Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 12/01/2018


    Sobe - Governo brasileiro por reajustar valor do Seguro Desemprego.


    Desce - Lojas de móveis e eletrodoméstico em Feira que vendem, mas não entregam produtos aos consumidores. 

     

    Sinal positivo

     

    Com o título acima grafamos ontem que a cidade visitada pelo prefeito de Feira, Zé Ronaldo, foi Dom Macêdo Costa. Erro meu, foi uma cidade nas proximidades, mas também do Recôncavo Baiano. Mantenho, entretanto, toda a composição da nota de ontem.


    Otimista


    Totalmente focado em disputar uma vaga ao Senado nas eleições deste ano, o deputado federal Jutahy Magalhães (PSDB) tem articulado o plano com outros partidos da base aliada. Ele comenta, em entrevista ao Bahia Notícias, que já conversou com lideranças do PTB, PPS e DEM, para dar alguns exemplos. "Estamos conversando com todas as forças políticas que compõem nossa aliança. "Se eu for candidato a senador na chapa do ACM Neto (DEM), pode anotar, no próximo ano, me cobre aqui no Bonfim: Eu vou ter mais votos do que o Jaques Wagner (PT)", aposta Jutahy. O nome do petista é cotado para assumir uma vaga na majoritária do governador Rui Costa (PT).


    Mais denúncias


    A juíza Caroline Vieira Figueiredo, substituta da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, onde atua o juiz Marcelo Bretas, aceitou na quarta-feira (10) mais três denúncias contra o ex-governador Sérgio Cabral, que se tornou réu pela 20ª vez. As denúncias foram apresentadas no dia 19 de dezembro pelo Ministério Público Federal (MPF). A primeira denúncia inclui ainda Wilson Carlos da Silva, Luiz Carlos Bezerra e Georges Sadala Rihan, que também se tornaram réus na ação e é. segundo o MPF, resultado das operações Calicute e Eficiência, desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro.


    Comemorou inflação baixa


    O presidente Michel Temer com ministros da área política e econômica para celebrar os recentes dados da inflação O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, fechou 2017 em 2,95%, abaixo do piso estipulado pelo governo, de 3%. "Estamos reunidos para comemorar um fato extraordinário, um índice de inflação abaixo do piso. Acho que isso merece uma comemoração", disse Temer na abertura do encontro, no Palácio do Planalto.


    Pode ser candidato


    Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados , admitiu, nesta segunda-feira (8), que pode sair candidato pelo DEM (Democratas) ao Planalto nas eleições de outubro. A informação é do jornal O Globo .Leia também: Henrique Meirelles é "plano A" do PSD na disputa pela presidência, afirma Kassab Em entrevista ao periódico, Maia aponta que o chamado centro ainda não definiu candidatos. Ele se refere ao grupo político que apoiou a reforma trabalhista, o teto de gastos do governo, e que trabalha para aprovar, em fevereiro, a reforma da previdência. Na falta de um candidato para "defender o legado" de Temer , ele reconheceu que seu nome tem sido cogitado e que pode vir a concorrer contra Bolsonaro e Lula em outubro.


    Pedido ao Senhor do Bonfim


    Embora 2018 seja um ano eleitoral e o governador Rui Costa (PT) vá disputar a reeleição em outubro, o chefe do Executivo estadual diz que tem um único pedido: que seja feita "a vontade do povo". "Pra que a Bahia siga seu caminho e que o Senhor do Bonfim nos abençoe", simplifica o petista, que segue o cortejo da lavagem, na quinta-feira (11). Pelo menos nesse início de percurso, o governador baiano evitou falar sobre assuntos políticos. Diferente dele, o prefeito ACM Neto abordou a discussão sobre a presidência do partido Democratas, cargo para o qual é cotado.


    Candidatura ainda é prematura


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), atribuiu o "Bloco do Coronel", que o acompanha na quinta-feira (11), à iniciativa de amigos no trajeto até a Colina Sagrada, para Lavagem do Bonfim - nada a ver, de acordo com o parlamentar, com a possível candidatura ao Senado. "Na verdade isso são alguns amigos que devem ter se reunido aí para nos receber, nos acompanhar nesse cortejo, mas candidatura no Senado ainda é prematura, tudo agora é pré-campanha", disse. Apesar da negativa, o social-democrata reconhece que a presença na festa já é um ensaio em torno das movimentações do ano eleitoral.


    Admitiu articulações


    O ex-ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, negou que tenha feito "movimentos pessoais" para deixar o PSDB, hipótese levantada à época em que o tucano não conseguiu articular dentro do próprio partido o arquivamento da primeira denúncia contra o presidente da República, Michel Temer. Na época, informações de bastidores sugeriam que Imbassahy tentou obter o controle do PMDB da Bahia, em meio às sucessivas denúncias contra os irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima, que comandam a sigla no estado. Apesar de negar a articulação pessoal, Imbassahy ressaltou que houve movimentações para que ele deixasse o PSDB. "Nunca fiz nenhum movimento. Existiram algumas articulações", admitiu o tucano.  



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia