Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 19/09/2014


    Sobe- A vasta programação de eventos alusivos ao aniversário de Feira de Santana.
    Desce- O grande número de domicílios brasileiros, que segundo o Pnad, ainda não possuem saneamento básico.

    Trabalho infantil
    Durante a sessão esta semana, o vereador Eli Ribeiro abordou questões relacionadas ao combate a exploração do trabalho infantil na segunda maior cidade baiana. Ele mostrou que em 2012, durante uma força-tarefa, o Ministério Público do Trabalho flagrou mais de duzentas crianças que trabalhavam

    irregularmente aqui em Feira de Santana, município que naquela época ocupava a segunda posição no ranking das cidades com maiores índices de atividades profissionais irregulares de menores. “Isto também é uma violência, um atentando aos direitos humanos infantis”, lamentou o vereador.

    Insistência
    O candidato do PSDB à Presidência Aécio Neves vai intensificar até o dia 5 de outubro as fórmulas que, na avaliação da campanha, o ajudaram a recuperar quatro pontos na pesquisa de intenção de votos divulgada pelo Ibope/Estado/TV Globo. O foco continuará sendo a conquista do eleitor anti-PT. Para isso, Aécio insistirá na tática de criticar a presidente Dilma Rousseff (PT) e “desconstruir” a candidata Marina Silva (PSB). A coordenação da campanha presidencial tucana quer intensificar o contato de Aécio com o eleitor e ampliar a ocupação de espaços nas campanhas regionais.

    Fiscalização obstruída
    A acusação feita Tribunal de Contas da União (TCU) nesta quarta-feira, 17, afirmando que o BNDES “obstrui” o acesso do órgão fiscalizador a informações sobre a relação do banco estatal com o frigorífico JBS, foi rebatida nesta noite pela instituição financeira em nota enviada ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado. “O BNDES, como qualquer instituição bancária, pública ou privada, tem o dever de resguardar algumas informações das pessoas físicas e jurídicas com as quais se relaciona”, afirma.

    Gratificações irregulares
    Os sindicatos que representam os servidores e auxiliares da Justiça foram notificados pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para que apresentem suas defesas sobre os pagamentos de gratificações irregulares indicadas no relatório da auditoria externa na folha de pagamentos contratada pela Corte. A auditoria externa apresenta diversos pontos em “não conformidades” que deverão ser atacados pelo tribunal para botar as contas e dias, e, possivelmente, sair da profunda crise em que se encontra.

    Aumento contas
    O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) determinou que a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (AL-BA) forneça à Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-BA), em 48 horas, informações sobre o aumento de gastos de seis deputados com “divulgação da atividade parlamentar”. A decisão foi tomada a pedido da PRE, após o órgão identificar que os valores solicitados em junho deste ano, quando comparado ao mesmo período de 2012. A AL-BA não teria respondido, além de ter, supostamente, suprimido os dados sobre o quesito no site da assembleia.

    Condenados
    A Justiça Federal no Paraná condenou a 4 anos e 4 meses de prisão o doleiro Alberto Youssef pelo crime de corrupção ativa no âmbito do caso Banestado – escândalo de evasão de divisas nos anos 1990. Alvo da Operação Lava Jato – investigação sobre lavagem de R$ 10 bilhões e corrupção na Petrobras – Youssef sofria ainda acusação por seu vínculo com o caso do antigo banco do Estado do Paraná. Neste caso, ele foi condenado porque obteve, em agosto 1998, empréstimo fraudulento de US$ 1,5 milhão para a Jabur Toyopar Importação e Comércio de Veículos Ltda. no Banestado, agência de Grand Cayman, mediante pagamento de propina de US$ 131 mil ao então diretor de Operações Internacionais da instituição financeira.

    Reformas
    O Brasil deve crescer menos que o previsto este ano e em 2015 e precisa de reformas para resolver os gargalos da infraestrutura e estimular a atividade econômica. Além disso, o país pode ter que voltar a elevar os juros, caso a pressão inflacionária persista, recomenda o Fundo Monetário Internacional (FMI) em um documento chamado “Perspectiva Global e Desafios de Políticas”, preparatório para a reunião de ministros e banqueiros centrais do G-20. A reunião do grupo formado pelos países mais ricos do mundo ocorre nos próximos dias 20 e 21 na Austrália.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia