Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 15-09-2014


    Sobe- Escolas Municipais por receberem reconhecimento da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 5ª Região.
    Desce- A praga do Ebola que assola a saúde na África Ocidental.


    Helicóptero
    O doleiro Alberto Youssef, alvo da Operação Lava Jato, deu de presente um helicóptero ao deputado federal Luiz Argôlo (SDD-BA), segundo relato do advogado Carlos Alberto Pereira da Costa à Justiça, em acordo de delação premiada. Segundo a Folha de S. Paulo, nos documentos apreendidos pela Polícia Federal, consta que a aeronave custou, em 2013, R$796 mil. A suspeita da PF era que o doleiro emprestasse o helicóptero para o parlamentar usar na Bahia. No entanto, Pereira da Costa relatou que a aeronave era propriedade do deputado.

    Checar contas
    O Diário Oficial do Estado publicou na última quinta-feira (11) o decreto do governador Jaques Wagner, declarando que os imóveis pertencentes à Real Sociedade Espanhola de Beneficência, onde funciona o Hospital Espanhol, são bens de utilidade pública. Após este passo, o Secretário de Saúde do Estado da Bahia, Washington Couto, afirmou que será realizado levantamento administrativo e financeiro da instituição. “Vamos checar contas, os débitos com INSS, FGTS, checar toda a parte financeira, e a parte administrativa cabe a Real Sociedade Espanhola fazer a gestão do hospital”, disse. O Diretor Médico do Hospital, Fábio Vilas Boas, disse que “qualquer solução que venha a solucionar o problema é válida”.

    CPI
    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse aos senadores Cristovam Buarque (PDT-DF), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) que o depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa na CPI que investiga a estatal pode comprometer o acordo de delação premiada na qual Costa revelou a participação de dezenas de políticos de partidos da base de apoio da presidente Dilma Rousseff em esquemas de corrupção na empresa. Janot argumentou com os parlamentares que o depoimento pode violar o sigilo das informações prestadas por Costa e prejudicar o resultado final das investigações.

    Estratégias ajustadas
    Faltando 23 dias para o primeiro turno das eleições, os principais candidatos ao governo, Lídice da Mata (PSB), Paulo Souto (DEM) e Rui Costa (PT), reavaliam o quadro e realinham as estratégias para conquistarem os eleitores do estado. As pesquisas dos últimos dias, as condições financeiras e as linhas de discursos dos adversários ajudam na composição das táticas de cada grupo. Na dianteira das avaliações feitas pelos institutos, Souto quer continuar se apresentando como a principal aposta para mudança. Apesar de seus coordenadores destacarem que os ataques não são o mote, esse elemento integra o tom de sua campanha.

    Metrô
    Um desentendimento entre as equipes do governador Jaques Wagner (PT) e do prefeito ACM Neto (DEM) teria adiado para o fim de outubro o início da operação comercial do metrô de Salvador, cujo controle foi transferido pela Prefeitura ao Estado no bojo de um acordo, segundo o jornal A Tarde. O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Manoel Ribeiro, alegou que a Prefeitura não implantou as linhas de ônibus que alimentariam as estações do metrô. O secretário municipal de Transportes, Fábio Mota, alega que antes de estruturar o sistema alimentador teria que haver um acordo entre Estado, município, a CCR, empresa que opera o metrô, e o Setps, sindicato dos donos dos ônibus, já que a nova operação prevê um aumento da tarifa dos coletivos.

    Candidatura barrada
    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na última quinta-feira (11) manter barrada a candidatura de José Roberto Arruda ao governo do Distrito Federal após um recurso impetrado pela defesa. Arruda teve registro indeferido pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados pela segunda instância da Justiça. O julgamento do recurso de Arruda foi retomado com o voto do ministro Gilmar Mendes, único a votar a favor do candidato. Segundo ele, ao indeferir o recurso, o TSE mudou sua jurisprudência durante o processo eleitoral.

    Multas
    Problemas na medição da produção em uma plataforma da Bacia de Campos levaram a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) a aplicar nova multa contra a Petrobras no valor de R$ 35,3 milhões. Ao todo, a agência reguladora já puniu a estatal em R$ 199 milhões desde julho. A ANP não deu detalhes sobre as infrações no sistema de medição da plataforma, mas nega que estejam relacionadas à queima excessiva de gás. A multa foi confirmada na última reunião de diretoria, em 3 de setembro. Não cabem mais recursos administrativos e a estatal só poderá recorrer à Justiça comum.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia