Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 20/01/2018


    Sobe - UEFS por sediar encontro nacional de estudantes de Psicologia.


    Desce - Criminosos por terem cometido canibalismo antes de matarem casal em Camaçari.


    Sugestão do Coronel


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel(PSD), sugeriu que artistas consagrados na Bahia se inspirem no show beneficente de Bell Marques, que ocorreu no Teatro Castro Alves (TCA) na quinta-feira (18). A festa, realizada em comemoração aos 40 anos do bloco Camaleão, arrecadou cerca de R$ 500 mil para ajudar na construção de uma nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) cirúrgica no Hospital Aristides Maltez. “Os artistas de destaque da Bahia poderiam todo ano disponibilizar uma data para fazer show gratuito e ajudar os hospitais filantrópicos, a exemplo de Bell e Ivete [Sangalo, que fez um show em prol do Martagão Gesteira], poderiam contribuir, já que a Bahia foi quem os colocou na vida artística e os projetaram a nível nacional e internacional. Esse evento poderia servir de estímulo para que outros participem”, sugeriu o presidente.


    Encontro foi um erro


    O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, declarou que o encontro fora da agenda oficial com o presidente Michel Temer foi um “pequeno erro” do seu pessoal. Em entrevista à jornalista Miriam Leitão exibida na GloboNews, ele explicou que o convite havia sido feito antecipadamente e que na reunião foram discutidas melhoras no trabalho da PF. Segóvia se encontrou com Temer na última segunda-feira (15), na semana em que o presidente deveria responder a 50 perguntas feitas pela Polícia Federal como parte do inquérito no qual ele é investigado. As respostas foram enviadas na quinta-feira (18).


    Reforma bilionária


    O Palácio do Planalto vai abrir as torneiras das emendas parlamentares para aprovar a reforma da Previdência antes do fim de fevereiro e consolidar a estratégia de montar uma ampla frente eleitoral com todos os partidos da base aliada. O governo Michel Temer avalia ter um “arsenal” maior do que o usado em votações importantes do ano passado para convencer o Congresso a votar a matéria e aglutinar a base. Do ano passado, somente em restos a pagar de emendas parlamentares - que podem ser destinadas por deputados federais e senadores a redutos eleitorais - e novas emendas do Orçamento deste ano são mais de R$ 20 bilhões. Somados outros R$ 10 bilhões que o governo estima economizar ainda neste ano caso a reforma da Previdência seja aprovada, e que seriam usados em obras que podem render dividendos eleitorais aos aliados neste ano, o valor do “arsenal” de Temer pode superar R$ 30 bilhões.


    Investimento no Fazcultura


    O governador Rui Costa assinou, na quinta-feira (18), um decreto que destina o orçamento de R$ 15 milhões para o Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural - Fazcultura em 2018. O decreto de Nº 18.190 foi publicado nesta sexta-feira (19), no Diário Oficial do Estado. O investimento contempla diversas linguagens artísticas e se dá a partir de renúncia fiscal. Baseado na Lei 7.015/96, o Fazcultura permite ao Governo desonerar em até 5% o valor do ICMS que a empresa deve recolher mensalmente, possibilitando que ela empregue a verba em projetos culturais. Esses 5% podem representar até 80% do projeto apoiado. Em contrapartida, a empresa tem de investir com recursos próprios, um mínimo de 20% do custo total de cada projeto.


    Férias para reflexão


    ACM Neto tirou alguns dias de férias com a família. O descanso não deixa de ser uma tentativa de fugir do caldeirão político que o prefeito de Salvador ingressou após se tornar o único nome viável do grupo político liderado por ele para concorrer ao governo da Bahia em 2018. A tarefa de bater o governador Rui Costa na tentativa de reeleição é complexa e, caso Neto confirme estar disposto a participar do pleito, estaria abrindo mão de administrar Salvador apenas 1 ano e três meses depois de ter sido reeleito com 74% dos votos. Cacifado eleitoralmente, o democrata aumentou o potencial político desde que passou a ter melhor trânsito com o governo federal. Com a máquina da União ao seu lado, os ventos começaram a soprar favoráveis, porém não parecem ter encantado plenamente o prefeito.


    Fraude


    A menos de uma semana de ser julgado por três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou a jornalistas estrangeiros que uma eventual impugnação de sua candidatura à Presidência da República, consequência provável de uma condenação, seria uma “fraude”. Além disso, o petista declarou que vai continuar “brigando” até o final para concorrer no pleito de outubro. “Na minha vida eu não conheço a palavra desistir e não faço uso dela”, disse Lula na quinta-feira, 18, a representantes dos jornais El País, The New York Times, The Guardian, La Nación, Die Zeit e Liberátion.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia