Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 02/01/2015


    Auxílio moradia
    Além do novo salário de R$ 25,3 mil, os deputados estaduais baianos receberão, a partir da próxima legislatura, um bônus mensal de R$ 4.377 como auxílio-moradia, praticamente o dobro dos atuais R$ 2.250. O decreto legislativo foi aprovado na madrugada desta final da noite da última segunda-feira (29), junto com os reajustes dos proventos dos próprios parlamentares, do governador, do vice e dos secretários estaduais. De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa (AL-BA), deputado Marcelo Nilo (PDT), o valor do auxílio-moradia foi equiparado ao montante pago a desembargadores. “É o auxílio-moradia, que eu igualei a desembargador. Não tem sentido o desembargador ganhar mais que deputado”, justificou Nilo.

    Empresas bloqueadas
    A Petrobras anunciou que fará o bloqueio cautelar de empresas de grupos econômicos citados como participantes de cartel. Os nomes foram documentados em depoimentos para a 13ª Vara Federal do Paraná de executivos e ex-executivos presos em novembro último, em fase da Operação Lava jato da Polícia Federal. De acordo com a Agência Brasil, o bloqueio fará com que as empresas fiquem temporariamente impedidas de serem contratadas e participarem de licitações da estatal. Segundo nota da estatal, a adoção de medidas cautelares tem o objetivo de “resguardar a empresa e suas parceiras de danos de difícil reparação financeira e prejuízos à sua imagem”.

    Aliados
    A ida do PDT para a administração do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), não foi digerida pelo governo do PT. O futuro secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, deve conversar com o presidente estadual da legenda, deputado federal Felix Mendonça Jr.. Em conversa, Josias afirmou que o governo Rui Costa quer exclusividade no apoio. “Precisamos de aliados exclusivos”, frisou. Josias informou que antes do anúncio, que ocorreu na manhã da última terça, ele já havia se reunido com o ex-deputado federal Felix Mendonça e a bancada do PDT.

    Orçamento 2015
    Deputados opositores não chegaram a um acordo na noite da última segunda-feira (29) e pediram vista ao projetos orçamentários do estado para 2015. Com a prorrogação de 48 horas, apenas na próxima segunda-feira (5) haverá votação da matéria em primeiro turno. O segundo, que seria apreciado no dia 6 também será prorrogado. Segundo o líder da oposição, Elmar Nascimento (DEM), as declarações do líder governista José Neto (DEM), na imprensa local de que ônibus seriam objetos de negociação para aprovação da LOA, não agradaram os mesmos fazendo com que a votação fosse adiada.

    Sem culpa
    O governador Jaques Wagner (PT) disse, na manhã da última terça-feira (30), que escolheu Rui Costa (governador eleito) para disputar vaga no governo por contas dos serviços prestados em seus dois mandatos, sobretudo, à frente da Casa Civil. Ainda em sua explicação, Wagner citou dois nomes fortes, o de Walter Pinheiro e José Sérgio Gabrielli que poderiam ter ido para o embate contra o demista Paulo Souto. "Claro, nós não pudemos comparar nomes, tinha Walter Pinheiro, José Sérgio Gabrielli. Gabrielli vai provar que não teve nenhuma culpa nisso", afirmou, referindo-se às denúncias de corrupção na Petrobras, estatal que tem Gabrielli como ex-presidente.

    Missão
    No centro de uma situação emblemática, a ex-secretária de Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia (Secti) e ex-vereadora de Salvador, Andrea Mendonça terá nova missão a partir de agora. Filiada ao PDT, partido que é capitaneado na Bahia pelo seu irmão Félix Mendonça Jr., Andrea foi anunciada na última terça-feira (30) por ACM Neto (DEM) como nova secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego. A questão principal na nomeação é que seu partido ocupará duas secretarias no governo Rui Costa (PT), adversário político do DEM de Neto.

    CPI Mista
    A Operação Lava Jato, da Polícia Federal, provocou fortes impactos políticos no país e pode ainda atingir novos agentes públicos em 2015. Até o momento, o desdobramento mais impactante da operação se deu nas denúncias de corrupção envolvendo ex-diretores da Petrobras e dois deputados federais. Os desdobramentos resultaram na instalação de duas comissões parlamentares de inquérito, pelo Congresso Nacional, e na prisão de diversos executivos das maiores empresas de engenharia do país, acusados de corrupção, fraude a licitações e crimes financeiros, pelo Ministério Público Federal (MPF).
     



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia