Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 03/06/2016


    Sobe - O Governo Federal ao anunciar a retomada de construção de 23,9 mil unidades do Minha Casa, Minha Vida - entidades.


    Desce - O Governo Federal que não tendo projetos age de acordo com o clamor das ruas.


    Criticou


    O líder do Governo na Câmara, José Carneiro (PSDB) voltou a afirmar que o Governo do Estado não prioriza a segurança pública. Na oportunidade, o edil chamou atenção para os casos de violência contra a mulher no município. “A gente observa que só depois que as coisas acontecem é que as instituições começam a se mobilizar. No país que vivemos a violência contra a mulher acontece cotidianamente, não só a sexual, mas de modo geral”, avalia.


    Indagou


    Para o edil, há muitos discursos, mas pouco se faz de concreto para combater a violência. “A gente ouve muita demagogia, que o Governo está atento para contribuir, o que não é verdade. Agredir mulheres neste Estado não é uma preocupação, prova disso é a DEAM funcionar precariamente de segunda a sexta. Quem procurar a Delegacia da Mulher hoje e prestar uma queixa contra alguém, os senhores sabem quando é ouvido?”, indagou Carneiro.


    Não citou


    Durante discurso, o Vereador Edvaldo Lima (PP) destacou as indicações de sua autoria, apresentadas ao Poder Executivo em benefício do bairro Tomba. “Hoje, venho a esta tribuna para apresentar uma prestação de contas à comunidade do bairro Tomba, onde eu moro. Aquela comunidade tem deste vereador a presença constante nas ruas, nas praças, no mercado, no posto de saúde, nas escolas. Aqui, de vez em quando, eu vejo um vereador da base do Governo falando do bairro, mas esqueceu, abandonou o bairro dele, nem lá está tendo apoio, por isso, está fugindo, buscando outras localidades”, disse o oposicionista, sem citar o nome do edil.


    Destacou


    Edvaldo Lima (PP) informou ainda que solicitou a pavimentação de algumas ruas, mas as melhorias só chegaram à Rua São João e Guaratatuba. “As outras ruas não chegaram, inclusive a Rua do México que está cheia de crateras. Peço ao líder do Governo que me ajude, pois, os pedestres não têm como passar. Todas as ruas do loteamento Maria Cristina, o prefeito já está lá e já está calçando, mas, solicitei que fosse pavimentação com asfalto”, disse.


    Pai da criança


    Em aparte, o Vereador José Carneiro (PSDB) se pronunciou sobre o discurso de Edvaldo (PP). “O senhor estava indo muito bem quando falou as obras do Governo e reconheceu que realmente o prefeito trabalha para o povo. Agora, quer atribuir a todas as obras, como pai da criança. O prefeito não apadrinha obras do Vereador Edvaldo e sim faz em prol da comunidade”, declarou.

     

    Autorizado


    Cláudia Cruz, mulher do deputado afastado Eduardo Cunha, afirmou em depoimento à força tarefa da Operação Lava Jato, que a abertura de sua conta no exterior foi autorizada pelo deputado e que ele próprio permitia os gastos em lojas de luxo. Cláudia disse acreditar que os recursos vinham de atividades do marido no mercado financeiro e em empresas e afirmou que nunca indagou Cunha sobre a origem do dinheiro. “A depoente nunca tomou conhecimento de nenhuma atividade empresarial desenvolvida por Eduardo Cunha no exterior”.


    Justificativa


    Cunha já tinha justificado o patrimônio pelo trabalho desenvolvido em comércio exterior nos anos 1980 e também declarou ao Conselho de Ética que apenas era “dependente” da conta de cartão de crédito da esposa. Segundo a mulher do deputado, ela “perguntou a Eduardo se poderia fazer aquisições de luxo e ele autorizava”. Alegou ainda que o marido trouxe os formulários para ela assinar, referentes à abertura da conta secreta, e que o próprio parlamentar foi autor da sugestão da abertura. Foi tomado também o depoimento da filha do deputado, Danyelle, que também informou às autoridades que achava que o dinheiro para sustentar a vida luxuosa da família vinha da atividade anteriormente desenvolvida por Cunha. Ela também afirmou que os gastos do seu cartão de crédito eram autorizados pelo pai e ela não recebia os extratos. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia