Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 04/12/2014


    Mui amigo

    Depois de ouvir o vereador Edvaldo Lima (PP) anunciar apoio a Ronny (PSDB) para presidência, fechando apoio de 19 dos 21 parlamentares, Zé Carneiro (PSL) logo se pronunciou: “Ronny, quero morrer seu amigo. Acompanhei de perto como fez toda essa articulação e hoje é o mais cotado para ser o presidente desta Casa. Não quero nunca ser seu inimigo, pois mostrou que é forte e capaz”, disparou.

    Máscara
    A suspensão do processo licitatório para a construção do BRT, anunciada pelo prefeito, foi munição das mãos do líder do PT na Casa, vereador Alberto Nery. “O prefeito anunciou a suspensão da licitação como se fosse uma decisão dele. Na verdade, a suspensão foi uma determinação do Ministério Público pela falta de cumprimento de critérios, inclusive a realização de audiências públicas. Caiu a máscara do prefeito José Ronaldo”, avaliou.

    Inauguração
    Dando continuidade as inaugurações na cidade. O líder do Governo na Casa, vereador Carlito do Peixe (DEM) informou aos presentes nas galerias que na manhã de ontem estava sendo inaugurada a biblioteca do distrito de Maria Quitéria e que às 19 horas foi inaugurada o calçamento da Rua Pitombeira. “Essa rua foi indicação deste vereador”, alertou Edvaldo. “Vossa Excelência fez indicação para a cidade toda, mas esta rua foi mais um projeto do prefeito”, retrucou Carlito.

    Mineirinho
    Aos poucos, o vereador Marcos Lima (PRP) vem ganhando destaque na Casa da Cidadania por seus discursos contundentes. Ontem não foi diferente e o comportamento foi ressaltado pelo colega Wellington Andrade (PTN). Marcos criticou o Governo do Estado pelo abandono do Centro de Cultura Amélio Amorim, em especial a abóbora. “Há´oito anos a cultura de Feira foi abandonada pelo Governo do Estado e não foi diferente com o Amélio Amorim. A abóbora está coberta por tapumes para que ninguém veja o abandono e faça críticas”, disse. Em seguida, Wellington comentou: “o senhor chegou de mansinho, mas está um expert. Realmente, aquele equipamento é muito importante e está sendo deixado de lado”, ressaltou.

    Mineirinho I
    Atento às críticas ao Governo do Estado, o vereador petista Beldes Ramos de pronto se dispôs a fazer a defesa do Estado. “O Governo já tem projetos para a recuperação da abóbora do Amélio Amorim. Sei que isso não justifica, mas quero dizer que a recuperação acontecerá”, explicou.

    Congresso
    O reconhecimento do desempenho do PT/ Bahia levou o Diretório Nacional a aprovar a realização da segunda etapa do 5º Congresso do partido em Salvador, do dia 11 a 14 de junho de 2015. A data foi aprovada durante reunião em Fortaleza nos dias 28 e 29. O presidente do Diretório Estadual, Everaldo Anunciação, destaca que o PT venceu pela terceira vez consecutiva as eleições para governador na Bahia no primeiro turno, está organizado em todos os municípios, elegeu as maiores bancadas estadual e federal, e junto com os aliados conquistou 70% dos votos para a reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

    Agricultura
    O ministro da Agricultura, Neri Geller, afirmou ontem que não está brigando pela sua permanência na pasta. O ministério deve ser assumido pela senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), convidada pela presidente Dilma Rousseff para comandar Agricultura a partir de 2015. “Não estou brigando para ficar no ministério. Não falo uma palavra contra a senadora Kátia Abreu. Sou colega dela. Não vou atacá-la porque sei que ela é uma liderança e pode ser ministra”, disse. O ministro participa de audiência pública na Comissão de Agricultura da Câmara, onde se defendeu do suposto envolvimento em grilagem de terras investigada pela Polícia Federal.

     

    Liberdade 

    Beneficiado por um habeas corpus expedido pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque deixou ontem a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, onde estava preso desde o dia 14 de novembro, na sétima fase da Operação Lava Jato. Duque é acusado de participar do esquema criminoso de superfaturamento de contratos da Petrobras, da formação de cartel por empreiteiras e do pagamento de propina a partidos e agentes políticos. Ele foi citado pelo doleiro Alberto Youssef e pelo ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, réus no processo, como um dos beneficiários do esquema que, de acordo com a PF, pode ter movimentado mais de R$ 10 bilhões.
     



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia