Corrida Kids
Facebook
Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 03/03/2018


    Sobe - Os 26 Estados e o Distrito Federal por mandarem representante para discutir segurança pública com o Presidente da República, na última quinta-feira.


    Desce - A defesa civil de Feira que conta apenas com dois servidores para atender a demanda do município. Um é o diretor.


    O “golpe”


    O dono da OAS, Léo Pinheiro, disse à Procuradoria-geral da República (PGR), que se reuniu com Jaques Wagner no Palácio de Ondina, em Salvador, para “tramar um golpe contra os cofres do Funcef”, de acordo com a revista Veja. Ainda segundo a revista, o golpe consistia em “interceder junto ao então presidente da Caixa, Jorge Herada, seu afilhado político, para convencer a Funcef a adquirir uma participação na OAS Empreendimentos”. Hereda logo após assumiu a então Secretaria de Indústria e Comércio (hoje Desenvolvimento Econômico) no governo Rui Costa. Recentemente, ele foi acusado de receber propina enquanto atuava na Caixa Econômica Federal, envolvendo aprovação de operações financeiras da RB Capital, Rumo Logística e LLX.


    Plano C


    O PT reavivou, nesta semana, o debate de seu “plano C”, após a Operação Cartão Vermelho, deflagrada pela Polícia Federal semana passada, atingir o então substituto de Lula à corrida presidencial, o ex-governador da Bahia Jaques Wagner. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, trata-se do ex-ministro Celso Amorim. Para dar visibilidade ao ex-chanceler, dirigentes petistas estudam anunciar o nome de Amorim para vice na chapa de Lula, uma vez que o PT não deverá ter aliados no primeiro turno da disputa presidencial deste ano. A ideia, de acordo com a publicação é, dar a Amorim uma experiência eleitoral. Na avaliação de petistas, a escolha de Wagner ou do ex-prefeito Fernando Haddad para a vice seria automaticamente encarada como capitulação de Lula.


    Em apoio à Maia


    Os presidentes do PP, o senador Ciro Nogueira (PI), e do Solidariedade, o deputado federal Paulinho da Força (SP), vão declarar apoio à candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) ao Palácio do Planalto. Eles vão participar da convenção do Democratas, que acontece na próxima semana, segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo. Paulinho tem planos de levar o presidente da Câmara à festa do Dia do Trabalho, na capital paulista. De acordo com a publicação, ele pretende colocar o democrata ao lado de outros pré-candidatos, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


    Alfinetou Temer


    Com críticas ao governo do presidente Michel Temer, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, deu início ao congresso nacional da legenda na quinta-feira (1º). “Temer formou o pior governo da história do Brasil. Ele não montou um governo, montou quase uma quadrilha”, disse. Em sua fala, Siqueira afirmou que o partido “convidou” os deputados pró-Temer a saírem da legenda por não concordar com o atual governo “conservador” e “de retrocessos”. Ele também fez críticas à reforma da Previdência e comemorou o fato de ela não ter sido aprovada. O congresso do partido foi pensado para marcar a volta do PSB ao campo da esquerda. Um dos homenageados foi o americano Noam Chomsky, apresentado como um dos grandes críticos ao sistema capitalista.


    Bloqueio de bens é mantido


    O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu manter o bloqueio de bens contra a ex-presidente Dilma Rousseff por conta da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobras. Segundo informações da coluna Expresso, da revista Época, a Corte negou um pedido da petista para reverter a decisão. O TCU entende que a negociação trouxe prejuízo à empresa estatal e determinou que os envolvidos devem ressarcir a empresa em R$ 1,9 bilhão.


    Encontro de corregedores


    O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) vai sediar o 43º Encontro do Colégio de Corregedores da Justiça Eleitoral, previsto para acontecer nos dias 7 e 8 de junho. A decisão foi tomada durante o 42º Encontro, realizado nos dias de 22 e 23 de fevereiro, em Brasília. O evento vai contar com a presença do corregedor e vice-presidente do Órgão baiano, desembargador Jatahy Júnior, e deve debater questões de interesse dos Tribunais Regionais, a exemplo da eleição deste ano. No evento realizado em Brasília na última semana, os representantes das Corregedorias do país se comprometeram a examinar com rigor o registro de candidatos em situação de inelegibilidade, coibir as práticas abusivas nas campanhas eleitorais, como a veiculação de notícias falsas.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia