Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 20/10/2018


    Sobe - A prefeitura de Feira por assinar convênio que garante acesso de moradores do Minha Casa, Minha Vida e servidores públicos ao ensino superior.


    Desce - Sinalizações Rua Famacéutico José Alves, cujas as placas indicam de um lado que os carros não podem subir e do outro que não podem descer. Enquanto isso, os carros sobem e descem.


    Afirmação


    O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) confirmou nesta quinta-feira (18), à TV Globo que não vai participar de debates do segundo turno. Mais cedo, o médico cirurgião Antonio Luiz Macedo informou, após uma nova avaliação, que a decisão de ir ou não aos debates caberia ao capitão reformado do Exército.


    Justificativa


    Bolsonaro, afirmou, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais (live), que teme por sua segurança, daí a decisão de não participar de debates e evitar aglomerações. Ele se comparou com o juiz Sérgio Moro porque ambos não têm liberdade para sair às ruas.


    Quer evitar


    O senador eleito e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel (PSD), disse, em entrevista à Rádio Metrópole, que quer “evitar” que institutos de pesquisas divulguem levantamentos com “resultados diferentes”. Coronel reclamou do Ibope, em todas as consultas, apontá-lo atrás do adversário Irmão Lázaro (PSC) na disputa pela Câmara Alta do Congresso Nacional. No resultado final, o chefe da AL-BA ficou em segundo lugar com diferença de 17% em relação ao cantor-político.

     

    Cobrança


    O juiz Freddy Carvalho Pitta Lima, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), cobrou, em despacho, que o deputado federal eleito, Pastor Sargento Isidório (Avante), prove que pagou as 10 cestas básicas ao Hospital Martagão Gesteira. O acordo foi firmado após um processo movido pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, contra o deputado. Segundo o magistrado, se o parlamentar não apresentar provas em dez dias, irá perder o “benefício penal”.


    Pedido


    A defesa do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) pediu na última quinta-feira (18), ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para que o parlamentar exerça o mandato na casa durante o dia. Após determinação do ministro Alexandre de Moraes, Gurgacz está preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, onde cumpre a pena de 4 anos e 6 meses em regime semiaberto pela prática de crime contra o sistema financeiro nacional.


    Pedido I


    O Partido dos Trabalhadores (PT) pediu, em ação impetrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) fique inelegível pelos próximos oito anos, por conta da suspeita de ser beneficiado com um esquema ilegal bancado por empresários para disseminação de notícias pelo Whats App, denunciado por reportagem da Folha.


    Indícios encontrados


    A Polícia Federal encontrou indicios de participação da facção criminosa PCC no atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o site O Tempo, há indícios “fortíssimos” de que a organização criminosa tem dado auxílio Adélio Bispo de Oliveira, que é acusado de esfaquear o capitão da reserva. Ainda de acordo com a publicação, Klayton Ramos de Souza, que é membro do PCC, é amigo de Adélio. Os dois se conheceram em Montes Claros, onde ambos nasceram e cresceram. Até este ano, ainda mantinham contato por meio de redes sociais. A atuação dos quatro defensores de Adélio também intriga, já que os advogados cobram caro aos clientes.


    Voltou atrás


    Depois de pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para suspender o Whatsapp, o PSOL voltou atrás e desistiu, segundo o jornal O Globo. Em nova manifestação enviada à Corte, o PSOL pede agora que o TSE adote as medidas que entender necessárias para coibir abusos na eleição, como por exemplo a aplicação de multa. O partido argumenta que “notícias falsas, difamatórias, mentirosas e de ódio” têm sido divulgadas por meio do aplicativo e têm ajudado “a definir opções de voto e manifestações de apoio a determinados candidatos”.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia