Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 30/03/2017


    Sobe - Colégio de Feira de Santana que ver no jornal impresso fonte de aprendizado e de incentivo à leitura

     

    Desce - Jovem de 16 anos que usou arma de brinquedo para amendrontar em velório

     

    Ruas esburacadas

     

    O vereador Cadimiel, em seu discurso na sessão de ontem (29), chamou a atenção da Embasa para a situação de algumas ruas no bairro Caseb. Segundo o edil, a empresa tem feito obras na região e deixado as ruas esburacadas. "Se você andar pelo Caseb vai ver que as ruas estão parecendo que passaram pela guerra do Iran, o prefeito passa consertando e a Embasa quebrando. Apresentei um requerimento para a secretaria de obras apontar as empresas terceirizadas pela Embasa que são responsáveis por isso, pois estão deixando as ruas totalmente desniveladas, a exemplo da rua Visconde de Mauá. Não sei se é a Conder ou a Embasa, mas precisamos que eles respeitem a população", disse.

     

    Segurança pública

     

    Zé Curuca afirmou que mais de duas mil pessoas estiveram presentes na reunião em Humildes na noite da terça (28), para discutir a segurança pública. "Quero agradecer à população que esteve presente, ao delegado regional João Uzum e ao colega Fabiano da Van, que tem lutado comigo para a implantação de uma base comunitária em Humildes, que sofre com tanta violência. Apenas quero lamentar o não comparecimento da Polícia Militar na reunião, solicitamos a presença de representantes, mas ninguém esteve presente, mas que apesar disso foi um sucesso. Não vou desistir e vou melhorar cada vez mais a segurança pública em Humildes", concluiu.

     

    Segurança pública I

     

    Em seu discurso, o vereador Roberto Tourinho parabenizou os colegas Zé Curuca e Fabiano da Van pela realização da reunião para discussão da segurança em Humildes. "Tenho profundas ligações e amizades no distrito, sempre fui bem votado lá, a reunião foi de grande importância, pois Humildes é maior que mais de cem municípios do estado e está passando por momentos difíceis, assaltos e todo tipo de violência, Humildes é rota de fuga para os marginais. A comunidade de forma organizada levou o delegado Dr. Uzum, outros agentes de polícia, delegados, para que juntos encontrem uma solução para este problema, parabéns à comunidade e aos vereadores que estão juntos por aquele povo", disse.

     

    Segurança pública II

     

    O líder do governo José Carneiro também elogiou os vereadores representantes de Humildes pela iniciativa, onde reuniram a comunidade para tratar da segurança. "Quero dizer a Lulinha e Tom, que junto comigo, foram os mais votados na Matinha, que devem fazer o mesmo nos distritos, pois a população clama por segurança. A matinha está vivendo a mesma situação, só esta semana um ônibus foi assaltado duas vezes, a população vive um drama, e queremos uma solução por parte da secretaria de segurança pública do Estado. Que esta união de Curuca e Fabiano sirva de exemplo para os outros colegas, independentemente se foram votados na comunidade ou não", afirmou.

     

    Casamento gay

     

    O vereador Edvaldo Lima repudiou a aprovação da proposta que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, de autoria da senadora Marta Suplicy, que passou pela CCJ na semana passada. "O que me chama a atenção é que a senadora avaliou que o projeto enfrentará problemas na Câmara, mas comemorou porque considerou um avanço civilizatório, que avanço é este? Não existe alguém que foi gerado de dois homens ou duas mulheres, é um desrespeito, uma afronta a Deus e não podemos descer a este ridículo desta senadora, uma imoralidade, não iremos baixar a cabeça, não somos obrigados a comungar com este desrespeito", disparou.

     

    Greve dos professores

     

    Carneiro também falou sobre o impasse entre APLB e o governo municipal. "O prédio do CEAF foi ocupado pelos professores que permaneceram lá por quase 24 horas. O governo fez o que tinha que fazer, aqueles que saíram do prédio por algum motivo não tiveram mais acesso, isso é decisão de governo. A Câmara instituiu uma comissão em que Nery e Eremita estiveram comigo no CEAF, onde nos reunirmos com a APLB e discutimos a situação, felizmente conseguimos através do diálogo que o prédio fosse desocupado, saímos juntos em direção ao portão, digo que acredito que foi importante a nossa participação junto a comissão da APLB para que o diálogo acontecesse. Quero lamentar um episódio que aconteceu na saída, quando descemos dissemos à subcomandante para abrir o portão que os professores iriam sair, mas ela não acreditou na nossa palavra e vemos que a Guarda Municipal está subordinada a Marlede. Conseguimos promover o diálogo e foi importante para o avanço das negociações com a APLB, vamos continuar discutindo os impasses para tentar acabar com a greve, só não podemos atribuir ao governo municipal a razão do não recomeço das aulas em 2017", finalizou.

     

    A favor das igrejas

     

    O vereador Tom parabenizou o colega Edvaldo Lima pelo seu discurso e parabenizou pela coragem de ter se manifestado contra um tema tão polêmico. "Temos que entender que quem dá a nossa eleição é Deus. O governo federal pode acabar com a unidade fiscal das igrejas, procurei estudar sobre esta proposta de um senador, onde quer que as igrejas do Brasil venham a pagar impostos. De onde ele tira uma ideia destas? Contra a igreja que trabalha 24 horas por dia para tirar os drogados das ruas, salvar famílias, e sem apoio nenhum dos governos. Não sou contra pessoas de nenhuma religião, amo e respeito agora não posso aceitar uma proposta indecente desta, que já está tramitando para frear o trabalho dos evangélicos entre em vigor. É uma manobra violenta, pois estão vendo o crescimento dos evangélicos em todos os sentidos, principalmente nas câmaras e querem barrar isso", reclamou.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia