Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 19/10/2018


    Sobe - Os vereadores de Feira de Santana por terem aprovado projeto de lei que autorizou a Prefeitura a tomar empréstimo de R$ 130 milhões para requalificação do centro da cidade.


    Desce - Vândalos que jogaram indiscriminadamente milhares de panfletos políticos, na Avenida João Durval, cometendo crime de poluição.


    Coisa feia


    A Avenida João Durval, em Feira de Santana, amanheceu, ontem, com milhares de santinhos de propaganda política espalhados nos seus dois sentidos. Até o momento a identidade de quem cometeu esse ato de poluição é desconhecida. O Secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, vereador licenciado, esteve no local e condenou a atitude. Ele disse que quem jogou o material, irregularmente na avenida, pode ser punido, mas ressalto que os candidatos que aparecem nos santinhos não têm nenhuma ligação com a prática condenável. O ato é de uma irresponsabilidade tamanha e, deve-se verificar as câmaras de segurança da cidade para ver quem praticou tal ilicitude.


    Em reunião


    O governador Rui Costa (PT) quer garantir que o petista Fernando Haddad incremente em cerca de 20% o resultado obtido no primeiro turno das eleições. Na ocasião, Rui disse que o objetivo é garantir 80% de votos válidos para Haddad na Bahia. A afirmação foi feita na última quarta-feira (17), em encontro com lideranças do sudoeste e sul do estado. Haddad conseguiu 60,28% dos votos no estado no último dia 7.


    Afirmação


    Durante discurso no Senado, a presidente nacional PT, Gleisi Hoffmann disse que seu partido “errou ao subestimar” a campanha no Whatsapp e ressaltou que a sigla não se preparou devidamente. Gleisi acusou, ainda, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) de usar o aplicativo para manipular o processo eleitoral.


    2º turno


    Pesquisas Ibope realizadas em seis unidades federativas onde ocorrerá o segundo turno para governador também perguntaram sobre a disputa para presidente da República. Jair Bolsonaro lidera em quatro estados e no Distrito Federal, onde alcança 70% dos votos válidos. Haddad aparece em primeiro, com 57% das intenções de voto, no Rio Grande do Norte.


    Gualberto defende


    Presidente do PSDB na Bahia, o deputado federal João Gualberto quer que seu partido tenha candidato à prefeitura de Salvador 2020, quando vai acontecer a sucessão de ACM Neto (DEM). Perguntado quais seriam os nomes para disputar o Palácio Thomé de Souza, Gualberto disse que “não discutiu” ainda o assunto. Sobre a especulação de que o vereador de Salvador e deputado estadual eleito Paulo Câmara (PSDB) vai deixar a base de Neto a fim de migrar para o grupo do governador Rui Costa (PT), Gualberto afirmou que “soube pela imprensa. Não fui informado ainda”.


    Decisão


    O presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, decidiu colocar o vice-prefeito da capital, Bruno Reis (DEM), para inaugurar obras e dar ordem de serviço de olho na eleição de 2020. Só nesta semana o número 2 do Palácio Thomé de Souza autorizou o início das obras para aplicar duas geomantas em Pernambués. Além disso, inaugurou, sem a presença de Neto, a Praça da Pedreira, em Baixa de Quintas.


    Julgamento marcado


    O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) marcou para a próxima segunda-feira (22), a análise de pedido de desfiliação da vereadora Marcelle Moraes do PV. A legisladora tenta deixar a sigla por, segundo ela, ser “perseguida”. Seu irmão, o deputado estadual Marcell Moraes, deixou o partido durante a janela partidária e migrou para o PSDB.


    Teste com propaganda


    A equipe de Fernando Haddad (PT) testou a propaganda eleitoral que aborda a tortura em grupos de eleitores de Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, a primeira reação foi de silêncio. Logo depois, alguns levantavam dúvidas sobre a veracidade dos depoimentos de vítimas do coronel Ustra, condenado por tortura e sempre homenageado por Bolsonaro. Ainda de acordo com a publicação, o objetivo é se posicionar desde já como oposição contundente a um eventual governo de Bolsonaro.


    Reclamação


    A diretora do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, Clarice Saba, reclamou, em entrevista à Rádio Metrópole, da dificuldade que a sua categoria tem para dialogar com a prefeitura e o governo do estado. Clarice Saba criticou os repasses dos planos de saúde para os médicos e das condições de trabalho.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia