Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 19/01/2019


    Sobe - Feira de Flores de Holambra por criar uma atmosfera diferente em pleno centro de Feira de Santana.


    Desce - Pessoas que ainda nos dias de hoje agem com preconceito e maltratam os idosos.


    Defesa


    O vereador José Trindade (Podemos) rebateu ontem (18), declaração do colega e vice-líder do governo na Casa, Duda Sanches (DEM), para que o atual “racha” no grupo de oposição seja em razão do que chamou de “fragilidade” do governador Rui Costa (PT).


    Sobre secratariado


    O vice-governador, João Leão (PP), afirmou, na manhã de ontem (18), que Rui Costa (PT) deve definir o quadro do novo secretariado na sua gestão na próxima semana.


    Negou


    O presidente estadual do PSD, senador Otto Alencar, negou na manhã de ontem (18), ter convidado para sua sigla o deputado estadual eleito Tum, do PSC, mas sim, o irmão dele, Wilker Torres (PSB), prefeito de Casa Nova.


    Afirmativa


    O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou ontem (18), que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é “vítima” de um processo de tentativa de desgaste envolvendo a repercussão das investigações sobre a movimentação atípica do ex-assessor do seu filho, o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RR).


    Foro privilegiado


    Um vídeo publicado em março de 2017 mostra o presidente Jair Bolsonaro criticando o foro privilegiado a políticos ao lado de seu filho, o senador eleito Flávio Bolsonaro. A gravação foi publicada na conta do deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro. A gravação, que é tem tem o título “Quem precisa de foro privilegiado?”, voltou a circular nas redes sociais na última quinta-feira (17), depois da notícia de que Flávio entrou no STF com pedido para que uma investigação do Rio de Janeiro seja levada ao Supremo com base no foro privilegiado, que ele adquiriu ao ser eleito senador.


    Crítica


    Depois passar 26 anos com mandatos, o ex-secretário de Educação, Walter Pinheiro, criticou os políticos que passam muito tempo no parlamento, na manhã de ontem (18).


    Análise


    O advogado criminalista e professor de Direito, Daniel Keller, analisou, ontem (18), em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, as questões que envolvem a suspensão da investigação do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) através de liminar concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux. Para Keller, a decisão abre precedente para um “preocupante” estado de insegurança jurídica.


    No aguardo


    O vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), afirmou ontem (18), que não vai comentar o pedido de suspensão do caso Flávio Bolsonaro, acolhido pelo Supremo Tribunal Federal. “Não vou me meter, não vou comentar: vou aguardar esclarecer”, afirmou o vice à jornalista Andréia Sadi, do site G1.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia