Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 01/12/2014


    Sobe- A diversidade musical presente no Natal Encantado.
    Desce- Entulho por deixar cruzamento de avenidas imundo.


    Fim de mandato
    A deputada estadual Graça Pimenta (PMDB), que não disputou a reeleição, termina o ano com um saldo positivo pelas ações que desenvolveu em diversas cidades da Bahia. O mandato da parlamentar se encerrará no dia 31 de janeiro próximo.

     

    Liberdade
    As advogadas que representam Adarico Negromonte Filho apresentaram ontem pedido de soltura dele ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na Justiça Federal. Irmão do ex-ministro das Cidades, Mário Negromonte, Adarico é apontado como responsável por levar dinheiro de propina recolhido pelo doleiro Alberto Youssef aos representantes de partidos políticos e agentes públicos. Ele foi preso temporariamente na última segunda-feira (22) e o prazo da prisão venceu ontem. O Ministério Público solicitou a conversão da temporária em preventiva, mas as advogadas de Negromonte alegam que ele já colaborou com as investigações e não corre risco de atrapalhar a coleta de provas, devendo, portanto, ser solto.

    Lei do Calote
    No momento em que o governo Dilma tenta mudar a lei para escapar da acusação de cometimento de crime de responsabilidade, o PSDB chama a atenção para a necessidade de uma mobilização social para impedir tamanho acinte contra a sociedade brasileira. O líder do partido na Câmara, Antonio Imbassahy, e outros parlamentares da legenda, têm chamado a atenção do tema, inclusive nas redes sociais, e estão conclamando os cidadãos a se mobilizarem contra a votação do PLN 36/14, que Imbassahy apelidou de Lei do Calote de Dilma. Para o líder, a pressão popular precisa se mostrar presente para que o governo entenda que o país está atento aos desmandos.

    Agricultura
    Ao defender a provável confirmação da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) como nova ministra da Agricultura, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, reconheceu que, desde o primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), “nenhum progressista” chefiou até agora a pasta. Apesar de afirmar que não tem “nenhuma informação” sobre quem ocupará a pasta no próximo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT) ou quando será o anúncio oficial, Carvalho disse não enxergar a confirmação do nome da presidente da Confederação Nacional da Agricultura como uma contradição à história do PT e à militância, apontada por setores do partido como a responsável pela vitória da petista no segundo turno da eleição presidencial.

    Velocidade
    O futuro ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou que a velocidade de crescimento dos programas sociais do governo será adequada ao novo cenário macroeconômico, em entrevista ao Blog do Planalto, da Presidência da República. “É perfeitamente possível manter programa de inclusão social, não só via renda, mas também com investimento em educação e saúde. Agora, a velocidade de crescimento desses programa sociais, isso que está em discussão, será adequada ao novo cenário macroeconômico, mas vai continuar avançando, vai continuar com processo de inclusão social”, disse.

    Lista
    Uma lista apreendida pela Polícia Federal (PF) na casa de Alberto Youssef mostra que os negócios do doleiro não se limitavam à Petrobras. A lista, revelada pela revista Carta Capital, mostra que Youssef, por meio de empresas de fachada, intermediou negociações entre construtoras e empresas públicas e privadas. Nem todas as 747 obras que aparecem na lista de Youssef foram executadas pelas empreiteiras representadas pelo doleiro e 59% delas tinham a Petrobras como contratante. Nas 41% restantes aparecem o Metrô de São Paulo e as estatais de saneamento Sabesp, Copasa (MG), Caema (MA), Casal (AL), Cagece (CE), Cedae (RJ), Saneago (GO) e a Saned, de Diadema.

    Pensão
    O governador Jaques Wagner (PT) afirmou que achou “extremamente justo” o benefício de pensão vitalícia para ex-governadores, aprovado por unanimidade, esta semana, na Assembleia Legislativa da Bahia. “Acho que é extremamente justo, da forma que foi feita, colocar o governador com o mesmo tratamento que tem qualquer funcionário público. Diferentemente de outros tipos de aposentadoria”, disse. Wagner explicou seu caso para justificar por que defende o benefício a que terá direito de reivindicar a partir de 2015 caso não esteja ocupando cargo público. ”Eu, por exemplo, tenho 35 anos de contribuição ao INSS e oito de contribuição como governador. Qualquer pessoa que vai para o serviço público carrega seu tempo da vida privada e, se tiver cinco, seis, sete anos no serviço público ela vai se aposentar”, disse.

    Conversa
    A possibilidade de o governo Dilma Rousseff (PT) anunciar um nome do PCdoB para compor o alto escalão, no segundo mandato, deve ser conversada pela petista com o presidente nacional da sigla, de acordo com o deputado federal Daniel Almeida. O parlamentar é cogitado para substituir seu correligionário, Aldo Rebelo, no Ministério do. Em entrevista, ele negou qualquer definição nesse sentido. “É só especulação. Não teve nenhuma conversa com a presidente Dilma sobre o espaço do PCdoB no governo federal e acho que isso pode acontecer nos próximos dias, o presidente nacional do PCdoB que [Renato Rabelo] irá fazer”, avaliou.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia