Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 27/12/2013

    Sobe - As vendas de Natal em shoppings, que aumentaram cerca de 5%. Desce - Prefeito de Cipó, por cadastrar filha em programa social.


    Golpe
     
    O relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) sobre o município de Cipó, na Bahia, apontou que a filha do atual prefeito, Romildo Ferreira Santos (PSD), é beneficiária do Bolsa Família. O documento, que não cita nomes, afirma que ela recebia mensalmente R$ 102 e que sua renda per capita familiar era superior ao teto estabelecido pelo programa. O mesmo relatório diz que a Prefeitura de Cipó afirmou ter feito o cancelamento do benefício em 6 de março deste ano. No entanto, o município não apresentou documentos para comprovar a suspensão do pagamento. 
     
    Rejeitadas 
     
    Ranking elaborado pela coluna Satélite (Correio) sobre o quadro de finanças das 417 prefeituras baianas no Tribunal de Contas dos Municípios coloca Gongogi, no sul do Estado, como a grande campeã em desaprovação. Levando-se em conta os últimos 15 balanços anuais analisados pela Corte - entre 1998 e 2012 -, o município teve 14 contas reprovadas e uma, a de 2008, ainda não julgada. No segundo lugar, com 13 reprovações, surge Araçás, Queimadas e Nilo Peçanha. Pedrão, com 12, ocupa a terceira colocação, seguida por Guaratinga (11) e Itabuna (10).
     
    Rejeitadas I 
     
    Em relação ao balanço de julgamentos do exercício de 2012 das 15 maiores cidades do interior do Estado, nove delas tiveram as contas reprovados pelo TCM em julgamentos este ano: Barreiras, Feira de Santana, Itabuna, Jequié, Juazeiro, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista, Simões filho, Eunápolis e Porto Seguro. Apesar das decisões contrárias do TCM, a maior parte dos municípios escapa de punições severas - como a suspensão de repasses de convênio federais - porque conseguem passar nas votações das Câmaras de Vereadores.
     
    Aprovadas 
     
    Já o ranking positivo aponta o nome de 36 prefeituras que não tiveram uma só reprovação do tribunal no período. Cidades mais conhecidas, como Dias D’Ávila, Guanambi, Brumado, Mucugê, Pojuca, Luis Eduardo Magalhães, Madre de Deus, Catu e Santo Antonio de Jesus estão em dias, mesmo que a maior parte das aprovações se deu com ressalvas.
     


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia