Facebook
Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 22/11/2018


    22.11.2018 21h07m
    Recomendar

    Sobe - Câmara Municipal por reconhecer a importância das empresas de comunicação e dos profissionais de imprensa que cobrem o legislativo.


    Desce - O Vitória de Salvador pela péssima campanha no Brasileirão e por ter 80% de chances de ser rebaixado.


    Confirmação


    O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmou ontem (21), o nome do advogado Gustavo Bebianno como ministro-chefe da Secretaria- Geral da Presidência. Segundo Onyx, ele é um “homem preparado e da absoluta confiança” do presidente eleito Jair Bolsonaro.


    Anúncio


    O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou ontem (21), o nome do advogado André Luiz de Almeida Mendonça para a Advocacia-Geral da União (AGU). Na conta do Twitter, Bolsonaro se referiu ao novo ministro como “Mendonção” e o descreveu como sendo “advogado com ampla vivência e experiência no setor”.


    Nomeação


    Bolsonaro (PSL) anunciou na manhã de quarta-feira (21), André Luiz de Almeida Mendonça como futuro advogado-geral da União em seu governo. Ele é o 11º nome confirmado na composição da futura gestão. Segundo informações da revista Veja, Mendonça é funcionário de carreira do órgão que irá comandar a partir de 2019 e, atualmente, ocupava o posto de assessor especial do ministro Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União - que também será mantido no governo.


    Culto ecumênico


    Jair Bolsonaro (PSL) planeja uma cerimônia mais curta e um ato ecumênico inédito na Catedral de Brasília para celebrar a posse no dia 1º de janeiro de 2019. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, assessores de Bolsonaro afirmam que o esquema de segurança e o tempo de duração do evento devem ser as principais preocupações da equipe.


    Escolha de Moro


    O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, escolheu o general Carlos Alberto dos Santos Cruz para comandar a Secretaria Nacional de Segurança Pública, pasta responsável por definir políticas de segurança e combate à violência no país, junto aos governos estaduais. O futuro comandante da Segurança Pública atuou no comando das missões de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti (2007 a 2009) e na República Democrática do Congo (2013 a 2015). Depois, foi chefe da Secretaria de Segurança Pública entre abril de 2017 e junho deste ano. Ao deixar o cargo, foi chamado para ser consultor da ONU.


    Aprovação no Senado


    O Senado aprovou na última terça-feira (20), o texto-base do projeto que permite a aplicação de uma multa maior para quem desiste da compra de um imóvel na planta, o chamado “distrato”. Em julho, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado rejeitou a proposta. O texto foi enviado ao plenário e recebeu emendas (sugestões de alteração) ao projeto. O texto-base aprovado pelos senadores na terça, 21, tem o mesmo conteúdo da versão aprovada pela Câmara em junho deste ano.


    Cogitação


    Após eleger três coordenadores para cargos no Legislativo - Fernando Holiday como vereador de São Paulo, em 2016, e Kim Kataguiri e Arthur do Val, como deputados federal e estadual nas eleições deste ano - e conseguir apoiadores na Câmara e no Senado, o Movimento Brasil Livre (MBL) considera a possibilidade de ter um partido próprio. De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, a cúpula do movimento se reuniu após o primeiro turno das eleições para discutir a ideia. Segundo Holiday, “as pessoas gostam de identificar seus ideais com um número”.


    Cotação


    O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, está sendo cotado para assumir o comando do Banco do Brasil (BB), a partir do ano que vem. De acordo com integrantes da equipe de transição, Monteiro se mostrou disposto a assumir o comando do banco, apesar de se queixar de exaustão pelo trabalho intenso que vem desenvolvendo à frente da estatal do petróleo. Segundo a Agência Brasil, Monteiro é considerado um bom nome. Antes de assumir o comando da Petrobras, ele ocupava a Diretoria Financeira da estatal e também exerceu funções no Banco do Brasil. A equipe de transição avalia se a opção tem respaldo político.



  • 21/11/2018


    22.11.2018 20h43m
    Recomendar

    Sobe - Solidariedade do povo feirense que socorreu jovem abandonado que vivia em condição sub-humana.


    Desce - A Prefeitura de Feira que não toma providências com a invasão de logradouros públicos. O que murou uma rua próximo a Lagoa Grande já cercou outra.


    Sessão Solene


    Hoje, às 19h30, na Câmara Municipal de Feira de Santana, no Plenário da Casa, acontecerá a outorga do Título de Cidadão Feirense ao Senhor Antônio Ricardo Alvarez Alban, e da Comenda Maria Quitéria ao Senhor João Baptista Ferreira, conforme Decretos Legislativos de nºs 49/2018 e 70/2005, de autoria da vereadora Gerusa Sampaio e do ex-vereador Antônio Carlos Daltro Coelho.


    Comemoração


    No uso da tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária de ontem (20), o vereador Isaías de Diogo (PSC) destacou a passagem do Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro.


    Novas críticas


    Zé Filé (PROS) voltou a criticar as cooperativas que não pagam o décimo terceiro salário e férias aos cooperados. Na oportunidade, o vereador cobrou um posicionamento do líder do Governo, vereador Lulinha (DEM) em relação aos trabalhadores.


    Repúdio


    Edvaldo Lima (PP) criticou o posicionamento de alguns professores da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) que, segundo ele, disseminaram discurso de ódio contra o coordenador do colóquio de física com o tema ‘Oriente Médio: conflito árabe-israelense’, Antônio Delson de Jesus, nas redes sociais.


    Pronunciamento


    João Bililiu (PPS) repercutiu o déficit de R$ 4,08 bilhões da Previdência Estadual, conforme estimativa da Superintendência de Previdência, unidade vinculada à Secretaria da Administração do Estado (Saeb).


    STF pressionado


    Sob ameaça de perder o auxílio-moradia, presidentes de associações de magistrados e procuradores começam a pressionar para que o Supremo Tribunal Federal inclua na ação os benefícios pagos também aos Poderes Executivo e Legislativo. Segundo informações da Coluna do Estadão, do jornal o Estado de S. Paulo, eles tentam evitar relacionar subsídio ao reajuste de 16,38% para o Judiciário, que deve ser sancionado pelo presidente Michel Temer na quarta feira. “A regulamentação tem que ser feita de maneira uniforme para os três Poderes”, sustenta o presidente da Associação Nacional dos Juízes Federais, Fernando Mendes.


    Nomeação publicada


    A nomeação do juiz federal Sérgio Moro como coordenador do Grupo Técnico de Justiça, Segurança e Combate à Corrupção do Gabinete de Transição Governamental foi publicada no Diário Oficial da União de ontem (20).


    Alba


    O nome do deputado estadual Targino Machado (DEM) ganhou força nos últimos dias e deve mesmo ser confirmado como novo líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia em substituição a Luciano Ribeiro (DEM). Um parlamentar, que não quis se identificar, disse ao site bahia.ba, ontem (20), que a decisão em torno do nome de Machado já está praticamente tomada.



  • 20/11/2018


    20.11.2018 10h23m
    Recomendar

    Sobe - PRF por conseguir reduzir todos os índices de violência no trânsito durante o feriadão.


    Desce - Condutores que ainda insistem em dirigir sob efeito de álcool.


    Crítica


    Ao discursar na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária de ontem (19), o vereador Zé Filé (PROS) lamentou as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores da zona rural do município e criticou o Governo Municipal por não prestar assistência devida aos distritos.


    Defesa


    Carlito do Peixe (DEM) relatou que durante o feriado esteve em visita a bairros e distritos, onde observou a boa atuação do Município, o que contraria o discurso do colega Zé Filé (PROS).


    Defesa I


    Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM) defendeu as ações do prefeito Colbert Martins fazendo coro ao discurso do colega Carlito do Peixe (DEM), que também teceu elogios à administração municipal.


    Reforma


    O vereador Gilmar Amorim (PSDC) tratou sobre a reforma da passarela Conceição Lobo, que interliga os bairros Cidade Nova e Campo Limpo. O vereador contou que esteve na obra e constatou algumas falhas que oferecem sérios riscos à segurança dos transeuntes.


    Contenção de gastos


    O governador do Estado, Rui Costa (PT), planeja cortar gastos para voltar para dentro da margem da Lei de Responsabilidade Fiscal. De acordo com o petista, empresas públicas e cargos serão extintos. Algumas áreas devem entrar na mira de Rui, como Prodeb e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). O governo deve se desfazer ainda de prédios públicos sem utilidade.


    Eleições 2018


    Um a cada seis candidatos da eleição de 2018 não teve movimentação de despesas durante a campanha, de acordo com um levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a pedido da Coluna do Estadão. De 3,8 mil aspirantes a cargos eletivos, 649 não registraram nem despesa nem receita. De acordo com especialistas, ausência de movimentação financeira é um dos indícios de candidatura laranja. No entanto, a fraude só é caracterizada se houver outros elementos, como inexistência de campanha. Os números levam em consideração os candidatos que apresentaram as contas até a última sexta (16), quando foi encerrado o prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral. Após a data-limite, 6,4 mil candidatos ainda não haviam declarado as informações.


    Publicação


    A exoneração do juiz federal Sérgio Moro foi publicada em Diário Oficial ontem (19). Ele deixa o cargo que exerce na 13ª Vara Federal de Curitiba para compor o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, como ministro da Justiça. O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, recebeu e assinou o ato de exoneração do juiz federal na última sexta-feira (16). Com saída, Moro deixa também a operação Lava Jato.


    Na torcida


    A chefe do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Ediene Lousado, disse, na manhã de ontem (19), “que torce para que o próximo ministro da Justiça, o juiz federal Sérgio Moro, faça um bom trabalho”.



  • 17/11/2018


    19.11.2018 10h12m
    Recomendar

    Sobe - Caixa Econômica Federal por lançar projeto que facilita regularização de endividados com o banco.


    Desce - Brasil por ter concentrado 40% dos feminicídios da América Latina em 2017.


    No Congresso


    A chamada “bancada da bala”, grupo de parlamentares que defendem endurecimento do Código Penal e das políticas de segurança pública, deve passar de 36 para pelo menos 102 parlamentares na próxima legislatura. Integrarão o grupo os deputados baianos Arthur Maia (DEM) e Dayane Pimentel (PSL), informa um levantamento realizado pelo Congresso em Foco, com base em pautas defendidas pelos novos parlamentares e declarações das atuais lideranças do grupo. Segundo a publicação, grande parte do bloco será composta por parlamentares da sigla capitaneada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. A legenda, até então nanica, terá, a partir de 2019, a segunda maior composição do Congresso, com 52 deputados e 4 senadores.


    Reunião


    O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) se reuniu com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para tentar convencê-lo a trazer o PSDB para o bloco de oposição ao governo no Senado. Segundo a coluna Painel, do Jornal Folha de S.Paulo, uma das possibilidade seria lançar Tasso Jereissati (PSDB-CE) na disputa pela presidência do Senado em fevereiro, caso Renan Calheiros (MDB-AL) também se candidate.


    Neto não gosta


    ACM Neto, prefeito de Salvador e presidente do DEM, deu sinais de que não gostou de saber que Onyx Lorenzoni (DEM-RS) já está conversando com o presidente do PRB, Marcos Pereira, antes se reunir com o futuro ministro da Casa Civil. A informação é da Coluna do Estadão, do jornal o Estado de S.Paulo. Os correligionários têm agenda na próxima quarta (21). Ontem (16), a coluna Painel, da Folha, relatou que Neto assegurou a aliados não haver chance do partido declarar apoio oficial ao novo governo. Segundo a publicação, o chefe do Palácio Thomé de Souza manterá o discurso de que os futuros ministros filiados à sigla foram escolhas pessoais do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).


    Ex-prefeito vira réu


    O ex-prefeito de Ilhéus e secretário-geral do PP na Bahia, Jabes Ribeiro, virou réu na Justiça Federal em uma ação de improbidade administrativa, recebida pela juíza Daniele Bossonario, da 1ª Vara de Ilhéus. Segundo a coluna Satélite, do jornal Correio, Ribeiro é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de cometer irregularidades em um convênio firmado com a construtora que ficou responsável pelo Centro de Artes e Esportes Unificados do município.


    Segundo Vilas-Boas


    Secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas disse, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, que o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) cumpre uma promessa com a saída dos cubanos do Mais Médicos. Ainda de acordo com o secretário, o Mais Médicos é um programa bem-sucedido e, com a ausência dos médicos estrangeiros, parte da população vai ficar sem assistência.


    Criação da esquerda


    Escolhido pelo presidente eleito Jair Bolsonaro como novo Ministro de Relações Exteriores, o diplomata Ernesto Araújo acredita que a “causa ambiental” foi criada por conservadores, mas capturada pela esquerda, que a “perverteu” e transformou na “ideologia da mudança climática”. Em seu blog, batizado de Metapolítica 17, ele costuma se manifestar sobre o PT, imigração, feminismo e fake news.


    Mourão no Twitter


    Vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão (PRTB), usou o Twitter para falar sobre a saída dos cubanos do programa Mais Médicos, na última quinta-feira (15). Na publicação, ele diz que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), “libertou 8 mil cubanos da escravidão”.


    Crítica


    O presidente estadual do PSD, o senador Otto Alencar, voltou a criticar o posicionamento do PP, de João Leão, que lançou a candidatura do deputado Nelson Leal à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia e já angariou os apoios do PDT, PCdoB, e do deputado eleito Júnior Muniz (PHS). Para o senador, a articulação do PP é “antiética”.



  • 16/11/2018


    16.11.2018 13h37m
    Recomendar

    Sobe - Gincana Solidária da Escola Adenil Falcão por doar uma tonelada de alimentos e roupas às pessoas em situação de rua.


    Desce - A não garantia do pluralismo de ideias dentro da Universidade Estadual de Feira de Santana.


    Lula é repreendido


    Em interrogatório realizado na quarta-feira (14), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) acusou o juiz Sérgio Moro de ser amigo do doleiro Alberto Youssef. Após a afirmação, a juíza Gabriela Hardt, substituta de Moro, na Lava Jato de Curitiba, repreendeu o petista. “Doutor, por favor. Ele não vai fazer acusações sobre meu colega aqui”, disse ela.


    Alba


    O PDT decidiu apoiar o deputado estadual Nelson Leal (PP) na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa (AL-BA). A primeira legenda a declarar apoio ao pepista foi o PCdoB, o que foi mal recebido pelo PT. informação é da coluna Satélite, do Correio.


    Alba I


    O Partido Democrático Trabalhista conta com três parlamentares na bancada, Euclides Fernandes, Samuel Júnior e Roberto Carlos. Samuel Júnior também pretendia entrar na disputa, mas desistiu.


    Alba II


    A direção estadual do partido também participou da reunião com o parlamentar. Rosemberg Pinto (PT) e Adolfo Menezes (PSD) também estão na corrida pela sucessão do comando da Casa, atualmente a cargo de Angelo Coronel (PSD), eleito senador.


    PCdoB


    O presidente estadual do PCdoB, deputado federal Davidson Magalhães, respondeu à crítica feita pelo PT após ter anunciado apoio ao candidato à presidência da Assembleia Legislativa, Nelson Leal. O dirigente petista Everaldo Anunciação sugeriu, em conversa com o bahia.ba que a sigla aliada tivesse esperado o retorno do governador reeleito Rui Costa (PT), que está em viagem.


    Rebateu


    Davidson disse ao mesmo site, que respeita a posição do presidente do PT na Bahia, mas pontuou que a legenda do governador não esperou que o gestor retornasse para lançar candidato próprio, o deputado Rosemberg Pinto.


    Habeas corpus


    A sexta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu, por unanimidade, o habeas corpus ao ex-prefeito da cidade de Santo Amaro, Ricardo Machado, nesta terça-feira (13). A decisão afirma que não havia indicação de fundamentos concretos para justificar a custódia cautelar.


    De novo


    A reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que apreciaria o parecer da vereadora Lorena Brandão (PSC) para o projeto que regulamenta transporte por aplicativo, como o Uber, foi adiada mais uma vez. A reunião deverá acontecer na segunda (19) ou terça (20), da próxima semana, a combinar com os vereadores. O motivo do adiamento foi um comum acordo entre os edis.


    Insistência


    Em busca de apoio para se reeleger, o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), tem incomodado aliados do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Fontes próximas ao capitão reformado reclamaram à Revista Época da insistência do democrata.


    Insistência I


    Maia quer o apoio de Bolsonaro para tentar se reeleger presidente da Casa em 2019. Bolsonaro, por sua vez, diz que não vai interferir na disputa. De acordo com a reportagem, na manhã de quarta-feira (14), o presidente da Câmara se encontrou com Bolsonaro, mas a conversa não foi reservada.



  • 15/11/2018


    16.11.2018 13h29m
    Recomendar

    Sobe - Secretaria de Saúde, por descentralizar a campanha Novembro azul, levando informações aos diversos ambientes de predominância masculina.


    Desce - Presidente eleito Bolsonaro, por tratar coisa séria como a escolha de um ministro, com desdém, ao responder sobre se novo ministro seria homem ou mulher, ele respondeu que poderia ser até gay.


    Sobrevivência


    Partidos de centro como PSDB, PSB, PV, PSD e setores do MDB e do DEM estudam a possibilidade de formar uma federação de agremiações que passariam a atuar em conjunto, no Congresso e nas eleições. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, lideranças do PSB, do PSDB e do DEM já conversaram. A federação teria o objetivo de vincular as legendas nas votações, com a vantagem de manter a estrutura e o fundo partidário de cada uma. De acordo com a proposta, todos os partidos seriam obrigados a lançar, juntos, um mesmo candidato nas eleições municipais. Segundo a colunista, pelos cálculos de uma das principais lideranças que participam dos diálogos, uma federação de centro somada a outra, de esquerda, poderia chegar a 300 parlamentares na Câmara e representaria a “sobrevivência da política”, no governo de Jair Bolsonaro (PSL).


    Críticas


    O ex-superintendente da Defesa Civil de Salvador (Codesal) Gustavo Ferraz tem intensificado, pelas redes sociais, as críticas à gestão da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT). Recentemente, em seu Instagram, Ferraz afirmou que a Prefeitura de Lauro contratou uma empresa por R$ 3,2 milhões para “ensinar as secretarias da Fazenda e da Administração a economizarem”.


    Reunião


    O presidente do DEM, ACM Neto, se reunirá na próxima quarta-feira (21), com futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), para acertar como será a relação do partido com o novo governo. O encontro será em Brasília. Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo de ontem (14), o partido do prefeito de Salvador vai condicionar a adesão ao governo de Jair Bolsonaro (PSL) ao apoio do Palácio do Planalto à recondução de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara. De acordo com a publicação, outra possibilidade é pedir que o PSL ao menos tenha neutralidade nessa disputa.


    Reivindicação


    No uso da tribuna da Casa da Cidadania, ontem (14), o vereador João Bililiu (PPS) reivindicou à diretoria do Fluminense de Feira Futebol Clube, popularmente conhecido como o “Touro do Sertão”, mais investimentos e organização para que o time tenha condições adequadas de disputar os campeonatos.


    Decreto


    O Presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), determinou, através da Portaria nº 756/2018, que não haverá expediente no Legislativo, no dia 16 de novembro de 2018 (sexta-feira), e será cumprido por compensação, mediante acréscimo de 01 (uma) hora, na jornada normal de trabalho, no período de 6, 7, 8, 9 e 12 de novembro de 2018.


    Reunião


    A Comissão Especial para tratar do PDDU, LOUS, Código de Meio Ambiente e Código de Obras, realizou reunião na manhã de ontem (14), na Câmara Municipal de Feira de Santana, com o objetivo de receber emendas, dar prosseguimento aos processos e iniciar a conclusão do relatório.


    Lamentou


    O vereador Zé Curuca (DEM) lamentou o falecimento do pequeno Yan Lucas Almeida Nascimento, de apenas três anos. Yan tinha problemas cardíacos e aguardava a realização de uma cirurgia de urgência.


    Repúdio


    O edil Marcos Lima (PRP) repudiou a atitude agressiva por parte de fiscais da Secretaria Municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico contra ambulantes durante operação no centro comercial de Feira de Santana.



  • 14/11/2018


    16.11.2018 13h24m
    Recomendar

    Sobe - Estádio Joia da Princesa por ser cartão postal de Feira de Santana há 52 anos.


    Desce - Homens que não cuidam da saúde e fazem com que número de câncer de próstata aumente em Feira de Santana.


    Blitz de IPVA


    No uso da tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária de ontem (13), o vereador João Bililiu (PPS) criticou as blitzen do IPVA realizadas na última segunda-feira (12), em diversos pontos da cidade.


    Repercussão


    O vereador Gilmar Amorim (PSDC) repercutiu o assassinato das feirenses Francirleide Assis Barbosa e sua filha Bruna Carla Assis, de apenas 5 anos, no município de Silvianópolis, interior de Minas Gerais. O crime foi cometido pelo produtor rural Luiz Carlos Martins, marido de Francirleide e padrasto da criança.


    Crítica


    Luiz Augusto de Jesus (DEM), o Lulinha, voltou a criticar o fechamento de escolas do ensino fundamental da rede estadual em Feira de Santana e afirmou que a medida é uma retaliação do governador reeleito Rui Costa em resposta a votação que obteve no município no último pleito.


    Sobre reunião


    Cadmiel Pereira (PSC) informou que esteve em reunião com o prefeito Colbert Martins Filho e expôs suas ideias sobre engenharia de tráfego e mobilidade urbana. Segundo ele, alguns locais de Feira de Santana podem ser interligados e melhores assistidos pelo transporte público urbano.


    Comemoração


    Zé Curuca (DEM) comemorou a transferência hospitalar do paciente Yan Lucas Almeida Nascimento, de três anos, que tem problemas cardíacos e precisa realizar uma cirurgia de urgência. O vereador explicou que o procedimento não pode ser feito no Hospital Estadual da Criança (HEC), por isso vereadores, familiares e profissionais da imprensa local se mobilizaram para conseguir uma vaga no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).


    Sobre ENEM


    Edvaldo Lima (PP) voltou a criticar a questão aplicada na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2018) sobre o “dialeto secreto” de gays e travestis. O edil cobrou mais respeito às famílias e aos princípios bíblicos.


    Reajuste do STF


    O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, disse na última segunda-feira (12), que o atual presidente, Michel Temer, “terá de vetar” o reajuste de 16,38% aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovado pelo Congresso. Se Temer sancionar o reajuste, o salário dos ministros do STF passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil, o que causará o chamado “efeito cascata” nas contas públicas, porque o valor representa o teto do funcionalismo público. Segundo cálculos de consultorias da Câmara e do Senado, o reajuste poderá causar um impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas.


    Inconsistências


    Um relatório técnico da Assessoria de Exame de Contas Eleitorais e Partidárias do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontou “inconsistências” na prestação de contas da campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O parecer foi entregue ao ministro Luís Roberto Barroso na última segunda-feira (12). No relatório, os técnicos do TSE pediram a Barroso que notifique a campanha de Bolsonaro a apresentar, em até três dias, as notas, os contratos e o detalhamento de contas. Ao todo, foram apontadas 23 “inconsistências” que envolvem impropriedades (erros formais ou dados inexatos) ou suspeitas de irregularidades na prestação, além da falta de documentos.



  • 13/11/2018


    16.11.2018 13h13m
    Recomendar

    Sobe - Igreja Assembleia de Deus por ampliar o cinturão verde do Parque da Cidade com o plantio de mais de 130 árvores dentro do projeto ADEFS+Verde.


    Desce - Cartórios que não cumprem a lei de desburocratização em vigor desde o mês passado no Brasil.


    Aniversário


    A Igreja do Evangelho Quadrangular completou ontem, 48 anos, de fundação em Feira de Santana. Na Câmara, a IEQ é representada pelo vereador Tom, recém-eleito deputado estadual. Para comemorar a data, a Casa Legislativa realizou na noite de ontem, uma sessão solene em homenagem à igreja. Durante o evento as contribuições da denominação evangélica na defesa da fé, na promoção da paz, do amor e da esperança foram exaltadas. Tom, é inclusive autor de um projeto de lei que inclui no calendário oficial de eventos no município o “Aniversário da Igreja do Evangelho Quadrangular”, com homenagens e eventos de divulgação.


    Analisa convite


    O governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), analisa a possibilidade de convidar o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) para ser secretário estadual da Fazenda. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, Doria considera o emedebista o “secretário dos sonhos”, mas ainda não fez um convite formal. Contudo, Meirelles está conversando com diversas instituições do mercado financeiro para voltar à iniciativa privada após terminar o primeiro turno da eleição presidencial.


    Sinais de tristeza


    Preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba, há sete meses, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) começa a dar os primeiros sinais de tristeza, de acordo com a coluna Radar, da revista Veja. Contudo, segundo a publicação, os advogados do petista se mostram aliviados com saída do juiz Sérgio Moro da Operação Lava Jato, em virtude da ida dele para o comando do Ministério da Justiça e da Segurança Pública. A coluna diz ainda que a defesa avalia que Gabriela Hardt, substituta de Moro, é dura, mas mais afável que o antecessor.


    Reunião marcada


    O presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Leo Prates (DEM), marcou a primeira reunião de transição com o presidente eleito da Casa, Geraldo Júnior (SD), para amanhã (14). Eles irão se reunir às 15h30, no Paço Municipal, com a Comissão de Concursados da Casa. Ao site bahia.ba, Prates já havia dito que marcaria a reunião para essa semana.


    Processo mantido


    O Tribunal de Justiça da Bahia ignorou a decisão do plenário da Assembleia Legislativa da Bahia e manteve a ação penal contra a deputada estadual licenciada Luiz Maia (PT), que hoje é secretária estadual de Desenvolvimento Econômico. A petista é ré em processo criminal por supostamente caluniar o conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, Paolo Marconi. Em maio do ano passado, a AL-BA aprovou requerimento que negou o pedido de licença para prosseguimento da queixa-crime contra a deputada.


    Crítica


    No uso da tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária de ontem (12), o edil Isaías de Diogo (PSC), dirigindo-se aos membros da APLB/Feira presentes nas galerias da Casa, criticou o descaso do sindicado para com a educação no município de Feira de Santana. Segundo o vereador, os profissionais estão preocupados apenas em cobrar reajuste salarial, quando, neste momento, deveriam se posicionar contra o fechamento de 16 escolas estaduais em Feira de Santana.


    Destaque


    Roberto Tourinho (PV) destacou as duas Audiências Públicas realizadas na última semana no plenário da Casa, atendendo solicitações da Comissão de Obras, Urbanismo, Infraestrutura Municipal, Agricultura e Meio Ambiente, presidida pelo mesmo.


    Repercussão


    Luiz Augusto de Jesus (DEM), o Lulinha, repercutiu a decisão do Ministério Público que instaurou inquérito, na última quarta-feira (7), para apurar o possível fechamento de escolas do ensino fundamental da rede estadual em Feira de Santana, em decorrência do processo de municipalização das escolas proposto pelo Governo do Estado ao Município.



  • 10/11/2018


    12.11.2018 11h33m
    Recomendar

    Sobe - Neojiba, por transformar ex-aluno em maestro da respectiva Orquestra, em Feira de Santana.


    Desce - Deputados presos pela PF na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro fruto das Investigações da força-tarefa da Lava Jato.


    Apoio


    Três governadores do PSDB anunciaram na última quinta-feira (8), apoio ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Com isso, João Doria, de São Paulo, Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, e Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso do Sul, passam a ser aliados do novo presidente.


    Em entrevista


    Candidato derrotado do PDT na disputa à Presidência da República, Ciro Gomes afirmou que deseja um bom governo ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Em entrevista ao jornalista Roberto D’Ávilla, na GloboNews, que foi exibida ontem (9), o pedetista volta a fazer críticas ao PT. As informações foram antecipadas pelo colunista Ancelmo Góes, do jornal O Globo.


    Em entrevista I


    Derrotado nas urnas, o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) defendeu, em entrevista à revista Veja, que seu partido estabeleça uma “posição muito clara” de apoio ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) sob pena de perder identidade. Ainda durante a entrevista, Imbassahy ressaltou que os tucanos deveriam ter ficado ao lado de Bolsonaro no segundo turno das eleições e se mostrou contra o fato de membros do PSDB sinalizarem apoio ao PT.


    Presos pela PF


    O vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), os executivos da JBS Joesley Batista, Ricardo Saud e Demilton de Castro foram presos ontem (9), em uma operação que investiga um suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura durante o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o portal G1, o deputado estadual João Magalhães (MG) e o deputado federal eleito Neri Geller (PP-MT), que foi ministro da Agricultura de março a abril de 2014, durante o mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), também foram presos. A PF faz buscas no gabinete do vice-governador, também ex-ministro da Agricultura de Dilma (março de 2013 a março de 2014).


    Defesa


    O diretório nacional do PSOL vai se reunir no fim de semana para discutir a atuação no governo Bolsonaro, informa a jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Segundo o deputado Chico Alencar, do Rio, a ideia é que o partido seja uma força mediadora das oposições “para parar com essa história de excluir o PT”. O ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), por sua vez, tenta articular a oposição deixando os petistas de lado. Ele deve ser candidato a presidente novamente em 2022.


    Futuro de Maia


    O presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, vai se reunir, segundo a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, no dia 20 deste mês com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para tratar sobre a permanência de Rodrigo Maia na presidência da Câmara dos Deputados. Ainda segundo a publicação, Neto disse a aliados que conversou com Bolsonaro por telefone. Há um temor na cúpula do DEM de que Bolsonaro entenda que o partido já está contemplado com as pastas e, por isso, decida não ajudar a reeleger Maia.


    Segundo Temer


    Em uma reunião com magistrados, em um jantar, na noite da última quarta-feira (7), no Palácio do Jaburu, o presidente Michel Temer (MDB) tentou tranquilizá-los diante do cenário de curiosidades. Segundo a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Temer afirmou: Bolsonaro é o mais atinado e calmo de toda a equipe do futuro governo.


    Pedido


    Representantes de juízes e procuradores pedirão audiência ao ministro Luiz Fux, relator das ações que estão no Supremo, para tentar convencê-lo de que o auxílio-moradia não pode ser extinto, informa a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. Decisões de Fux estenderam o benefício a magistrados de todo o país há quatro anos.



  • 09/11/2018


    09.11.2018 09h25m
    Recomendar

    Sobe - Secretaria da Educação do Estado por implantar classes hospitalares para atender estudantes internados nos hospitais de Feira.


    Desce - Empresas feirenses que apresentam indícios de sonegação no Imposto de Renda.


    Segundo colunista


    O candidato derrotado à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última quarta-feira (7). Segundo a colunista do jornal Folha de S. Paulo Mônica Bergamo, Lula disse que não esperava que o também ex-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT) ficasse neutro no segundo turno da eleição presidencial. Contudo, o petista ainda fez um elogio ao pedetista: “Ciro é um ser humano que vale a pena”. Segundo Haddad, o ex-presidente também falou da ida de Sérgio Moro, juiz da Lava Jato que o condenou, para o governo Jair Bolsonaro, onde ocupará o cargo de ministro da Justiça e da Segurança Pública. O petista disse que sempre acreditou que o juiz militaria fora da magistratura, pois o considerava um quadro político.


    Investigação


    A Operação Armistício foi deflagrada na manhã de ontem (8), pela Polícia Federal. Ela investiga um suposto pagamento de propina da construtora Odebrecht ao senador Romero Jucá (MDB-RR). Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o suposto pagamento da propina no valor total de R$ 4 milhões teria acontecido no ano de 2012, quando o Senado teria editado uma resolução que restringia a guerra fiscal nos portos brasileiros. A PF cumpre nove mandados de busca e apreensão, sendo sete na capital de São Paulo, um em Santos e outro em Campo Limpo Paulista contra doleiros e investigados por pagar vantagem indevida.

     

    Operação da PF


    A Polícia Federal deflagrou ontem (8), a Operação Furna da Onça para prender dez deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro envolvidos no esquema de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral (MDB), preso há quase dois anos. A ação também mira um secretário da gestão Luiz Fernando Pezão (MDB) e um deputado federal do MDB eleito neste ano. Sete deputados estaduais são alvo pela primeira vez das investigações. Os demais são os deputados afastados Jorge Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi, todos do MDB, presos há quase um ano na Operação Cadeia Velha. Segundo a PF, foram expedidos no total 22 mandados de prisão e 47 de busca e apreensão.


    Previdência


    A equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) está se mexendo para emplacar a reforma da Previdência ainda neste ano, antes da posse do novo governo. Segundo informações da coluna Painel, da Folha, o futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recrutou um grupo de deputados influentes da velha guarda da Câmara para articular a votação. Eles avaliam alternativas para conciliar o projeto enviado pelo governo Michel Temer (MDB) ao Congresso e as propostas em estudo na equipe de Bolsonaro.


    Reajuste salarial


    A equipe econômica do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) quer mudar a política de reajuste dos salários dos servidores públicos. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, além de adiar o reajuste dos servidores de 2019 para 2020, a estratégia é restringir aumentos nos anos seguintes do mandato, concedendo “nada além” do que a legislação obriga. Nos bastidores, o governo de transição tenta a aprovação da medida provisória (MP) que adia o reajuste, encaminhada pelo presidente Michel Temer no último mês de setembro.


    Pedido de verificação


    A coligação do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) pediu, por meio de petição à Justiça Eleitoral, a verificação das urnas eletrônicas na Bahia. A solicitação foi feita por Gustavo Bebbiano Rocha, advogado do Rio de Janeiro que se tornou articular político da campanha de Bolsonaro; pelo defensor baiano Tiago Leal Ayres, coordenador jurídico nacional da campanha; e pela advogada Karina de Paula Kufa, que também atua na defesa jurídica da campanha do presidente eleito. Conforme despacho do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), José Edivaldo Rocha Rotondano, do último dia 30, publicado no Diário de Justiça Eletrônico de ontem (8), a coordenadora de Eleições e Logística (Coelog) do TRE-BA providenciou junto às zonas eleitorais as informações, que foram gravadas em mídia digital e remetidas à Assessoria Especial da Presidência da Corte baiana.



  • 08/11/2018


    09.11.2018 09h23m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por passar a integrar o Mapa do Turismo Brasileiro.


    Desce - Prefeitos baianos que foram presos durante a operação Sombra e Escuridão realizada pelo Ministério Público Federal.


    Empréstimo


    O plenário do Senado Federal aprovou, na última terça (6), um empréstimo US$ 60,7 milhões junto à Corporação Andina de Fomento para a prefeitura de Salvador. A matéria segue agora para a promulgação. Segundo a administração soteropolitano, a verba será usada no financiamento parcial do Programa de Requalificação Urbanística da capital baiana. Relator do texto, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) disse que, apesar da “profunda crise”, a prefeitura de Salvador tem “uma gestão responsável”.


    Mulheres em ministério


    O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse terça-feira (6), que seu ministério terá, “com certeza”, a participação de mulheres. A afirmação vem após a ausência de mulheres entre os nomes anunciados até agora em sua equipe de transição. Bolsonaro disse ainda que, até o fim desta semana, deve anunciar o nome de pelo menos mais um ministro. De acordo com ele, os nomes para as pastas de Agricultura, Meio Ambiente, Relações Exteriores e Infraestrutura já estão “avançados”.


    Imbassahy defende


    O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) afirmou ontem (7), pertencer à ala tucana que defende apoio integral ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). As declarações encontram eco no discurso do governador eleito de São Paulo, João Doria - que decidiu marchar com o capitão da reserva desde o 2º turno da corrida ao Planalto - e destoa da posição de Geraldo Alckmin, favorável a uma postura de oposição.


    Diplomação


    O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) deve ser diplomado no próximo dia 11 de dezembro, de acordo com informação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na manhã de ontem (7), a presidência do TSE entrou em contato com o ministro extraordinário Onyx Lorenzoni para agendar a solenidade.


    Pedido


    No uso da tribuna, na sessão ordinária de ontem (8), na Casa da Cidadania, o edil Cadmiel Pereira (PSC) pediu que o Município reveja os valores cobrados para regularização de imóveis em Feira e sugere programa de regularização fundiária.


    Crítica


    Isaías de Diogo (PSC) repudiou a postura de alguns órgãos da imprensa feirense, que atribuíram a vitória do Partido dos Trabalhadores (PT) na região Nordeste nas eleições deste ano ao programa Bolsa Família.


    Convite


    A vereadora Gerusa Sampaio (DEM) convidou seus pares e a população feirense para o lançamento do livro “Memórias”, que homenageia Arnold Ferreira da Silva, escrito pelo historiador Carlos Mello e pelo atual secretário municipal de Planejamento Carlos Brito. O evento será realizado no Casarão Fróes da Motta, no próximo dia 9 de novembro, amanhã, em Feira de Santana.


    Comemoração


    Roberto Tourinho (PV) comemorou as modificações autorizadas pelo Governo Municipal na execução das obras de drenagem do BRT, na Avenida de Canal. O edil informou que as medidas foram determinadas pelo prefeito Colbert Martins Filho após audiência com os vereadores integrantes da Comissão de Obras, Urbanismo, Infraestrutura Municipal e Meio Ambiente, além do vereador Marcos Lima (PRP).



  • 07/11/2018


    07.11.2018 11h30m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana, por começar a operar dois voos semanais a partir do Aeroporto João Durval Carneiro.


    Desce - População e governo que não impediram que as notificações dos casos de dengue aumentassem em mais de 100% em Feira de Santana.


    Criticou


    No uso da tribuna, na sessão ordinária de ontem (6), na Casa da Cidadania, o vereador Roberto Tourinho (PV) convidou os colegas a visitarem as obras de drenagem realizadas na Avenida Tomé de Souza e Anel de Contorno e criticou as cooperativas que atuam em Feira de Santana.


    Rebateu


    O edil Marcos Lima (PRP) rebateu o pronunciamento do colega Roberto Tourinho (PV), que criticou a atuação das cooperativas em Feira de Santana. Marcos Lima afirmou que não se pode colocar as cooperativas como algo ruim que acontece apenas em Feira de Santana.


    Alvaro Dias no Senado


    Por unanimidade, a bancada do Podemos resolveu lançar o nome de Alvaro Dias para a presidência do Senado. De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o partido terá a partir do próximo ano seis senadores, contudo, outros colegas têm procurado Álvaro Dias para prometer votos. Dias tem falado que não fará oposição ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).


    Será deputado


    O ex-jogador e agora técnico de futebol Washington, “Coração Valente”, vai assumir o cargo de deputado federal no lugar de Onyx Lorenzoni, que precisará se licenciar para chefiar a equipe de transição do governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Washington (PDT-RS) era suplente na coligação do DEM, partido de Lorenzoni. Ele foi até a Câmara na manhã da última segunda-feira (5), para tratar de detalhes burocráticos da posse.

     

    Direção contrária


    O pacote anticorrupção apresentado pelo juiz Sérgio Moro como guia de sua futura gestão à frente do Ministério da Justiça defende o reforço da independência da Controladoria-Geral da União, apontando em direção contrária à indicada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), segundo informa a coluna Painel, da Folha. Segundo a publicação, ao convidar Moro para o ministério na semana passada, Bolsonaro sugeriu que ele poderia incorporar a CGU, principal órgão de controle interno do governo, ampliando seus poderes como ministro.


    Operações da PF


    A Polícia Federal deflagrou, na manhã de ontem (6), duas operações para combater organizações criminosas especializadas em fraudes a licitações e desvio de recursos públicos que atuam em municípios do sul da Bahia. Segundo a PF, os valores repassados pelas prefeituras às empresas investigadas entre 2015 e 2017 chegam a R$ 34 milhões. As operações batizadas de “Sombra e Escuridão” e “Elymas Magus” cumprem 13 mandados de prisão preventiva e 50 mandados de busca nas cidades de Aurelino Leal, Camamu, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ilhéus, Itabela, Itabuna, Ituberá, Santo Antônio de Jesus, Ubaitaba e Ubatã.


    Defendeu


    O general Augusto Heleno, cotado para o Ministério da Defesa do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), afirmou na última segunda (5), que o fato de muitos militares terem sido indicados para postos do Executivo é uma questão de coerência. Para Heleno, ninguém está pensando em intervenção militar, e sim em aproveitar gente “que o País não estava acostumado a aproveitar”, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.


    Aposentadoria


    O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) defendeu, segunda-feira (5), a aprovação da idade mínima para aposentadoria ainda em 2018, como primeiro passo da Reforma da Previdência. O chefe do Palácio do Planalto eleito propõe a fixação em 61 anos para os homens e 56 para as mulheres, com previsão de aumento da idade mínima em determinadas carreiras. A declaração foi dada em entrevista à TV Aparecida. Para Bolsonaro, não se pode generalizar a fixação da idade mínima em 65 anos, pois há atividades que são incompatíveis com a aposentadoria até mesmo aos 60, ao citar como exemplo a carreira policial. O projeto de Reforma da Previdência que está na comissão especial da Câmara dos Deputados prevê uma idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres. 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia