Facebook
Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 17/01/2019


    17.01.2019 14h14m
    Recomendar

    Sobe - O Lar do Irmão Velho pelos 60 anos de bons serviços prestados aos idosos.


    Desce - INSS que por falta de peritos dá rombo de R$ 13,8 bilhões nas suas contas entre 2016 e 2018.


    Tratado de extradição


    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou ontem (16), que o tratado de extradição entre Brasil e Argentina será aprimorado. Na manhã de ontem, Moro reuniu-se com os ministros argentinos de Justiça e Direitos Humanos, Germán Garavano, e da Segurança, Patrícia Bullrich. Eles acompanham o presidente da Argentina, Maurício Macri, em sua visita oficial ao Brasil.


    Suspensão de convênios


    O Ministério do Meio Ambiente suspendeu todos os convênios e parcerias com Organizações não Governamentais (ONGs) pelos próximos três meses. O objetivo da decisão do ministro Ricardo Salles, de acordo com a pasta, é levantar quanto foi pago às ONGs no ano passado. O ministro também determinou que, daqui para frente, tudo o que for relacionado a ONGs passe por avaliação dele.


    Convite negado


    A senadora e deputada federal eleita Lídice da Mata (PSB) disse ontem (16), que teve o nome sondado pelo governador Rui Costa (PT) para assumir uma secretaria na administração, contudo negou a oferta. Segundo a parlamentar, a negativa foi orientação do diretório nacional de sua legenda. O PSB pediu para que ela foi recusasse qualquer convite que a fizesse deixar a bancada da sigla no Congresso.


    Afirmação do ministro


    O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, disse na última terça (15), em entrevista ao Estadão, que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) não terá marqueteiro nos moldes de gestões anteriores. De acordo com a publicação, ao invés dos marqueteiros, serão admitidos “profissionais para fazer planejamento de mídia”. Para o titular da pasta, o marketing de governo “não pode ser uma forma de expansão de ideologia”.


    Comparação


    O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, comparou na última terça-feira (15), o risco para uma criança de alguém manter uma arma de fogo em casa ao risco da mesma criança se acidentar com um liquidificador. Segundo o ministro, evitar acidentes é uma questão de “educação” e “orientação”. “A gente vê criança pequena botar o dedo dentro do liquidificador e ligar o liquidificador e perder o dedinho.


    Medida provisória


    Após facilitar a posse, o governo de Jair Bolsonaro prepara uma medida provisória que abrirá prazo para o recadastramento de armas em situação irregular e estuda reduzir imposto para o comprador, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. A MP deve ser assinada até o fim deste mês. Além disso, a ideia é mobilizar apoio no Congresso para conseguir a aprovação da flexibilização do porte, que permitiria ao cidadão andar armado.


    Favorável


    O ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) disse ontem (16), ser favorável ao porte de armas no Brasil “com responsabilidade”, para que os cidadãos possam se “defender”.


    Apoio


    Líder do partido na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (GO) garantiu que os 52 deputados eleitos em outubro e outros dois que vão se filiar devem apoiar Rodrigo Maia.



  • 16/01/2019


    17.01.2019 14h11m
    Recomendar

    Sobe - O aumento do número de passageiros em voos com origem em Feira de Santana.


    Desce - Pessoas que cometem atos de perversidade contra animais como o ocorrido de um homem que esfaqueou um cachorro de rua.


    Líder governista anunciado


    O presidente Jair Bolsonaro anunciou na última segunda (14), em sua conta no Twitter, o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO) como novo líder do governo na Câmara. A ele caberá articular com as bancadas aliadas a votação de projetos de interesse do Palácio do Planalto.


    Ideia rechaçada


    O senador eleito Jaques Wagner (PT-BA) rechaça a ideia de o partido apoiar o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) na disputa pela presidência da Câmara, informa o jornalista Lauro Jardim em seu blog, no portal O Globo. Segundo a publicação, Wagner, “o pragmático”, quer o PT longe da sigla de ACM Neto, prefeito de Salvador.


    Núcleo político contrariado


    A decisão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em escolher o Major Vitor Hugo (PSL) para ser o líder do seu governo na Câmara dos Deputados deixou seu núcleo político contrariado. Segundo a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o deputado federal baiano José Rocha (PR) era um nome cotado no grupo para ocupar o posto. Arthur Lira (PP-AL) e Celso Russomano (PRB-SP) também eram alternativas.


    Em prol da reforma


    Pré-candidato a presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB) disse que ajudará o governo Jair Bolsonaro a aprovar a proposta de reforma da Previdência Social. A informação é do blog da e Andréia Sadi, do portal G1.


    Comparação


    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mencionou em discurso na última segunda-feira (14) a comparação feita entre ele e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Na oportunidade, o presidente norte-americano comentou que estão se referindo a Bolsonaro como “o Donald Trump da América do Sul”.


    Cobrança por informações


    A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, quer que as escolas informem casos de automutilação entre os alunos. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a equipe da titular da pasta afirma que ela elegeu esse tema como uma das principais bandeiras de sua gestão à frente do ministério.


    Auxílio-mudança


    O Senado Federal deve pagar, nas próximas semanas, R$ 101,3 mil a três parlamentares eleitos pelo Distrito Federal, a título de “auxílio-mudança” - mesmo considerando que eles já moram na capital federal. De acordo com o site G1, serão beneficiados os senadores Cristovam Buarque (PPS), Hélio José (Pros) e Izalci (PSDB). O benefício é garantido por um decreto de 2014, que não distingue o local de origem do político.


    Aposentadoria próxima


    Grupo de 142 deputados e ex-deputados, entre eles o presidente Jair Bolsonaro (PSL), poderá pedir aposentadoria, a partir do mês que vem. Segundo o Estadão, eles têm direito a um benefício de até R$ 33.763 - seis vezes mais que o teto do INSS. No caso de Bolsonaro, ele pode acumular a aposentadoria com o salário de presidente da República, que é de R$ 30.934,70.



  • 15/01/2019


    15.01.2019 14h18m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana, que, no último final de semana, não registrou nenhum homicídio.


    Desce - A violência contra crianças na região de Feira registrada através do aumento de ocorrências hospitalares.


    Candidatura lançada


    Sem conseguir a relatoria da comissão de Orçamento da Câmara dos Deputados, o PP lançou a candidatura de Arthur Lira (AL) contra o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que busca a reeleição, de acordo com a jornalista Andréia Sadi.


    Gasto milionário


    O presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai gastar R$ 4,5 milhões para a confecção de materiais impressos para a Presidência da República em 2019. A informação é da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo.


    Odebrecht


    A construtora baiana Odebrecht usava policiais militares para a entrega de propinas a políticos e agentes públicos em diferentes estados do país, aponta uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Segundo a publicação, o sistema distribuiu cerca de R$ 37,9 milhões em São Paulo e R$ 81,8 no Rio de Janeiro entre os anos de 2011 e 2014.


    Documento


    Em documento enviado à ONU, o governo brasileiro fez uma defesa enfática da atuação do ministro Sergio Moro e da Lava Jato contra ação movida pelo ex-presidente Lula no Organização. A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo. Segundo a coluna, a peça, que foi apresentada ao Comitê de Direitos Humanos, afirma que o petista pretende “confundir e enganar” o colegiado ao apontar direcionamento da Justiça.


    Afirmação


    Candidato a reeleição na presidência da Câmara Federal, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse ontem (14) que o cargo “não é de governo nem de oposição”, ao explicar as alianças firmadas com diferentes partidos do espectro político.


    Ameaça de Trump


    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu no último domingo (13) que “arrasará economicamente” a Turquia, caso o país ataque os curdos. O presidente americano disse ainda que já começou a retirada das tropas americanas na Síria, enquanto atacam “com força o pequeno califado territorial restante” do grupo Estado Islâmico (EI).


    Rui sobre Ceará


    Reeleito governador da Bahia, Rui Costa (PT) falou à GloboNews sobre a crise da segurança no Ceará. Ele disse estar alinhado com a opinião do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de que os ataques sejam considerados atos terroristas, de acordo com o que sugere a PLS 272/201.


    Mudanças na Funai


    A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que vai promover “grandes mudanças” na Fundação Nacional do Índio (Funai) até o fim deste mês. Ao blog de Andréia Sadi, no site G1, a titular da pasta disse ainda que avalia o nome do general do Exército Franklimberg de Freitas para comandar o órgão.



  • 12/01/2019


    15.01.2019 14h15m
    Recomendar

    Sobe - Casa Abrigo de Feira por servir de modelo para outras cidades baianas.


    Desce - Desentendimento entre anestesistas e o Planserv por terminar prejudicando servidores estaduais.


    Crítica


    O presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, criticou a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que foi à cerimônia de posse do segundo mandato de Nicolás Maduro na Venezuela.


    Sobre PTB


    1º vice-presidente da Câmara Municipal e único vereador do PTB em Salvador, Kiki Bispo, afirmou que alguma coisa em seu partido “não está bem implementada”. De acordo com ele, a sigla precisa passar por uma renovação. “Acredito que é necessário fazer uma reciclagem. Penso em sentar com o presidente Benito Gama e dialogar mais”, ressaltou em entrevista à Rádio Câmara.


    Não ocuparia cargo


    O ex-procurador-geral Rodrigo Janot foi uma das autoridades entrevistadas pelo jornalista Kennedy Alencar no documentário “What Happened to Brazil”, da BBC World News, que lança nova luz sobre os fatos mais notáveis da política desde o levante de 2013 até a eleição de 2018. Na filmagem, Janot disse que jamais ocuparia cargo no governo, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.


    Reforma da previdência


    Ministros do governo Jair Bolsonaro (PSL) já admitem a necessidade de negociação para discutir alguma contribuição da categoria militar na reforma da Previdência. Segundo o blog de Andréia Sadi, no site G1, um dos mais próximos auxiliares do presidente afirmou que há “um consenso” de que a categoria dos militares é diferente, mas que “algumas coisas serão negociadas”.


    Exoneração


    O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, exonerou, ontem (11), o chefe de gabinete do Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rogério Fernando Lot, responsável pela retificação do edital de livros didáticos publicado no Diário Oficial da União de 2 de janeiro. Além de Lot, outros nove comissionados ligados ao FNDE foram exonerados.


    Publicação apagada


    Após divulgar a indicação do “amigo particular”, Carlos Victor Guerra Nagem, para a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras, Jair Bolsonaro (PSL) publicou mensagem no Twitter na qual afirma que “a era do indicado sem capacitação técnica acabou”. Segundo a Folha de S. Paulo, no entanto, a publicação foi apagada e trocada por outra sem esse trecho.


    Pronunciamento


    O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas disse ontem (11), durante a cerimônia de transição para seu sucessor, na troca de Comando do Exército, que a chegada de Jair Bolsonaro (PSL) ao governo representa “renovação” e a “liberação das amarras ideológicas”.


    Substituto


    O embaixador Mario Vilalva assumirá a presidência da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Atração de Investimentos (Apex). O diplomata substituirá no cargo Alex Carreiro, que teve a demissão anunciada na quarta-feira (9) pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.



  • 11/01/2019


    11.01.2019 14h15m
    Recomendar

    Sobe - Curso de Direito da Uefs por receber pela terceira vez Selo de Qualidade da OAB Brasil


    Desce - Delegados de Monte Santo e Cansanção por serem demitidos por receberem propina


    Polêmica dos livros


    A deputada estadual eleita Olívia Santana (PCdoB) criticou, na manhã de ontem (10), as mudanças nos critérios de avaliação dos livros didáticos proposta pelo governo, que depois foi anulada. Haviam sido retirados do edital a exigência de que as obras tivessem referências bibliográficas e itens que impediam publicidade e erros de revisão e impressão.


    Defesa


    O deputado estadual eleito Robinson Almeida (PT) defendeu a formação de um bloco amplo de oposição na Câmara dos Deputados contra o governo Jair Bolsonaro (PSL). Em conversa com o bahia.ba, na manhã de ontem (10), o petista ressaltou que seu partido é “indispensável” para a oposição.


    Pedido de demissão


    O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou na última quarta-feira (9) que o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Alex Carreiro, pediu demissão do cargo. É a 1ª baixa do governo Bolsonaro.


    Rombo na previdência


    O rombo na previdência dos militares das Forças Armadas foi o que mais cresceu no ano passado, de acordo com dados oficiais até novembro de 2018. Segundo o Estadão, o déficit na previdência dos militares até novembro de 2018 subiu 12,85% em relação ao mesmo período de 2017, de R$ 35,9 bilhões para R$ 40,5 bilhões.


    Venda acelerada


    O ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai acelerar a venda de 80 mil bens apreendidos de traficantes em operações de combate às drogas, de acordo com a Coluna do Estadão. Segundo a publicação, o “saldão” deve recursos para reaparelhar a Polícia Federal e as estaduais. Entre os itens que serão liquidados, estão carros de luxo, aeronaves, celulares e até fazendas usadas para o plantio.


    Afirmação


    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), reagiu às declarações da presidente do PT, senadora e deputada eleita Gleisi Hoffmann, de que o partido não apoiará a reeleição dele em fevereiro. Maia diz que só procura PT quando partido ‘se resolver’ sobre eleição na Câmara.


    Investigação


    Ao ser empossado como diretor do recém-criado Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no Rio de Janeiro, o delegado Antônio Ricardo afirmou na última quarta (9) que Giniton Lages, da Delegacia de Homicídios da Capital, será mantido no comando das investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes.


    Decisão derrubada


    Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu na noite da última quarta (9) manter votação secreta para a eleição da Mesa do Senado. A ação derruba decisão do também ministro Marco Aurélio Mello, que em dezembro determinou votação aberta na eleição, marcada para o início de fevereiro.



  • 10/01/2019


    10.01.2019 18h43m
    Recomendar

    Sobe - O MAP por receber a exposição fotográfica retratando os caminhos do sertão baiano do poeta feirense Carlos Eduardo de Oliveira, o “Duda”.


    Desce - Idoso flagrado abusando sexualmente de criança de 9 anos


    Rui em Feira


    O governador reeleito, Rui Costa (PT), estará, amanhã (11) em Feira de Santana para assinar ordem de serviço para construção do Clériston Andrade 2. Ele estará no estacionamento da Dires, ao lado do Hospital Geral Clériston Andrade, às 9h.


    Presença não garantida


    Mesmo com o apoio do PSL à reeleição de Rodrigo Maia (DEM) à presidência da Câmara dos Deputados, o prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, não garantiu a presença do seu partido na base do presidente Jair Bolsonaro (PSL).


    STF


    O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, vai começar a analisar hoje (10) o pedido feito à Corte pelo deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) para que a eleição da nova Mesa Diretora (incluindo presidência) da Câmara dos Deputados tenha votação aberta. atualmente, a votação é secreta.


    Em entrevista


    O ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), Fabrício Queiroz, declarou em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo ontem (9) que esclarecerá “em breve” as movimentações atípicas em sua conta apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Ele, porém, não disse quando iria dar as explicações e reclamou de, em suas palavras, ter sido tratado como “o pior bandido do mundo”.


    Aposentadoria


    O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot entregou pedido de aposentadoria ao Ministério Público Federal. A informação foi publicada pela coluna Painel do jornal Folha de S. Paulo. A avaliação interna é a de que ele esperou Michel Temer deixar a Presidência para fazer a solicitação.


    Exoneração


    Cotada para assumir a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), Azelene Inácio, diretora de Proteção Territorial do órgão, foi exonerada do cargo. A demissão foi confirmada na última terça (8) pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública. Segundo o blog da jornalista Andreia Sadi, do portal G1, a pasta foi questionada sobre uma investigação do Ministério Público Federal a respeito da servidora.


    Tentará ir à Alba


    O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB) e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD-BA), tentará se eleger como deputado estadual Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) depois de cumprir o mandato no Executivo. Em entrevista ontem (9) na Rádio Metrópole, durante o Jornal da Bahia No Ar, ele declarou que vai ficar um tempo “na geladeira” após deixar a prefeitura para buscar o cargo em 2022.


    Presos em festa


    Presos da Lava Jato assistiram a um show de música sertaneja na festa de final de ano do Complexo Médico-Penal (CMP), na região metropolitana de Curitiba, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha. No local, estão detidos o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Netto, entre outros.



  • 09/01/2018


    09.01.2019 13h30m
    Recomendar

    Sobe - Governo Municipal por anunciar novidades para a Micareta 2019


    Desce - Vídeo Show por ser extinto por conta da baixa audiência que tem


    Nomeações


    O presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Júnior (SD), continua definindo os novos gestores que coordenarão as atividades legislativas em 2019. Segundo a coluna Raio Laser, do jornal Tribuna da Bahia, a Secretaria de Comunicação ficará sob responsabilidade do vereador Luiz Carlos (PRB). Edvaldo Brito (PSD) ficará como procurador da Casa. Já o vereador Odiosvaldo Vigas (PDT) continuará gerindo o Centro de Cultura de Câmara. Ainda segundo a publicação, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT) ficará responsável pelo projeto Câmara Itinerante. A Escola do Legislativo continuará sendo comandada pela petista Marta Rodrigues.


    Exigência


    O decreto que facilitará a permissão para a posse de armas pode incluir a exigência de o dono da arma ter um cofre em casa. A informação é do blog da Andréia Sadi, do portal G1. De acordo com o blog, a exigência, ainda em discussão, é defendida por ministros. A medida, dizem integrantes do governo, visa garantir que a arma esteja em local seguro, fora do alcance de crianças, por exemplo.


    Articulação


    O senador eleito Cid Gomes (PDT), irmão do ex-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT), almeja presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara Alta do Congresso Nacional. De acordo com a Coluna do Estadão, ele tem tentado articular um acordo para ocupar o posto, que é uma das principais cadeiras da Casa.


    Crítica


    O ex-líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence, criticou a primeira semana do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em conversa com o site bahia.ba, o deputado federal reeleito disse que o capitão da reserva “só faz bobagem”.


    Acusação de Lula


    Tal como Sérgio Moro, seu antecessor, a juíza federal Gabriela Hardt passou a ser alvo de críticas por parte do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus advogados, os quais a acusam de agir com parcialidade. As afirmações do petista constam das alegações finais na ação penal na qual é acusado de supostas propinas envolvendo as obras do Sítio Santa Bárbara, em Atibaia.


    Projeto de Lei


    O governo Jair Bolsonaro (PSL) tem projeto de lei pronto visando proibir um instrumento de negociação comercial que, segundo críticos, garante o domínio da Rede Globo no mercado publicitário de TV aberta no Brasil.


    Impacto


    Os projetos aprovados pela Lei Rouanet geraram um impacto na economia brasileira de mais de R$ 2 bilhões em 2018. A informação foi divulgada pelo ex-ministro da Cultura Sérgio Sá Leitão, na coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. De acordo com o ex-titular da pasta, foram 3.197 projetos culturais que captaram R$ 1,288 bilhão em recursos de pessoas físicas e jurídicas.


    Desistência


    O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou a militares e oficiais generais da cúpula das Forças Armadas que não haverá nenhuma base americana instalada no Brasil durante seu mandato. O motivo foi a repercussão negativa do tema entre os membros do Exército. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, oficiais que receberam o recado de Bolsonaro relataram que a mensagem foi passada pelo ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva.



  • 08/01/2019


    08.01.2019 09h00m
    Recomendar

    Sobe - Mercado de Arte Popular por realizar Projeto Dança e Música na Praça


    Desce - Criminosos que estão espalhando o terror no estado do Ceará


    Palloci


    O ex-ministro Antonio Palocci presta depoimento ontem (7), em Brasília, no âmbito da Operação Greenfield, que investiga fraudes em fundos de pensão ligados a empresas estatais. A oitiva foi autorizada pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara de Curitiba, após pedido da Procuradoria da República no Distrito Federal, que argumentou que Palocci poderá contribuir com as investigações. Ao permitir o depoimento, a magistrada afirmou que o ex-ministro negocia um novo acordo de delação com procuradores do DF.


    Afirmação


    Nomeado secretário especial de Regulação Fundiária do Ministério da Agricultura, o ruralista Nabhan Garcia - que tem entre as atribuições cuidar da demarcação de terras indígenas e quilombolas - afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que não haverá mais dinheiro para ONGs escusas. A declaração endossa o discurso contrário a organizações não governamentais espalhado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).


    Candidatura em Salvador


    O senador Walter Pinheiro (sem partido) não pretende deixar a vida pública após encerrar seu mandato no dia 31 de janeiro. Cotado para ocupar espaço no novo secretariado do governador Rui Costa (PT), ele não descarta disputar a prefeitura de Salvador em 2020.


    Informou sobre possibilidade


    O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou que durante esta semana “deve aparecer” uma medida provisória editada pelo governo contra fraudes na Previdência, com foco no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A informação é do blog da Andréia Sadi, do portal G1. Ele disse que o presidente Jair Bolsonaro ainda não viu o texto da medida provisória - mas que a Casa Civil e a equipe econômica já o validaram e querem apresentá-lo ao presidente ainda nesta semana.


    Presidência da Câmara


    Deputado estadual pelo DEM-SP, Kim Kataguiri vai mesmo disputar a presidência da Câmara dos Deputados contra o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia, também do DEM. Maia já recebeu apoio do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.


    Opinião


    O deputado federal Afonso Florence (PT) reagiu a críticas da oposição acerca da decisão do governador Rui Costa (PT) de enviar 100 policiais militares baianos para o Ceará - estado que vive uma onda de violência desde a última quarta-feira (2). Para Florence, a medida adotada pelo chefe do Executivo baiana encontra respaldo legal.


    Anúncio


    O governador Rui Costa (PT) disse na manhã de ontem (7), em entrevista coletiva à imprensa, que só irá conversar com o presidente estadual do PDT, Félix Jr., depois da próxima quinta-feira (10), quando ele retornará de viagem ao exterior. O petista aguarda o retorno do deputado para definir a posição do PDT no novo secretariado e anunciar os próximos passos da reforma administrativa.


    Lei sancionada


    A lei que regulamenta a criação de fundos patrimoniais, mecanismo que possibilita maior sustentabilidade para organizações sem fins lucrativos, foi sancionada na última sexta-feira (4) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). O texto foi aprovado no limite do prazo, após o ex presidente Michel Temer, autor da Medida Provisória, ter deixado o cargo sem avaliar a regulamentação.


    Bolsonaro aconselhado


    O presidente Jair Bolsonaro foi aconselhado por interlocutores a evitar temas econômicos em suas falas, segundo o blog de Gerson Camarotti, no site G1. Em conversa com a publicação, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que está tudo “tranquilo” e que o episódio da última sexta-feira (4) está completamente superado. 



  • 05/01/2019


    08.01.2019 08h54m
    Recomendar

    Sobe - Tiquaruçu por manter tradição da festa do reisado.


    Desce - O distrito de Humildes e o bairro Queimadinha por serem líderes no ranking de homicídios em 2018.


    Decreto


    O presidente Jair Bolsonaro confirmou na última quinta (03) que o decreto que flexibilizará a posse de armas de fogo sai ainda em janeiro. O presidente diz que pretende comprovar a necessidade com base nas estatísticas de mortes por arma de fogo.


    Exonerações


    Em apenas 4 dias empossado, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) já atingiu a marca de 3,4 mil servidores exonerados em seu governo. A “despetização” da máquina federal, anunciada pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, será implementada, por ordem do presidente, em todas as outras 21 pastas da Esplanada - o que pode elevar ainda mais esse número.


    Reforma da Previdência


    Jair Bolsonaro afirmou que a proposta de reforma da Previdência discutida pelo governo prevê a idade mínima de 62 anos para os homens e 57 anos para as mulheres, com aumento gradativo. A declaração foi dada durante entrevista ao SBT, a primeira após a posse, veiculada na última quinta (3).


    Confirmação


    O governador confirmou ontem (4) a permanência de Paulo Moreno na Procuradoria Geral do Estado (PGE). O petista, entretanto, disse que só definirá o secretariado após o deputado federal (PDT) retornar de uma viagem.


    Críticas reiteradas


    O vereador José Trindade (PT) reiterou sua insatisfação com a escolha do vereador Sidninho (Podemos) para a liderança da oposição na Câmara de Vereadores de Salvador. Em conversa com o site bahia.ba, na manhã de ontem (4), o petista disse que Sidninho não o representa.


    Indecisão


    O deputado federal João Carlos Bacelar (Podemos) afirmou ontem (4) que o seu partido ainda não decidiu se apoiará o nome de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara. Ao apontar Maia como um “contraponto” ao governo de Jaie Bolsonaro, Bacelar defende agora que sua sigla reavalie a questão, uma vez que o PSL oficializou apoio à candidatura do democrata.


    Participação


    O presidente Jair Bolsonaro participou ontem (4), na base aérea de Brasília, da cerimônia de transmissão do cargo de comandante da Aeronáutica. Nomeado por Bolsonaro para o cargo, o tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez assumiu a Aeronáutica no lugar do também tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato. A nomeação foi publicada na edição desta sexta do “Diário Oficial da União”.


    Afastamento


    O afastamento do secretário da Casa Civil do governo de São Paulo, Gilberto Kassab, foi publicado ontem (4) no Diário Oficial do Estado. Ele pediu licença do cargo para se defender das denúncias de corrupção.


    Kassab e a Polícia Federal


    A Polícia Federal rastreou pagamentos de R$ 23 milhões de reais da JBS a empresas ligadas ao ex-ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações Gilberto Kassab (PSD). Kassab atualmente é secretário da Casa Civil do governo de São Paulo de João Doria (PSDB), mas está licenciado para se defender das suspeitas de recebimento de dinheiro ilegalmente da JBS. Os valores aparecem em relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) no inquérito que investiga repasses de R$ 58 milhões pelos irmãos Wesley e Joesley Batista a Kassab e ao PSD. A informação foi revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo.



  • 04/01/2019


    04.01.2019 14h42m
    Recomendar

    Sobe - A feira do livro usado por oferecer desconto de livros entre 50 e 70% em relação aos preços nas livrarias.


    Desce - Os mais de 2 mil donos de imóveis que num ato de descuido acabam criando focos do mosquito transmissor da Zika Virus, Dengue e Chikungunya.


    Tranquilidade


    O presidente nacional do Democratas e prefeito de Salvador, ACM Neto, viajou na última quarta-feira (2), para um período pequeno de férias. O democrata viajou aliviado, já que deixou a reeleição do correligionário e amigo pessoal Rodrigo Maia (DEM), à presidência da Câmara dos Deputados, encaminhada.


    Forte procura


    A Polícia Federal questionou ao menos duas embaixadas instaladas no Brasil se estariam abrigando Cesare Battisti, segundo a Coluna do Estadão. Battisti está foragido desde que o ex-presidente Michel Temer decretou sua extradição para a Itália.


    Reação


    Depois que o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, anunciou apoio à candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara, parlamentares de partidos de esquerda reagiram e passaram a costurar uma candidatura de oposição. A informação é do blog da Andréia Sadi, do portal G1. Segundo o blog, o PSOL já colocou à disposição o nome do deputado eleito Marcelo Freixo (RJ). Os dirigentes do partido passaram, inclusive, a conversar com PT, PCdoB e PDT para tentar consolidar uma chapa contra Rodrigo Maia.


    Sabatina


    A seleção de especialistas para cargos técnicos no governo de Jair Bolsonaro, em Brasília, tem passado pelo crivo de militares, que chegam a sabatinar os candidatos. A informação é da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.


    Após as férias


    O prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, vai deixar mesmo a definição dos novos nomes que ocuparão seu secretariado para quando voltar da viagem de férias, que iniciou na última quarta-feira (2).


    Candidatura confirmada


    O deputado federal eleito Marcelo Freixo (PSOL-RJ) confirmou sua candidatura à Presidência da Câmara em oposição ao atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tentará a reeleição.


    Apoio


    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reuniu na manhã de ontem (3) com deputados do PRB e fechou apoio do partido à sua reeleição na presidência da Casa.


    Proposta


    A proposta de reforma da Previdência que os técnicos da equipe econômica vão apresentar ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) prevê idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homens. Para as mulheres, no entanto, há mais de uma alternativa, segundo o jornal O Globo.


    Orientação de Lula


    A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva orientou o partido a não “comprar brigas” nem “bater boca” com o governo do presidente Jair Bolsonaro. “A orientação principal dele é que a gente defenda os direitos do povo”, declarou Gleisi ao UOL, ontem (3), após visitar Lula na sede da Polícia Federal, em Curitiba.



  • 03/01/2019


    03.01.2019 13h59m
    Recomendar

    Sobe - A primeira dama Michele Bolsonaro por fazer discurso em libras e entrar para a história do Brasil.


    Desce - Escolas que insistem em colocar na lista de material escolar objetos proibidos pela legislação.


    Prevenção


    O presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou colete à prova de bala na cerimônia de posse, na última terça-feira (1°). Depois que o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) identificou ameaças de novo atentado - em setembro, Bolsonaro levou uma facada em ato de campanha -, militares e políticos insistiam para que o desfile pela Esplanada dos Ministérios fosse feito em carro fechado.


    Transferência


    O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) foi transferido do extinto ministério da Fazenda para o ministério da Justiça e Segurança Pública. A alteração está na medida provisória (MP) nº 870, divulgada na noite da última terça-feira (1º), em edição extra do Diário Oficial da União. A medida provisória trouxe a organização dos órgãos da presidência república e dos ministérios.


    Posse


    O deputado Osmar Terra (MDB-RS) tomou posse no início da tarde de ontem (2) como ministro da Cidadania, nova pasta criada pelo presidente Jair Bolsonaro. Terra recebeu o cargo dos ex-ministros de Desenvolvimento Social e do Esporte do governo de Michel Temer, Alberto Beltrame e Leandro Cruz Fróes da Silva.


    Posse I


    O astronauta Marcos Pontes assumiu o cargo de ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações na manhã de ontem (2), em Brasília. O agora ex-ministro Gilberto Kassab não estava presente e a transmissão ocorreu com a presença de Alfonso Orlandi Neto, secretário-executivo adjunto.


    Defesa


    O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou ontem (2) que defendeu em reunião com o presidente Jair Bolsonaro a assinatura do acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul. Pedido Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, propôs ontem (2) um “pacto” à oposição para aprovar medidas necessárias ao País. Em discurso na transmissão do cargo no Palácio do Planalto, o titular da pasta afirmou que, apesar de não propor a superação de embates ideológicos, deseja que o pacto deve ser “pelo Brasil”.


    Apoio


    O deputado e atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), terá o apoio do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, para a reeleição na cadeira. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o democrata e Luciano Bivar, presidente da sigla, tiveram uma longa reunião hoje de manhã, na qual foi acertada o apoio.


    Ausência


    Senador até fevereiro, Magno Malta (PR) não foi à posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Apesar da ausência, Malta fez uma transmissão ao vivo pelo Instagram para falar sobre o assunto. No vídeo, filmado no Monte das Oliveiras, em Jerusalém, o pastor evangélico afirma que a viagem foi uma promessa e que ele e Bolsonaro são amigos.


    Otimismo


    O mercado está otimista com o governo de Jair Bolsonaro. O Ibovespa, índice de referência do mercado acionário brasileiro, sobe 3,73%, a 91.161 pontos. Essa é a segunda maior alta para o primeiro pregão do ano dos últimos dez anos, ficando apenas atrás de 2009. O dólar também opera em queda, sendo vendido por 3,81 reais às 15h30, um recuo de 1,68%.



  • 02/01/2019


    02.01.2019 13h28m
    Recomendar

    Sobe - Professoras feirenses Alexandra Patrocínio e Rejane Aquino por serem diplomadas membros da Academia de Cultura da Bahia.


    Desce - Falso médium João de Deus por ter enganado milhares de pessoas e cometidos diversos crimes.


    Cartilha


    A cartilha distribuída pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) na última quinta-feira (27) a seus ministros inclui procedimentos que ele mesmo não seguiu ao longo de sua carreira pública. Segundo a Folha, o manual apresenta entre os temas normas sobre a concessão de auxílio-moradia e nepotismo, com indicações diferentes daquelas que ele seguiu durante mais de 20 anos como deputado federal.


    Veto


    Uma eventual transferência do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), para uma prisão comum a partir de janeiro, quando se encerra o seu mandato, foi vetada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, à frente do plantão da Corte durante o recesso.


    ICMS antecipado


    Como anunciado na última semana pelo governador Rui Costa, o Estado antecipou na última sexta-feira (28) R$ 297,9 milhões de arrecadação do ICMS aos 417 municípios baianos. Segundo o calendário das transferências constitucionais, o montante só seria repassado em janeiro.


    Reunião


    O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, devem conversar sobre práticas comerciais da China durante reunião entre os dois após a cerimônia de posse. A informação, de acordo com a Folha, foi dita na última sexta (28) por uma autoridade do departamento de Estados dos EUA.


    Leilão


    Os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont devem ser leiloados até o primeiro trimestre de 2022, para contratos de concessão de 30 anos, de acordo com o planejamento feito pela equipe de transição do governo de Jair Bolsonaro (PSL).


    STF criticado


    O vice-presidente eleito General Mourão (PRTB) criticou o Supremo Tribunal Federal (STF), em entrevista ao Valor Econômico, publicada, na última sexta-feira (28). Mourão também defendeu que o governo de Jair Bolsonaro envie ao Congresso uma proposta de emenda constitucional para desvincular o Orçamento da União.


    Podem perder cargo


    O governo de Jair Bolsonaro deve deixar cerca de 22,8 mil comissionados sem cargo na Esplanada dos Ministérios. Dos 23,1 mil ocupantes em cargos de livre nomeação, inicialmente cerca de 315 poderão ocupar essas vagas, considerando a possibilidade de nomeação total de integrantes efetivos e voluntários da equipe de transição, além dos nomes da confiança do vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão.


    Promessa


    O ministro da Saúde do próximo governo, Luiz Henrique Mandetta, disse na última sexta (28) que vai revisar contratos e rever a administração dos seis hospitais que estão sob administração federal no Rio de Janeiro.


    De volta ao Brasil


    Denunciado na Operação Lava Jato no Rio de Janeiro e preso no Paraguai, o doleiro Bruno Farina desembarcou na manhã do último sábado (29) no aeroporto de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, segundo o G1.


    Cirurgia emergencial


    O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), foi submetido a uma cirurgia de emergência na noite da última sexta-feira (28), no Hospital Marcelino Champagnat, na capital paranaense, de acordo com o G1.



  • 1
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia