Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 1º/10/2013

    Sobe - A atleta Graciete Moreira, por vencer maratona interestadual e ficar entre as melhores do Brasil. Desce - O envolvimento cada vez mais constante de menores no tráfico de drogas.


    Centro de Abastecimento 
     
    A apreensão de carnes no Centro de Abastecimento, na última sexta-feira (27), foi tema de debate ontem (30) na Casa da Cidadania. Os vereadores envolvidos no debate não são contra a maneira como a carne é acondicionada, mas a forma como os comerciantes foram abordados pelo município. “A ação foi realizada de forma covarde”, disse Roque (PTN). “Ficou feio para Feira de Santana a repercussão que teve essa ação”, frisou Pablo (PT). “Vou pedir a deputados a colaboração, para melhorar aquele local”, completou Correia Zezito (PTB).
     
    Centro de Abastecimento I 
     
     Depois de ouvir as críticas dos colegas em relação à apreensão de carnes no C.A, o líder do governo na Casa, Carlito do Peixe, afirmou que a ação não foi de iniciativa do município e sim do Ministério Público. Segundo ele, o MP convidou a Vigilância Sanitária e a Dires para acompanhá-lo na ação. Carlito diz lamentar o prejuízo causado aos comerciantes daquele preposto comercial. “O prefeito jamais faria uma ação para prejudicar tantos comerciantes”, explica o líder. 
     
    Ronaldo candidato 
     
    A especulação de que o prefeito José Ronaldo de Carvalho sairá candidato a governador em 2014 já gerou debate na Casa da Cidadania. O líder Carlito afirmou nos microfones que não há informações concretas sobre isso, mas Zé Carneiro (PSL) adiantou que Pablo está tremendo nas bases com essa possibilidade. “Pablo está tremendo nas bases, porque sabe que se Zé Ronaldo sair candidato irá ganhar e o PT não terá chance”. 
     
    Reflexão   
     
    Inconformado com a repercussão que ganhou por ser chamado de incompetente pelo colega Marcos Lima (PR), o vereador Isaías de Diogo (PPS) leu na tribuna um discurso de muitas páginas, onde explicou o sentido denotativo da palavra incompetente e fez uma grande retrospectiva de fatos trágicos que ocorreram na cidade durante os últimos meses e o que cada Comissão da Casa fez, avaliando qual a mais ou menos competente. O interessante foi que Marcos Lima não estava nem aí para o que dizia Isaías. 
     


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia