Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 15/06/2016


    Sobe - Feira de Santana por criar Comitê Municipal de Políticas Sustentáveis.


    Desce - Ex-secretário da Prefeitura de Feira por ser denunciado pelo MP por fraude de R$ 4 milhões.


    Na dianteira


    Convicto na reeleição de Ronaldo e orgulhoso com as grande obras que serão entregues esta semana na cidade, José Carneiro (PSDB) enfatizou que a Av. Ayrton Senna e o gramado do estádio Joia da Princesa são grandes motivos para o povo se orgulhar. “É por estes e outros grandes trabalhos, que o Governo do Prefeito José Ronaldo tem mais de 80% da aprovação popular e quando se fala em reeleição, ele aparece com 69% das intenções de votos e a sua candidatura ainda nem está oficializada, sem dúvidas este índice irá aumentar, pois, o povo reconhece e admira o seu trabalho”, comemorou.


    19


    O Vereador Justiniano França (DEM) deu entrada, ontem (14), no Setor Legislativo, uma emenda à Lei Orgânica do Município, reduzindo de 21 para 19 o número de vereadores na próxima legislatura que terá início em 1º de janeiro de 2017. Na minha opinião, a cidade perde com esse número reduzido, pois, terá pouca representação política para atender à demanda da população de uma cidade com mais de 600 mil habitantes.


    Reconhecimento da oposição


    Um fato irônico aconteceu na sessão de ontem, 14, o Vereador da oposição, Edvaldo Lima (PP), cansou de bater e parabenizou o Prefeito José Ronaldo. Segundo ele, Ronaldo voltou a cumprir o artigo 19 da lei orgânica do município. “Parabenizo o prefeito por enfim começar a cumprir a lei. Espero parabenizá-lo também pelas indicações que fiz, para a implantação de sub-prefeituras nos distritos de Feira, pois, a prefeitura não está conseguindo chegar em todos”, afirmou.


    Emenda


    O Vereador Correia Zezito (PSL) afirmou que pretende alterar a lei que dispõe sobre a venda de bebidas no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. “Fiz uma emenda na lei do Irmão Fernando, ex-vereador, para a proibição também da venda de bebidas em lata, pois, assim como o vidro, também pode ser usada como arma, sendo arremessada nos jogadores e profissionais que estão dentro de campo”, concluiu.


    Sindicato mudo


    A APLB de fato não vem agradando nem um pouco ao Vereador José Carneiro (PSDB), que criticou fortemente o sindicato, por não se manifestar sobre a situação do concurso público para professores, prometido pelo Governo do Estado e que não foi realizado. “A APLB se cala, não cobra do governo, lamento este silêncio deles, que dizem representar a categoria. Estou aqui afirmando, os professores agora serão indicados por políticos e não haverá concurso público no Estado”, esbravejou ele.


    Risco de falência


    Mesmo com toda a confusão em que se encontra o Governo de Temer, Marcos Lima (PRP) afirmou estar esperançoso, disse que ainda tem boas expectativas de que a situação em que o país se encontra possa ser revertida. Marcos mostrou-se revoltado com as dificuldades em que a Caixa Econômica Federal vivencia, podendo até chegar a falência, ele ainda afirmou que virou moda “meter a mão” nas estatais, como a Petrobras e agora também o Banco do Nordeste, que passa por dificuldades. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia