Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 15/04/2020


    Sobe - Pessoas físicas e jurídicas que destinam recursos para combate à pandemia da Covid-19.


    Desce - Pessoas que insistem em fazer aglomerações em filas de bancos e lotéricas.


    Tourinho


    O vereador Roberto Tourinho votou contra o projeto aprovado na Câmara de Vereadores na última segunda-feira (13), que permite que o prefeito Colbert Martins (MDB) se ausente do Município sem a autorização legislativa. Tourinho ressaltou os pontos que o fizeram desaprovar o PL. “Estou aqui há sete mandatos, e a Câmara de Feira de Santana nunca negou uma autorização para que o prefeito viajasse”.


    Tourinho I


    O vereador afirma também que a solicitação para ausência é sinal de respeito. “Quando um prefeito manda a Câmara um pedido para poder se ausentar, ele está tendo respeito ao poder legislativo, e ao mesmo tempo dando uma satisfação a população, é assim que acontece com o governador do Estado, presidente da República e demais prefeitos. Quando você ocupa uma função pública, os atos e ausências têm que ser públicos. Em todas as esferas de governo do estado e presidente, há a necessidade da autorização legislativa, o prefeito de Feira deseja viajar e que o povo nem sequer saiba que ele está viajando”.


    Tourinho II


    Outra questão levantada pelo parlamentar, é o nível de importância da solicitação. “Nós estamos vivendo uma época de pandemia, época de mortes, aqui no Brasil já ultrapassamos a casa de mil mortes, e a Câmara de Feira está votando um projeto de lei dessa natureza é totalmente desconectado desse momento que estamos vivendo. Isso demonstra a falta de sintonia do chefe do Executivo para com sua população. Os comerciantes estão preocupados em como vão pagar a folha de pagamento, as pessoas estão perdendo seus empregos, há a preocupação de como se alimentarem... e o prefeito está mandando para câmara um projeto para viajar sem autorização. Isso demonstra que o prefeito não está preocupado com a população”, concluiu Tourinho.


    Reabertura do comércio


    O vereador Edvaldo Lima, recém filiado ao MDB, disse em seu discurso, na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, que a população quer a reabertura do comércio, fez um clamor ao prefeito Colbert Martins (MDB) para que reabra o comércio, temendo o desemprego e a fome. De acordo com ele, “um vírus não pode destruir a economia da cidade”.


    Luto


    Morreu na madrugada de terça-feira (14), Cypa Perla Wagner, mãe do senador Jaques Wagner. Ela tinha 96 anos e teve complicações decorrentes de uma insuficiência renal.


    Dia das mães


    Na “ponga” da crise, assim que a Câmara de Salvador reabrir, o vereador Henrique Carballal (PDT) vai apresentar um projeto sugerindo o adiamento do Dia das Mães, sempre festejado no 2º domingo de maio.


    Regularização do título


    Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm até 6 de maio, para regularizar a situação, que pode ser consultada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Após o prazo, quem estiver com pendências no documento não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, nos 5.568 municípios do país.


    Regularização do título II


    Além de ficar impedido de votar, o cidadão que tem o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições. O prazo também deve ser observado pelos jovens de 16 anos que vão votar pela primeira vez e querem solicitar o documento. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia