Em cima da hora:
Baile Municipal de Bezerros vende ingressos para show de Araketu
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 11/08/2017


    Sobe - Cão Athos da Rondesp e operação conjunta das polícias por descobrirem e apreenderem cerca de 3 toneladas de drogas em Feira.


    Desce - Governo do Estado por ser condenado a pagar R$ 5 milhões por irregularidades trabalhistas no Hospital Clériston Andrade.


    Devolução de salário


    A Advocacia-Geral da União (AGU) agora integra à defesa do ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). O órgão vai defender o ato da Câmara dos Deputados, que determinou que o peemedebista recebesse salário mesmo depois de ter seu mandato suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Uma ação popular pede que Loures devolva o dinheiro. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a AGU atesta que a simples suspensão do exercício do mandato não equivale à perda do cargo.


    Mais empregos


    A Bahia criou 847 postos de trabalho com carteira assinada em julho de 2017, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). É o primeiro resultado positivo após três anos de resultados negativos e corresponde a diferença entre as admissões (45.302) e os desligamentos (44.455) ocorridos no mês.


    Proposta rejeitada


    A comissão especial de uma das propostas da reforma política na Câmara aprovou hoje (10), destaque que retira a sugestão de eliminar a figura de vice dos cargos de presidente da República, governador e prefeito. Por 19 votos a 6, os deputados rejeitaram a proposta do relator Vicente Cândido (PT-SP), que em seu substitutivo à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 77/03, estabelecia o fim dos cargos de vice. Com o resultado, a proposta de reforma política que será encaminhada ao plenário mantém o vice da forma como é hoje.


    Dobradinha em 2018


    Aliados do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), querem que o tucano encabece chapa presidencial para as eleições do ano que vem com o prefeito ACM Neto (DEM). A estratégia, de acordo com a colunista Andréia Sadi, do G1, é que o PSDB daria destaque ao DEM e o nome de Neto ajudaria na inserção do partido tucano na região nordeste. Nesta perspectiva, os tucanos aliados a Doria defendem que o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM), saia candidato ao governo do Rio de Janeiro.


    Rombo das contas públicas


    Após mais de três horas de reunião entre o presidente Michel Temer, os ministros da área econômica e parlamentares, não houve definição sobre a mudança da meta fiscal deste ano e de 2018, informou o Ministério do Planejamento nesta quinta-feira (10). Participaram da reunião os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, além dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, do Senado, Eunício Oliveira, e líderes do governo no Congresso Nacional.


    Pedido negado


    A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, negou um pedido da defesa do senador Aécio Neves para que um dos inquéritos contra ele na Corte fosse retirado do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, e enviado ao gabinete de Gilmar Mendes. As informações são da Agência Brasil. O inquérito em questão foi aberto com base nas delações premiadas da Odebrecht.


    Recuo de decisão


    O Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) decidiu ontem (10), voltar atrás no pedido de aumento de 16% no salário dos procuradores da República, aprovado pela categoria em julho. A decisão foi tomada em uma reunião extraordinária, convocada para esta manhã pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, após os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) terem rejeitado na quarta-feira (9), um aumento no salário dos ministros, que serve como base do teto do funcionalismo público.


    Reajuste congelado


    Na quarta-feira (9), na longa reunião entre Michel Temer e a equipe econômica, além do anúncio da nota meta fiscal, ficou definido que o governo vai congelar pór um ano o reajuste dos servidores. Previsto para janeiro, o aumento só será dado em janeiro de 2019 - se, claro, Temer não voltar atrás no que foi definido na reunião. De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, entre as categorias afetadas, auditores da Receita Federal e do Trabalho, peritos médico previdenciário, diplomatas, oficial de chancelaria, entre outras.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia