Em cima da hora:
População detém suspeito de roubar menor no Centro de São Carlos, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 24/03/2018


    Sobe - Santa Casa, Filarmônica 25 de Março e Asilo Nossa Senhora de Lourdes por sua importância secular na história de Feira de Santana.


    Desce - Governo do Estado que por ausência de planejamento e descaso deixa escola sem aula no início do ano letivo.


    Dignidade e respeito


    Após falar que o grupo do prefeito ACM Neto (DEM) está “maltratando” o deputado federal Lúcio Vieira Lima, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), ao ser questionado pelo Bahia Notícias se o irmão de Geddel teria o mesmo tratamento se estivesse na base governista, o chefe do Executivo baiano negou. “[risos] Nós temos tratado nossa base aliada com dignidade e respeito que todos merecem. As pessoas têm opiniões diferentes, estão em partidos diferentes e nós sempre buscamos tratar todo mundo com respeito. Isso não significa que possamos pensar em todos os assuntos da mesma forma”, disse.


    Não foi ouvido


    O secretário de Desenvolvimento Econômico e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, disse que não foi ouvido sobre a possibilidade de o deputado federal Ronaldo Carletto (PP) ser seu suplente em uma eventual vaga no Senado Federal. A proposta foi feita ao parlamentar pelo vice-governador João Leão (PP), numa tentativa de fazer Carletto desistir de trocar o PP pelo PR. “O fato de o Carletto se manter no PP, que é também aliado importante, assim como o PR, pelo menos pacifica relações internas dentro da base aliada. Agora, os cargos ainda vão ser discutidos. Claro que o vice-governador João Leão tem autoridade pra discutir o tema. Comigo, essa questão da suplência ainda não foi discutida”, disse Wagner.


    Rui desconhece


    O governador Rui Costa afirmou na sexta-feira (23), que desconhece os termos do acordo firmado entre o vice João Leão (PP) e o deputado federal Ronaldo Carletto (PP) para evitar que o parlamentar saísse do partido. Nesta quinta (22), Leão revelou ter prometido ao empresário a vaga de suplente no Senado, podendo ser do próprio vice-governador ou do secretário e ex-governador Jaques Wagner. Rui evitou comentar a negociação. “Não tenho conhecimento disso”, afirmou o petista, que também disse não ter opinião sobre a permanência de Carletto no PP, após ameaçar migrar para o PR.


    Candidatura improvável


    O secretário Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, admite que sua desejada candidatura à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) possivelmente não vai se concretizar. Em entrevista ao Bahia Notícias na quinta-feira (22), ele apontou que acha difícil alcançar 45 mil votos, número que acredita ser necessário para conseguir uma cadeira no Legislativo. “Minha candidatura nesse momento é menos provável que aconteça”, comentou. Tinoco justifica ainda que não conseguiu buscar articulações políticas ou visitar cidades do interior ao longo do último ano por conta do seu trabalho na Secult.


    Operador denunciado


    O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o engenheiro Paulo Vieira de Souza na quinta-feira (21), por suspeita de cometer os crimes de peculato, corrupção e organização criminosa. De acordo com informações da Folha de S. Paulo, está é a primeira denúncia apresentada pela força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo, criada em julho do último ano. Apontado como operador de propinas do PSDB, ele teria desviado verbas públicas ligadas ao reassentamento da empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A, órgão que ele comandou durante a gestão de José Serra (PSDB-SP) no governo do estado de São Paulo.


    Pela integridade das eleições


    O presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou na quarta-feira (21), que deseja garantir a integridade das eleições deste ano. Em entrevista à rede de televisão americana CNN, ele citou especificamente o Brasil e a Índia como desafios. Ele afirmou que a rede social ainda precisa melhorar o combate contra notícias falsas e a interferência de robôs. “Há uma grande eleição na Índia este ano, há uma grande eleição no Brasil, há grandes eleições em todo o mundo. Você pode apostar que estamos realmente comprometidos em fazer tudo o que precisamos para garantir que a integridade dessas eleições no Facebook seja garantida”, declarou Zuckerberg.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia