Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 22/05/2018


    Negou dívida com Lídice


    A deputada federal Alice Portugal (PCdoB-BA) negou, durante reinauguração do Hospital Prado Valadares, na segunda-feira (21), que tenha uma dívida de apoio com a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) e citou o PSD, partido que hoje, disputa uma vaga ao Senado. A socialista desistiu de concorrer à prefeitura de Salvador em 2016 e apoiou a candidatura da comunista. “Todos nós nos apoiamos, apoiei também muitas vezes. É importante ressaltar que o PSD foi o primeiro a me apoiar naquele difícil momento. Sabíamos que minha campanha foi para divulgar as obras do governador e também para trazer Dilma [Rousseff]. Todos apoiaram a campanha”, minimizou.


    Família não quer


    Pouco antes de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ser preso, o ex-governador da Bahia e pré-candidato ao Senado pelo PT, Jaques Wagner (PT), disse a um amigo pernambucano que não deseja disputar a presidência da República de jeito nenhum, de acordo com a coluna Radar, da revista Veja. Ele argumentou que deverá se eleger para a Câmara Alta do Congresso com razoável tranquilidade e que sua família vem suplicando para que ele não tope a empreitada e, com isso, evite a exposição de uma campanha presidencial.


    TRF-4 permite atuação


    O deputado federal Wadih Damous poderá atuar como advogado do ex-presidente Lula. O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) concedeu uma liminar para permitir a atuação do deputado. O pedido foi feito pela Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Paraná (OAB-PR). O parlamentar havia sido impedido de atuar na defesa por decisão da juíza Federal Carolina Moura Lebbos, da 12ª vara de Curitiba, a qual entendeu que nenhum parlamentar pode exercer advocacia enquanto ocupar cargo legislativo.


    PSB sem nomes para presidência


    Após a desistência de Joaquim Barbosa, em disputar a presidência, a senadora Lídice da Mata, presidente do PSB na Bahia, afirmou que a “tendência é discutir alguma candidatura de centro esquerda ou centro à esquerda, incorporando as ideias” no cenário nacional. “Eu acho que a fase de candidatura própria está passando. Não vejo, olhando rapidamente, um nome que pudesse surgir no partido”, disse, durante reinauguração do Hospital Prado Valadares, em Jequié. A socialista disse que o presidente da legenda, Carlos Siqueira, “está conversando com todo mundo”.


    Decisão da majoritária


    A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), postulante à reeleição, ainda disse acreditar que o imbróglio envolvendo a chapa majoritária governista deve ter uma solução nos próximos dias. “O governador já falou sobre isso. Claro que já tiveram conversas com todos os partidos, nenhuma definitiva. Senão ele teria anunciado. Ele pretende continuar as conversas. Acredito que no início de junho, na primeira semana pode ter a solução”, estimou, durante reinauguração do Hospital Prado Valadares, em Jequié. Lídice quer concorrer novamente à Câmara Alta do Congresso, mas esbarra na predileção de Rui Costa (PT) de oferecer uma vaga ao PSD e a outra ao ex-governador Jaques Wagner (PT).


    Réu por falsidade ideológica


    O deputado estadual Marcos Prisco (PSC) se tornou réu pelo crime de falsidade ideológica, praticado na época em que comandava a Associação de Policiais Militares, Bombeiros e Familiares do Estado da Bahia (Aspra). Inicialmente, a ação penal contra o deputado tramitaria no Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), diante da prerrogativa de foro que Prisco detinha na qualidade de deputado estadual. Entretanto, com o novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), de restringir o foro privilegiado para crimes relacionados ao mandato, o deputado será julgado por uma vara criminal de Salvador.


    Concessão irregular


    O Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE) avaliou as contas do governo estadual e concluiu que foram concedidos irregularmente quase R$ 10 bilhões em isenções fiscais, de acordo com a coluna Radar Online, da revista Veja. Ainda segundo a coluna, as maiores beneficiadas, na casa das centenas de milhões, foram Bridgestone, Engepack e M.Dias Branco. No governo Jaques Wagner. As informações são do Bahia Notícias. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia