Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 10/01

    Sobe - ACM Neto, que não entregou toda a Secretaria de Infraestrutura ao PMDB. Desce - Falta de planejamento do Ministério de Energia, que possibilitará apagão elétrico.


     

    Marcos Valério
     
    A decisão do Ministério Público Federal de investigar o suposto envolvimento do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no escândalo do mensalão foi recebida com aprovação e algumas ressalvas por internautas. Pelo Twitter, usuários defendem a apuração das denúncias feitas por Marcos Valério, de que o esquema também pagou despesas pessoais do petista. Outros, no entanto, pedem que o Judiciário também investigue o chamado mensalão mineiro, caso revelado durante a CPI dos Correios em 2005.
     
    De volta
     
    O vereador soldado Prisco convocou todos os Policiais Militares baianos a participar de um protesto ontem, às 15 horas, na AL-BA, no CAB, quando ofereceu uma torta com tamanho de um metro, pizzas e refrigerantes aos deputados da casa. O bolo comemorará o 11º aniversário de demissões da corporação da Polícia Militar, durante a greve de 2001, o terceiro ano de descumprimento do Governo do Estado da Bahia da Lei Federal 12.191/10 e o segundo da Lei 12.505/11, ambas legislações anistiando policiais militares envolvidos em movimento grevistas em treze estados e no Distrito Federal.
     
    Um trato
     
    O PMDB mandou um recado ao Palácio do Planalto: em 2013, o partido quer receber um tratamento diferenciado da presidente Dilma Rousseff. “Agora, é olho por olho. A partir de agora, vamos entrar no processo eleitoral. O jogo de 2014 começou. O PMDB não pode ser tratado como aconteceu nos dois primeiros anos”, alertou ao Blog um influente peemedebista com trânsito livre no Palácio do Jaburu. A cúpula do partido não esconde a contrariedade com o espaço secundário que tem recebido no governo Dilma, até o momento.
     
    Nomeação
     
    Deu na coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde: “Se o governador Jaques Wagner resiste à escolha de aliados derrotados na última eleição ou que ficaram sem mandato, a nomeação da ex-prefeita de Banzaê, Jailma Dantas Gama Alves, para a Casa Civil mostra que nos escalões inferiores espaços para acomodações. Jailma foi nomeada ontem para o cargo de assessora de gestão estratégica de tecnologia da informação e comunicação da Casa Civil. O cargo é um DAS-2B, com um salário-base de aproximadamente R$ 4,8 mil.
     
     


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia