Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 12/01

    Sobe- A PM, pela circulação das viaturas na cidade, que traz sensação de segurança. Desce- A indústria da seca que cresce na cidade de Coité.


     

    14º e 15º salários
     
    O senador baiano Walter Pinheiro está entre os 13 parlamentares que se recusaram a receber ou devolveram o 14º e o 15º salários pagos pelo Senado Federal. A soma dos dois auxílios chega a R$ 53,4 mil. O petista recusou o valor e tem se posicionado a favor da extinção do benefício. De acordo com informações do Senado, além de Pinheiro, recusaram os salários Ana Amélia (PP-RS); Ana Rita (PT-ES); Antonio Russo (PR-MS); Cristovam Buarque (PDT-DF); João Capiberibe (PSB-AP); João Costa (PPL-TO); João Vicente Claudino (PTB-PI); Lindbergh Farias (PT-RJ); Pedro Taques (PDT-MT); Randolfe Rodrigues (PSOL-AP); Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e Waldemir Moka (PMDB-MS).
     
    Gastos secretos
     
    Os gastos da Presidência da República com cartões corporativos classificados como sigilosos, por se tratarem de “informações estratégicas para a segurança da sociedade e do Estado”, incluem compra de produtos de limpeza, sementes, material de caça e pesca e até de comida de animais domésticos. As despesas secretas do Executivo federal somaram R$ 44,5 milhões entre 2003 e 2010. O gasto preponderante no período - R$ 31,6 milhões - refere-se a despesas com hotéis e locação de carros. 
     
    Inquérito
     
    A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquérito para investigar a conduta do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), cotado para suceder José Sarney (PMDB-AP) na presidência do Senado. O pedido foi encaminhado à Suprema Corte devido ao fato de Calheiros ter prerrogativa de foro privilegiado como senador. O parlamentar alagoano, que comandou o Senado entre 2005 e 2007, é suspeito de ter cometido um crime ambiental por supostamente ordenar a pavimentação de uma estrada de 700 metros dentro de uma reserva ambiental por meio de sua empresa, a Agropecuária Alagoas. 
     
    UPB
     
    Dois candidatos devem disputar a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) no próximo dia 23: a prefeita de São Francisco do Conde, Rilza Valentim - nome escolhido do PT, e o gestor de Andaraí, Wilson Cardoso (PSB). Com o objetivo de chegar à candidatura única, o Conselho Político que discute o assunto se reuniu na manhã de ontem (11), em um último esforço. No entanto, Cardoso questiona os motivos de Rilza ser a candidata escolhida para representar toda a base governista e diz que sua candidatura é “irreversível”.
     
     


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia