Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 12/05/2016


    Sobe - Processo de tombamento do Casarão dos Olhos D’àgua.


    Desce - Imprudência na BR 324, que resultou na morte de 4 pessoas em grave acidente.


    Repercussão


    A possibilidade do PHS ter um candidato a prefeito nas eleições em Feira de Santana teve repercussão na Câmara de Vereadores. Para o líder do Governo, José Carneiro (PSDB), uma candidatura do partido seria algo normal. Já Wellington Andrade (PSDB), acha que o Vereador Ronny (PHS) seria o melhor nome para a disputa. O Vereador Marcos Lima (PRP) se mostrou surpreso e questionou como fica a situação anterior de apoio declarado da legenda ao Prefeito José Ronaldo.


    Confirmação


    Como já era de se esperar, o PC do B vai marchar junto com o PT nas próximas eleições municipais. O apoio foi formalizado depois de um encontro ocorrido no último final de semana, entre o deputado e pré-candidato a prefeito, Zé Neto, e o presidente municipal da legenda, Messias Gonzaga. Uma situação esperada, pois, mesmo com a crise política a nível nacional PT e PC do B continuam no caminho da fraternidade.


    O problema


    É manter o apoio de outras legendas, como é o caso do PP, que está naquela do “vai ou não vai”, mantendo assim a cobiça por parte de outros partidos. Quem está de olho neste apoio é o PSD do Deputado Fernando Torres, que também é pré-candidato a prefeito de Feira de Santana. Neto, Neto, abre o olho.


    Correndo atrás


    Quem também continua correndo atrás é o pré-candidato a prefeito pelo PSB, Ângelo Almeida. No último final de semana, ele participou em Brasília/DF de um seminário preparatório para as eleições. O evento teve como tema “Cidades Inclusivas” e foi promovido pela Fundação João Mangabeira, instituição socialista voltada à formação política.


    Calado


    Enquanto os outros estão correndo atrás de apoios para fortalecer suas candidaturas, o ex-deputado federal Colbert Filho tem preferido manter o silêncio, quando questionado sobre os rumos do PMDB nas eleições municipais. Ele tem falado sobre qualquer outro assunto, menos a política local. Na verdade, ele só se posicionará depois que o imbróglio sobre o impeachment for resolvido.


    Criticou


    Os protestos realizados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) na terça-feira (10), gerou engarrafamentos e vários transtornos na Região Metropolitana de Salvador e Feira de Santana. O Deputado Estadual Carlos Geilson (PSDB), no mesmo dia à tarde, usou a tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia para criticar a forma como foram conduzidas as manifestações e os transtornos e prejuízos causados à população. “Por que a CUT não protesta pelos milhões de trabalhadores desempregados? Por que não protesta quando trabalhadores - muitos pais de famílias - realizam concurso público, estão habilitados e não são nomeados pelo governador? Porque a CUT é pelega! E depois vem falar que defende o trabalhador… me faça uma garapa”, disparou Geilson.


    Cerimônia


    A Presidente Dilma Rousseff pediu para auxiliares suspenderem a cerimônia de descida da rampa do Palácio do Planalto, depois que o plenário do Senado aprovar o impeachment contra ela. A avaliação é que a imagem de descer a rampa é muito forte e pode ser interpretada como “capitulação” e “entrega” do governo para o vice-presidente Michel Temer. Dilma, ao contrário, quer passar a ideia de que a gestão Temer é ilegítima. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia