Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 23/06/2016


    Sobe - O grande movimento no Centro de Abastecimento para venda de produtos juninos.


    Desce - Empresa acusada de aplicar golpe imobiliário em Feira de Santana.


    LDO


    Chegando ao fim dos trabalhos do Legislativo feirense no próximo dia 30, referente ao primeiro período de 2016, a presidência do Poder Legislativo Municipal pautou para a próxima segunda-feira (27) discussão e votação do Projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO). A segunda votação deve ocorrer no dia 28 (terça-feira). A última sessão do 1º semestre será na quarta-feira (29), com reinício dos trabalhos na 1ª segunda-feira do mês de agosto.


    Alívio


    Os pequenos partidos estão mais tranquilos com relação ao Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município que diminui o número de vereadores de 21 para 19. Fizeram as contas e chegaram à conclusão que não é possível aprovar a Lei em agosto com o intervalo de 10 dias úteis de uma sessão para outra. Então, não chegará a tempo ao TRE para inserir um novo quociente para eleição de 2016. De mãos para os céus os pequenos partidos: PPL, PTC, PPS, PROS, PSB, PSOL, PSDC e mais PMDB e PSD, que embora sejam grandes partidos à nível nacional e estadual, tenham uma chapa de candidatos a vereadores no patamar dos outros pequenos partidos no município e que qualquer movimentação para aumentar o quociente pode atrapalhar a vida deles.


    Licitação


    O Vereador Alberto Nery (PT) afirmou que vai oferecer sugestões à SMTT para a licitação do transporte alternativo. Ele ainda sugeriu que fosse realizada uma pesquisa de satisfação com a população da cidade, em relação aos novos ônibus e o sistema em geral. Nery (PT) é contrário a licitação para os da Zona Rual - ZR.


    Recado


    Tonhe Branco (PHS) “retou” na sessão de ontem (22). Segundo ele, tem um dono de uma concessionária de motos, que está prometendo construir uma creche no Aviário, tentando tirar seus eleitores e mandou um recado se achando dono do bairro: “no meu bairro ninguém mexe. Já pedi uma creche ao prefeito para a localidade”.


    Edvaldo


    O fechamento de algumas empresas em Feira de Santana é culpa do Governo Municipal, afirma o Vereador Edvaldo Lima (PP), que ainda diz que o prefeito virou as costas. “O governo insiste em deixar as empresas irem embora e deixarem os pais de família desamparados”. O edil concluiu desafiando o prefeito a encontrar uma solução para o problema. O edil não observou que o fechamento da Kaiser é uma questão de conjuntura econômica do país, que foge do controle dos municípios.


    Justiniano


    Já o Vereador Justiniano França (DEM) defendeu o Governo Municipal e jogou a bomba no colo do Governo Estadual. Ele afirmou que o CIS (Centro industrial Subaé) onde a maioria das indústrias ficam instaladas, é de competência do Estado e não do município, sendo assim, ele retira toda a culpa do Prefeito José Ronaldo. Justiniano (DEM) ainda afirma que Edvaldo Lima (PP) precisa fazer oposição com responsabilidade e chama a atenção do governo para as empresas que vêm para a cidade apenas em busca de benefícios e vai embora quando se veem sem eles. O vereador propôs que toda empresa que sair da cidade, deva devolver todos os benefícios e reduções que utilizou, o que não é o caso da Kaiser.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia