Classivendas
Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 05/04/2017


    06.04.2017 11h37m
    Recomendar

    Sobe - Secretaria de Saúde por realizar mutirão de vacinação em bairros onde foram econtrados macacos mortos com febre amarela


    Desce - Donos de sons apreendidos durante operação Feira quer silêncio cujos aparelhos estão sob o dominío da polícia 

     

    Em defesa das mulheres


    Os últimos casos de violência e assédio contra mulheres foi tema do discurso da vereadora Gerusa Sampaio, na sessão de ontem (5), na Câmara Municipal. Gerusa chamou a atenção para a importância da denúncia e disse que um grande número de mulheres ainda sofre calada, por medo de sofrer represálias ou perderem os seus empregos. "Isso tem acontecido também nas classes altas, não só nas baixas. As mulheres precisam se unir, buscar os seus direitos. Vai acontecer uma caminhada dia sete de abril no Largo Nordestino, onde as mulheres vão se unir e protestar contra tanta violência. Feira tem um centro de referência para a mulher que realiza um excelente trabalho e a mulher que tem a coragem de denunciar tem o nosso respeito", disse.


    Grato ao vereador


    O vereador Zé Curuca agradeceu ao governador Rui Costa, que esteve em Feira de Santana, na manhã de terça (04). Curuca parabenizou Rui pela entrega de uma viatura da Polícia Militar para o distrito de Humildes. "Pertenço ao grupo político do prefeito, mas isso não me impede de agradecer. Não podemos cobrar a resolução da violência só do governo do estado, vários problemas nós começamos a evitar de casa, com respeito e educação, certamente as pessoas não irão para o mau caminho", finalizou.

     

    Agradecimentos e cobranças

     

    Isaias de Diogo aproveitou o seu discurso para agradecer à Secretaria de Serviços Públicos e ao secretário Justiniano França, que disponibilizou dois veículos para fazer a reposição de diversas lâmpadas queimadas no bairro do Feira X, o vereador ainda afirmou que em tempos de chuva, as lâmpadas tendem a queimar com maior facilidade. Mudando de assunto, o edil pediu para o líder do governo Zé Carneiro avisar ao prefeito que evite inaugurações de obras nos horários em que as sessões na Câmara estiverem acontecendo. "Tenho certeza de que não é o prefeito que está fazendo isso, quem cuida da agenda dele é Paulo Aquino e a secretária Jayana. Isso é muito inconveniente, quero estar presente nas inaugurações e não vou me calar, peço que coloquem estas festividades em sintonia com o funcionamento desta Casa", cobrou. 

     

    Greve dos professores

     

    A greve dos professores municipais mais uma vez foi abordada pelo vereador Zé Filé. O edil fez um apelo para que seja marcada uma audiência com o prefeito sobre a paralisação. "As crianças precisam estudar, muitas estão fora da sala e estão sem se alimentar, pois faziam isso na escola. Visitei amigos em alguns distritos e a situação é crítica, o professor precisa ganhar bem, mas não podemos ficar calados, devemos ajudar, estamos no meio do ano e os alunos e professores vão ficar sem férias. Peço que o governo se sensibilize e que os professores entrem em um acordo", disse.

     

    Ruas sem CEP


    O vereador Roberto Tourinho confirmou a ida de alguns vereadores na tarde de hoje (06) para Salvador, onde participarão de uma reunião com a diretoria dos Correios, para tentar resolver o problema de inúmeras ruas em Feira de Santana que ainda não possuem CEP. "Estive em contato com o secretário de planejamento Carlos Brito que passou uma lista das ruas que já foram solicitadas aos Correios, mas eles ainda não resolveram e continuam prejudicando a população", disse. O edil ainda citou o bairro Três Riachos, que segundo ele, nenhuma rua tem CEP e as pessoas estão privadas de receberem correspondências e realizarem compras pela internet.


    Ainda sobre a APLB


    O líder do governo, Zé Carneiro afirmou que leu em um site, o comentário do vice-prefeito Colbert Martins sobre a vinda do governador Rui Costa à Feira de Santana, onde ele lamentou a APLB não ter ido protestar contra o governo do estado. Carneiro ainda afirmou que o governo municipal dá reajuste todos os anos e que Zé Filé em todos os seus pronunciamentos não faz um comentário sobre o "descaso" do governo do estado com os servidores. Em aparte, Zé Filé disse que defende os professores e o município, e que se a APLB está calada em relação ao estado, é porque deve estar ganhando bem e os professores estão satisfeitos.

     

    Mobilidade urbana


    Cadimiel Pereira falou sobre o trânsito na cidade. Segundo ele, quando grande parte dos moradores dos bairros com grande número de população se deslocam para o centro, que o fluxo de trânsito fica tenso, principalmente nas vias de acesso, destacando a Artêmia Pires e a Avenida João Durval. Cadimiel pediu que os estudos de mobilidade urbana sejam agilizados, pois a população está perdendo muito tempo no trânsito, pediu ainda novos projetos e grandes intervenções aos engenheiros e ao prefeito. O edil solicitou também pavimentação asfáltica da rua do México, no Tomba e de bairros próximos ao centro", finalizou. 



  • 04/04/2017


    04.04.2017 11h20m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por desenvolver ações preventivas em relação à febre amarela

     

    Desce - Pessoas, que apesar do risco iminente, ainda vacilam com o mosquito da dengue

     

    Isaias, Pablo e Ronny


    Em discurso na manhã de ontem (03), o vereador Isaías de Diogo (PSC) parabenizou o presidente da Casa da Cidadania Ronny Miranda, por ter conseguido junto ao prefeito José Ronaldo (DEM) a nomeação do ex-vereador Pablo Roberto (PHS) como secretário municipal de Prevenção à Violência, "uma pasta tão importante nesta cidade", disse. "Vossa excelência tem compromisso e mostrou ter comprometimento com aqueles que mancharam ao seu lado", completou.


    Fazendo contas


    O vereador José Carneiro Rocha, líder do governo, cuidadoso, contou o número de vereadores da base presentes à sessão e notou que três deles estavam ausentes e mais três, que já tinham anunciado que votariam contra o projeto de lei complementar 01/17 oriundo do Executivo. Com onze vereadores, apenas, dispostos a votar e menos o voto do presidente, que só vota em questão de desempate, ficou desesperado.

     

    Fechando as contas


    Apesar das súplicas, o líder Carneiro não conseguia demover os governistas que votariam contra o projeto. Olhou para os céus interrogando o que faria e, nesse momento, parece que chegou uma luz. Carneiro descobriu que do espaço ninguém queria saber de problema de Câmara. Ligou para o prefeito, de quem é líder, e minutos depois, os três votos foram revertidos e os ausentes chegaram a tempo de votar. Brinca com o poder!

     

    Cintia e Isaias


    Os vereadores Cintia Machado e Isaias de Diogo reclamaram, ontem, da Secretaria de Saúde do Estado, por ter afastado os médicos que prestavam serviços nos hospitais da Criança e Clériston Andrade porque fizeram paralisação por falta de pagamento. Os dois reclamaram, ainda acreditam que represália foi tomada ao descredenciar a clínica Bambinos, onde os médicos têm interesses, do Planserv.

     

    Médico mandou quebrar tudo

     

    A saúde também foi o tema do discurso do vereador Marcos Lima, que falou sobre os hospitais e maternidades em Feira de Santana. "Existem muitas dificuldades em atendimento, sabemos que a demanda que é grande, mulheres vêm de todo o estado para parir em Feira de Santana, infelizmente o Clériston tem deixado a desejar. Uma senhora me ligou esta noite, pedindo intervenção para que pudesse ter o bebê, ela não conseguiu vaga no Hospital da Mulher nem no Clériston e o curioso é que o médico mandou a mulher voltar ao Hospital da Mulher para quebrar tudo para ser atendida, essa não é a atitude correta de um médico, não vou falar o nome, mas fiquei triste com isso, o nosso município está passando por uma situação lamentável", concluiu.

     

    Falta tudo

     

    O vereador Zé Filé chamou a atenção do governo municipal para uma melhor assistência para os PSFs de Feira de Santana. Filé disse que visita regularmente alguns postos de saúde na cidade e que recentemente esteve no bairro Jussara, que "falta tudo". "Recebi informações da secretária de que ela manda todo o material de quinze em quinze para os PSFs, mas não foi isso que comprovei. Não tem material, falta tudo. As enfermeiras dizem que não falta nada, mas o povo chega em mim e diz que é mentira", afirmou. O vereador ainda mostrou diversas fotos do PSF do Feira X, onde várias cadeiras estão quebradas. "O povo não tem direito a nada, dinheiro é para ser gasto e não estamos vendo nada, pra onde está indo essa verba? Pois, dinheiro tem", concluiu.

     

    Governador, cumpra a promessa!



    O vereador Lulinha (DEM) lamentou a demissão de alguns médicos do Hospital Estadual da Criança em Feira de Santana e afirmou que o governador Rui Costa estará na cidade, no próximo dia 7 para anunciar a construção de uma Policlínica. O edil ainda falou sobre as dificuldades nos atendimentos nas UPAs e Policlínicas. "A demanda é grande e pessoas morrem sem chegar na regulação. Policlínica é importante, mas esses pacientes que chegarem lá, como vão conseguir regulação para o Clériston Andrade que já está superlotado? Não foi este o compromisso do governador com a cidade, ele disse que Feira merecia um hospital, foi um compromisso de campanha, prometeu para o primeiro semestre de mandato e agora anuncia uma policlínica, isso não vai resolver o problema de Feira de Santana, as pessoas estão pedindo socorro nos programas de rádio para conseguir uma vaga, estão morrendo e não conseguem a regulação. Policlínica não tem suporte para internamento, o ideal seria o hospital, compromisso tem que ser honrado, se garantiu o hospital, estamos no aguardo do anúncio", disse.

     

    Crime contra subtenente

     

    Tom falou sobre o crime contra uma subtenente da Polícia Militar, que foi assassinada em Feira de Santana na semana passada e disse que viu o episódio com muita tristeza. "O governo do estado precisa implantar uma segurança mais eficaz em Feira de Santana e na Bahia, a PM está de luto, estou muito triste. A gente vê o governo investindo violentamente em mídia e diminuído o dinheiro da segurança pública na Bahia, pra gente ter uma segurança boa, devemos ter mais educação", afirmou. O vereador Tom salientou ainda que colocaria um projeto de lei impedindo que secretários municipais fiquem mais do que dois mandatos à frente de uma pasta. "Quando ficam criam uma raiz e acham que são donos de tudo e de todos. Mas, vou continuar reclamando", finalizou.

     

    Nova rodoviária

     

    Edvaldo Lima disse que sempre buscou entendimento para melhorias na cidade e citou o transporte público como exemplo. Ele afirmou que luta pelo trânsito em Feira e que fez uma indicação para uma nova estação rodoviária. "A rodoviária de Feira não suporta mais os ônibus, principalmente os mais novos, que têm estruturas maiores. Deveriam retirar aquela estação dali, que não suporta mais e levar para outro lugar. Deveriam também colocar aquelas vans que rodam para diversas localidades na nova estação, elas atrapalham o trânsito pois ficam espalhadas em vários pontos na cidade. Esta é uma luta minha desde 2013", concluiu. 

     

    Semana do autismo


    Ainda sobre a semana do Autismo, o vereador Roberto parabenizou a realização da caminhada no último sábado. "Profissionais da área, população e autoridades do município compareceram para discutir a problemática do autista e fazer com que estas pessoas sejam cada vez mais integradas à sociedade. Sempre apoiei entidades sérias e sempre lutei por causas assim, é lá estávamos apoiando e lutando pela causa dos autistas. Está sendo feito um levantamento para que possamos identificar o número de autistas em Feira de Santana e para que assim possamos desenvolver políticas necessárias, quero deixar registrado o meu apoio à causa em Feira de Santana", concluiu.


    Greve dos professores


    Em discurso na tribuna, em sessão ordinária na Casa da Cidadania, na manhã desta segunda-feira (03), o vereador e líder do Governo na Casa, vereador José Carneiro Rocha (PSDB) destacou que na semana passada houve uma reunião com a comissão da APLB e Poder Executivo, na busca de encontrar uma solução para o fim da greve da categoria na cidade. "Tentamos de todas as formas encontrar uma solução para dar fim a essa situação que envolve a APLB e o Governo Municipal. Não foi por falta de diálogo. Mas, infelizmente a greve permaneceu e eu, particularmente, entendo que isso aconteceu em decorrência da incoerência de alguns infiltrados no movimento que vestem cores partidárias", pontuou. José Carneiro salientou ainda que é oriundo do movimento estudantil e que por isso já utilizou das mesmas ações. "Têm alguns xiitas infiltrados. Mas, a maioria dos professores são homens e mulheres que prestam bons serviços ao Município", completou. Na opinião de Carneiro, o que estão tentando é, de todas as formas, prejudicar o Governo Municipal.



  • 01/04/2017


    01.04.2017 10h22m
    Recomendar

    Sobe - Movimento sindicalista em Feira que se fortalece a cada dia


    Desce - Temer por maioria da população brasileira rejeitar seu governo


    Wagner detona governo


    Atual secretário de Desenvolvimento Econômico, o ex-governador Jaques Wagner fez críticas, na manhã da sexta-feira (31), ao projeto de terceirização irrestrita aprovado pela Câmara dos Deputados e prestes a ser sancionado pelo presidente Michel Temer. O projeto, originalmente de 1998, permite a terceirização irrestrita, incluindo a das atividades-fim. “Foi um projeto aprovado quase na calada da noite. Um projeto que foi votado há mais de 20 anos, que estava dormindo na gaveta, enquanto o Senado discutia. Isso foi um desrespeito com o Senado. Um projeto que não corresponde a realidade, é truculento com o trabalhador. Um terceirização ilimitada. No governo aqui nós terceirizamos, mas os serviços de vigilância e de limpeza. Mas aquele projeto mostra bem a cara desse governo, um governo que senta na cadeira sem voto, não tem consideração pelo povo, ai só faz projeto para lenhar com a classe trabalhadora”, disse.


    Avaliação negativa cresce


    A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou nesta sexta-feira (31), nova pesquisa com avaliação do governo do presidente Michel Temer. De acordo com o levantamento, 10% dos entrevistados avaliam o governo como ótimo ou bom, 31% como regular, 55% como ruim ou péssimo e 4% não sabem ou não responderam. Em dezembro de 2016, 13% consideravam ótimo ou bom, 35% regular, 46% ruim ou péssimo e 6% não sabiam ou não responderam. A pesquisa foi encomendada ao Ibope. Sobre a maneira do presidente Michel Temer governar, 73% responderam que desaprovam, 20% aprovam e 7% não sabem ou não responderam.


    Terão que devolver propina


    O Ministério Público Federal (MPF), no mesmo documento em que denuncia dez pessoas por supostos desvios da Petrobras - todas do PP ou com passagem pelo partido - pede que parlamentares da legenda devolvam valores. Segundo o documento, o deputado federal Roberto Britto pode ter de devolver mais de R$ 12 milhões. Ao deputado, foi pedido o ressarcimento de R$ 2.550.000,00 (propina paga), multa civil de R$ 7.650.000,00, e dano moral de R$ 2.550.000,00. Já para Mário Negromonte Jr, o MPF pediu a devolução de R$ 3.416.250,00. O parquet pede o ressarcimento de R$ 683.250,00 (propina paga), multa civil de R$ 2.049.750,00, e dano moral de R$ 683.250,00. Ao final, os dois teriam de devolver mais de R$ 16 milhões.


    Eike negocia delação


    O empresário Eike Batista já começou a negociar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro, apurou o jornal Valor Econômico. O ex-bilionário está preso preventivamente desde 30 de janeiro em Bangu 9, suspeito de pagar propina ao ex-governador Sérgio Cabral. O ex-diretor jurídico da EBX, Flávio Godinho, que era o braço direito de Eike, também iniciou tratativas para tentar uma colaboração.


    Cassação Dilma/Temer


    Na avaliação de Michel Temer (PMDB) e de seus interlocutores, o processo contra ele e Dilma Rousseff (PT) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve se estender após o fim do seu mandato, em 2018. Por essa razão, a aproximação do julgamento não está na pauta de preocupações do Palácio do Planalto. A informação é da Coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo.


    Novo ministro


    O presidente da República, Michel Temer, escolheu o advogado Admar Gonzaga para ocupar a vaga de ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Gonzaga vai substituir o ministro Henrique Neves, cujo mandato termina no dia 16 de abril. Gonzaga foi o mais votado na lista enviada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a Temer. O presidente assinou o decreto nomeando Gonzaga no início da noite. A nomeação será publicada no Diário Oficial da União de amanhã (31). Atualmente, Admar Gonzaga é ministro substituto do TSE. Ele deve participar do julgamento da chapa Dilma-Temer, que começa na próxima terça-feira (4) e tem duração imprevisível, conforme o presidente da corte, ministro Gilmar Mendes.


    Sente-se ameaçado


    O senador Aécio Neves, que pretende ser o candidato do PSDB à Presidência da República em 2018, pediu cautela aos tucanos em relação à euforia gerada em torno do nome de João Doria para o posto. “Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém”, diz o mineiro quando questionado sobre a possibilidade de ver o prefeito de São Paulo disputando o Palácio do Planalto em 2018. As informações são da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.



  • 30/03/2017


    30.03.2017 11h32m
    Recomendar

    Sobe - Colégio de Feira de Santana que ver no jornal impresso fonte de aprendizado e de incentivo à leitura

     

    Desce - Jovem de 16 anos que usou arma de brinquedo para amendrontar em velório

     

    Ruas esburacadas

     

    O vereador Cadimiel, em seu discurso na sessão de ontem (29), chamou a atenção da Embasa para a situação de algumas ruas no bairro Caseb. Segundo o edil, a empresa tem feito obras na região e deixado as ruas esburacadas. "Se você andar pelo Caseb vai ver que as ruas estão parecendo que passaram pela guerra do Iran, o prefeito passa consertando e a Embasa quebrando. Apresentei um requerimento para a secretaria de obras apontar as empresas terceirizadas pela Embasa que são responsáveis por isso, pois estão deixando as ruas totalmente desniveladas, a exemplo da rua Visconde de Mauá. Não sei se é a Conder ou a Embasa, mas precisamos que eles respeitem a população", disse.

     

    Segurança pública

     

    Zé Curuca afirmou que mais de duas mil pessoas estiveram presentes na reunião em Humildes na noite da terça (28), para discutir a segurança pública. "Quero agradecer à população que esteve presente, ao delegado regional João Uzum e ao colega Fabiano da Van, que tem lutado comigo para a implantação de uma base comunitária em Humildes, que sofre com tanta violência. Apenas quero lamentar o não comparecimento da Polícia Militar na reunião, solicitamos a presença de representantes, mas ninguém esteve presente, mas que apesar disso foi um sucesso. Não vou desistir e vou melhorar cada vez mais a segurança pública em Humildes", concluiu.

     

    Segurança pública I

     

    Em seu discurso, o vereador Roberto Tourinho parabenizou os colegas Zé Curuca e Fabiano da Van pela realização da reunião para discussão da segurança em Humildes. "Tenho profundas ligações e amizades no distrito, sempre fui bem votado lá, a reunião foi de grande importância, pois Humildes é maior que mais de cem municípios do estado e está passando por momentos difíceis, assaltos e todo tipo de violência, Humildes é rota de fuga para os marginais. A comunidade de forma organizada levou o delegado Dr. Uzum, outros agentes de polícia, delegados, para que juntos encontrem uma solução para este problema, parabéns à comunidade e aos vereadores que estão juntos por aquele povo", disse.

     

    Segurança pública II

     

    O líder do governo José Carneiro também elogiou os vereadores representantes de Humildes pela iniciativa, onde reuniram a comunidade para tratar da segurança. "Quero dizer a Lulinha e Tom, que junto comigo, foram os mais votados na Matinha, que devem fazer o mesmo nos distritos, pois a população clama por segurança. A matinha está vivendo a mesma situação, só esta semana um ônibus foi assaltado duas vezes, a população vive um drama, e queremos uma solução por parte da secretaria de segurança pública do Estado. Que esta união de Curuca e Fabiano sirva de exemplo para os outros colegas, independentemente se foram votados na comunidade ou não", afirmou.

     

    Casamento gay

     

    O vereador Edvaldo Lima repudiou a aprovação da proposta que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, de autoria da senadora Marta Suplicy, que passou pela CCJ na semana passada. "O que me chama a atenção é que a senadora avaliou que o projeto enfrentará problemas na Câmara, mas comemorou porque considerou um avanço civilizatório, que avanço é este? Não existe alguém que foi gerado de dois homens ou duas mulheres, é um desrespeito, uma afronta a Deus e não podemos descer a este ridículo desta senadora, uma imoralidade, não iremos baixar a cabeça, não somos obrigados a comungar com este desrespeito", disparou.

     

    Greve dos professores

     

    Carneiro também falou sobre o impasse entre APLB e o governo municipal. "O prédio do CEAF foi ocupado pelos professores que permaneceram lá por quase 24 horas. O governo fez o que tinha que fazer, aqueles que saíram do prédio por algum motivo não tiveram mais acesso, isso é decisão de governo. A Câmara instituiu uma comissão em que Nery e Eremita estiveram comigo no CEAF, onde nos reunirmos com a APLB e discutimos a situação, felizmente conseguimos através do diálogo que o prédio fosse desocupado, saímos juntos em direção ao portão, digo que acredito que foi importante a nossa participação junto a comissão da APLB para que o diálogo acontecesse. Quero lamentar um episódio que aconteceu na saída, quando descemos dissemos à subcomandante para abrir o portão que os professores iriam sair, mas ela não acreditou na nossa palavra e vemos que a Guarda Municipal está subordinada a Marlede. Conseguimos promover o diálogo e foi importante para o avanço das negociações com a APLB, vamos continuar discutindo os impasses para tentar acabar com a greve, só não podemos atribuir ao governo municipal a razão do não recomeço das aulas em 2017", finalizou.

     

    A favor das igrejas

     

    O vereador Tom parabenizou o colega Edvaldo Lima pelo seu discurso e parabenizou pela coragem de ter se manifestado contra um tema tão polêmico. "Temos que entender que quem dá a nossa eleição é Deus. O governo federal pode acabar com a unidade fiscal das igrejas, procurei estudar sobre esta proposta de um senador, onde quer que as igrejas do Brasil venham a pagar impostos. De onde ele tira uma ideia destas? Contra a igreja que trabalha 24 horas por dia para tirar os drogados das ruas, salvar famílias, e sem apoio nenhum dos governos. Não sou contra pessoas de nenhuma religião, amo e respeito agora não posso aceitar uma proposta indecente desta, que já está tramitando para frear o trabalho dos evangélicos entre em vigor. É uma manobra violenta, pois estão vendo o crescimento dos evangélicos em todos os sentidos, principalmente nas câmaras e querem barrar isso", reclamou.



  • 29/03/2017


    29.03.2017 09h41m
    Recomendar

    Sobe - A exposição Olhares sobre o autismo em Feira por ser pioneira na Bahia


    Desce - 54% dos devedores por não pagarem a dívida após cobrança


    Hipótese


    Se um dia, algum médico deputado alugasse uma clínica, em Feira, para utilizá-la como ponto de encontro para cooptação de eleitores, fazendo consultas grátis, em tese, ou recebendo por via travessa do SUS, era compreensível porque quase todos nessa situação agem assim. Agora, se atrasasse 5, 6, 7 meses, se eu fosse dono do imóvel, ia pedir ajuda aos deputados feirenses para intermediarem o recebimento da fatura. É uma crueldade, porque podia pagar até com vale combustível.


    Tom humanitário


    O vereador Ewerton Carneiro, Tom (PEN), prestigiou a exposição Olhares sobre o autismo', aberta na tarde da última segunda-feira (27), e que segue até o próximo domingo (02/04), no shopping Boulevard. Antes, pela manhã daquele mesmo dia, o vereador usou a tribuna da Casa da Cidadania e defendeu a causa. Ele pediu ajuda dos colegas para captar mais apoio para os pais e portadores do autismo. Segundo ele, os portadores do distúrbio precisam de um tratamento diferenciado.


    Greve dos professores


    Em seu discurso, o vereador Alberto Nery falou sobre a greve dos professores da rede municipal, que segundo ele "invadiram" a Secretaria da Fazenda para acampar. "Sou sindicalista e defendo que todos os seguimentos da cidade devem lutar sim! Convoco todos a lutarem, tá aí um governo que não foi eleito pelo povo e que quer tirar os direitos dos trabalhadores. Temos que voltar às ruas para cobrar os direitos dos trabalhadores, não podemos ficar esperando as coisas acontecerem. Achei uma falta de respeito o que fizeram com os professores ontem (27), mandaram cortar a luz, a água e deixaram o pessoal preso no prédio, falta diálogo no município", afirmou. Nery ainda disse que ligou para o prefeito e que será formada uma comissão na Câmara para intermediar a negociação e tentar resolver o impasse.


    Segurança


    O vereador afirmou que após o seu pronunciamento a respeito da segurança pública na sessão da segunda (27), recebeu uma ligação do delegado da Polícia Civil para uma reunião para discutir o assunto. "Fiz a solicitação de uma base comunitária para o distrito de Humildes e pedi mais segurança para o nosso povo. Aproveitei e convidei também o vereador Fabiano da Van para lutar junto conosco, a reunião foi muito proveitosa", disse. Em aparte, o vereador José Carneiro pediu à Zé Curuca para que informasse aos representantes de segurança pública da Bahia, que os problemas não são apenas em Humildes, e que em Feira em geral o clima de insegurança está imperando, ainda segundo ele, o estado tem fechado os olhos para Feira.


    Tarifa alta


    Zé Filé mais uma vez falou sobre o transporte público, o vereador fez uma comparação da tarifa praticada em Feira de Santana com as do DF, de Salvador, Manaus, Recife, Belém, Maceió, Natal, Teresina e João Pessoa. "Nestas cidades, as linhas alimentatórias do BRT são bem mais baratas que em Feira de Santana, aqui os empresários cobram 3,65 de quem não tem o cartão para bancar estas empresas, é incrível, dizem que estão quebrando, será mesmo? Não existe condições de uma empresa tomar prejuízo, ainda mais porque as pessoas pagam antecipadamente. O trabalhador está perdendo a moral neste país, precisamos ir para as ruas mesmo, desse jeito vamos perder os direitos totalmente. Ano que vem tem aumento novamente e quem vai pagar somos nós", concluiu.


    Venda de vagas no SUS


    O vereador Marcos Lima discursou sobre a UBS da Rua Nova, que fica em frente à Policlínica do bairro. O edil chamou a atenção da Guarda Municipal e afirmou que algumas pessoas estão dormindo em frente a unidade para marcar ponto e depois vender para outras pessoas. "Estão colocando cadeiras para marcar lugar, de manhã cedo fazem o agendamento e repassam a vaga. A secretária não tem ciência disso, mas a situação real é essa, quem tem que agir? A PM ou aguarda municipal, a secretaria não pode fazer nada, os moradores estão sendo prejudicados", concluiu.


    Fechamento de leitos


    O líder do governo José Carneiro discursou sobre a matéria publicada no jornal Folha do Estado na edição de ontem (28), sobre a desativação de 10 mil leitos pediátricos no SUS. "Nossas crianças estão aí sem esperanças de dias melhores, na Bahia existem apenas 495 leitos disponíveis para as crianças, é algo assustador, será que a falta de interesse pela pediatria é igual ao desinteresse pela construção de maternidades? A vontade de ganhar mais dinheiro prevalece, a situação é calamitosa, este assunto é de fundamental importância e não podemos nos calar diante deste absurdo, um descompromisso das nossas autoridades", disse.


    Mais esporte


    O vereador Tom disse que Feira necessita urgentemente de uma superintendência de esporte. Segundo o vereador, diversas cidades no interior da Bahia já possuem uma visão voltada para o assunto, possibilitando às crianças e jovens a prática de esportes, o que tem tirado muitos da violência. "Não vemos um trabalho deste em Feira de Santana, temos a necessidade de interagir com os jovens e livrá-los do crime. No momento que uma criança está praticando o esporte, ela está com a mente ocupada e não vai se envolver na criminalidade, peço aqui a colaboração de todos, não vamos deixar as drogas dominarem", pediu.


    Doação de órgãos


    Roberto Tourinho falou sobre a importância do hospital Clériston Andrade em Feira de Santana. "O HGCA passa por dificuldades inúmeras, mas é um dos maiores patrimônios de Feira, assim como a UEFS, que nos mais de 30 anos de funcionamento tem contribuído imensamente com a cidade", disse. O vereador comentou a manchete do jornal Folha do Estado de ontem (28). "Vários profissionais de saúde sempre tentaram otimizar em Feira a doação de órgãos, e com a impossibilidade, vários óbitos ocorreram no hospital em virtude da falta de doadores. Parabenizo o hospital pela parceria. Muitas pessoas que venham perder a vida, darão uma nova oportunidade para aqueles que estão precisando. Parabéns também ao jornal Folha do Estado pela grande matéria", concluiu. 



  • 28/03/2017


    29.03.2017 09h36m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por ser uma das cidades beneficiadas com o Cartão Reforma para reformar a casa de famílias carentes pelo Governo Federal.


    Desce - Centrais sindicais por quererem trocar apoio a reforma da previdência por obrigatoriedade de filiação sindical.


    Inspiração em Ronaldo


    O atual presidente da União das Prefeituras da Bahia, Eures Ribeiro, que é prefeito do município de Bom Jesus da Lapa, fez, ontem, uma forte deferência, em público, ao seu colega José Ronaldo, gestor da cidade de Feira de Santana. Eures confidenciou, ontem (27), durante um encontro de prefeitos com a direção nacional da Funasa, em Salvador, que ao assumir o comando da administração daquele município do oeste da Bahia, procurou Ronaldo para consultá-lo sobre as estratégias de sua gestão bem sucedida em Feira. Eures não revelou as orientações do prefeito feirense, mas o conteúdo deve ter sido muito bom. Afinal, afirma ele: "o Ronaldo foi tão bom professor que me reelegi com 80 por cento dos votos".


    Justificativa


    O presidente da Casa, Ronny Miranda usou a tribuna para explicar a sua ausência nas últimas três sessões, e disse que nunca foge das obrigações e não se "esconde atrás de cortinas". "Tenho oito anos como vereador e nunca precisei me esconder. Tive a oportunidade de receber a APLB na legislatura passada e foi da mesma forma, não precisou de polícia, a porta foi aberta a eles entraram e ficaram a noite toda com assistência da casa. Nunca fugi, mas há trezes dias estou com o meu cunhado internado, que fez uma cirurgia bariátrica e ao sair do hospital descobriu que estava com problemas nos rins e teve que ir para a UTI. Ainda estive na Câmara na quinta e na sexta para despachar, mas teve que ir para Salvador com o agravamento do caso e o meu cunhado terá que ficar cerca de 40 dias internado", explicou, ainda afirmando que tem um carinho enorme pelos professores.


    APLB parcial


    Na opinião do líder do Governo, José Carneiro Rocha (PSDB) a APLB não age com imparcialidade. "A APLB Feira utiliza dois pesos e duas medidas. Os senhores e senhoras acham que essa permanência da greve na rede municipal é uma atitude coerente por parte da APLB Feira? Eu não, eu não acho pelo seguinte: o Governo do Estado, há dois anos consecutivos, não dá 0,01% de aumento aos servidores públicos. No entanto, a APLB poupa o Governo, não se manifesta. Acabou a greve dos professores da rede estadual com 0,00% de aumento para a categoria!".


    Cadê o dinheiro?


    Já o vereador Zé Filé afirmou em seu discurso na sessão desta segunda (27), que deu entrada num requerimento no dia 13/02, para que o prefeito José Ronaldo informasse o valor que as empresas de ônibus repassaram para o governo da cidade, porém que nunca teve resposta. "É triste, vergonhoso. Aqui só se resolve assuntos do interesse do gestor, de resto não vai, só funciona se o gestor quiser. Infelizmente nós não vemos as leis aprovadas aqui sendo cumpridas. Fui eleito para defender o povo, investigar e fiscalizar o executivo, não entendo o que estou fazendo aqui então. Espero que o prefeito tenha feito bom uso destes três milhões", disse.


    Transparente


    Em resposta, o líder do governo José Carneiro disse que o requerimento de Zé Filé é insignificante e que não havia necessidade, afinal ele já sabia a resposta. "O vereador quer mídia. Quando quiser informações sobre algo relevante, faça o requerimento que nós aprovaremos e responderemos. Bastava ter olhado o Portal da Transparência, não estou chamando vossa excelência de preguiçoso, mas é o que está parecendo", disparou.


    Balela


    Zé Filé disse que o seu requerimento não é sem importância e que tem o direito de discordar de algumas coisas. "Estamos aqui para concordar e discordar no momento oportuno. Estes três milhões deveriam ser gastos na saúde, ninguém prova que a prefeitura recebeu, não dizem onde foi gasto e o povo sem saber. Esse negócio de portal da transparência é balela, não é possível acessar e ver quanto o município recebe na educação, na saúde, tenho acessado e não consigo, me mostrem se alguém conseguir ver quanto o município arrecada mensalmente", afirmou.


    Prejuízos


    O vereador José Carneiro ainda falou sobre a manifestação da APLB Feira de Santana. "A APLB Feira tem duas cores, usa dois pesos e duas medidas. Essa permanência da greve municipal é uma atitude correta? Claro que não! O governo do estado não deu reajuste para os servidores e a APLB poupa eles. Em Feira foi anunciado 7,46% de aumento, e mesmo assim o radicalismo chega ao ponto de manter uma greve municipal. Lamento que uma entidade tão respeitada em todo o estado esteja em Feira maculando sua imagem sendo serviçais de cores partidárias.


    A culpa


    Em seu discurso, o vereador Lulinha disse que ouviu em uma emissora de rádio, a presidente da APLB Feira, Marlede Oliveira tentando colocar o povo contra os vereadores, afirmando que os professores foram agredidos na Câmara. "A polícia só foi chamada quando a baderna começou. Com a PM aqui eles jogaram a cadeira, imagina se não estivesse? Marlede afirmou no rádio que os professores da rede municipal e estadual ganham bem e que as escolas particulares não pagam um terço do que elas recebem. De quem é a culpa? Do prefeito? Da secretaria Jayana? Vão jogar no prefeito a culpa se os alunos não estão aprendendo? Se alguém se sentir ofendido fale com Marlede", concluiu. 



  • 25/03/2017


    25.03.2017 11h33m
    Recomendar

    Sobe - Os avanços na negociação entre a Prefeitura e os mototaxistas em Feira de Santana


    Desce - Ministro do STF Gilmar Mendes que fala continuadamente de anulação das delações, o que beneficia os indiciados


    APLB


    A diretoria da APLB convocou os professores de Feira de Santana para juntamente com os de Salvador fazerem manifestação contra a reforma da Previdência e a lei da terceirização. Sabe aonde? Defronte ao Hiper Bompreço, na Av. ACM em Salvador. Por ficarem sem trabalhar e focados exclusivamente em dez dias de descanso, não tiveram tempo nem de ler jornais ou ver televisão para saber que quem vota nos dois projetos são deputados federais, lá em Brasília e não os pobres funcionários do supermercado. Marlede, Marlede!


    ACM governador


    Em entrevista à rádio Metrópole, na manhã da sexta-feira (24), o prefeito ACM Neto (DEM) voltou a comentar a possibilidade de se lançar nas eleições de 2018. Ao refutar a informação de que seria vice na chapa de João Dória (PSDB) à presidência da República, o demista não descartou disputar o governo do Estado. “Não sou de ficar fazendo planos. […] Imagine se desde janeiro de 2013 ficasse paranoico com as eleições de quatro anos depois. O momento era de trabalhar e deu certo. Não descarto a possibilidade de ser candidato a governador, mas não tenho nenhuma decisão tomada. Você acha que vou ouvir meu vice Bruno Reis? Ou João Roma que está pensando em entrar na política, no eleitoral? Vou ouvir o povo”, declarou.


    Alckmin presidente


    Único pré-candidato ao Palácio do Planalto da base governista que já está se movimentando abertamente para 2018, é o governador Geraldo Alckmin (PSDB) recebeu o reforço do PTB em seu “palanque”. Doze anos após ter o mandato cassado por sua participação no mensalão, do qual foi delator, o ex-deputado Roberto Jefferson (RJ), presidente nacional do PTB, e o secretário-geral da legenda, deputado Campos Machado (SP), disseram ao Estadão que a questão está fechada no partido. Questionado sobre a possibilidade do prefeito João Doria ser o candidato tucano, Campos Machado foi categórico. “Nós só temos um candidato (a presidente), que é o Geraldo Alckmin. Se não for ele, lançaremos um nome do PTB na disputa”, disse o deputado estadual.


    Relação continua


    Após deixar o ministério da Secretaria Geral de Governo aturdido por denúncias de suposto tráfico de influência, o baiano Geddel Vieira Lima voltou a reencontrar o presidente Michel Temer. Segundo a Veja, o encontro aconteceu na quinta-feira (23), e “quebrou o gelo” entre os dois. Desde que saiu do ministério, Geddel não tinha pisado em Brasília nem falado com Temer, pelo que se sabe.


    Presidência do PT não inteteressa


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou na quinta-feira (23), ao comando do PT que não se candidatará à presidência do partido. Lula tomou essa decisão após uma reunião com uma comissão de petistas. Prevalece, segundo correligionários, a opinião da assessoria jurídica do ex-presidente e diretores do Instituto Lula. O ex-presidente chegou a autorizar a articulação em torno de seu nome, mas recuou.


    Aumento de impostos


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou na quinta-feira (23), o que já havia sinalizado há alguns dias: o governo aumentará impostos para cumprir a meta fiscal deste ano. Segundo Meirelles, em entrevista ao SBT, parte do rombo de R$ 58,2 bilhões será coberta com elevação de impostos já existentes. “Uma parte dessa diferença será cumprida com mais cortes de gastos e uma parte será aumento de impostos”, disse ele. Entre os que serão alterados estão PIS/Cofins e a reoneração de algumas isenções fiscais que foram concedidas e que, de acordo com o ministro, não surtiram o efeito produtivo esperado.


    Veto da terceirização


    Uma nota técnica pedindo o veto integral da lei que flexibiliza a terceirização deverá ser enviada ainda na quinta (23), pelo Ministério Público do Trabalho para a Presidência da República. O procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, afirmou que o projeto aprovado pelo Congresso Nacional não irá cumprir o que propõe e vai gerar mais insegurança jurídica no mercado de trabalho. Fleury afirmou que, caso a lei seja aprovada, as relações empregatícias serão precarizadas e os contratos indeterminados serão substituídos por temporários. O MPT irá analisar se cabe uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin). “Foi tão mal feito que vai gerar uma insegurança maior”, afirmou Fleury. 



  • 24/03/2017


    24.03.2017 10h34m
    Recomendar

    Sobe - Ministério Público por instaurar inquérito para acompanhar de perto o descrendenciamento do SUS do Hospital Lopes Rodrigues


    Desce - Donos de terrenos em Feira que não fazem manutenção no local e estes acabam virando abrigo para marginais


    Pesquisa


    O jornal Folha do Estado e o site Bahia na Política contrataram uma pesquisa para Feira de Santana com o objetivo de coletar dados sobre prováveis candidatos a deputados, federal e estadual, a avaliação dos três primeiros meses do novo governo de José Ronaldo, avaliação dos governos, estadual e federal, diversos aspectos do interesse de Feira de Santana e pesquisa de audiência de programas de rádios, AM e FM e acessos a sites e blogs. A coleta de dados será realizada a partir da primeira semana de abril e o instituto contratado é o Sensus.


    Maçonaria em Feira


    O vereador Roberto Tourinho (PV) solicitou através de um requerimento, que foi aprovado na última quarta (22), que seja arquivada nos anais da Casa da Cidadania, a matéria do Jornal Folha do Estado intitulada "Como a Maçonaria chegou para Feira de Santana". A história foi contada nas páginas do jornal pelo maçom acadêmico, Moacir Costa Cerqueira, comerciante, desportista, escritor, integrante do movimento maçônico e membro da Academia Feirense de Letras. O autor destacou que não é maçom, mas tem um profundo respeito por aqueles que participam da Maçonaria e que por isso solicitou o arquivamento da matéria nos anais da Casa. "Com muito brilhantismo, Moacir escreveu sobre a história da chegada das lojas maçônicas a Feira de Santana", completou.


    Presidente


    O vereador Ewerton Carneiro (Tom) se destacou nas três sessões deliberativas desta semana, na Câmara de Vereadores, onde assumiu a presidência interina, vice que é, no lugar do presidente Ronny que acompanhou nestes dias um familiar próximo que seguiu para Salvador, depois de uma cirurgia e teve que ser levado às pressas para a UTI, no Hospital da Bahia. Tom agiu com isenção e com o comando total na direção das sessões. Marcou ponto positivo.


    Presidência 2018


    Em nota divulgada ontem (23), o Yahoo Notícias afirma que a eventual chapa encabeçada pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), deve ter mesmo o prefeito ACM Neto (DEM) como vice. O site lembra da campanha feita pelo Movimento Brasil Livre (MBL), que pede Doria e Neto, na corrida pelo Palácio do Planalto. Contudo, o texto ainda informa que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, não teria sido informado ainda da decisão da cúpula tucana. Esta matéria do Yahoo é uma furada, porque nenhuma liderança importante do DEM ou PSDB jamais trataram deste assunto.


    Rui está preocupado


    O governador Rui Costa comentou, na manhã de ontem (23), a aprovação do projeto que, entre outras coisas, permite a terceirização de atividades fins. "Eu acho que as medidas que prejudicam os trabalhadores estão sendo votadas de forma açodada. Quando era sindicalista eu questionava terceirização em áreas estratégicas e de risco. Isso pode trazer risco grande para os trabalhadores e produção. Vejo com preocupação", afirmou, em entrevista. O governador assumiu, no entanto, não conhecer o projeto votado nesta quarta-feira (22), pela Câmara dos Deputados. "Não conheço o texto votado. Terceirização já existe no país, o que votou eu não conheço para tecer comentários detalhados o que eu vi é que ampliou. Essa ampliação eu sou contra em várias funções, onde você precisa de funções especializadas, pois tem a ver com segurança", disse. Pra mim o governador está equivocado. A terceirização não tira direitos dos trabalhadores, pois pagarão décimo terceiro, férias, indenizações por dispensa e demais direitos trabalhalhistas.


    Habeas corpus negado


    O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou mais um pedido de habeas corpus do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado na Operação Lava Jato de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A decisão da Quinta Turma da Corte, na terça-feira (21), foi tomada após solicitação da defesa de Cunha, que argumentava não haver motivos para que o decreto determinasse a prisão de Cunha. De acordo com os advogados, a liberdade do ex-presidente da Câmara dos Deputados não traria novos riscos às investigações. Para os integrantes do tribunal, a manutenção da prisão preventiva se justifica, pois o réu "faz parte de um sistêmico e profissional esquema de corrupção" que trouxe "prejuízos financeiros milionários" aos cofres públicos.


    Presidentes baianos na Câmara


    Os deputados baianos Paulo Azi (DEM) e Paulo Magalhães (PSD) estão entre os 25 presidentes eleitos para comandar a comissões permanentes da Câmara dos Deputados. Azi comandará o colegiado de Turismo, enquanto Magalhães presidirá os trabalhos sobre Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. A distribuição das presidências entre os partidos foi definida em reunião de líderes nesta quarta-feira (22). PMDB, PSDB e PT ficaram com três comissões cada um. PP, PR, PSB e PSD vão presidir duas comissões, cada. Já DEM, PCdoB, PDT, PRB, PSC, PTB, PTN e SD liderarão um colegiado, cada.


    Filho de Teori aconselha


    O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, recebeu um conselho do filho do falecido ministro Teori Zavascki. "Falei a ele que se proteja, física e espiritualmente. Sou testemunha de como o pai sofreu por causa desse processo", disse Francisco Zavascki à coluna Painel, da Folha. Fachin substituiu Zavascki na relatoria da operação, após acidente aéreo que o vitimou em janeiro deste ano. Atualmente, há a expecttiva de Fachin derrubar o sigilo dos depoimentos de delatores da Odebrecht. Em paralelo a isso, o STF empossou Alexandre de Moraes para a cadeira ocupada por Zavascki. "Vamos torcer para que a escolha tenha sido acertada", encerrou. 



  • 23/03/2017


    23.03.2017 18h05m
    Recomendar

    Sobe - Projeto Pacto pelas Águas por levar conscientização sobre o uso racional da água em Feira de Santana


    Desce - O uso irracional e irresponsável da água que pode resultar na escassez do bem maior da humanidade


    Impasse


    O vereador Lulinha (DEM) afirmou que as pessoas que tentaram depredar a Câmara Municipal na terça (21), foram identificadas e que se tratam de professores ligados à APLB. Edvaldo Lima (PP) rebateu o vereador dizendo que em nenhum momento ele viu os professores tentando quebrar a Câmara. "O vereador não viu ninguém arremessando cadeiras, e se isso aconteceu não foi por parte dos vereadores. Com certeza foi alguém infiltrado tentado denegrir a imagem dos professores", concluiu. As imagens já foram entregues à polícia, que identifcou os responsáveis, mas ainda não divulgou se tratam-se de professores. Depois do pronunciamento, Zé Carneiro encostou em Edvaldo e mostrou o vídeo onde o professor Jean arremessava a cadeira. Edvaldo encarou Zé Carneiro e respondeu: "Eu estava com a cabeça baixa, por isso não vi".


    Pediu afastamento de professor


    O líder do governo José Carneiro (PSDB) lembrou que veio de movimentos estudantis e que em nenhum momento fez badernas. "Foi vergonhoso ver Feira em rede nacional por conta de professores que tiveram estudo. Não podemos deixar isso acontecer, que professores despreparados participem de um movimento tão democrático e pratiquem atos de vandalismo", disse. O vereador ainda pediu que fosse encaminhado um ofício à secretaria de educação para que fosse aberto um processo administrativo contra o professor Jean, que arremessou uma cadeira contra o patrimônio da Câmara. "Os pais de alunos estão colocando seus filhos em risco em salas de aulas com professores como ele, tão despreparados. Fora Marlede da APLB", disparou.


    Professores não tiveram culpa


    "Quando estamos juntos, ganhamos a guerra", disse o vereador Edvaldo Lima (PP). Segundo ele, os professores precisam do respeito do legislativo e afirmou estar chateado com a entrada de policiais na última terça para "reprimir os professores". "São educadores e não havia necessidade de chamar a PM. A guarda estava fazendo um excelente trabalho, sem violência, ela chegou com pessoas que estavam infiltradas no movimento, pois não foram os professores que agiram daquela forma. Vocês não estão cometendo erro, estão lutando por seus direitos, meu voto será contrário", finalizou.


    Desconto não é solução


    O vereador Zé Filé disse que em 2001, quando o prefeito José Ronaldo assumiu a prefeitura, que conseguiu ser um excelente administrador, mas que aumentar o desconto no salário dos servidores não irá influenciar em nada no futuro. "O desconto não vai cobrir o rombo da previdência. Em 2019 o trabalhador contribuirá com 13%, não vai ser a solução", disse. O edil ainda afirmou ser a favor dos estagiários em sala de aula, mas desde que estejam acompanhados por professores formados.


    Em defesa de Marlede


    Roberto Tourinho (PV) afirmou que esteve na tarde da terça (21), em diversas emissoras de rádio, e que apoiou os professores. "Sei e entendo a luta deles. Não posso deixar de reconhecer a luta de Marlede em Feira, tem uma história de trabalho. A prefeitura de Feira vai colocar 29 milhões este ano e a outra parte será o dinheiro do servidor. Um grande número de entradas de aposentadoria deverão ser solicitadas este ano e esta contribuição com certeza refletirá no futuro", disse.


    Rebelou-se


    Segundo o vereador Zé Filé, "o poder público está fechando os olhos para a natureza". Em seu discurso na manhã de ontem, ele afirmou que é preciso pensar no futuro e que a água que existe hoje em abundância, amanhã poderá faltar. No mesmo instante, professores presentes na galeria começaram a protestar aos gritos de "pega a água e lava a consciência", o edil rebateu dizendo "que não concordou com a atitude dos vereadores na sessão da última terça e que durante a sua vida teve educação e que nunca vai quebrar um patrimônio público".


    Pediu retratação


    O vereador Lulinha (DEM) repudiou a manifestação dos professores, afirmando que chegaram à Casa na última terça "procurando briga" e ofendendo os edis. Lulinha pediu mais respeito e disse que tem que haver diálogo. "A Câmara de Feira apareceu a nível nacional sem necessidade. A professora Marlede tem que se retratar pelas ofensas ao presidente desta casa, quando o chamou de chefe da quadrilha. Vocês não representam os servidores públicos da cidade. Não querem diálogo, não querem conversa, só querem agredir e ofender. Esta casa hoje poderia estar em luto, pela violência e pelo risco que vocês colocaram os profissionais de imprensa. Não vamos ficar submissos ao vandalismo de professores", concluiu. 



  • 22/03/2017


    22.03.2017 11h14m
    Recomendar

    Sobe - Professores, que usaram o legítimo direito de se manifestarem para garantir seu ponto de vista


    Desce - A atitude de vândalos que tentaram quebrar o patrimônio da Câmara, durante manifestação


    Resposta


    Na manhã de ontem, em discurso da tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador João Bililiu (PPS), sem revelar nomes, respondeu críticas que recebeu por ocupar a função de vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura. "A Constituição Federal não exige formação técnica ou acadêmica para ser vereador. Exige a outorga popular, o voto e a vontade do povo. Logo, para ser presidente ou integrante de comissão da Câmara de Vereadores a exigência legal é ser vereador eleito" disse. Ele ainda argumentou que na Comissão de Saúde não tem vereador médico, assim como na Comissão de Constituição, Justiça e Redação não tem nenhum vereador advogado ou juiz.


    Uber em Feira


    Na sessão de ontem (21), Roberto Tourinho (PV) se dirigiu aos mototaxistas, afirmando que foi procurado para agendar um encontro para discutir a problemática do Uber na cidade. "Em Feira existem 1350 taxistas, que desde 1973 sustentam suas famílias, 500 mototaxistas legalizados, e mais de 100 motoristas que exploram o SIT, que participaram de licitação. Já conversei com o sindicato dos taxistas de Feira e meu posicionamento é que enquanto feira não permitir que o Uber seja legalizado, que se cumpra a lei que impede o transporte irregular. Não podemos permitir que aconteça de primeiro se instalar o Uber e só depois o poder público vir a discutir, como não existe no município nenhuma lei sobre isto, no momento estou defendendo estes modais, que participaram de licitações e devem ser respeitados", disse. Ele ainda saudou os professores presentes na galeria e cumprimentou a instituição Cromossomo 21, que atende as pessoas com síndrome de down. "É uma entidade que assiste mais de cem pessoas com esta doença. Sempre destinei verbas para estas instituições, para que continuem na execução deste belo trabalho", concluiu lembrando que hoje é comemorado o dia da água e que diversas ações serão excutadas pela Secretaria de Meio Ambiente.


    Alfinetou mais uma vez


    Isaías de Diogo (PSC) disse aos professores que o vereador Roberto Tourinho (PV) não poderia nem falar sobre o dia da água, alegando que hoje (22) é o dia da água e que na gestão dele como secretário "tampou" uma nascente. "Não estudei como ele, mas não quero estudar desta forma pra matar as lagoas, quero estar lutando junto com o povo por mais conquistas. Desde ontem (20), Tourinho parou de falar comigo, não me cumprimenta mais, não costumo comer mingau quente, depois do pronunciamento dele, meu telefone não parou mais, tenho personalidade, tenho caráter e Feira vai saber o porquê daquela autorização, não preciso mudar de parentesco para ser alguém em Feira de Santana, Feira vai saber o porquê da autorização desta obra pelo secretário", disparou.


    Em defesa dos professores

     

    O vereador Zé filé declarou apoio aos professores e afirmou que eles não são bem pagos e criticou a prefeitura. "Sei que têm vários problemas, contas para pagar, família para sustentar e quando recebem o salário não dá pra nada, vejo o sofrimento dos professores, minha sogra é professora e todos os dias tinha que ir para Matinha, muitas vezes nem podia pagar um transporte, porque o salário não dava. Quero dizer a vocês que contem comigo, não tive voto de rico, meus votos foram de pessoas como vocês. Não vou fazer oposição ao prefeito, mas vou votar nos projetos que forem benéficos a vocês, vocês não têm culpa nenhuma da previdência estar falida, a culpa é deles que não sabem administrar", disparou.


    Por Feira mais limpa


    Zé Curuca aproveitou para agradecer ao secretário de meio ambiente Justiniano França, pela ordem de limpeza do Rio da Rua em Humildes, mas disse que não é só o Rio da rua que precisa de limpeza, mas todas as comunidades da cidade. "É assim em todos as comunidades, o povo tá desempregado, sem puder plantar, na fazenda escoval tá tudo seco, e o governo ainda alega que não tem recurso. Ando visitando todas as comunidades e sou o povo, recebo telefonemas de outras comunidades que também precisam", afirmou.


    Por Feira mais limpa II


    O vereador Gilmar Amorim parabenizou os professores e disse que se não fosse a classe, muita gente não teria oportunidade na vida. Parabenizou Justiniano França e disse que o Rio da Rua encontrava-se em péssima situação. Ainda pediu ao secretário que os entulhos que estão nas ruas sejam retirados no conjunto Serafim de Lima. O edil ainda lembrou do dia da síndrome de down, parabenizou os portadores e disse que eles são exemplos de superação. Em aparte, o vereador Isaías de Diogo (PSC) também parabenizou Justiniano França e disse que as pessoas ainda não aprenderam a cultura de descartar corretamente o lixo em Feira de Santana, mas que o trabalho da equipe vai chegar em todos os bairros e que acredita que a cidade em breve ficará um brinco. 



  • 21/03/2017


    21.03.2017 11h58m
    Recomendar

    Sobe - Feira de Santana por ser a segunda cidade no país e a sétima em todo o mundo a receber o Seminário de Mobilidade Urbana Sustentável do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável


    Desce - O impasse entre os servidores técnico-administrativos da Uefs e o governo da Bahia o que ocasionou mais uma paralisação do serviço na instituição


    Só elogios


    O vereador Tom (PEN) usou a tribuna na manhã de ontem (20), para tratar de diversos assuntos. O edil parabenizou o prefeito José Ronaldo pelo anúncio da reforma do campo Beira Riacho, no bairro Rua Nova, parabenizou também a diretoria do Fluminense de Feira de Santana e afirmou que o time poderia ter mais apoio por parte do governo e da cidade, por se tratar de um patrimônio que deve ser sempre reconhecido.


    Mais investimentos


    A zona rural foi o assunto abordado pelo vereador Cadimiel Pereira (PSC). Ele afirmou que o progresso e o crescimento são fundamentais para esta área e ressaltou a importância de investimentos na agricultura familiar. "A zona rural está sofrendo, precisamos de políticas de investimento, projetos como o Feira Produtiva, que tanto melhorou a vida deste povo", disse.


    Abandono


    O vereador Zé Filé (PROS) aproveitou a sessão de ontem (20), para denunciar a situação da feirinha do bairro Feira X. Segundo o edil, a área está abandonada e necessitando de melhores cuidados por parte do governo municipal. "Solicito dos amigos, que peçam ao prefeito, procurem saber o que está acontecendo. Será que o bairro só tem importância no tempo de eleição? O prefeito 20 anos mandando na cidade e deixa Feira nesta situação, é incrível. Os comerciantes estão dividindo espaço com ratos e lixo, eles só vão lá em época de eleição, não vou parar por aqui", concluiu.


    Comerciantes não colaboram


    Em aparte, o vereador Isaias de Diogo (PSC) afirmou que várias reuniões já foram realizadas na intenção de promover melhorias na feirinha do Feira X, porém os verdadeiros responsáveis pelas barracas não colaboram. Ainda segundo o edil, os próprios moradores do bairro e comerciantes são responsáveis pela sujeira na área, por descartarem lixo de maneira incorreta.


    Continua na oposição


    O vereador Edvaldo Lima (PP) contrariando algumas notas divulgada por parte da imprensa, negou que estaria indo para a base do governo. "Continuarei fazendo o meu papel, o que o povo quer. Não descarto a possibilidade, mas esta informação por enquanto não é verdadeira", disse. O edil ainda aproveitou para fazer um balanço do seu mandato em 2016, relacionando uma série de obras que tiveram sua indicação, grande parte nos bairros Jardim Acácia e Tomba.


    Luta pelo esporte


    O vereador Lulinha (DEM) afirmou que tem trabalhado muito pelo esporte na cidade, principalmente pela construção de praças esportivas nos distritos. O edil aproveitou para garantir que investimentos no total de 300 mil reais serão destinados para o bairro Conceição, através de emenda do deputado José Nunes, além disso, Lulinha também afirmou que emendas para a saúde, agricultura e pavimentação também serão liberadas para Feira de Santana.


    Socialismo em pauta


    O Seminário Regional do PSOL Bahia, que vem ocorrendo desde junho do ano passado em diversas localidades do estado, será realizado na região de Feira de Santana no dia 25 de março. A atividade contará com a presença da militância partidária de 10 municípios diferentes, além de pessoas não filiadas, interessadas no PSOL ou nas temáticas colocadas para debate e que desejam participar. Integrarão esta edição do Seminário os municípios de Feira de Santana, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, Coração de Maria, Santo Estevão, Monte Santo, Serrinha, Santa Bárbara, Valente e Castro Alves. O Seminário ocorrerá no Auditório do Colégio Agostinho Fróes da Mota, na Rua Álvaro Simões, s/n, Centro (próximo ao Fórum Desembargador Filinto Bastos), das 08:30 às 17:00. 



  • 18/03/2017


    18.03.2017 11h43m
    Recomendar

    Sobe - Lei que proíbe a permanência ou ingresso de pessoas usando capacete ou qualquer tipo de cobertura no rosto em estabelecimentos comerciais e órgãos públicos do estado da Bahia


    Desce - Brasil por ficar fora do Conselho de Segurança da ONU até 2033


    Tia Eron x Zé Chico


    De acordo com o site Bahia na Política, a declaração do prefeito ACM Neto de que Tia Eron pode não voltar mais para a Secretaria de Promoção Social pode ser uma ducha fria nas pretensões do prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM), de emplacar Zé Chico como deputado federal. É que Zé Chico na primeira suplência poderia ir para a Câmara no lugar de Irmão Lázaro (PSC), que já se dispôs a abrir a vaga.


    Capacete


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), promulgou um projeto de lei de autoria do deputado Leur Lomanto Júnior (PMDB), atual líder da oposição. Agora, está proibida a permanência ou ingresso de pessoas usando capacete ou qualquer tipo de cobertura no rosto em estabelecimentos comerciais e órgãos públicos do estado da Bahia.


    Previdência


    Com o objetivo de informar a população sobre a Reforma da Previdência, o mandato do deputado estadual Ângelo Almeida (PSB) promove hoje (18), debate público que possui as mudanças como pauta principal. O evento acontece no auditório do Restaurante Kilo Grill (Rua Castro Alves, 1643), a partir das 8h.


    Previdência I


    Direcionado para trabalhadores de todas as idades e categorias, o ciclo de debates que terá início em Feira de Santana possui em sua programação palestra ministrada pela advogada especialista em direito previdenciário, Jurema Cintra. “Todos nós cidadãos precisamos acompanhar de perto as mudanças que estão sendo propostas pelo atual governo para que possamos entender qual será a nova realidade do sistema previdenciário brasileiro”, afirmou o deputado.


    SUAS


    Foi realizada na manhã de ontem (17), no plenário da Câmara Municipal de Feira de Santana, uma Audiência Pública para tratar do Projeto de Lei nº 010/2017, que dispõe sobre o Sistema Único de Assistência Social do município de Feira de Santana. A Audiência aconteceu atendendo a um pedido da Comissão de Saúde e Desporto, presidida pelo vereador Cadmiel Pereira (PSC).


    SUAS I


    Participaram da Mesa de Honra o secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira; a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Ângela Maria Pérsico; a assistente social do Ministério Público Estadual, Sônia Rovares e as assistentes sociais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Soneide Rios e Ana Clara Nunes.


    De fora


    O Brasil vai ficar, ao menos até 2033, fora do Conselho de Segurança das Nações Unidas, porque não apresentou candidatura nos últimos anos. Mais alta instância da ONU, o grupo tem como objetivo cuidar da segurança e da paz internacionais. O período de ausência será mais longo do que os 20 anos entre 1968 e 1988, boa parte deles sob ditadura militar.


    Emendas


    Até ontem (17), último dia para que deputados apresentem emendas à reforma da Previdência, quatro parlamentares baianos propuseram alterações à matéria. Autor de três delas, Bacelar (PTN) quer modificar o inciso I do § 2º do art. 2º e o art. 11, para que professores que comprovem efetivo exercício na educação infantil, e nos ensinos fundamental e médio se aposentem com 30 anos de contribuição se forem homens, e com 25 se forem mulheres. Para isso, homens devem ter 50 anos e mulheres, 45, até a data de promulgação da emenda.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia