Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 26/09/2017


    Sobe - A prévia inflação por ser estimada abaixo dos 3% pela primeira vez.


    Desce - A Secretaria de Educação de Antônio Cardoso, por permitir o funcionamento de sala de aula dentro de açougue.


    Regulação


    O vereador Isaías de Diogo (PSC) voltou a tratar sobre a dificuldade de regulação no Sistema Único de Saúde de Feira de Santana. Segundo ele, este sistema tem dificultado a transferência de pacientes para os hospitais acarretando em mortes. “Sempre presenciamos aqui discursos voltados para a dificuldade de regulação de pacientes do SUS. Não é obrigação do vereador interferir na aquisição de uma vaga em hospital, mas temos obrigação de saber como está andando a saúde em nosso Município e se está fazendo valer os recursos destinados pelos governos Federal, Estadual e Municipal”, disse Isaías.


    Dispositivo para assaltos


    Edvaldo Lima (PP) solicitou o apoio dos colegas vereadores para aprovação do Projeto de Lei de sua autoria que prevê a instalação de dispositivo eletrônico nos ônibus coletivos para, quando acionados por motoristas e cobradores, exibirem aviso de assalto nos letreiros. “Estamos preocupados com a crescente violência que tem atingido o setor do transporte público em nosso município. Com a aprovação desse projeto, os motoristas e cobradores poderão acionar o dispositivo, que deverá ser instalado em um local de fácil acesso, sem que o marginal perceba e prontamente será exibido no letreiro do ônibus a mensagem de que o veículo está sendo vítima de assalto”, explicou.


    Dificuldades para tratamento


    Eremita Mota (PSDB), lamentou as dificuldades enfrentadas por pacientes com câncer na rede pública de saúde em Feira de Santana. A edil destacou a importância do movimento Outubro Rosa, campanha realizada em diversos países para incentivo da realização de exames para prevenção e diagnóstico precoce e tratamento do câncer de mama. “Muitas mulheres deixam para realizar seus exames nesse período por conta da facilidade do acesso. Mas, muitas têm o diagnóstico e encontram dificuldades para ter o atendimento assegurado. O SUS deve garantir o diagnóstico e o tratamento para toda enfermidade. As unidades de alta complexidade devem disponibilizar esse atendimento. Todo paciente com câncer tem direito ao diagnóstico, tratamento e medicação, mas isso não tem sido respeitado”, afirmou.


    Criticou governo do estado


    Cadmiel Pereira voltou a cobrar do governador do Estado, Rui Costa, o cumprimento de promessas feitas para o município durante campanha eleitoral. O edil destacou a necessidade de construção de um novo hospital e da realização das obras de saneamento nos bairros localizados no entorno da Lagoa Grande. “O governo Rui Costa se gaba em dizer que fez a Avenida Nóide Cerqueira, isso não é verdade, quando ele assumiu a obra já estava feita. Passou três anos prometendo um viaduto e inaugurou o viaduto saci-pererê, faltando uma perna. Exibiu no programa eleitoral que no primeiro semestre construiria um hospital regional para o município e região, recebemos foi uma placa comemorando a comemoração do hospital em outra cidade”, disse.


    Governador não gosta de Feira


    Lulinha (DEM) criticou o governador do Estado, Rui Costa, pelo não cumprimento da promessa de construção do hospital regional em Feira de Santana. Para o edil, o descaso do Governo do Estado se dá em virtude do governador não gostar do município. “O governador Rui Costa não gosta de Feira de Santana. Ele fez um compromisso de que no primeiro semestre de sua gestão construiria um novo hospital em Feira de Santana, um hospital regional para atender os pacientes deste município e demais municípios vizinhos. Não fez. Agora diz que vai construir uma policlínica regional para atender Feira e mais 147 municípios para tudo continuar como estar. Ele não olha para nossa cidade com bons olhos. Precisa ter mais respeito por esse povo que lhe deu maior votação”, afirmou.


    Não lembra de obras


    Zé Filé (PROS), afirmou que não se recorda de Feira de Santa- na ter sido contemplada com obras do Governo do Estado na gestão de Paulo Souto e lamentou o fato dos colegas não reconhecerem as melhoras realizadas pelo governador Rui Costa neste município. “É muito fácil fazer crítica. Difícil é fazer obra. Não tenho lembranças de obras do governo Paulo Souto em Feira de Santana. As Avenidas Nóide Cerqueira, Ayrton Senna e a Lagoa Grande são grandes obras do governo Rui Costa”, pontuou o edil criticando o governo municipal pela não conclusão de uma obra no Conjunto Feira X.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia