Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 13/09/2018


    Sobe - Seprev por lançar campanha de enfretamento à violência e promoção da cultura de paz.

    Desce - O alto preço da gasolina que ainda assusta consumidores em Feira de Santana e também em quase todo o País.

    Pedido negado

    A estratégia do ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) de se distanciar da imagem do presidente e correligionário Michel Temer e se apresentar como candidato de todas as cores vai ser mantida após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negar a solicitação do PT de retirada das imagens do ex- -presidente Lula da propaganda eleitoral do emedebista. Segundo a coluna do Estadão, o ministro Sérgio Barros indeferiu um pedido, em caráter liminar, do partido para a retirada das peças do ar. A sigla argumentava que se o petista não pode aparecer na propaganda da própria legenda, após ter a candidatura barrada, também não poderia aparecer “apoiando” outro candidato.

    Líder em gastos

    A ex-presidente Dilma Rousseff, do PT, é a candidata ao Senado com a campanha mais cara do país. A postulante pelo estado de Minas Gerais gastou R$ 3,06 milhões até o momento, segundo levantamento baseado em dados do TSE. O valor supera as despesas de campanhas de presidenciáveis como Ciro Gomes, do PDT, e Jair Bolsonaro, do PSL. Apenas 0,5% do valor arrecadado por Dilma vem de fonte privada _ uma campanha de financiamento coletivo -, enquanto o PT é responsável pelo restante. As despesas com a ex-presidente representam mais da metade de todo o gasto em campanhas petistas ao Senado, que é de R$ 5,6 milhões. A previsão da equipe da candidata é de que a soma ainda chegue a R$ 4,2 milhões.

    Apontado pelo MP

    O ex-governador do Paraná e atual candidato ao Senado Beto Richa (PSDB), preso na manhã de ontem, é apontado pelo Ministério Público do Estado como chefe de uma organização criminosa envolvida na fraude de uma licitação de mais de R$ 70 milhões para manutenção de estradas rurais. O caso aconteceu em 2011. De acordo com a Justiça, o esquema funcionava com base no aluguel de máquinas da iniciativa privada. A licitação era fraudada para que as empresas envolvidas ganhassem o contrato superfaturado.

    Anúncio

    O vereador Roberto Tourinho (PV), em pronunciamento na sessão ordinária de ontem (12), afirmou que vai solicitar realização de audiência pública, por meio da Comissão de Obras, Urbanismo, Infraestrutura Municipal e Meio Ambiente, para discutir a situação do transporte público na zona rural de Feira de Santana. Segundo o edil, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Feira de Santana será convidado a participar.

    Proposta

    Indignado com as péssimas condições da rodovia BR-116 Sul, o vereador Edvaldo Lima (PP) afirmou, durante pronunciamento na sessão ordinária de ontem (12), na Câmara Municipal de Feira de Santana, que propôs ação contra a Via Bahia para suspensão da cobrança de pedágio na rodovia.

    Rebateu

    Ao discursar na sessão ordinária de ontem (12), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Zé Filé (PROS) rebateu a declaração do vereador João Bililiu (PPS) na sessão da última terça-feira (11), de que a posição política de Zé Filé é comparada a um casamento.

    Parabenizou

    Em pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, na sessão ordinária de ontem (12), o vereador Gilmar Amorim (PSDC) parabenizou a equipe gestora da Escola Municipal Regina Vital, localizada no bairro Campo Limpo, pelo quarto lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

    Operação da PF

    A Polícia Federal deflagrou, na manhã de ontem (12), uma operação contra o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). Segundo o G1, o tucano é alvo de busca e apreensão. Agentes da PF estiveram na casa do chefe do Executivo estadual e na sede do governo Azambuja é candidato à reeleição. A ação, autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), é desdobramento da Operação Lama Asfáltica, que apura esquema de superfaturamento de obras públicas. Segundo a PF, 220 agentes cumpriram 41 mandados de busca e apreensão e 14 de prisão temporária, na capital do estado e nos municípios de Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes de Laguna, além do município de Trairão, no Pará.
     



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia