Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 22/11/2018


    Sobe - Câmara Municipal por reconhecer a importância das empresas de comunicação e dos profissionais de imprensa que cobrem o legislativo.


    Desce - O Vitória de Salvador pela péssima campanha no Brasileirão e por ter 80% de chances de ser rebaixado.


    Confirmação


    O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmou ontem (21), o nome do advogado Gustavo Bebianno como ministro-chefe da Secretaria- Geral da Presidência. Segundo Onyx, ele é um “homem preparado e da absoluta confiança” do presidente eleito Jair Bolsonaro.


    Anúncio


    O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou ontem (21), o nome do advogado André Luiz de Almeida Mendonça para a Advocacia-Geral da União (AGU). Na conta do Twitter, Bolsonaro se referiu ao novo ministro como “Mendonção” e o descreveu como sendo “advogado com ampla vivência e experiência no setor”.


    Nomeação


    Bolsonaro (PSL) anunciou na manhã de quarta-feira (21), André Luiz de Almeida Mendonça como futuro advogado-geral da União em seu governo. Ele é o 11º nome confirmado na composição da futura gestão. Segundo informações da revista Veja, Mendonça é funcionário de carreira do órgão que irá comandar a partir de 2019 e, atualmente, ocupava o posto de assessor especial do ministro Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União - que também será mantido no governo.


    Culto ecumênico


    Jair Bolsonaro (PSL) planeja uma cerimônia mais curta e um ato ecumênico inédito na Catedral de Brasília para celebrar a posse no dia 1º de janeiro de 2019. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, assessores de Bolsonaro afirmam que o esquema de segurança e o tempo de duração do evento devem ser as principais preocupações da equipe.


    Escolha de Moro


    O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, escolheu o general Carlos Alberto dos Santos Cruz para comandar a Secretaria Nacional de Segurança Pública, pasta responsável por definir políticas de segurança e combate à violência no país, junto aos governos estaduais. O futuro comandante da Segurança Pública atuou no comando das missões de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti (2007 a 2009) e na República Democrática do Congo (2013 a 2015). Depois, foi chefe da Secretaria de Segurança Pública entre abril de 2017 e junho deste ano. Ao deixar o cargo, foi chamado para ser consultor da ONU.


    Aprovação no Senado


    O Senado aprovou na última terça-feira (20), o texto-base do projeto que permite a aplicação de uma multa maior para quem desiste da compra de um imóvel na planta, o chamado “distrato”. Em julho, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado rejeitou a proposta. O texto foi enviado ao plenário e recebeu emendas (sugestões de alteração) ao projeto. O texto-base aprovado pelos senadores na terça, 21, tem o mesmo conteúdo da versão aprovada pela Câmara em junho deste ano.


    Cogitação


    Após eleger três coordenadores para cargos no Legislativo - Fernando Holiday como vereador de São Paulo, em 2016, e Kim Kataguiri e Arthur do Val, como deputados federal e estadual nas eleições deste ano - e conseguir apoiadores na Câmara e no Senado, o Movimento Brasil Livre (MBL) considera a possibilidade de ter um partido próprio. De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, a cúpula do movimento se reuniu após o primeiro turno das eleições para discutir a ideia. Segundo Holiday, “as pessoas gostam de identificar seus ideais com um número”.


    Cotação


    O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, está sendo cotado para assumir o comando do Banco do Brasil (BB), a partir do ano que vem. De acordo com integrantes da equipe de transição, Monteiro se mostrou disposto a assumir o comando do banco, apesar de se queixar de exaustão pelo trabalho intenso que vem desenvolvendo à frente da estatal do petróleo. Segundo a Agência Brasil, Monteiro é considerado um bom nome. Antes de assumir o comando da Petrobras, ele ocupava a Diretoria Financeira da estatal e também exerceu funções no Banco do Brasil. A equipe de transição avalia se a opção tem respaldo político.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia