PMFS Natal 2
Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 25/11/2017


    Sobe - Igreja Assembleia de Deus em Feira de Santana, pelo brilhante trabalho evangelístico e social desenvolvido no interior da África, há 20 anos.


    Desce - As empresas Rosa e São João por não comparecerem à audiência pública sobre transporte público em Feira de Santana realizada pela Câmara Municipal.


    Liminiar para ficar calado


    O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes deu uma liminar que atende em parte ao pedido feito pelo ex-procurador da República Marcello Miller, que requisitou ao STF o direito de ficar calado no depoimento para o qual foi convocado na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS. A decisão do ministro reconhece a condição de investigado de Miller e, com base nisto, lhe permite o direito de calar sobre temas que possam incriminá-lo. Por outro lado, Mendes diz que o depoente deve falar sobre temas que não o autoincriminem. Além disso, a decisão do ministro do STF também garantiu a Marcello Miller o "acesso amplo, por meio de seus advogados, aos elementos de prova já documentados no inquérito que digam respeito ao exercício do direito de defesa".


    Pedido de aborto


    O PSOL e o Instituto de Bioética (Anis) apresentaram na quarta-feira (22), no Supremo Tribunal Federal (STF), um pedido para que a estudante Rebeca Mendes da Silva Leite, de 30 anos, interrompa a gravidez. Grávida de 6 semanas, a estudante sustenta não ter condições econômicas e emocionais de levar a gestação adiante: é responsável pela criação de dois filhos e vive com recursos de um trabalho temporário que vai somente até fevereiro. Não há nenhuma decisão no STF autorizando casos como esse. Todas as decisões sobre aborto dizem respeito a gestações que trazem risco de vida para a mulher ou envolvendo feto com má-formação.


    Lutarei até o fim


    Apontada nos bastidores como um dos nomes que podem "sobrar" na composição da chapa majoritária governista, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) marcou posição na manhã da sexta-feira (24), durante a visita à policlínica de Guanambi, que será inaugurada à tarde. "A minha participação na chapa, é claro que lutarei até o fim", declarou, apontando que somente uma mulher poderia fazê-la abrir espaço para outra pessoa. "Em mais de 190 anos de existência do Senado Federal , eu sou a primeira representante mulher da Bahia. E não vou deixar fácil o lugar para ser ocupado por ninguém que não seja mulher, que não seja de luta. Vou estar nessa batalha e na hora necessária vamos debater essa questão com o conjunto dos partidos que integram essa frente", disse.


    Aventura


    Apesar de declarar que tem evitado outros temas durante as inaugurações das policlínicas regionais, o governador Rui Costa se manifestou na sexta-feira (24), ao ser questionado, sobre as prováveis candidaturas de 'outsiders' (nomes estreantes ou de fora da política), a exemplo do apresentador Luciano Huck. "Eu acho que todo mundo for candidato a alguma coisa vai ter que demonstrar para a população o que ele fez, o que ele sabe fazer, e o que ele pretende fazer. Eu não acho que a população está disposta, depois de quatro anos de crise, a nenhum tipo de aventura", avaliou.


    Dinheiro suspeito


    O bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima, encontrado em um apartamento em Salvador com R$ 51 milhões, pode ter sido alimentado por três fontes de propina: do PMDB, da Odebrecht e de Lúcio Funaro. Esta é a primeira vez que os investigadores fazem essa relação da origem do dinheiro, já que Geddel nunca esclareceu de onde saiu o montante. Segundo o G1, investigadores da Polícia Federal apontam que há claros indícios de crime de lavagem de dinheiro. O detalhamento foi incluído nas investigações sobre lavagem de dinheiro que estão no Supremo Tribunal Federal.


    Extinção de zonas


    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) homologou na quinta-feira (23), uma resolução que extingue 400 zonas eleitorais em todo o país. O objetivo é economizar recursos públicos, mas a corte afirma que os eleitores não serão prejudicados. "Representa uma significativa economia. E acreditamos que isto não ocorreu em prejuízo dos serviços da Justiça Eleitoral. Em alguns estados - eu acompanhei isto na Bahia, em Salvador -, estamos fazendo conexão com os próprios serviços, que são tradicionais hoje em vários estados - cada um tem um nome, como Poupatempo. Esses serviços multifuncionais que estados e municípios colocam à disposição da população para a obtenção de documentos, quitações e tudo o mais", afirmou o presidente do TSE, Ministro Gilmar Mendes. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia