PMFS Arraia
Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 31/01/2018


    Sobe - A prefeitura de Feira, que fez prevalecer o estado de direito ao realizar a licitação para o transporte alternativo.


    Desce - O hábito miserável de lideranças setoriais que, pela força, tentam subjugar os poderes constituídos.


    Candidatura é especulação


    A movimentação de um grupo do PSB em torno de uma possível candidatura do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa tem avançado, mas ainda não é unanimidade. Segundo a senadora Lídice da Mata, presidente estadual do partido, “qualquer afirmação de nome de candidatura do PSB é pura especulação”. “Alguns deputados têm feito movimento de conversar com o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, mas obviamente não passa de especulação. O partido sequer discutiu isso”, declarou a congressista, referindo-se tanto à candidatura, como inclusive à eventual filiação do magistrado.


    Casou na prisão


    Marcos Valério Fernandes de Souza, de 58 anos, se casou na sexta-feira passada (26) com a baiana Aline Couto Chaves, de 25 anos, em um presídio em Sete Lagoas (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte. A união foi confirmada pela defesa do condenado no mensalão. Após um ano de espera, a cerimônia foi realizada na Associação de Proteção e Amparo aos Condenados (Apac), onde atualmente Valério cumpre pena de 37 anos e 5 meses de prisão. O casal já se relacionava desde 2013, no período em que o ex-sócio das agências SMPB e DNA - já separado, mas não oficialmente, de sua primeira mulher, Renilda Santiago -, morava em uma fazenda no município de Caetanópolis, na região central de Minas.


    Não desistiu de candidatura


    O presidente Michel Temer ainda não desistiu da ideia de se candidatar à Presidência da República no pleito deste ano. O emedebista se apega à possibilidade de aprovar a reforma da Previdência e, com isso, a economia ganhar impulso. Temer acredita que sua popularidade passaria a subir nesse contexto, de acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Por outro lado, a família do presidente é contra uma possível candidatura, inclusive, reage a qualquer conversa a respeito. Se decidir concorrer, Temer disputaria com Geraldo Alckmin (PSDB-SP) o papel de candidato do centro.


    Aumento de tarifa


    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs na terça-feira (30) o aumento das tarifas de energia dos consumidores da Bahia, Sergipe e Rio Grande do Norte. Segundo informações do portal G1, no caso da Bahia, a proposta da Aneel as tarifas de energia da Coelba devem ter reajuste médio de 15,01%. Para os consumidores residenciais, o reajuste médio proposto é de 15,48%; para as indústrias, 13,88%. Ao todo, são 5,9 milhões de unidades consumidoras no estado da Bahia atendidas pela Coelba. O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, afirmou em reunião realizada nesta terça-feira (30) que o índice da Coelba tem um impacto relevante do aumento do custo da energia das usinas da Cemig, que foram leiloadas pelo governo em 2017.


    Pretende deixar cargo


    O presidente da Desenbahia, Otto Filho (PSD), pretende continuar no cargo até o limite do prazo de desincompatibilização determinado pela legislação eleitoral. “Acredito que devo estar saindo no fim de março e início de abril”, afirmou. Seu nome chegou a ser cogitado como uma opção para a vice na chapa do governador Rui Costa, caso o atual ocupante do posto, João Leão (PP), desista da reeleição e tente uma vaga no Senado, mas a possibilidade foi descartada por seu pai, o senador Otto Alencar, presidente estadual do PSD.

     

    Corte não deve “se apequenar”


    A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, declarou nesta terça-feira (30) que a Corte vai se “apequenar” se utilizar a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para rediscutir a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, antes da análise dos recursos restantes em tribunais superiores. “Não creio que um caso específico geraria uma pauta diferente. Isso seria realmente apequenar o Supremo”, afirmou a magistrada na noite da segunda-feira (29), durante um jantar promovido pelo portal Poder360, reunindo jornalistas. Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, a ministra sinalizou que não deve ser aberta pauta para discutir o assunto, mesmo que não tenha relação direta com o processo envolvendo o ex-presidente.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia