Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 16/12/2014


    Sobe- O movimento de domingo no Parque Erivaldo Cerqueira com participação de famílias.
    Desce- As diversas diretorias da Petrobras, que permitiram durante meio século, jorrar dinheiro para corrupção como petróleo para gerar energia.

    Cargos 

    Durante o almoço após a eleição da Mesa Diretiva da Câmara, a especulação era a mesma que tomava conta do final da sessão na Câmara. Se seriam mantidos os mesmos diretores da administração atual. Na Câmara Justiniano ajudou ao responder ao radialista Edcarlos. “O compromisso dos atuais cargos de chefia termina no dia 31 de dezembro junto com o meu mandato. A partir do dia 02, depois da posse, é uma prerrogativa exclusiva do novo presidente eleito, que não fez comigo qualquer compromisso de manutenção”, disse.

    Cargos I
    Durante o almoço, alguns membros da imprensa tentaram obter resposta do presidente eleito que, calmo, explicou: “preocupado em obter os votos para a eleição, não tive tempo ainda para me debruçar sobre a situação. Antes do final do ano terei os nomes e logo no início de janeiro anunciarei”, garantiu.

    Férias
    Numa enquete realizada ontem na Câmara, sobre o destino dos vereadores durante o recesso parlamentar, Cabuçu ganhou de goleada. Em segundo lugar ficou Feira de Santana mesmo com 4 indicações. A Ilha de Itaparica teve uma escolha tímida para dois vereadores. Salvador e Litoral Norte foram outros destinos escolhidos.

    Sinais
    O futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, está dando sinais importantes na condução da política econômica do segundo mandado da presidente Dilma Rousseff, mas o mais importante é que esses sinais possam ser realizados em medidas concretas. A avaliação foi feita nesta segunda-feira, 15, pelo diretor de risco soberano da agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P), Sebastian Briozzo. “Para nós, os sinais são importantes, mas, como sempre, mais importante é a realidade mesmo”, afirmou Briozzo, em palestra durante seminário promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio.

    Contas aprovadas
    As contas da campanha do governador eleito, Rui Costa (PT), foram aprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado da Bahia na manhã de ontem. A decisão foi tomada de forma unânime, com seis votos a favor e parecer do Ministério Público Eleitoral também indicando pela aprovação. À tarde, Rui participou da cerimônia de diplomação dos eleitos no Centro de Convenções de Salvador, finalizando o processo eleitoral de 2014.

    Prisão
    O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa deverá ser condenado a, no máximo, 20 anos de prisão pelo conjunto dos crimes que vão de lavagem de dinheiro da administração pública, peculato, formação de organização criminosa a obstrução de investigação. Segundo informações do jornal O Globo, Costa foi beneficiado por ter sido o primeiro a assinar acordo de delação premiada com a Justiça, e por isso ficará na cadeia. Ele cumprirá no máximo dois anos da pena que lhe for imposta em regime semiaberto, não será processado por todos os fatos novos que vier a denunciar e, se mantiver o compromisso de colaborar com a justiça e não cometer crime relativos ao escândalo poderá pedir a extinção da pena.

    LDO
    Na última semana de trabalho no Congresso antes do recesso parlamentar, que começa oficialmente dia 23 de dezembro, a expectativa é que deputados e senadores finalmente votem o relatório final da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2015. Uma sessão do Congresso foi marcada com este objetivo para as 19h de hoje (16). Aprovada semana passada na Comissão Mista de Orçamento (CMO), a votação da LDO só foi possível após o atendimento de uma exigência do líder do DEM na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE), que queria a presença do novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, no Congresso.

    Fase transição
    Concebido com o objetivo de diminuir o impacto para a população de um processo de alternância de poder, como por exemplo a suspensão de atividades essenciais, o período de transição entra em reta final sem cumprir seu papel em 70% dos 10 Estados, mais o Distrito Federal, onde a oposição venceu as eleições sobre o grupo que está no comando. A queixa geral entre os chefes das equipes que vão assumir as administrações estaduais a partir de 1º de janeiro vai desde a falta de transparência a tentativas de jogar no colo dos sucessores custos de decisões tomadas nos últimos dias de mandato por quem está se despedindo.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia