Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 08/02/2018


    08.02.2018 16h14m
    Recomendar

    Sobe - O Governo do Estado, que confirmou mais de R$ 1 milhão em investimentos na área de saúde para o Carnaval.


    Desce - Câmara dos Deputados, que não conseguiu quórum nas duas primeiras sessões do ano para votar projetos de interesse público.


    Colbert vai à Boston


    Foi aprovado, mediante sessão extraordinária e por unanimidade dos presentes, o Projeto de Decreto Legislativo de nº 01/2018, de autoria da Mesa Diretiva, que concede licença ao vice-prefeito municipal de Feira de Santana, Colbert Martins da Silva Filho, para viagem ao exterior. De acordo com o Decreto Legislativo, fica concedida, na forma da Lei Orgânica do Município, licença ao Excelentíssimo Senhor vice-prefeito municipal Colbert Martins da Silva Filho, no período de 07 a 18 fevereiro, para viagem ao exterior, à cidade de Boston, Estado de Maassachusetts - Estados Unidos na forma especificada no ofício nº 30/2018, datado de 07 de fevereiro de 2018.


    Não vai pedir desculpas


    Alberto Nery (PT) lamentou a declaração da presidente da Associação dos Agentes de Endemias, Isabel Cristina Fernandes, ao Jornal Folha do Estado, afirmando que o edil mentiu ao dizer que houve reunião entre os vereadores para decidir sobre o adiamento da votação do Projeto de Lei 02/2018 e afirmou que não vai pedir desculpas. “Afirmei ontem que a votação foi adiada após decisão dos vereadores em reunião interna. Lamentável a presidente do Sindicato da categoria afirmar que eu estava mentindo. Reitero a minha afirmação de que o grupo de vereadores apresentou as razões que justificavam o adiantamento da votação”, declarou.

     

    Reunião com comerciantes


    Luiz da Feira (PPL) informou que esteve reunido, na noite de terça-feira (06), com representantes da Associação dos Vendedores Ambulantes de Feira de Santana e do Banco do Nordeste para discutir a reformulação do estatuto dos ambulantes e a concessão de crédito. “Tratamos da troca do telhado do Feiraguai, que tem agradado aos comerciantes que atuam no local, e vamos conversar com o secretário Antônio Carlos Borges Junior sobre o início da segunda etapa desta obra”, pontuou. O edil afirmou que realizou visita à obra de construção do Shopping Popular e voltou a afirmar que irá discutir com o governo municipal sobre os valores que serão cobrados aos comerciantes para exploração do espaço e a necessidade de viabilização de carência para pagamento dos valores.


    Convocação


    João Bililiu (PPS) convocou às lactantes de Feira de Santana e região a fazerem doação de leite materno ao Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher. De acordo com o edil, a unidade encontra-se com baixo estoque para atender a grande demanda de recém nascidos que necessitam ser alimentados. “Doar leite é salvar vidas, é um ato de solidariedade. A diretora do Hospital da Mulher, Gilbert Lucas, está fazendo um apelo para que as mães lactantes possam doar o leite materno. Peço que essas mães entrem em contato com a unidade e façam esse ato de solidariedade”, concluiu.


    Críticas ao governo


    Zé Filé (PROS) teceu críticas ao trânsito e à limpeza de Feira de Santana. “Na manhã de hoje, vejo os colegas se preocupando com São Gonçalo como se Feira estivesse um ‘mar de rosas’. Ontem, às 17 horas, fiquei aqui no centro da cidade observando o trânsito e percebi o engarrafamento que se forma na Avenida Senhor dos Passos e adjacências. E ainda temos que ouvir o superintendente de Trânsito dizer que o trânsito está melhor, que agora é trânsito livre. Está é piorando”, disse Zé Filé.


    Cobrou investimentos


    Neinha Bastos (PTB) voltou a criticar a saúde de Feira de Santana e cobra do Governo do Estado mais investimentos. “O descaso do Governo do Estado em relação à saúde de Feira de Santana parece que está cada dia pior. Ontem presenciei o terror que vivem as policlínicas. Precisamos estar blindados por Deus para não dependermos desta Central de Regulação que não manda em nada. É preciso entender que paciente de AVC e trauma não é paciente de policlínica. Nosso povo está morrendo por falta de atendimento e procedimento médico adequado. Se vocês quiserem ter noção da gravidade do que estou falando basta visitarem as policlínicas”, desabafou Neinha.  



  • 07/02/2018


    07.02.2018 11h18m
    Recomendar

    Sobe - O município de Feira de Santana por investir mais de R$ 500 mil em projetos de cultura e esporte locais.


    Desce - Motoristas que insistem em exceder a velocidade permitida em rodovias federais que cortam a Bahia.


    Pediu conclusão de obra


    João Bililiu (PPS) reivindicou o término das obras da Lagoa Grande e melhorias para a localidade, pois segundo ele está difícil residir no local com tanta carência. “Pasmem que estamos convivendo com o lamaçal, que está provocando doenças aos moradores. Isso é inadmissível. Peço ao vereador Tourinho, membro da Comissão de Obra, Urbanismo e Meio Ambiente, que lute comigo em busca de melhorias para a região da Lagoa Grande. Hoje pela manhã dando uma volta no local, só vi lama. A obra daquela lagoa era para ter sido concluída em 18 meses, já se arrasta por cinco anos e ainda está na metade. Sou cobrado por isso pelos moradores todos os dias e vou continuar cobrando até ser atendido”, disse. A obra é de responsabilidade do Governo do Estado.


    Críticas


    Isaías dos Santos (PSC) criticou o município de São Gonçalo dos Campos, por agir com negligência para com os moradores do Parque Viver. “Trago aqui uma notícia triste. Ontem faleceu eletrocutado o jovem Anderson Oliveira do Espírito Santo, quando realizava a troca de lâmpada de uma quadra de esporte no Parque Viver. Trocar lâmpadas é uma prática daqueles moradores. É lamentável ver o descaso da prefeitura e quero chamar sua atenção. Há muitos anos os moradores desta localidade sofrem com a negligência desse município. Uma construtora enganou aquelas pessoas, pois ofereceu imóveis entre o bairro Tomba e o Parque da Cidade, mas nunca falou que era em São Gonçalo”, pontuou Isaías.


    Importância do voto


    O vereador Marcos Lima (PRP) chamou a atenção da população feirense para a importância de eleger deputados estaduais e federais de Feira de Santana. Para o edil, a medida assegura mais atenção e investimentos para o município. “Um deputado federal tem disponível R$ 15 milhões ao ano para destinar para sua cidade. O normal é que cada deputado destine verbas para sua cidade de origem. Por isso, ressalto a importância de elegermos candidatos de nossa cidade. Vamos votar em candidatos de Feira de Santana, que tenham o compromisso de trabalhar pelo desenvolvimento de nosso município”, convocou.


    Compromisso com Feira


    Lulinha (DEM) destacou o compromisso do deputado federal José Nunes (PSD) com o município de Feira de Santana. O edil pontuou alguns benefícios já assegurados através de emendas destinas pelo deputado para as áreas de saúde, esporte e lazer no município e afirmou que novos investimentos já estão garantidos. “Durante o recesso desta Casa estive em Salvador com o deputado José Nunes confirmando o repasse de emendas para aquisição de uma ambulância para o SAMU, e para obras de construção de praça esportiva na Mantiba e no bairro Conceição. O deputado José Nunes está sempre à disposição de Feira de Santana”, pontuou.


    Desafiou emissora


    Edvaldo Lima (PP) criticou a Rede Globo de Televisão pelo conteúdo considerado desrespeitoso em sua programação e afirmou que irá produzir um vídeo para a campanha lançada pela emissora com o tema “Que Brasil você quer para o futuro?”. “A Rede Globo está perguntando aos brasileiros que país você quer para o futuro? Vou desafiar a emissora enviando meu vídeo, afirmando que o que movimenta o país é a educação e é o que nós queremos. A Globo fica ensinando em sua programação pedofilia. Nós queremos um país com saúde plena, com segurança pública e educação e não um país que ensine pedofilia a nossa população”, disse.


    Parabenizou agentes


    Gerusa Sampaio (DEM) parabenizou os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e os Agentes de Combate às Endemias (ACE) pelo trabalho realizado no município de Feira de Santana. “Quero parabenizar aos agentes que realizam um trabalho de excelência e merecem todo incentivo e reconhecimento. Esta lei autoriza o Executivo a realizar o repasse desse recurso adicional para esses profissionais. Estou feliz em ver a Câmara Municipal buscando assegurar os direitos e incentivos aos trabalhadores”, disse. 



  • 06/02/2018


    07.02.2018 11h02m
    Recomendar

    Sobe - O MP-BA que abre concurso para promotor com o bom salário de R$ 23 mil, inicial, próximo do que ganha um deputado.


    Desce - ONG que pediu e Justiça que concedeu o impedimento para que 27 mil bois pagos e embarcados não sigam para a Turquia.


    Declarou apoio à Geilson


    Edvaldo Lima (PP) declarou apoio à pré-candidatura do deputado estadual Carlos Geilson (PSDB). “Durante o recesso, mantive uma longa conversa com o deputado Carlos Geilson. Ele será o meu candidato nas eleições de 2018, terá o apoio e iremos marchar juntos por sua reeleição para o bem do município de Feira de Santana. Terei o prazer em ajudá-lo a se manter na Assembleia Legislativa”, anunciou. Os vereadores João Bililiu (PPS), Marcos Lima (PRP), José Carneiro Rocha (PSDB) e Luiz da Feira (PPL), já tinham declarado apoio ao nome de Carlos Geilson para candidato a deputado estadual.


    Mais apoios


    O deputado Carlos Geilson é de longe o candidato a deputado estadual com o maior número de apoios. Além dos citados acima, marcham com o deputado a veradora Neinha e os seus colegas veradores Fabiano da Van, Pablo Roberto e Justiano França, os dois últimos que assumem temporariamente secretarias do Governo. Criticou morosidade em obras João Bililiu (PPS) criticou a morosidade na conclusão das obras de esgotamento sanitário nos bairros localizados no entorna da Lagoa Grande. O edil pediu ao presidente do Legislativo feirense, José Carneiro Rocha (PSDB), a formação de uma comissão para cobrar à Conder a conclusão dos serviços. “A população do bairro Caseb está sofrendo com o esgoto correndo a céu aberto. Peço ao presidente desta Casa que convoque uma comissão para ir até a Conder cobrar soluções e saber quando serão concluídos aqueles trabalhos no entorno da Lagoa Grande”, reivindicou.


    Cobrou realização de cirurgias


    Tom (PEN) questionou a destinação da verba para realização de cirurgias ortopédicas pelo SUS em Feira. “Trago aqui um assunto que é motivo de tristeza: cirurgia ortopédica. Esta semana me deparei com várias solicitações e apelos de pessoas que estão sofrendo em busca da realização de cirurgia de dedo, braço, perna e quando chegamos às clínicas e hospitais credenciados ao SUS recebemos a informação de que os procedimentos só podem ser realizados se forem particulares. Quero saber para onde está indo o dinheiro que deveria ser destinado a este setor”, questionou.


    Criticou tarifas de ônibus


    Tourinho (PV) criticou o reajuste da tarifa cobrada no transporte coletivo urbano em Feira de Santana e comparou com valores cobrados em capitais do norte e nordeste. “Desde meu 1º mandato sempre fui um crítico do transporte da cidade. Penso que Feira de Santana possui uma tarifa cara por um serviço de péssima qualidade prestado em Feira de Santana. Há dois anos, quando foi feita a última licitação do sistema de transporte, criou-se a esperança de que se melhorasse o sistema de transporte; anunciou ônibus novos, porque a cidade não suportava mais carros pegando fogo e quebrando. Chegaram as empresas Rosa e São João, que trouxeram ônibus novos, mas pouco tempo depois já se observava as novas empresas com práticas do passado”, relatou Tourinho.


    Saúde pública em baixa


    Neinha Bastos (PTB) voltou a criticar a realidade da saúde pública no município de Feira de Santana. A edil cobrou ao governador do Estado, Rui Costa, o cumprimento da promessa de construir um novo hospital regional no município. “A vida do povo de Feira de Santana não está valendo nada para o governo do Estado. Feira necessita de um novo hospital. A situação da saúde pública está sufocando Feira de Santana, que verdadeiramente precisa de um novo hospital para atender a demanda de pacientes. As policlínicas não têm condições de prestar a assistência devida às pessoas que dão entrada com problemas mais graves”, afirmou.


    Reforma não é suficiente


    Cadimiel afirmou que a reforma promovida pelo Governo do Estado na emergência do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) não é suficiente para atender a demanda de pacientes de Feira de Santana e demais município da região que buscam atendimento na unidade. “O Hospital Clériston Andrade atende 127 municípios do Estado da Bahia e mesmo com esta reforma com a ampliação do número de leitos a unidade não será suficiente para prestar atendimento a essa demanda de pacientes vítimas de acidentes, traumas, tiros, facadas, fraturas expostas, dentre outros casos”, analisou. 



  • 03/02/2018


    05.02.2018 10h58m
    Recomendar

    Sobe - A Seprev por promover mutirão que ajudou pessoas de baixa renda a solucionarem demandas jurídicas.


    Desce - O comportamento de algumas pessoas que vão aos estádios de futebol apenas para brigar.


    Sem certeza de votos


    O presidente Michel Temer cogita a possibilidade de colocar a reforma da Previdência em votação no próximo dia 19, mesmo sem a certeza de alcançar os votos mínimos para aprovação da matéria. “Nós temos duas, três semanas para fazer a avaliação se temos votos ou não e depois decidimos se vamos votar de qualquer maneira ou não”, disse, em entrevista ao Estado de S. Paulo na sexta-feira (2). Essa avaliação será feita por ele e pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Temer viajou na sexta para Cabrobró (PE), onde inaugurará parte da transposição do Rio São Francisco. Antes de embarcar, no entanto, o presidente também concedeu entrevista para a rádio Jornal, onde disse que os próximos governos não vão aguentar, caso não haja a reforma.


    Neto critica governo


    O prefeito ACM Neto fez sua primeira crítica ao governo do estado após 40 minutos de discurso na abertura do ano legislativo na Câmara Municipal de Salvador. Quando falava sobre ações na área de saúde, o demista comparou sua gestão ao trabalho realizado pelo governador Rui Costa, que segundo ele, fechou quatro Unidades de Pronto Atendimento. “Não é possível que a cidade, que de um lado viu a prefeitura quase triplicar o atendimento de urgência e emergência das UPAs, e do outro lado a fotografia de quatro unidades fechadas pela gestão estadual. Está na hora de o governo rever sua posição”, alfinetou Neto.


    Auxílio de Moro


    O juiz Sérgio Moro recebe auxílio-moradia mesmo possuindo uma residência em Curitiba, mesma cidade onde fica o seu local de trabalho, a sede da Justiça Federal de 1º Grau do Paraná. Segundo informações divulgadas pela Folha de S.Paulo na sexta-feira (2), o benefício recebido por Moro é de R$ 4.378. A distância entre a casa do juiz e a sede da Justiça Federal, onde ele trabalha desde 2003, é de três quilômetros. Em 2002, Moro comprou um imóvel de 256 m² em um bairro de classe média da capital paranaense. Para receber o auxílio-moradia, o juiz federal se aproveita de uma liminar de setembro de 2014 concedida pelo ministro Luiz Fux, ndo Supremo Tribunal Federal (STF), que permite que todos os magistrados do país recebam o auxílio.


    Deputados pressionam Jefferson


    Deputados do PTB resolveram pressionar o presidente do partido, Roberto Jefferson, para que ele retire a indicação da filha, a deputada Cristiane Brasil (RJ), para o Ministério do Trabalho. A sigla insiste na nomeação que foi barrada, inclusive, pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Pedro Fernandes foi rejeitado por Sarney e o PTB não moveu um dedo. Agora toda essa ‘fiasqueira’... Desculpa, Roberto, a corda está esticando para todos nós”, escreveu o deputado Sérgio Moraes (RS) em um grupo de WhatsApp da sigla. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, a bancada já levou o pedido de substituição para o Palácio do Planalto, ressaltando que o ministro interino Helton Yomura está vetado.


    Comendadores


    O governador Rui Costa, a primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), Aline Peixoto, e o cantor Bell Marques receberam na noite da quinta-feira (1º), a condecoração da Ordem do Mérito da Liga Bahiana Contra o Câncer. A comenda é entregue como forma de reconhecimento da entidade àqueles que contribuem com o trabalho da Liga, especialmente com o Hospital Aristides Maltez, e que atuam na luta contra o câncer no Brasil. A cerimônia de entrega da condecoração aconteceu no auditório do HAM. Rui recebeu a comenda de grau Grã-Cruz, enquanto a primeira-dama ganhou o título de comendadora da Ordem e Bell ganhou a comenda de Cavaleiro.


    Ficou devendo emendas


    O governador Rui Costa pediu na quarta-feira (1º), ao entregarambulâncias e assinar convênios para obras em municípios, que os deputados estaduais façam logo o empenho das emendas impositivas para este ano. Porém, de acordo com levantamento realizado pelo Bahia Notícias, em 2017, Rui pagou apenas 17,1% dos recursos empenhados pelos parlamentares. No ano passado, os deputados pediram a liberação de R$ 87,9 milhões em emendas. Entretanto, ao fim do ano, apenas R$ 15,4 milhões tinham sido desembolsados pelo governo. No saldo a liquidar, Rui ficou devendo aos políticos R$ 74,3 milhões. 



  • 02/02/2018


    05.02.2018 10h56m
    Recomendar

    Sobe - A mensagem do Governo levada a Câmara por Colbert Filho.


    Desce - A indelicadeza de Lulinha, que ao invés de saudar o prefeito, leu mensagem de Governo.


    “O esperto”


    Na sessão de abertura dos trabalhos legislativos da Câmara, ontem, que tinha como objetivo único, a leitura pelo prefeito em exercício, Colbert Filho, da mensagem do Governo para este ano, que sempre tem retrospectiva como base, ficou comprometido. O presidente da casa ao convidar o líder do Governo para fazer a saudação, exclusivamente, teve a surpresa, bem como todos os presentes à sessão, não a saudação, mas a um Lulinha revestido de uma condição de prefeito lendo como se fosse a mensagem a retrospectiva das ações do Governo no ano passado recheada com uma simulação de mensagem. Todos os presentes ficaram estupefatos com a falta de foco tendo como componente a descortesia.


    Afinados


    Ao fazer uso da palavra, com o discurso técnico esvaziado, pela apresentação de Lulinha elencando secretaria por secretaria, obra por obra, abandonou a papelada e fez uma leve e bem elaborada explanação política com uma mensagem que mostrou a afinidade com o titular, o prefeito José Ronaldo, mostrando preocupação com a violência que embora sendo uma obrigação dos governos estadual e federal, tem sido também uma preocupação da prefeitura de Feira com a prevenção, além dos elogios a Ronaldo, encerrando só utilizou a última folha do que estava escrito, a que saudava os presentes.


    Olho de águia


    O vereador Roberto Tourinho, decano da casa, e observando a performance inusitada do colega Lulinha, no fim do discurso do líder do Governo pediu a palavra solicitando ao presidente que registrasse em ata a “deselegância do colega vereador e líder do Governo, Lulinha”, quis o vereador Tourinho que o fato ficasse para posteridade para que o fato jamais voltasse a acontecer.


    Rifado


    Lulinha parece ter sentido o impacto da observação de Roberto Tourinho. Tanto é que a cada parágrafo da fala de Colbert, querendo possivelmente, se redimir, bateu palmas para quase todas, seguido pela plateia em apenas três dos quase dez. É que no primeiro, a plateia foi induzida, mas percebeu o jogo e só fez coro quando sentiram que havia necessidade. Alguns membros do governo discutindo com jornalistas avaliavam que Lulinha com a indelicadeza quebrou a confiança para, se Ronaldo pedir afastamento, continuar na liderança.


    Prestigiada


    A abertura da Câmara ontem, foi prestigiada por um grande número de presentes, dentre eles quase totalidade dos secretários, procurador do município, deputados Carlos Geilson e Fernando Torres, suplente Zé Chico, e diversos outros cargos de confiança do executivo municipal. A presença da imprensa foi significativa. Com isso Colbert também foi prestigiado.


    Planalto desiste

     

    O Palácio do Planalto não trabalha mais com a possibilidade de ter o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como candidato à Presidência da República governista. Segundo informações do jornal O Globo, a desistência foi motivada pelos resultados de ambos na pesquisa Datafolha divulgada na quarta-feira (1º) os dois obtiveram 1%, pior do que as intenções de voto do ex-presidente Fernando Collor de Mello, que conseguiu 3%, mesmo com rejeição de 44% do eleitorado. A candidatura de Meirelles era a aposta do presidente Michel Temer até meados do segundo semestre do ano passado, mas o entusiasmo esfriou após as viagens e entrevistas feitas pelo ministro.


    Cobrou respeito


    Durante evento de abertura do ano para o Judiciário, na manhã da quinta-feira (1º), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, cobrou respeito às decisões do setor. A magistrada discursou em defesa da Constituição e das leis do país, segundo informações da Agência Brasil. “Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito, pode-se buscar reformar a decisão judicial pelos meios legais e nos juízos competentes. O que é inadmissível e inaceitável é desacatar a Justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual, fora do direito, não é justiça senão vingança ou ato de força pessoal”, afirmou Cármen Lúcia. 



  • 01/02/2018


    01.02.2018 11h18m
    Recomendar

    Sobe - O Hospital da Mulher, que completou 26 anos de bom atendimento a sociedade feirense.

     

    Desce - Complexo Policial Investigador Bandeira por não estar registrando queixas de vitimas há uma semana.

     

    Na parada

     

    Cotado como um dos possíveis substitutos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), caso o ex-presidente não consiga efetivar sua candidatura à eleição presidencial, Jaques Wagner (PT) conta com 2% das intenções de voto em todos os cenários simulados. Já o percentual de rejeição do atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia é de 15%. Os índices foram apresentados pelo DataFolha, que fez 2.826 entrevistas em 174 municípios brasileiros, nessa segunda (29) e terça-feira (30). O levantamento registrou também que Lula se mantém na liderança mesmo após a condenação em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Por outro lado, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) assume o primeiro lugar nas pesquisas nos cenários em que o petista não é elencado como candidato.

     

    Avaliação

     

    O governo Michel Temer é considerado ruim ou péssimo por 70% da população brasileira, de acordo com pesquisa Datafolha realizada entre os dias 29 e 30 deste mês. O percentual se manteve estável, reduzindo apenas 1 ponto percentual em relação ao último levantamento, feito em novembro. A mudança está dentro da margem de erro. Apenas 6% dos brasileiros consideraram a administração como boa ou ótima - 1 ponto percentual a mais do que o registrado na última pesquisa.

     

    Aumento

     

    Entre os entrevistados, 22% classificaram a gestão como regular. A reprovação do presidente vinha aumentando desde o início do seu governo e chegou a seu ápice em setembro passado, quando bateu 73% (era 31% em julho de 2016). Em novembro, a rejeição diminuiu em dois pontos percentuais, dentro da margem de erro, portanto.

     

    Negou

     

    O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral teve negado um pedido para voltar ao Presídio José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro. A decisão foi do vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, que negou liminar impetrada pela defesa do ex-governador. No pedido, os advogados de Cabral alegaram que a volta dele para o Rio de Janeiro seria essencial para o exercício de seu direito de defesa. Os advogados também argumentaram que Cabral tem filhos menores de idade, e que eles teriam o direito de visita ao pai prejudicado com a permanência do ex-governador no Paraná. Além disso, segundo a defesa, o ex-governador não pode trabalhar no Complexo Médico-Penal de Pinhais, onde está preso.

     

    Justificativa

     

    O ministro Humberto Martins considerou que não há ilegalidade na decisão que determinou a transferência de Cabral para o Paraná. O magistrado também afirmou que manter o ex-governador no sistema prisional do Rio de Janeiro seria ineficaz, já que existem provas do controle exercido por ele nas unidades penais do estado. Martins ainda sustentou que esse tipo de pedido só pode ser analisado pelo STJ após a defesa esgotar todos os recursos nas instâncias inferiores. Cabral foi transferido no dia 18 de janeiro, após decisões da Justiça Federal no Rio de Janeiro e no Paraná. A medida atendeu a pedido do Ministério Público Federal, após denúncias de que Cabral receberia tratamento diferenciado e regalias no sistema prisional do Rio. O caso também motivou o afastamento da cúpula da Secretaria de Administração Penitenciária do estado.

     

    Investigação

     

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes (foto), enviará representação à Polícia Federal (PF) para que ela investigue quem o xingou em um voo no sábado (27), de acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo. O ministro foi chamado, entre outras coisas, de “cagão” e “bosta”. Ainda de acordo com a publicação, Gilmar pediu abertura de inquérito também para que a PF investigue um homem que lidera o grupo Tomataço e que ofereceu R$ 300 para quem acertasse um tomate no magistrado. As críticas ao ministro foram registradas em vídeos compartilhados em redes sociais.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia