Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 29/06/2016


    Sobe - Governo por sancionar lei da entrada forçada em imóveis contra o Aedes.


    Desce - Violência crescente contra policiais na Bahia.


    Abram os olhos


    O Vereador Isaias de Diogo (PSC) pede para os cidadãos abrirem os olhos para os pré-candidatos que estão oferecendo mundos e fundos para as pessoas em troca de votos. “Tenho certeza de que o que eles oferecem não cobre nem o valor que eles ganham, juntando tudo, chega a ser mais de 500 mil”. Segundo Isaias, este assunto preocupa muita gente, em vários lugares. Edvaldo Lima (PP) pediu para o vereador encaminhar a denúncia à Justiça Eleitoral.


    Exagerado


    José Carneiro (PSDB) disse que “todos os candidatos são vigilantes, pois, é um período tenso, o Vereador Isaias (PSC) exagerou em falar nesses valores, desconheço alguém nessa cidade que tenha 500 mil reais para gastar em campanha”.


    Na linha


    David Neto (DEM) diz que existe um limite de gastos em eleições, que se for excedido, a eleição da pessoa vai ser prejudicada. O limite máximo é 49 mil, os órgãos já estão fiscalizando e todo mundo vai andar na linha.


    Nova rodoviária


    Edvaldo Lima (PP) disse que a rodoviária estava ultrapassada e indicou para que busque um local apropriado para levar a estação. Ali na Presidente, poderia agregar todos estes veículos e livrar a cidade deste caos que está submetida. Até agora não houve solução, nem do Município nem do Estado. A estação de Salvador já está sendo feita outra e a de Feira é mais velha e está do mesmo jeito, o Município e o Estado devem sentar e resolver estes problemas que estão trazendo tanto transtorno.


    Desabafo


    “Pela primeira vez nesse governo fui numa inauguração, ontem (28), no Calumbi, pois tenho lideranças lá e procuro ser atenciosa com as pessoas que trabalham e respeitam os adversários. Falei com o prefeito que tinha uma quadra escura, que necessita de iluminação. Quando fui embora, saí quase escoltada pela polícia. Não tenho culpa de uma liderança deixar um vereador local e ir buscar outro vereador para apoiar. Fiquei com medo de ser agredida, estou no terceiro mandato e não preciso provar mais nada. Não chego em lugar nenhum para falar nada dos meus colegas, cada um deve trabalhar da melhor maneira para fidelizar o seu eleitorado e isso não se faz instigando para ter briga”, disse Eremita Mota (PSDB).


    Aparte


    Marcos Lima (PRP): “Tenho respeito muito grande por Eremita (PSDB), da minha parte não iria acontecer isso, outros vereadores estiveram lá, como Neinha (PMN) e Pablo (PHS) e várias lideranças, e ninguém se queixou de hostilização. Se houve alguma coisa com ela não veio de mim, não faz parte do meu caráter, se a senhora tem algum problema com algum morador de lá, não posso fazer nada, meu trabalho é sério, respeito meus colegas e jamais iria permitir que fizessem algo contra a vereadora”, finalizou.

     

    Pegou ar


    Eremita Mota (PSDB) diz que gritavam o nome dele. “Foram pessoas dele sim. É a ciumeira... Se você não teve conhecimento, procure ter, pois, você deve ter que trabalhar muito para buscar o segundo mandato”.


    Sem disposição


    A equipe econômica não está disposta a abrir novas negociações de dívidas dos municípios nos moldes das renegociações com os estados, disse ontem (28) a Secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi. Segundo a secretária, não existe espaço fiscal para novas concessões por parte da União e as prefeituras já estão sendo beneficiadas pela troca dos indexadores das dívidas. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia