entendendo que havia fortes indícios de que pertencesse a Lula, o condenou a nove anos de prisão. No entendimento simples, a penhora só recai sobre patrimônio do devedor. Só uma pergunta? Dois juízes da mesma instância têm posições diferentes, por indícios um condena, pela documentação o outro praticamente absolve, já que o prédio tem dono: a OAS. E ai? Lula vira mártir.


    Placa roubada


    Alvo de diversas polêmicas, o viaduto "Dona Marisa Letícia", que homenageia a ex-primeira-dama, que foi esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teve a placa roubada em menos de uma semana de sua inauguração. A entrega da via ocorreu no último dia 4, sem a presença do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que argumentou que era "injusta a homenagem a alguém envolvido no maior escândalo de corrupção já registrado no país e que nunca morou na cidade, nem jamais lhe trouxe qualquer benefício". O projeto que batizou o viaduto com o nome de Marisa, que morreu no dia 3 de fevereiro de 2017 após um acidente vascular cerebral (AVC), foi sancionado pelo prefeito em exercício, Milton Leite (DEM).


    Pente fino


    O governo federal pretende fazer 1,2 milhão de perícias em benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O prazo para cumprir esta meta é o final de 2018, de acordo com o ministro interino do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame. A verificação no pagamento dos auxílios-doença e das aposentadorias por invalidez foi anunciada em 2016. Até dezembro do ano passado, 249,8 mil benefícios foram vistoriados, resultando no cancelamento de 226,2 mil auxílios-doença. A economia gerada foi de R$ 5,7 bilhões. Ao G1, Beltrame disse que para atingir a meta deste ano, parte dos 3.864 peritos do INSS terá de aderir a uma nova forma de trabalho, levando em conta a produtividade: deverão fazer quatro perícias diárias e se colocar à disposição de mutirões para quando o ministério julgar necessário.


    Evitando o MDB


    Após ter o nome dos irmãos Lúcio e Geddel Vieira Lima envolvidos em escândalos de corrupção, o PMDB da Bahia, que até muito recentemente tinha a dupla como maiores lideranças, pode viver um processo de esvaziamento. De acordo com informações obtidas pelo Bahia Notícias, temerosos com suas situações político-eleitorais em 2018, pelo fato de estarem em um partido cuja imagem está bastante atrelada aos dois, deputados estaduais estão avaliando deixar a legenda em troca da renovação dos mandatos. E, segundo o apurado pela reportagem, nem mesmo o prefeito ACM Neto (DEM) quer o PMDB, até após a sigla ter trocado de nome para MDB, em seu palanque nas eleições para o governo do Estado.


    Números estão vindo


    Sem revelar os votos que o governo teria hoje pela aprovação da reforma da Previdência, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou na segunda-feira (15) que acredita que a situação está "mais favorável" agora do que no fim de dezembro antes do recesso, mesmo que haja a preocupação eleitoral dos parlamentares. "Os votos estão vindo sim, o que nós não estamos neste momento é contando. Quero contar isso no final de janeiro", disse.  



  • 16/01/2018


    16.01.2018 11h35m
    Recomendar

    Sobe - Nota Premiada Bahia por possibilitar que o cidadão escolha instituições das áreas social e saúde para serem beneficiadas.


    Desce - Violência crescente contra menores nas famílias.


    Fraude licitatória


    A Câmara Municipal de Jaguarari aceitou uma denúncia de infração político-administrativa contra o prefeito Everton Carvalho Rocha (PSDB). A decisão foi tomada por 12 votos favoráveis contra apenas um negativo, em sessão plenária da última quinta-feira (11). Com base em sorteio, a Comissão Processante será composta pelos vereadores Valdemilson dos Santos Vieira, no cargo de presidente; José Gonçalves Filho, como relator; e Lourival Almeida Sandes, como membro. Os três terão o prazo de 90 dias, contados a partir da data de notificação do denunciado, para investigar o caso. Na ação referida, solicitada em 26 de dezembro por Klyton Marceu Rosa Silva, o prefeito é acusado de fraudar a licitação de um software para o sistema de controle de tributos.


    Homenageado em marchinhas


    O japonês da federal e o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) são personagens do carnaval que passou. O "muso" dos compositores de marchinhas agora é outro: "Ele é uma figura que está no jornal diariamente. A gente acorda com ele quase todos os dias", disse João Roberto Kelly, 79 anos, ao se referir ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes. O ministro foi "homenageado" em pelo menos três novas marchinhas. Kelly, que é autor de clássicos como "Cabeleira do Zezé" e "Mulata Iê-Iê_Iê", lançou "Alô, Alô Gilmar" ("Alô, alô Gilmar/eu to em cana,/vem me soltar...").


    Segurança pública


    A maior parte da população avalia que a segurança pública piorou nas cidades brasileiras nos últimos anos: 67,9% afirmam sentir maior insegurança, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisas. Para 16,5% dos entrevistados, o cenário continuou igual, enquanto 14,5% acham que a situação melhorou e 1,2% não souberam e não opinaram. A sensação de piora é maior entre nordestinos (73,6%) e menor entre os sulistas (64,1%) e moradores do sudeste (64,3%). Há uma diferença de percepção maior também considerando as faixas etárias: a piora foi vista mais entre pessoas com 25 a 34 anos (73,5%) e menos entre os idosos (60 anos ou mais), entre os quais 59,9% veem um aumento da violência. A responsabilidade sobre o tema, no ponto de vista da maioria da população (60,5%), é de todos os poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário).


    Definições no MST


    A eleição dos novos dirigentes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) encerrou o trigésimo encontro estadual da organização no domingo (14) - no evento, foram escolhidos também os nomes que concorrerão a cargos eletivos nas eleições deste ano. Para a direção do MST, foram indicados Evanildo Costa, em reeleição, e Lucineia Durães, conhecida como Liu do MST, em substituição a Elisabeth Rocha, que vai para o setor nacional de produção do Nordeste. Na chapa proporcional, serão candidatos o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), que tentará a segunda reeleição, além de Mário Jacó (suplente de deputado do PT) e o vereador Luiz Carlos Suíca, que disputaram uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). O MST também confirmou apoio à reeleição do governador Rui Costa e à candidatura do secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, ao Senado.


    "Não sou candidato"


    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ressaltou que não é candidato ao cargo de presidente da República. "Eu não sou candidato", disse para jornalistas em Nova York. "Entre a aventura e o risco tem um caminho muito longo para você ser candidato a presidente. Agora, eu analiso cenários. De fato, como eu tenho dito sempre, a eleição no Brasil é uma eleição aberta. Isso gera mais insegurança. Eu não estou preocupado." "Talvez se eu estivesse preocupado com eleição eu estaria ouvindo muitos dos meus amigos dizendo que eu não deveria manter a votação da reforma da Previdência", ressaltou o presidente da Câmara.


    Fogo amigo


    O PP da Bahia não trabalha com hipótese diferente de manter João Leão como vice na chapa do governador Rui Costa. A declaração vem de integrantes da direção do partido, que tratam como "fogo amigo" as tentativas de aproximar o grupo político progressista do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Apesar da proximidade entre membros da bancada do PP com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), ainda não são feitas tratativas para aproximar o partido do DEM na Bahia. Não oficialmente. Nos círculos de conversa, todavia, os interlocutores admitem manter uma boa relação - tanto do lado de Neto quanto do lado do PP. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia