Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 07/08/2020


    Sobe - A sensibilidade do ministro Barroso ao acrescentar mais uma hora para idosos votarem com segurança.


    Desce - Secretário, no Governo João Dória, por ter sido preso pela Polícia Federal.


    Desistências


    Depois da desistência de candidatura ao legislativo, do vereador Sebastião Bastinho, ontem (6), o ex-vereador Beldes também desistiu de disputar o pleito deste ano. São dois nomes fortes que o PSD perde na composição da chapa. Beldes anunciou que não disputará a eleição, mas vai apoiar o pré-candidato a vereador Fernando Torres.


    Medo


    Alguns partidos estão receosos que, levados pela crise econômica e o medo de andarem nas ruas por conta da COVID, alguns pré-candidatos possam desistir de suas candidaturas. O receio dos dirigentes de partidos que pensam em eleger dois, só eleja um, e quem poderá fazer um, fique sem nenhum. É um terror!


    Terror


    O entra e sai na direção do Cidadania em Feira de Santana está causando inquietude nos pré-candidatos do partido. Essa agremiação tem uma constituição híbrida, com metade dos candidatos de Targino, e metade, de José Ronaldo.


    Terror II


    O partido no município, tinha o controle de Ronaldo, mas com o presidente ligado a Targino. Pois bem, o grupo de Ronaldo derrubou Deibson da presidência, e em efeito reverso, Targino derrubou o novo diretório e restituiu Deibson ao cargo.


    Terror III


    Ronaldo foi a forra, e novamente afastou Deibson. Em reunião em Salvador, na última segunda-feira, o presidente estadual do partido, Joceval, que protegia o grupo de Ronaldo deu as costas a este, e está entregando o partido a Targino, que deve indicar Deibson para vice, na chapa de Geilson. Quem avisa, amigo é. O troco está sendo providenciado.


    Dossiê


    O Ministério da Justiça afirmou ao Supremo Tribunal Federal (STF), em documento enviado ontem (6), que a Secretaria de Operações Integradas (Seopi) não produz dossiês “contra nenhum cidadão” e não instaura “procedimentos de cunho inquisitorial”.


    Dossiê II


    A secretaria foi apontada como autora de um relatório sigiloso sobre mais de 500 servidores públicos da área de segurança identificados como integrantes do movimento antifascismo e opositores do governo Jair Bolsonaro. A informação foi revelada por reportagem do site UOL.


    Mudança


    O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) pediu ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) a troca dos promotores que atuam na investigação relacionada ao chamado “esquema das “rachadinhas”. As irregularidades apuradas - confisco de parte dos salários de assessores - teriam ocorrido no gabinete do parlamentar, então deputado estadual, no Rio de Janeiro.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia