Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 16/07/2016


    Sobe - Workshop eleições por tratar temas fundamentais de interesse de toda a sociedade.


    Desce - Atentado terrorista à cidade de Nice, na França.


    Eleições 2018


    Com o acordo firmado entre o prefeito, Colbert e os deputados Carlos Geilson (PSDB) e Targino Machado (DEM), Colbert não disputará eleição em 2018 (para deputado federal ou estadual), abrindo caminho para facilitar as eleições de Targino e Geilson. Targino que disse a Colbert em reunião que não precisava assinar em papel passado o acordo, seguro como é, partiu do princípio: confiança, mas nem tanto e tratou no mesmo dia de no anúncio convidar os jornalistas Jair Onofre, do site Bahia na Política, para divulgar o que foi acertado na reunião.


    Eleições 2020


    É claro que Colbert, uma liderança política, ter tomado a decisão de abrir mão de sua candidatura a qualquer posto em 2018, deve ter ouvido seus liderados e pelo menos ter feito uma enquete com seus eleitores. Colbert pode ter outra carta na manga. Não lembrou a Targino e Geilson as eleições de 2020 e, por isso, fica livre para ser candidato a prefeito sucedendo José Ronaldo. Se pensou nisso, foi uma grande sacada, que compromete a vida de Geilson e Targino, que também têm essa pretensão. E, agora é tarde, porque no compromisso firmado não cabe aditivo.


    Desceu do muro


    O Governador Rui Costa (PT) decidiu apoiar a candidatura da Deputada Alice Portugal (PCdoB) à prefeitura de Salvador. O diretório municipal do PT definiu o apoio à deputada, pois os petistas resolveram não lançar candidato a prefeito.


    Pouco importa


    O Presidente interino, Michel Temer, afirmou achar engraçado quando é chamado de golpista e que não se incomoda com a acusação. Ele ainda disse que pretende conversar com a oposição, mas só nas questões de Estado, e que só terá um diálogo com o ex-presidente Lula, quando sair a decisão do impeachment.

     

    Impostos mais caros


    O Governo Federal prevê uma receita extra de R$ 8 milhões em 2017, com o aumento de impostos. Embora não seja uma prioridade aumentar os impostos, a cifra consta no documento que atualiza a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem, elaborado pelo Ministério da Fazenda. O mesmo documento descarta a recriação da CPMF. O ofício encaminhado na quarta-feira passada (13) à Comissão Mista de Orçamento (CMO) não detalha de onde viriam esses recursos e indica que isso só será definido com a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017.


    Terceirizou a saúde


    O Prefeito de São Sebastião do Passé, Janser Mesquita (PMDB), desobedeceu à lei e contratou uma cooperativa ao custo anual de R$ 6.888,755,64 em sua gestão de 2015, terceirizando integralmente os serviços de saúde. O valor da multa foi de R$ 20 mil e a decisão foi tomada pelo Tribunal de Contas dos Municípios.


    Mais um do PT


    João Santana, marqueteiro do PT, cogita negociar um acordo de delação premiada, ele continua preso em Curitiba, onde está desde fevereiro com a esposa. Santana tentou de todas as formas evitar a delação, para que fosse mantido o sigilo profissional, evitando assim a perda de futuros clientes, porém, a defesa dele nega as negociações.


    Lula rebate


    A defesa do ex-presidente Lula rebateu o juiz Sérgio Moro sobre a ilegalidade de interceptações telefônicas. Os advogados dele sustentam que Moro usurpou da competência do Supremo Tribunal Federal (STF) ao autorizar a gravação dos diálogos. Os advogados ainda afirmam que o Ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, não analisou a suposta usurpação de competência de Moro em relação aos áudios em que Lula aparece conversando com Jaques Wagner e Edinho Silva, que na época eram ministros, e com o Senador petista Lindbergh Farias.


    Fraldas gratuitas


    Uma decisão da Justiça Federal obrigará o Programa Farmácia Popular do Brasil a fornecer gratuitamente fraldas descartáveis a pessoas com deficiência. A AGU entrou com recurso para barrar a decisão, porém, foi rejeitada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. A decisão deve gerar um impacto de R$ 2 bilhões por ano nas finanças públicas. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia