Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 19/08/2016


    Sobe - Os painéis temáticos em homenagem aos distritos de Feira no Parque de Exposição


    Desce - Os pontos que prejudicam os trabalhadores aposentados na reforma previdenciária

     

    Reformas garantidas


    O então presidente interino Michel Temer, garantiu que se conseguir ser efetivado como chefe da nação, logo após o afastamento definitivo de Dilma Rousseff, leverá a agenda de reformas adiante. Aécio Neves, um dos tucanos que participaram de jantar promovido por Temer no Palácio do Jaburu, disse que o presidente em exercício fará um pronunciamento com a defesa de reformas estruturais após o julgamento do impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.


    Sob suspeita


    A campanha da chapa composta por Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) em 2014 pode ter pago R$ 122 milhões a 40 empresas de fachada. Um cruzamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral identificou o pagamento às empresas, que naquele ano não apresentaram ao Ministério do Trabalho a lista de funcionários formalizados. Isso porque pode indicar que as empresas não tinham capacidade operacional para entregar serviços e produtos correspondentes a valores tão altos, o que é visto como indicativo de empresa de fachada.


    Lava-Jato


    O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nesta quarta-feira (17), o bloqueio de bens do ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, e de outros ex-dirigentes da companhia, como o ex-diretor da Petrobras Renato Duque. A decisão incluiu também bens das empreiteiras OAS e Odebrecht e dos executivos Rogério Santos de Araújo e César Ramos Rocha (Odebrecht), e José Aldemário Pinheiro Filho e Agenor Franklin Medeiros (OAS), além do empresário Marcelo Odebrecht, preso pela Operação Lava Jato. O bloqueio, no valor de R$ 2,1 bilhões, valerá por um ano.


    Precisa de garantia


    O presidente interino Michel Temer (PMDB) tem mobilizado a base aliada para tentar antecipar o fim da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), previsto para o dia 31 de agosto. Temer receia que o processo atrapalhe sua primeira viagem internacional, também prevista para o dia 31, para a China. A expectativa do peemedebista seria encerrar a votação de impeachment no máximo até o dia 29, para deixar o solo brasileiro já como presidente oficial.


    A outra parte


    A ex-prefeita de Dias D`Ávila, Andréia Xavier Cajado Sampaio, se defendeu, através de nota emitida a imprensa nessa quarta-feira (17) , das acusações de irregularidades na contratação de uma empresa para a execução de obras de manutenção e conservação de ruas em 2011. “A ex-prefeita esclarece que houve falhas no software utilizado pela Secretaria de Obras da época, que incluiu o aluguel de contêineres como único item do contrato firmado com a empresa Leblon, desprezando outros itens que são inerentes à manutenção de ruas danificadas pelas chuvas”, afirma o texto.


    Ações centralizadas


    O presidente interino Michel Temer (PMDB) retirou dos governadores do Nordeste a execução de obras destinadas ao combate à seca para transferí-la ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs). O órgão é controlado predominantemente por peemedebistas. O valor repassado a Estados governados pelo PMDB, como Sergipe e Alagoas, também sofreu aumento. A decisão do Palácio do Planalto ocorreu depois de uma reunião no Jaburu, no domingo (14), entre Temer e Helder Barbalho, ministro da Integração Nacional.


    Defesa universal


    O PT lançou um documento em quatro idiomas (português, inglês, espanhol e francês) defendendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva das acusações contra ele na Justiça brasileira e afirmando que há uma “caçada judicial” do político no País. O documento reproduz o conteúdo de uma postagem divulgada pelo Instituto Lula no dia 20 de julho em seu site. Segundo a assessoria de imprensa do PT, o partido bancou a impressão de 5.000 exemplares do documento, que tem oito páginas e está sendo enviado para alguns veículos de imprensa e parlamentares. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia