Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 11/01

    Sobe - O Governo Federal, por dar bolsas a estudantes do Sisu. Desce - A Tel, por emitir nota pública se isentando das responsabilidades do acidente da última quarta-feira (09).


     

    Encontro marcado
     
    O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), um dos anti-carlistas mais empedernidos da Bahia, e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), conversaram ontem longamente durante a solenidade de posse da nova direção da OAB. Por puro acaso, o cerimonial decidiu colocar os dois lado a lado. Não se sabe quem tomou a iniciativa de puxar a conversa, mas quando o papo embalou nem o parlamentar nem o prefeito quiseram mais parar de tricotar. 
     
    Encontro marcado II 
     
    Mesmo com a agenda cheia ontem, ACM Neto encontrou tempo para receber o colega de partido e prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, no Palácio Thomé de Souza. Os dois governam as duas maiores cidades da Bahia e são apontados como importantes cabos eleitorais para qualquer pretensão eleitoral da oposição. Alguma conversa sobre o ano que vem?
     
    O brilho
     
    Na ausência do governador Jaques Wagner (PT), que enviou como representante a procuradora Joselita Leão, o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) foi o centro exclusivo das atenções durante a solenidade de posse do novo presidente da OAB baiana, Luiz Viana Queiroz. Começou sendo aplaudido de forma expressiva quando convidado para compor a mesa. E circulou e conversou à vontade. Acessoriamente, deu mostras, com o comparecimento, do interesse em restaurar um certo apreço formal pelas instituições baianas. 
     
    2014
     
    Um dia após o PSB esclarecer que mantém o desejo pela Governadoria, agora foi a vez de o PDT, de forma mais enfática, reafirmar o mesmo caminho. Os pedetistas dão sinais claros de que a disputa pelo Palácio de Ondina em 2014 já deixou de ser apenas um anseio unitário, mas passou a ser um alvo a ser perseguido pelo partido. Pelo menos foi esse o recado dado pelo presidente nacional do partido, o ex-ministro do Trabalho, Carlos Lupi, que esteve em Salvador e tratou de começar a operar a questão junto àquele que será o condutor do processo: o governador Jaques Wagner.
     
     


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia