Em cima da hora:
Baile Municipal de Bezerros vende ingressos para show de Araketu
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 17/12/2019


    Sobe - Uefs por manter posição honrosa no Índice Geral de Cursos (IGC) com conceito 4.


    Desce - Vereadores presos em operação do MP por fraudes em contratos.


    Chapa


    As conversas entre o DEM e o PDT devem culminar em uma parceria dos dois partidos já nas eleições municipais de 2020, segundo reportagem do jornal Valor Econômico. As duas siglas avaliam a união em chapas para a disputa do comando de algumas capitais do país no próximo ano, como Salvador, Rio de Janeiro e Fortaleza. Em Salvador, o mais provável é que ACM Neto, presidente nacional do Democratas, escolha Bruno Reis (DEM) para disputar sua sucessão. Bruno, por sua vez, teria um vice do PDT - o nome pode ser o de Léo Prates, que se filiará nas próximas semanas à legenda trabalhista.


    Discordância


    Em 11 anos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) mudou a sua visão sobre o mundo e principalmente a sua opinião sobre a execução das leis penais no Brasil, informa reportagem do jornal O Globo. Segundo a publicação, em sua monografia de conclusão do curso em bacharel de Direito, finalizado em 2008 na UFRJ, o terceiro filho do presidente Jair Bolsonaro se posiciona contra as condenações privativas de liberdade, ou seja, o encarceramento; defende a ressocialização do preso; reconhece a existência da ditadura militar no Brasil; defende os direitos humanos e, por fim, cita que a prisão no Brasil ocorre por crimes “comuns” e sem julgamento.


    Atuação intensificada


    O presidente Jair Bolsonaro intensificou sua atuação nas redes sociais nos últimos meses, segundo levantamento feito pelo jornal O Globo. No primeiro semestre deste ano, Bolsonaro fez 21 lives em suas redes sociais. De julho para cá, já foram 116 transmissões ao vivo realizadas pela equipe do presidente.


    Ofensa


    O presidente da República, Jair Bolsonaro, chamou ontem (16), de “energúmeno” o educador Paulo Freire, patrono da educação brasileira, e disse que a programação da TV Escola “deseduca”. Na última sexta-feira (13), o contrato não foi renovado com a associação responsável por gerir a TV Escola desde 1995. Em nota, o Ministério da Educação (MEC) afirmou que estuda a possibilidade das atividades do canal serem exercidas por outra instituição da administração pública. Segundo o portal G1, Bolsonaro fez as afirmações contra Paulo Freire e a TV Escola na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, enquanto conversava e tirava fotos com apoiadores, e foi questionado sobre o tema.

     

    Votação em 2020


    As contas de 2017 e 2018 do governador Rui Costa (PT) só devem ser votadas no próximo ano na Assembleia Legislativa, sinalizou o deputado Rosemberg Pinto (PT), líder do governo na Casa. As contas de 2016 estão na ordem do dia, para apreciação em plenário já ontem (16), afirmou Rosemberg.

     

    Negação


    A secretária estadual de Relações Institucionais Cibele Carvalho (PT) e o deputado Rosemberg Pinto (PT) negaram ontem (16), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) que haja algum tipo de retaliação do governo do estado ao deputado Soldado Prisco (PSC) por conta da tentativa de paralisação da Polícia Militar conduzida por ele em outubro. Os petistas afirmaram que a cessão de emendas ao parlamentar ocorre normalmente.


    Indeferimentos


    A Comissão da Anistia indeferiu 85% dos 2.717 pedidos de indenização durante o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro. Apenas 388 deles foram reconhecidos. A informação é da Coluna do Estadão. A comissão, que foi transferida do Ministério da Justiça para o da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandado por Damares Alves. Sob nova direção, foram integrados como membros militares que questionam o termo “golpe” para designar a instauração da ditadura de 1964 no Brasil, como o general Rocha Paiva.


    Nomes escondidos


    O Ministério da Saúde escondeu os nomes de deputados que pediram recursos para suas bases eleitorais e foram atendidos pelo governo na semana de votação do primeiro turno da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, encerrada no dia 12 de julho deste ano. A informação é da Lupa. A pasta publicou 63 portarias referentes à distribuição de recursos para a saúde em edições extras do Diário Oficial da União. Foi destinado R$ 1,8 bilhão a dois mil municípios entre os dias 8 e 12 de julho, mas era indicado apenas o valor por parlamentar, sem que fosse dito o nome do representante de cada solicitação.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia