Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 20/12

    Sobe - A iniciativa da Igreja Católica por realizar missa para detentos. Desce - Faculdade feirense que teve curso suspenso pelo MEC.


     

    Orçamento
     
    O Orçamento Geral da União tem aprovado os relatórios setoriais e seguia a tramitação para a aprovação da matéria até ontem, fechando o ano legislativo do Congresso Nacional. No total, o Estado da Bahia tem previsão de ser contemplado com aproximadamente R$ 9,4 bilhões. Do valor inicial aprovado no relatório setorial, as emendas para a Bahia superam R$ 638 milhões e outras negociações prosseguem na tentativa de ampliar os recursos.
     
    Relatórios
     
    Durante encontro realizado na Assembleia Legislativa (AL), a Comissão de Saúde e Saneamento apresentou relatório das ações realizadas no biênio 2011/2012. Vice-presidente do colegiado, a deputada estadual Graça Pimenta (PR) destacou o trabalho da Comissão. “Temos um resultado bastante positivo. O balanço de ações apresentadas demonstra a atuação constante do colegiado. Em 2013 a Comissão vai ter ainda mais empenho para enfrentar os desafios existentes na área de saúde”, afirma a parlamentar.
     
    Empréstimo
     
    A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou operação de crédito externo no valor de US$ 600 milhões entre o governo da Bahia e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A pedido dos senadores da Bahia Walter Pinheiro (PT) e Lídice da Mata (PSB), a matéria será votada em regime de urgência pelo Plenário do Senado. Esse empréstimo terá aval da União e vai financiar, parcialmente, o Programa de Consolidação do Equilíbrio Fiscal para o Desenvolvimento do Estado da Bahia (Proconfis II).
     
    Lei Seca
     
    Em sua última sessão como presidente do Senado, o senador José Sarney (PMDB-AP) atendeu apelo da presidente Dilma Rousseff e aprovou, no plenário, o projeto que endurece a Lei Seca e amplia as possibilidades de prova de embriaguez dos motoristas. Conforme informou Ilimar Franco, na coluna Panorama Político, de O GLOBO, Dilma queria a aprovação das novas regras da lei seca aprovadas antes dos feriados de Natal e Ano Novo, com blitzes pelo país inteiro para reduzir o número de mortes no trânsito por embriaguez
     


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia