Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 17/09/2014


    Sobe- O governo municipal por desenvolver programação eclética para celebrar os 181 anos da cidade.
    Desce- Empresas imobiliárias acusadas de aplicar golpes contra consumidores em Feira de Santana.

     

    CPI

    O presidente da Comissão de Obras, Urbanismo e Infraestrutura da Casa da Cidadania, Alberto Nery (PT) informou que irá agilizar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito- CPI para investigar a relação que o município de Feira de Santana tem com as construtoras que vem de outras cidades comercializar imóveis em Feira. “Tive uma conversa com o gerente do Banco do Brasil na Expofeira e ele afirmou está preocupado com os financiamentos já liberados a esta construtora, visto que ela não cumpre com a lei municipal de Uso e Ocupação do Solo. Peço aos colegas que assinem o pedido de CPI que darei entrada. Precisamos investigar estas construtoras”, pediu.

    Reclamações
    Reivindicador freqüente de melhorias para o bairro Tomba, o vereador Edvaldo Lima (PP) usou a tribuna na manhã de ontem (16) para fazer um apelo ao chefe do executivo. O edil clama por uma operação tapa buraco na rua Nilo Peçanha, no mesmo bairro. “Ontem fotografei na rua um carro da Secretaria de Obras. Ele tapou apenas quatro buracos e deixou os demais, que são muitos. Apenas quatro buracos foram tapados. Eu queria fazer um apelo ao prefeito: prefeito, olhe para o bairro Tomba e mande fazer as obras porque as ruas estão intransitáveis”, clamou.

    Visita
    Atendo ao discurso do colega Edvaldo Lima (PP) sobre a visita realizada a uma escola na região de Caboronga, o líder do governo na Casa, vereador Carlito do Peixe (DEM) garantiu que a secretária de Educação já está ciente da situação, pois recebeu um ofício da vereadora Neinha (PMN). “Para que a reforma acontece é preciso que as crianças sejam relocadas para outras unidades escolares, mas as mães não querem esta relocação. Estamos aguardando uma decisão das mães para que as reformas comecem”,explicou a edil.

    Visita I
    Buscando solucionar o problema da relocação das crianças que estudam na escola da localidade de Caboronga, o vereadr Edvaldo Lima (PP) se comprometeu em conversar com o pastor que administra dois templos naquela localidade para, se possível, relocar a escola para os templos, assim as crianças não precisarão ir à outra localidade para estudar. “Faço aqui o compromisso de conversar com o pastor e ver a possibilidade a utilizar os templos para acolher as crianças até que a reforma fique pronta, assim elas não precisarão ir para outra localidade”, afirmou.

    Câmara abandonada
    A promessa da presidente Dilma Rousseff de levar para o setor público uma gestão nos moldes do setor privado não avançou. Criada em 2011, com a participação de empresários e presidida por Jorge Gerdau, a Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade esbarrou na burocracia e falta de apoio político. Acabou excluída do debate de temas estratégicos e terminou por definhar no ano passado. Das seis reuniões previstas no cronograma de 2013, ocorreram, por exemplo, apenas duas. A ideia original da câmara de gestão era criar mecanismos para mudar a maneira de conduzir obras públicas, processos burocráticos e serviços. Ela não avançou, segundo empresário que integram o grupo e pedem para não serem identificados, por falta de apoio presidencial.

    Marina na Bahia
    A presidenciável pelo PSB, Marina Silva, chega a Salvador amanhã (18), e deve realizar comício, além de cumprir uma agenda que prevê reunião com o Movimento Negro da capital baiana. A informação foi confirmada por Domingos Leonelli, candidato a deputado federal e coordenador da campanha da postulante ao governo baiano, Lídice da Mata. Segundo o socialista, há a previsão para a realização de um comício, mas devido a proximidade da visita, ainda não é possível confirmar se terá tempo o suficiente para a organização. Ele garante, no entanto, que Marina vai se reunir com as lideranças do Movimento Negro, conforme já foi noticiado pela Tribuna.

    Fim da reeleição
    Nos próximos meses, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) terá que julgar mais de mil denúncias contra prefeitos acusados de abuso de poder econômico para se eleger, e boa parte foi reeleito em 2012. O presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, utiliza os números para defender o fim da reeleição para os municípios e de uma reforma política no país. O ministro, entretanto, afirma que a reeleição deve ser mantida para o cargo de presidente, pois “trouxe estabilidade ao país”. O ministro ainda defende o veto à contribuição de empresas às campanhas e o limite de doação das pessoas físicas. Segundo Toffoli, nos Estados Unidos, um cidadão rico ou pobre pode doar até US$ 2.600 para cada candidato.

     



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia