Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 24/02/2018


    Sobe - Deputado Targino Machado que teve coragem de fazer duas denúncias graves contra o Secretário de Segurança da Bahia.


    Desce - A Secretaria de Segurança Pública do Estado, se comprou TV de R$ 4 mil por R$ 17 mil.


    Falou tá falado


    O deputado Targino Machado, que fez sérias denúncias no final do ano passado, contra o Secretário de Segurança Pública, causando grande repercussão, não apenas na Bahia silenciou sobre o assunto até a semana passada. Quando todos pensavam que ele tinha perdido a língua, Targino ressurgiu de forma inusitada, comprando uma TV Samsung de 55 polegadas, em 10 prestações no cartão, só para provar que tinha razão ao ter denunciado o secretário Maurício Barbosa, por ilicitudes na Secretaria. Se provou, tá provado. Pois bem, Targino já ocupou espaço nas redes sociais garantindo que em uma das licitações da Segurança Pública a mesma TV foi comprada pela Secretaria em uma licitação por “R$ 17 mil”. Se alguém acha que é um exagero se enganou, Targino está de posse de um relatório do Tribunal de Contas do Estado indicando, segundo o próprio trecho do TCE de superfaturamento. Targino vai se apresentar neste domingo no programa de Silvério Silva e o mínimo que ele vai dizer é, se eu comprei uma TV em 10X por quatro mil e frações, por quanto de forma séria eu compraria mais de 30 TVs de uma só vez e à vista? O bicho pegou!


    Falando em TV


    A Câmara de Porto Seguro inaugurou um painel eletrônico no início dos seus trabalhos, na semana passada com seis televisores Samsung que servem de painel, ao custo de R$ 180 mil por ano em alugueis. A chiadeira dos próprios vereadores da casa é grande e o caso deverá parar no Ministério Público. No ano passado, a Câmara de Feira inaugurou um painel similar, porém, com oito televisores, 50% mais do que o de Porto Seguro, a diferença é que os equipamentos com programas chegaram ao valor dos mesmos R$ 180 mil, só que em Feira este equipamento foi comprado, por isso a Câmara tem posse do equipamento, a vida inteira enquanto durar, e lá é anual. Estoporou a situação na Câmara da terra do descobrimento.


    Meirelles X Temer


    Enquanto alguns aliados do presidente Michel Temer (MDB) já defendem sua candidatura à reeleição, outro nome do Palácio do Planalto se colocou na disputa: o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), confirmou que existe a possibilidade de sair candidato à Presidência. “Seria uma competição”, declarou ao Estadão/Broadcast. “Evidentemente, com mais candidatos fora dos dois extremos, a competição seria maior”, completou o ministro. Segundo informações do Estado de S. Paulo, Meirelles afirmou ainda que a participação de Temer “não invalidaria” sua candidatura, mas sim aumentaria as alternativas no centro político. No entanto, de acordo com a publicação, a candidatura do ministro enfrenta resistência do próprio PSD, pois o partido articula um apoio ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

     

    Mudança pode ser impugnada


    Os diretórios do PMDB de Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre querem que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) impugne a mudança do nome do partido para MDB, que foi apresentada em dezembro durante convenção da sigla. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, o ministro Admar Gonzaga, relator do caso na Corte, determinou que a direção nacional peemedebista se manifeste sobre a discordância até a próxima semana. O prazo de sete dias consecutivos para a legenda se posicionar começou na segunda-feira (19).


    Processos mudam de juízes


    Processos sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e os ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, que tramitam na Justiça de Brasília vão mudar de juízes. De acordo com informações do G1, eles ficavam sob responsabilidade do juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal, mas agora passaram para a 12ª Vara, criada recentemente e especializada em lavagem de dinheiro. Os juízes Marcus Vinicius Reis e Polyanna Kelly Alves vão passar a analisar os processos e precisarão ler todos os documentos dos casos para poderem dar continuidade à condução das ações.


    Processo de cassação


    O Conselho de Ética fará na próxima terça-feira (27), uma reunião para instaurar o processo disciplinar que pede a cassação dos mandatos do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB). No mesmo encontro, também devem ser aceitas as solicitações referentes aos deputados Paulo Maluf (PP-SP), Celso Jacob (PMDB-RJ) e João Rodrigues (PSD-SC), que atualmente estão presos. Na reunião de terça, de acordo com o G1, haverá o sorteio de uma lista tríplice para cada um dos processos. A partir daí, o presidente do conselho, Elmar Nascimento (DEM), definirá o relator, que deverá fazer um parecer preliminar, em até 10 dias úteis, avaliando de as representações têm fundamento ou devem ser arquivadas. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia