Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 13/09/2017


    Sobe - Programa de Aquisição de Alimentos em Feira, por enfrentar a pobreza e fortalecer a agricultura familiar no município.


    Desce - Trecho da BR-324 em Salvador, por está entre os 5 mais letais do Brasil.


    SMTT


    Tem sido uma dificuldade extrair matérias com a SMTT. Quando o jornalista faz uma série de perguntas, ao invés de enviar respostas, a SMTT faz questionamento querendo saber o porquê do jornalista tá fazendo tais perguntas. Ao ser instada, para manter distância a informação, que faça o pedido pelo email para receber resposta. A manutenção dessa distância não é boa para transparência do órgão. Só um apito de advertência para resolver o problema. A SMTT está na contramão das demais secretarias do governo do município.


    Reino dividido


    O vereador Lulinha reinava absoluto no território eleitoral do deputado federal Zé Nunes. Era ele sozinho que administrava os quase 3 mil votos que sempre deu ao deputado federal Zé Nunes aqui em Feira. A semana passada o reino foi dividido. Zé Curuca que teve 5.527 votos, um a menos que Lulinha, fechou apoio com o respectivo deputado. Duas semanas antes, Jurandi de Ipuaçu já tinha celebrado acordo com o mesmo deputado. Fazendo as contas, já que Lulinha conseguiu 3 mil votos para Zé Nunes; Zé Curuca, sem dúvidas, vai igualar o feito. Mas, Jurandi Nunes, ultrapassará os 7 mil votos. O objetivo do deputado de Euclides da Cunha é invadir a base eleitoral de Feira de Santana e ultrapassar os 10 mil votos. Haja fundo partidário!!


    Promoção do esporte


    O vereador Cadimiel parabenizou a realização de corridas e maratonas em Feira de Santana, estas que foram organizadas pelo grupo Folha do Estado. Segundo o vereador, a promoção do esporte é de extrema importância para a cidade, que até então era muito carente de eventos do tipo. “Estas atividades desportistas engradecem muito nossa cidade. Houve a caminhada noturna realizada pelo Sest Senat, que foi um sucesso e contou com a participação de diretores da instituição. Dias depois, o Jornal Folha do Estado realizou sua corrida. Isso mostra que as políticas públicas voltadas para o esporte atingem várias faixas etárias e categorias”, pontuou.


    Violência nos distritos


    O vereador Isaias de Diogo chamou a atenção para os constantes assaltos a vans nos distritos de Feira de Santana, e pediu mais atenção da Polícia Militar para o caso. Ainda segundo o edil, os distritos eram lugares mais calmo e que as pessoas preferiam morar, mas que agora, os moradores têm medo. Para concluir, ele chamou também a atenção do governo, para que intensifique as ações nas regiões e pediu para que os colegas continuem lutando para resolver o problema.


    Risco de alagamentos


    O vereador Zé Filé, falou em seu discurso, sobre um córrego que corta o Feira X. Segundo ele, este precisa de uma limpeza urgente, pois está sob o risco de transbordar e alagar tudo. Filé afirmou que o prefeito José Ronaldo faz apenas uma “meia sola” em apenas um ponto, e deixa o resto por resolver. Ao concluir, o edil disse que em Feira de Santana, só tomam providências depois que vêm o povo sofrendo com os alagamentos, que são constantes com qualquer chuva que cai na cidade.


    Novo hospital


    Cadimiel Pereira criticou o governo do estado e disse que estão brincando com o entendimento do povo feirense. O edil afirmou que o novo hospital de Feira de Santana não foi construído, mas que espalharam pela cidade vários outdoors informando sobre a construção do novo hospital da Chapada. Cadimiel ainda cobrou o Centro de Convenções da cidade e a restauração da abóbora do Amélio Amorim. “Precisamos de um novo hospital, ai de nós se não fosse o Clériston”, disse ele.


    Querem calar a nossa voz


    O vereador Edvaldo Lima afirmou durante a sessão de ontem (12), que estão querendo calar a voz dos evangélicos e que não vai ficar calado diante de tanta “aberração”. Segundo ele, o pastor Abílio Santana está sendo processado por se posicionar contra a “nova bíblia”, que teria sido violada nos capítulos 18 e 22. “A original diz que um homem não pode se deitar com outro homem. Os militantes LGBT registraram queixa crime contra o pastor, pois ele criticou. Ninguém pode criticar que eles processam, vou continuar criticando, podem me processar”, disparou.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia