Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 13/12/2016


    Sobe - O Estado e o MP pela implantação em Feira do comitê regional de combate a sonegação fiscal


    Desce - Instituições e/ou servidores que vazam documentos para a imprensa de investigações que correm em segredo de Justiça


    Consequências


    A delação premiada do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho deve trazer resistências à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Segundo a imprensa nacional, oposição e PSB, partido que tem votado com o governo Michel Temer, já falam em obstruir a votação do projeto.


    Contornando a situação


    Na tentativa de conter a crise política que avançou sobre o Planalto após revelação de detalhes da delação da Odebrecht, o presidente Michel Temer quer um acordo definitivo com o PSDB e planeja o anúncio de medidas econômicas para tentar tirar seu governo das cordas, conforme a Folha de S. Paulo. No domingo (11), Temer recebeu aliados no Palácio do Jaburú para discutir o atual cenário.


    Rui nega


    O governador Rui Costa negou ter recebido dinheiro da Odebrecht, como delatou o ex-executivo Claudio Melo Filho. Segundo o petista, uma olhada na sua prestação de conta é possível observar que a empresa não dou dinheiro para a sua campanha ao governo do Estado em 2014. Rui assevera que não houve contribuição alguma. "Não dou jeitinho. Ou o dinheiro entra de forma legal conforme a lei manda ou eu não vou aceitar". Segundo Melo Filho, o repasse foi autorizado depois que Rui Costa, na época secretário da Casa Civil, conseguiu resolver uma disputa judicial envolvendo a Odebrecht e o governo do estado.

     

    Está tranquilo


    O presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) divulgou uma nota em que afirma estar tranquilo para esclarecer todos os pontos levantados na investigação que resultou na denúncia contra ele apresentada na segunda-feira (12), no Supremo Tribunal Federal (STF), pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot. Na denúncia, a primeira contra o senador derivada da Operação Lava Jato, Renan foi acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


    Sem paz


    Um homem, de 44 anos, foi detido na manhã de domingo passado (11), por danificar o portão da casa do presidente Michel Temer, em Alto de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Policiais militares faziam o patrulhamento de rotina quando perceberam um tumulto em frente a uma residência. O homem falava palavras desconexas e, com um pedaço de madeira, bateu duas vezes no portão, o caso foi registrado como dano e perturbação do sossego.


    Marina na liderança


    A ex-senadora Marina Silva (Rede) é a líder nos cenários de segundo turno da eleição presidencial de 2018 segundo pesquisa de intenção de voto do Datafolha. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cresceu nas simulações de primeiro turno na comparação com o levantamento anterior do instituto de pesquisa, realizado em julho, mas perderia a eleição para Marina em um eventual segundo turno por uma diferença de nove pontos.


    Ficou constrangido


    O presidente Michel Temer decidiu ceder à pressão de assessores e aliados e adotar uma agenda de viagens para o Norte e Nordeste, considerados redutos eleitorais petistas. Um dos principais motivos para a mudança foi o incômodo de Temer com um comentário feito pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em conversas reservadas. De acordo com relatos de aliados, o peemedebista não gostou da crítica feita pelo tucano de que ele não conhece o país e resolveu mudar a postura. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia