Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 12/05/2017


    Sobe - Feira Produtiva por dinamizar Economia Solidária


    Desce - Briga entre vizinhos que quase terminava em morte

     

    Sobrou até para os netos


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu na quarta-feira (10), durante interrogatório na Operação Lava Jato a devolução "dos iPads dos netos" dele ao juiz federal Sérgio Moro. Segundo o petista, os equipamentos foram apreendidos em março de 2016, durante a Operação Aletheia - etapa da Lava Jato que levou coercitivamente o ex-presidente para depor. "Aliás, eu queria aproveitar, já que o senhor falou dessa coerção, determine que a Polícia Federal devolva os iPads dos meus netos. É uma vergonha, iPad de neto de 5 anos está apreendido desde março do ano passado", reclamou Lula.

     

    Ministros já se movimentam


    Com eleições no próximo ano, é de esperar que muitos dos ministros do presidente Michel Temer (PMDB) tenham que se descompatibilizar de suas pastas, caso queiram manter ou assumir cargos eleitorais. Diante disso, há um movimento que surgiu ainda quando Geddel Vieira Lima (PMDB) estava à frente da Secretaria de Governo para alterar essa data. De acordo com a legislação, quem pretende disputar a eleição precisa se exonerar de cargo de primeiro ou segundo escalão até seis meses antes do pleito, ou seja, no dia 7 de abril de 2018. Já a manobra articulada pelos ministros quer adiar esse momento para o dia das convenções partidárias, que é apenas dois meses antes da eleição.

     

    Demissão por mau desempenho


    Funcionários públicos que tenham desempenho ruim ou insuficiente no trabalho poderão ser demitidos dos seus cargos, ainda que já tenham passado do estágio probatório. É isso que propõe um projeto de lei do senado, apresentado pela senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE). De acordo com o projeto, servidores públicos municipais, estaduais e federais terão seu desempenho aferido semestralmente e, caso recebam notas inferiores a 30% da pontuação máxima por quatro avaliações consecutivas, serão exonerados. Também perderá o cargo aquele que tiver desempenho inferior a 50% em cinco das últimas dez avaliações.

     

    Bolsonaro liga para Moro


    Após não ter cumprimentado o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no aeroporto de Brasília, no fim de março, o juiz Sérgio Moro ligou para o parlamentar. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o magistrado justificou tê-lo ignorado quando o deputado tentou cumprimentá-lo e diz não o ter reconhecido. "Tive a satisfação de receber a ligação do juiz Moro. Mas o teor da conversa, ninguém sabe. Não contei para ninguém", diz Bolsonaro. No encontro casual entre os dois no terminal, Bolsonaro bateu continência para o juiz, que correspondeu apenas com um sorriso e se retirou do local.

     

    Encontro entre Temer e Trump


    Uma delegação de técnicos do Departamento de Comércio dos Estados Unidos está no Brasil discutindo medidas para facilitar o comércio entre os dois países. "Há espaço para bons avanços concretos, numa visão muito orientada a resultados", disse à reportagem o secretário de Comércio Exterior, Abrão Neto, que coordena os entendimentos pelo lado do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Algumas das medidas discutidas nesses encontros poderão integrar a agenda de uma reunião de trabalho entre os presidentes do Brasil, Michel Temer, e dos Estados Unidos, Donald Trump, que deverá ocorrer ainda este ano.

     

    Carta à União


    Após o encontro entre governadores da região Nordeste ontem (11), o governador Rui Costa divulgou detalhes sobre uma carta que será enviada pelos gestores ao governo federal. Os principais pontos do documento cobram o cumprimento da lei federal que dilata o prazo dos empréstimos junto ao BNDES e a autorização para que os estados nordestinos possam contrair empréstimos. "O único benefício que os estados do Nordeste teriam com aquele processo todo de renegociação, que corresponderia somente a 6% do total da dívida que foi renegociada do país, não foi cumprido", criticou Rui.

     

    Cobrou segurança pública


    Ainda no encontro, os governadores do Nordeste decidiram cobrar do Palácio do Planalto participação em ações para melhorar a segurança pública. Em anexo à carta que pede a dilatação do prazo dos empréstimos junto ao BNDES e a autorização para contrair empréstimos, os gestores nordestinos elaboraram uma nota "manifestando a urgente e necessária participação do governo federal no enfrentamento da questão". O governador Rui Costa destacou em seu pronunciamento que a cobrança não tem conotação política, culpando também governos anteriores pelo problema. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia