Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 28/03/2013

    Sobe- A Polícia Civil por continuar agindo de forma intensa no combate ao tráfico de drogas. Desce- A lentidão na conclusão de obras dos estádios para Copa de 2014.


    Tementes a Deus

    Em contrapartida com a Bancada dos Evangélicos, o vereador Ronny Miranda (PSDB) criou ontem (27) a Bancada do Tementes a Deus. A nova bancada da Casa é composta por 13 vereadores, que tem reunião marcada para a próxima quarta-feira (03), onde definirão quem será o presidente. O encontro será regado a vinho e cerveja na Churrascaria Los Pampas.  

    Risco à vista

    O edil Isaias de Diogo (PPS) alertou à população para atos ilícitos realizados no Hospital Geral Clériston Andrade. Segundo ele, funcionários do hospital estão escondendo medicamentos e alimentação dos pacientes. “Não pararei de lutar e falar sobre o que está acontecendo de errado no Clériston. no final de semana passado morreram 18 pessoas naquele hospital e alguns deles por falta de medicamentos. Não podemos aceitar que um hospital desse porte falte medicamentos e pacientes fiquem com fome porque funcionários escondem alimentos”, disse.

    Bala perdida

    Usando o Jornal Folha do Estado como referência, o vereador Marcos Lima (PRP) tratou sobre pessoas mortas por balas perdidas em seu discurso ontem (27) na Casa da Cidadania. O edil pediu que as autoridades agilizem a chegada das UPPs nos bairros, pois nos últimos dias muitas pessoas foram vítimas de balas perdidas. “Que tragam logo as UPPs porque a violência cresce nos bairros. Tiraram os módulos policiais e ainda não implantaram as UPPs e quanto isso pessoas inocentes são mortas por balas perdidas”, afirmou.

    Crime eleitoral

    O parlamentar Carneiro (PSL) acusou o suplente de deputado Chico de prática de crime eleitoral. Segundo ele, o ex-vereador Curuca levou o suplente de deputado para a localidade de Terra Dura. Chico levou uma máquina ao local que fez toda a limpeza solicitada pelos moradores. “Ele usou a máquina para realizar um pedido dos moradores, mas este mesmo pedido eu tentei realizar  e não consegui. Me mandaram procurar várias secretarias e ninguém pode me ajudar. No meu ponto de visto, essa foi uma prática eleitoreira, é crime eleitoral”, disse.  


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia