Facebook
Em cima da hora:
População detém suspeito de roubar menor no Centro de São Carlos, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 06/11/2018


    06.11.2018 14h03m
    Recomendar

    Sobe - Parceria entre a Prefeitura e empresas Seja Digital para doação de kits de conversores digitais à população de baixa renda em Feira de Santana.


    Desce - Candidatos que desrespeitam direitos humanos em prova de Redação do ENEM.

     

    Pedido de ajuda


    O Partido dos Trabalhadores (PT) está pedindo aos eleitores do candidato derrotado à Presidência, Fernando Haddad, que doem para a legenda, a fim de ajudar a fechar as contas da campanha. A sigla ainda precisa de R$ 4,3 milhões, segundo a parcial de prestação de contas divulgadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O pedido está sendo feito por meio das redes sociais do partido.


    Anúncio


    No uso da tribuna, na sessão ordinária de ontem (5), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Roberto Tourinho (PV) informou a realização de audiências públicas no plenário da Casa para discutir a situação do transporte público nos distritos de Feira de Santana e as obras de duplicação da BR 116 Norte.


    Crítica


    O vereador Ewerton Carneiro, Tom (PATRIOTA) criticou as cooperativas por não pagarem 13º salário e férias aos cooperados. Segundo ele, caso essa realidade não mude, encaminhará ofício à Polícia Federal para que estas instituições sejam investigadas.


    Denúncia


    Carlito do Peixe (DEM) denunciou o fechamento da Escola do Centro de Assistência Social Santo Antônio (ECASSA) com transferência dos alunos para o Colégio Estadual Edith Mendes da Gama e Abreu. Para Carlito, o governador Rui Costa deu início à retaliação ao município de Feira de Santana.


    Pronunciamento


    Marcos Lima (PRP) tratou sobre o crescente número de jovens envolvidos na violência e o fechamento de escolas estaduais em Feira de Santana. Ainda no uso da tribuna, o vereador tratou sobre os colégios estaduais que serão fechados em Feira de Santana. O edil pediu uma visita da Comissão de Educação da Casa à secretária Municipal, Jaiana Ribeiro.


    Lamentou


    O edil Zé Filé (PROS) lamentou o fechamento da escola estadual do bairro Feira X. Ainda segundo o vereador, ele não é defensor de Governo, e sim do povo e de quem está certo. De acordo com Zé Filé, no bairro Feira X, só tem o Colégio Estadual Helena, com três salas de aula, construído por Paulo Souto.


    Recomendação


    João Bililiu (PPS), criticando a ausência de esgotamento sanitário da Lagoa Grande, recomendou ao governador Rui Costa que tenha mais cautela para escolha do novo líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia. Segundo o edil, o novo líder precisa ter mais amor ao Estado.


    Convite


    Isaias de Diogo (PSC), ao agradecer o diretor presidente da Fundação Egberto Costa, Antônio Carlos Coelho, pelo convite, aproveitou para convidar a população feirense para prestigiar a programação especial organizada pela Fundação em comemoração ao Dia Nacional da Cultura. O edil destacando as atividades que serão realizadas nos dias 5, 6, 7 e 10 de novembro, destacou a importância de valorização da cultura local.



  • 03/11/2018


    05.11.2018 10h37m
    Recomendar

    Sobe - O trabalho desenvolvido pelo CPRL que terminou na redução do número de homicídios em Feira de Santana.


    Desce - ALBA por querer fazer novo concurso sem antes ter nomeados todos os convocados de concursos anteriores. Por isso a Justiça suspendeu o novo edital.


    Único ausente


    O vereador Igor Kannário (PHS), que foi eleito deputado federal no pleito de outubro, foi o único edil a não comparecer na votação que elegeu Geraldo Júnior (SD) como novo presidente da Câmara Municipal de Salvador, na tarde da última quarta-feira (31), no plenário Cosme de Farias. Além de Geraldo, os vereadores também escolheram os novos membros da Mesa Diretora. Ainda não se sabe o motivo da ausência de Kannário.


    Alerta


    A China fez um alerta ao presidente eleito Jair Bolsonaro sobre os riscos econômicos do Brasil seguir a linha do presidente Donald Trump e romper acordos comerciais com Pequim. Editorial publicado pelo jornal estatal China Daily afirma que Bolsonaro foi “menos que amigável” em relação à China durante a campanha” e adverte sobre o custo econômico do eleito querer ser um “Trump tropical”.


    Mais espaço


    O deputado federal Daniel Almeida (PCdoB) disse que o seu partido tem “legitimidade” para pleitear mais espaço no governo de Rui Costa (PT), já que aumentou a bancada de deputados estaduais e pode ampliar o número de cadeiras na Câmara dos Deputados.


    Cotado para Ministério


    O senador Magno Malta (PR), que não conquistou a reeleição, tem sido cotado para um mistério no governo de Jair Bolsonaro (PSL) que tem sido chamado de “Ministério da Família”. Segundo o jornal Folha de São Paulo, a pasta abarcaria Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. O senador é especulado para o ministério porque tem atuação forte no campo. Entre suas bandeiras, estão o combate à pedofilia e à legalização de drogas e aborto.


    Mourão não confirma


    O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão (PRTB), afirmou que desconhece a possibilidade de indicação do senador Magno Malta (PR-ES) para o “Ministério da Família”, nome dado à pasta originada da fusão dos ministérios do Desenvolvimento Social e dos Direitos Humanos. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Mourão, que defende a escolha de uma mulher para comandar a área, disse que Malta se tornou um “elefante na sala” depois de ter rejeitado ser vice de Bolsonaro e não ter conseguido se reeleger.


    Lamentou


    O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, lamentou o anúncio do próximo governo de fundir a pasta com o Ministério do Meio Ambiente. Em nota, Maggi afirmou que a junção vai trazer prejuízos ao agronegócio brasileiro, que é “muito cobrado pelos países da Europa pela preservação do meio ambiente”. Maggi ainda aponta que acredita que vai ser difícil conciliar os assuntos em uma futura fusão dos ministérios. “Como um ministro da agricultura vai opinar sobre um campo de petróleo ou exploração de minérios? “, questionou Maggi.


    Assessoria de Bolsonaro


    A assessoria do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) informou, na última quarta-feira (31), à noite, que ainda não há decisão sobre a fusão dos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. A informação foi dada após uma reunião de Bolsonaro com o empresário do agronegócio Luiz Antônio Nabhan Garcia. Segundo Garcia, o presidente eleito “quer ouvir todo mundo para depois tomar uma decisão”. Ao G1, a assessoria de Bolsonaro confirmou que ainda não há decisão sobre o tema. Na terça (30), o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tinha confirmado que Bolsonaro uniria os dois ministérios.


    Expectativas


    O ministro Celso de Mello, o mais antigo do Supremo Tribunal Federal (STF), disse, na última quarta-feira (31), que o Brasil tem expectativas de que a Constituição será respeitada como lei máxima da República. A declaração de Celso de Mello foi feita durante sessão plenária do STF, aberta pelo magistrado com um elogio ao trabalho da ministra Rosa Weber durante o processo eleitoral, como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).



  • 01/11/2018


    05.11.2018 10h35m
    Recomendar

    Sobe - Campanha Novembro Azul, por trazer o despertar no homem para o cuidado com a saúde


    Desce - Postos de combustíveis, pela ganância de manterem preço alto e não repassarem desconto obtido nas refinarias para os consumidores finais nas bombas.


    Pedido


    O vereador Fabiano da Van (PPS), no uso da tribuna da Casa da Cidadania, na sessão ordinária de ontem (31), defendeu a instalação de uma base do SAMU no distrito de Humildes. O edil informou que fez indicação ao Executivo para análise da possibilidade de atendimento da reivindicação, visando garantir o atendimento para a comunidade do distrito e região vizinha.


    Crítica


    Alberto Nery (PT) criticou a oposição dos colegas ao Governo Estadual. O edil destacou a necessidades dos legisladores reconhecerem a hegemonia da gestão de Rui Costa, que foi reeleito pela população baiana, e a desaprovação dos eleitores da Bahia a Jair Bolsonaro, presidente eleito no último dia 28 de outubro.


    Agradecimento


    Edvaldo Lima (PP) agradeceu ao secretário municipal de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, pelo encaminhamento de resposta ao ofício nº 020/2018, de sua autoria, com solicitação de informações sobre as inscrições para o casamento coletivo promovido pelo programa Família Cidadã da Sedeso.


    Assegurou


    Zé Curuca (DEM) assegurou que os administradores dos distritos cumprem com suas obrigações e não ignoram as necessidades dos moradores da zona rural de Feira de Santana. O edil informou que o administrador do distrito de Humildes reivindicou a reforma do banheiro do Mercado Municipal do distrito que está entupido, bem como do bairro Limoeiro, mas as reivindicações não foram atendidas.


    Reivindicação


    Gilmar Amorim (PSDC) cobrou providências ao Governo do Municipal para realização de poda das árvores nos bairros Campo Limpo e George Américo. Na oportunidade, o edil agradeceu a Prefeitura pela operação Tapa Buraco realizada nos bairros Jardim Sucupira e Baraúnas.


    Repercussão


    O vereador e líder do Governo Luiz Augusto de Jesus, o Lulinha (DEM), durante pronunciamento, informou que o prefeito Colbert Martins da Silva Filho anunciará mais um pacote de obras para a cidade.


    Denúncia


    Ron do Povo (PTC) denunciou aluguel irregular e venda ilícita de imóveis dos conjuntos habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida em Feira de Santana. O edil contou que soube do esquema através de um funcionário da Prefeitura e denunciou que o responsável pela irregularidade diz ser funcionário de um vereador da Câmara Municipal de Feira de Santana.


    Garantiu ajudar


    O vereador João dos Santos, Bililiu (PPS), repercutiu o pronunciamento do colega Roberto Tourinho (PV) em relação à APAE e afirmou que ano que vem destinará R$ 10 mil da verba de subvenção à instituição.



  • 31/10/2018


    31.10.2018 08h20m
    Recomendar

    Sobe - Reforma Protestante que, completa hoje, 501 anos, por sua importância para consolidação da educação e para a liberdade religiosa.


    Desce - Faculdades baianas, que foram fechadas, por determinação do Ministério da Educação.


    Envio de hackers


    A apuração das eleições presidenciais na noite do último domingo (28), na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi acompanhada por cinco representantes do PSL, partido do presidente eleito Jair Bolsonaro. Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, policiais federais identificaram que quatro deles eram especialistas em Tecnologia da Informação (TI) e estiveram atentos à totalização dos votos na sala-cofre da Corte. Conforme os agentes, os “consultores” enviados utilizam as redes sociais para criticar às urnas eletrônicas e colocar em xeque a legitimidade do sistema eleitoral brasileiro, mesmo posicionamento do capitão da reserva que chega ao poder por meio do voto eletrônico.


    Discordância


    Pesquisa Datafolha divulgada na última segunda-feira (29), aponta que o eleitorado brasileiro parece discordar do discurso do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) a favor da posse de armas. Segundo a pesquisa, 55% das pessoas dizem acreditar que a posse de armas deve ser proibida, pois representa ameaça à vida de outras pessoas. Por outro lado, para 41% dos entrevistados, a arma legalizada deveria ser um direito do cidadão para se defender. Há ainda 4% que disseram não saber. No Nordeste, onde Fernando Haddad (PT) foi melhor do que Bolsonaro em todos os estados, o índice é ainda maior: 65%.


    Em rede social


    O assessor de imprensa do gabinete de Jair Bolsonaro (PSL) e do filho dele, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), encaminhou uma mensagem com ofensas a jornalistas após a abertura das urnas sinalizando a vitória do presidenciável, chamando os profissionais de imprensa de “engodo” e “lixo”. “UÉ…. não tava quase empatado? Vocês são o maior engodo do Jornalismo do Brasil!!!! LIXO”, escreveu Guimarães, encaminhando uma foto com o resultado da pesquisa boca de urna que indicava 56% para Bolsonaro e 44% para Fernando Haddad (PT). A mensagem foi encaminhada pelo assessor para uma lista de transmissão no WhatsApp, usada por ele para encaminhar comunicados como a agenda do presidenciável e respostas a demandas coletivas de jornalistas.


    Votos nulos


    A Bahia ficou em sexto lugar no ranking de estados com maior percentual de eleitores que anularam votos nas urnas eletrônicas no último domingo (28). O estado teve 6,7% dos votos nulos neste ano, ficando atrás de Minas Gerais, São Paulo, Sergipe, Rio de Janeiro e Pará. Foram 526.605 eleitores baianos que apertaram a tecla “Nulo”. O estado ainda teve 1,31% dos eleitores que votaram em branco. Este ano, a abstenção chegou a 21,09%. Fernando Haddad (PT) conseguiu o melhor resultado com 72,69% dos votos válidos. Em todo o País, o percentual de votos nulos chegou a 7,4%. O percentual é o maior registrado desde 1989 e representa aumento de 60% em relação ao segundo turno da última eleição presidencial, em 2014.


    Audiência


    O vereador Roberto Tourinho (PV), durante pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária de ontem (30), convidou a população para a audiência pública que será realizada no próximo dia 08 de novembro, no plenário da Casa para discutir a retirada de algumas linhas de ônibus em localidades da zona rural para implantação do sistema de vans. O edil informou que a discussão foi proposta, por meio de ofício, pela Comissão de Obras, Urbanismo, Infraestrutura Municipal, Agricultura e Meio Ambiente.


    Sobre 13º


    Zé Filé (PROS) reivindicou o pagamento do décimo terceiro salário aos cooperados que prestam serviço à Prefeitura Municipal de Feira de Santana. O edil defendeu a igualdade de direitos no funcionalismo público no município, com a garantia de férias e demais benefícios para os trabalhadores contratados por meio das cooperativas.



  • 30/10/2018


    31.10.2018 08h06m
    Recomendar

    Sobe - Os eleitores que, de forma ordeira, participaram da eleição do último domingo.


    Desce - Muitos eleitores que se degladiaram ao ponto de romperem amizade por conta de questões político-partidária. Sugestão: Reconciliai-vos.


    2020


    Em entrevista a Dilton Coutinho, no Acorda Cidade, o ex-prefeito José Ronaldo disse que tratativas para as eleições municipais só devem acontecer em 2020, mas durante a entrevista informou: “Esses dias, vou procurar o prefeito Colbert Martins para falar sobre política”. Quinta-feira, dia 18, Ronaldo esteve conversando longamente com o deputado Targino Machado. Com certeza não estão falando sobre campeonato nacional. É bom lembrar que, nas três últimas semanas, Zé Ronaldo trabalhou incansavelmente nos distritos e também na Zona Urbana para tentar subverter a vantagem de Haddad no primeiro turno. Se isso tudo não é ação para se projetar para 2020 eu já não estou entendendo mais nada de política!


    2020 I


    Para saber como funcionam as coisas, no sábado, dia 27, em um cafezinho do Boulevard Shopping, Fernando Torres e Targino Machado estavam tentando reajustar os ponteiros. Já que não deu certo o compromisso dos dois de se apoiarem na última eleição, Targino votando em Otto Filho, e Fernando votando em Targino, sentaram-se à mesa e fizeram um novo pacto: quem tiver melhor colocado nas pesquisas em 2020, será o apoiado do outro. Se não deu certo o primeiro acordo, que estava embutido esse compromisso, o que se esperar do segundo? Na minha opinião, os dois serão candidatos, o argumento é que nas pesquisas não se deve confiar. Quem viver, verá.


    Feira e os Ministérios


    Depois da vitória de Bolsonaro, nas conversas dos programas radiofônicos, bastidores da Câmara e na frente da Prefeitura, já elencaram 17 nomes de Feira de Santana que poderão compor o Ministério de Bolsonaro. O homem garantiu que vai reduzir de 32 para 15 e já anunciou quatro nomes e outros citados: Economista Paulo Guedes, Deputado Onix Lorenzoni (DEM), General Augusto Heleno, Médico Henrique Prata, ex-ministra do (STJ) Eliana Calmon, Astronauta Marcos Pontes, Advogado e presidente do (PSL) Gustavo Bebianno, Deputado da bancada da bala Alberto Fraga (DEM) e o Pecuarista Luíz Antonio Nahbian e ainda tem o senador Magno Malta que tem que botar o joelho em oração para não ficar de fora. Como fechar a conta?


    Parabenizou


    Após o fim das eleições presidenciais, o candidato do PT, Fernando Haddad, parabenizou Jair Bolsonaro (PSL) pela vitória nas urnas no pleito realizado no último (28). Pelo Twitter, o petista afirmou, ‘de coração leve’, que deseja sorte ao capitão reformado do Exército. Ontem, Haddad disse, em pronunciamento após o resultado, que não iria ligar para Bolsonaro, que chegou a chamar o presidenciável de “canalha” e falou em “banir os marginais vermelhos da pátria”.


    Parabenizou I


    O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) recebeu felicitações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por telefone, no último domingo (28), à noite, segundo o próprio deputado, em uma transmissão ao vivo nas redes sociais. A informação foi confirmada pela Casa Branca. O capitão da reserva ainda disse ter a intenção de “se aproximar de vários países do mundo sem o viés ideológico”.


    Parabenizou II


    Ministro das Relações Exteriores do governo de Nicolás Maduro, Jorge Arreaza divulgou comunicado em que o presidente Venezuelano parabeniza Jair Bolsonaro (PSL) pela vitória no Brasil. Maduro é um dos líderes políticos que mais recebe críticas de Bolsonaro.


    Bolsonaro em Brasília


    O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) vai desembarcar hoje, pela manhã, em Brasília em um voo comercial. A informação foi confirmada por aliados à Agência Brasil. Como fez no primeiro turno, Bolsonaro evitou utilizar jatinhos particulares, viajando sempre em voos comerciais. Segundo a publicação, em Brasília, ele dará início aos trabalhos do governo de transição, quando as equipes dele e do presidente Michel Temer sentarão para analisar os principais detalhes da estrutura administrativa federal.


    Entrevista


    Em entrevista no Programa Levante a Voz, na manhã de ontem (29), a deputada federal eleita, Dayane Pimentel, disse que Zé Ronaldo e Magno Felzemburgh farão parte do governo Bolsonaro. A deputada disse que não sabe “em qual cargo, mas eles farão parte do governo, sim”.



  • 27/10/2018


    27.10.2018 11h41m
    Recomendar

    Sobe - Faculdades em Feira que realizam aulão gratuito para o ENEM 2018.


    Desce - Universidades públicas que fizeram propaganda eleitoral irregular dentro do campus.


    Pedido de Lula


    O ex-presidente Lula pediu em uma reunião com dirigentes do PT que o presidenciável Fernando Haddad não saia das ruas até a votação do segundo turno das eleições. Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, Lula também pediu que a direção do partido faça um agradecimento à militância que está defendendo a sigla. Hoje, uma mobilização programada em Curitiba, onde os ex-presidente está preso, na sede da Polícia Federal, será comemorado o aniversário dele, que completa 73 anos.


    STF


    O STF tenta intimar, sem sucesso, o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro. Há 23 dias um oficial de Justiça tem ido diariamente ao gabinete dele em Brasília, mas não consegue localizá-lo, informa a Coluna do Estadão, do jornal Estado de S.Paulo.


    PV recorreu


    O PV recorreu da decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia que autorizou a vereadora de Salvador, Marcelle Moraes, a deixar o partido. No recurso, o advogado da sigla, Alexandre Nascimento, aponta que houve “omissão” na decisão judicial e pede a reapreciação do caso. Segundo ele, o presidente do PV, Ivanilson Gomes, não foi citado para se manifestar sobre a ação da vereadora. No texto, o advogado argumenta, ainda, que a decisão judicial se embasou em prova ilícita e não houve perícia no caso. Também reclama de cerceamento da defesa.


    Oferta


    O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ofereceu uma secretaria da administração municipal para a presidente do PSL na Bahia, a deputada federal eleita Dayane Pimentel. A parlamentar é principal aliada na Bahia do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as pesquisas de intenção de votos contra Fernando Haddad (PT). Segundo apurou o site Metro1, a pasta pode ficar com o marido de Dayane Pimentel, Alberto Pimentel.


    Cogitação


    Depois de não conseguir se reeleger, o deputado federal Antônio Imbassahy pode deixar o PSDB e se filiar a outro partido. Segundo apurações do site Metro1, o ainda tucano cogita migrar para o partido do presidenciável Jair Bolsonaro, o PSL, mas também está no radar o PHS, que hoje está coligado com o governador reeleito Rui Costa (PT). Se for para o PSL, especula-se que Imbassahy pode ser candidato a prefeito de Salvador pelo partido na eleição de 2020. Ou também postulante a vereador e ser mais um ex-prefeito na Câmara de Salvador, ao lado de Edvaldo Brito (PSD).


    Questionamento


    Anunciado como futuro ministro da Defesa em um eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL), o general Augusto Heleno publicou ontem (25), um vídeo onde questiona os resultados da última pesquisa Datafolha. Desde o primeiro turno, a equipe de campanha, a militância e o próprio Bolsonaro têm questionado a confiabilidade das pesquisas de intenções de votos. Ontem, a hashtag “#nãoaceitaremosfraude”, impulsionada por eleitores do capitão reformado, ficou em primeiro lugar nos assuntos mais comentados da rede social Twitter.


    Avaliação do cientista


    O cientista político Lúcio Rennó, da Universidade de Brasília (UnB), avaliou ao blog a nova pesquisa Datafolha de intenção de voto para presidente, divulgada na última quinta-feira (25). Os números mostram uma queda na diferença de Jair Bolsonaro (PSL) para Fernando Haddad (PT) de seis pontos nos votos válidos. Bolsonaro agora está com 56% dos votos válidos e Haddad, com 44%. Segundo ele, Bolsonaro é favorito, mas eleição não está decidida.


    Satisfeito


    O senador eleito Jaques Wagner (PT) disse ontem (26), em coletiva de imprensa realizada em seu escritório, na Avenida Paralela, compreender o “apoio crítico” do ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) à candidatura de Fernando Haddad. O ex-governador da Bahia minimizou a ausência do pedetista do país durante a campanha do segundo turno, momento em que diversos partidos estão mobilizados para tentar reverter a especulada vitória de Jair Bolsonaro (PSL) nas urnas, conforme preveem todas as pesquisas de intenção de votos.



  • 26/10/2018


    27.10.2018 11h40m
    Recomendar

    Sobe - Programa Música na Escola por valorizar o talento estudantil.


    Desce - Criminosos que arrombam casas e apavoram moradores da zona rural.


    Apelo ao PDT


    O presidenciável Fernando Haddad (PT) fez um último apelo à direção do PDT por um aceno público e enfático de Ciro Gomes à sua candidatura e contra Jair Bolsonaro (PSL), informa a coluna Painel, da Folha de S. Paulo. Segundo a publicação, em telefonema na tarde da última quarta-feira (24), para Carlos Lupi, o presidente da sigla, o petista rogou pela unidade da esquerda, citou riscos à pauta progressista e disse que um gesto do PDT teria significado histórico. Ciro, que foi para a Europa após o primeiro turno, chegará no Brasil hoje (26), e vai avaliar novo posicionamento. Na conversa com Lupi, de acordo com o jornal paulista, Haddad demonstrou otimismo com as pesquisas desta semana e reforçou que o aceno de Ciro seria crucial para uma virada.


    Sobre suposto vídeo


    O vereador Camilo Cristófaro (PSB), aliado do governador de São Paulo e candidato à reeleição, Márcio França (PSB), afirmou que o suposto vídeo íntimo do candidato tucano João Doria vazou por causa da falta de pagamento de programa. De acordo com a assessoria do tucano, a campanha ingressou com um pedido de investigação junto à Justiça Eleitoral para apuração da autoria do crime praticado contra ele. Doria afirmou que peritos criminais contratados por ele constataram que o vídeo é falso.


    Nomes especulados


    Quadros do Democratas voltaram a ser especulados, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, para integrar um eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a publicação, o capitão reformado ressaltou que vai levar para seu possível governo dois deputados do DEM que não se reelegeram: Alberto Fraga, atual líder da “bancada da bala” no Congresso, e Pauderney Avelino. Fora isso, outro nome bastante conhecido em Brasília, o do ex-ministro da Educação do governo Michel Temer, Mendonça Filho, pode voltar à Esplanada. Já o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, articula para se manter no comando da Casa, com apoio dos partidos do centrão.


    Votação do relator


    O relator da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, desembargador João Pedro Gebran Neto, votou nesta quarta-feira (24), pela progressão da pena de Antonio Palocci para o regime semiaberto domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica. Gebran Neto, inicialmente, se manifestou pelo aumento da pena imposta ao ex-ministro dos governos Lula e Dilma de 12 anos e 2 meses de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro para 18 anos. Em seguida, votou pela redução à metade (9 anos e 10 meses), levando em conta a delação premiada de Palocci fechada com a Polícia Federal. O julgamento, no entanto, foi adiado para o dia 28 de novembro, com pedido de vista do desembargador Leandro Paulsen. Palocci está preso desde setembro de 2016, alvo da Operação Omertà, desdobramento da Lava Jato. O juiz Moro o condenou em uma primeira ação a 12 anos e dois meses de reclusão.

     

    Voto nulo


    O ex-candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva (Rede), Eduardo Jorge (PV), disse que vai votar nulo no segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). No início desa semana, Marina Silva disse que daria um “voto crítico” em Haddad. Críticas dos economistas As propostas para economia dos dois candidatos à Presidência da República que disputam o segundo turno das eleições, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), são bem diferentes em diversos pontos, mas igualmente vagas e com pouco detalhamento sobre os principais temas. Economistas ouvidos pelo site G1 criticam a falta de clareza nos programas e apontam uma série de fragilidades, contradições e dúvidas sobre a viabilidade das propostas apresentadas.


    Avaliação


    O jornalista William Waack disse, em entrevista à Rádio Metrópole, que, se Jair Bolsonaro (PSL) vencer a eleição, o capitão reformado terá que mudar o discurso. Para ele, o pleito presidencial foi marcado por poucas propostas e uma “guerra cultural”.



  • 25/10/2018


    27.10.2018 11h22m
    Recomendar

    Sobe - Conselho Deliberativo do Flu de Feira por permitir voto direto de sócios e torcedorers através de novo estatuto.


    Desce - STF por derrubar lei que exigia contratação de empacotadores em supermercados.


    Operação da PF


    Foi deflagrada pela Polícia Federal, na manhã de ontem (24), a Operação Olhos de Lince de combate a crimes relacionados às eleições deste ano. A investigação resulta de um acompanhamento da PF de redes sociais, que pretende identificar e evitar possíveis crimes eleitorais, além de ameaças aos candidatos que concorrem nas eleições. De acordo com o portal G1, a PF apura os crimes de violação do sigilo do voto e de incitação ao crime de homicídio. Segundo investigadores, para a identificação dos alvos foram utilizadas técnicas de reconhecimento facial, por meio de critérios científicos, que possibilitam a identificação dos suspeitos de forma precisa.


    Afirmação


    O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirmou ontem (24), ainda não ter definido nomes acerca da reforma administrativa que promoverá no Palácio Thomé de Souza nos próximos dias. Uma semana após anunciar o vice-prefeito Bruno Reis na coordenação dos programas sociais da prefeitura, Neto classificou como “especulações” informações veiculadas recentemente sobre já ter iniciado a dança de cadeiras.


    Apoio a Haddad


    Ex-governador de São Paulo e ex-presidente do PSDB, Alberto Goldman anunciou que vai votar em Fernando Haddad (PT), no segundo turno das eleições presidenciais. Segundo reportagem da coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, o tucano declarou que o apoio ocorre por conta da polarização contra Jair Bolsonaro (PSL).


    Requerimento


    O vereador Fabiano da Van (PPS), deu entrada na Câmara Municipal, na sessão de ontem (24), no Requerimento 177/2018, que será encaminhado ao supervisor do DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transporte), Sr. Ricardo Martins da Costa, reivindicando a instalação de uma passarela na BR 116 Norte, na entrada da Comunidade da Vila Santa Inês - Distrito de Tiquaruçú, em decorrência da duplicação da BR, que está ocasionando transtornos aos moradores que transitam nesta área. De acordo com o vereador, a construção da passarela irá proporcionar mobilidade com segurança à população local e adjacências. O Requerimento de Fabiano da Van,foi aprovado pela maioria dos vereadores, com voto contrário do vereador Carlito do Peixe (DEM).


    Pediu maturidade


    O vereador João Bililiu (PPS) criticou a postura dos seus pares durante as sessões ordinárias realizadas na Casa. O edil pediu ao presidente do Legislativo feirense, vereador José Carneiro Rocha (PSDB), que fosse mais regimentar na condução das sessões.


    Cobrança


    Zé Filé (PROS) cobrou ao Governo Municipal providências no sentido de resolver os problemas enfrentados pelos feirantes e consumidores da feira livre do Feira X.


    Parabenizou


    Gerusa Sampaio (DEM) parabenizou o vereador Cadmiel Pereira (PSC) pela sessão solene realizada na noite da última terça-feira (23), para comemorar o Dia do Odontólogo. Na oportunidade, a edil ressaltou seu empenho na luta em defesa da valorização do técnico em saúde bucal.



  • 24/10/2018


    27.10.2018 11h20m
    Recomendar

    Sobe - A Prefeitura Municipal pelo reordenamento inicial da Rua Marechal Deodoro, no Centro da Cidade.


    Desce - Os invansores de terras públicas em Feira de Santana, que não sou poucos.


    Crítica


    Em pronunciamento na sessão ordinária da Câmara Municipal de Feira de Santana, ontem (23), o vereador e líder governista Luiz Augusto de Jesus, o Lulinha (DEM), criticou o anúncio feito pelo governador do Estado, Rui Costa, de construção de uma nova unidade do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) em Feira de Santana. Para o edil, o equipamento não será suficiente para atender a demanda de pacientes que buscam o atendimento de saúde de alta complexidade.


    Reivindicação


    Marcos Lima (PRP) voltou a defender a obra de duplicação da Avenida Tomé de Souza. O edil informou que encaminhou ao Governo Municipal nova indicação solicitando a intervenção, que, segundo ele, vai contribuir para a melhoria do tráfego na via, principalmente nos horários de pico.


    Pronunciamento


    Carlito do Peixe (DEM) deu início ao seu discurso avaliando a conjuntura política do Estado na atualidade e chamou a atenção dos seus pares para a necessidade de respeitar a escolha dos eleitores.


    Pedido


    Edvaldo Lima (PP) voltou a tratar sobre a preocupação dos moradores da zona sul da cidade, em relação aos grandes congestionamentos nas mediações do viaduto do bairro e do viaduto que liga a Avenida Senador Quintino à Rua Olney São Paulo. O vereador criticou ainda o bloqueio de uma pista, após inauguração do viaduto. Para finalizar, Edvaldo solicitou ao prefeito que convoque o superintendente de Trânsito, mesmo sabendo que aquilo é de competência do Governo Federal.


    Sem redução


    Em reunião com representantes do Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), executivos do WhatsApp informaram, na última segunda-feira (22), que não vai ser possível reduzir, antes do segundo turno, o número de vezes em que uma mesma mensagem pode ser encaminhada a vários usuários no aplicativo.


    Rui sobre Bolsonaro


    O governador reeleito Rui Costa (PT) subiu o tom, segundafeira (22), contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e chamou o capitão reformado de “frouxo, covarde e despreparado”. No programa Papo Correria, que é transmitido pelas redes sociais, o petista disse que “em país nenhum” o eleitor aceitaria um candidato que “fugisse do debate com a sociedade”.


    Julgou exagerado


    Eleitora declarada do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), a ministra aposentada do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, disse que é “exagero” pedir uma investigação contra a declaração do deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL), que é filho do candidato a presidente da República.


    Apoio


    No Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Tuca), o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, recebeu na última segunda-feira (22), à noite o apoio de 69 torcidas organizadas de clubes de futebol, unindo Corinthians e Palmeiras, Flamengo e Vasco, Internacional e Grêmio, entre outros rivais. Também participaram líderes religiosos de diversos credos, artistas e intelectuais.



  • 23/10/2018


    27.10.2018 11h14m
    Recomendar

    Sobe - Os organizadores da Corrida Kids em Feira de Santana, por valorizar o público infantil.


    Desce - Eduardo Bolsonaro que, boquirroto, impôs ao pai, mais uma vez, que se justificasse dos destemperos na campanha.


    Pronunciamento


    Em pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária de ontem (22), o vereador Cadmiel Pereira (PSC) defendeu a necessidade de gestão de políticos comprometidos com a ética e o bem-estar da população brasileira. Na oportunidade, o edil avaliou a atual conjuntura do Partido dos Trabalhadores (PT). Para ele o Brasil exige dos políticos caráter, “vergonha na cara” e ideias claras e transparentes. Ele afirmou ainda que o PT está definhando com o desespero já batendo na UTI, agora atribui a derrota ao WhatsApp. “Quem derrotou o PT foi a sua defesa à legalização do aborto, foi a ideia de que o nordestino é fã do assistencialismo social”, criticou.


    Solicitação


    Ontem, ao discursar, o vereador Edvaldo Lima lembrou que no dia 20 de junho, deste ano, encaminhou Indicação de número 648/2018 ao Poder Executivo solicitando a implantação de subprefeituras nos distritos do município de Feira de Santana. Para ele, as subprefeituras são necessárias porque há uma distância gigante entre os distritos e a sede do município. Ele reforçou o pedido na esperança do prefeito Colbert Filho atender sua solicitação.


    Sobre Bolsonaro


    Lulinha repercutiu a Carreata promovida na tarde da última sexta-feira (19), em apoio à campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL) para a Presidência da República. Segundo ele, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho também marcou presença no evento.

     

    Agradecimento


    Carlito do Peixe (DEM) agradeceu ao secretário municipal de Serviços Públicos, Justiniano França, pela realização de serviços de limpeza, no bairro Irmã Dulce e adjacências. As intervenções foram promovidas em atendimento às solicitações do edil democrata.


    Crítica


    Em ato de apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), na cidade de Vitória da Conquista, neste domingo (21), o senador Magno Malta (PR-ES), criticou o PT e o Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo o Blog do Anderson, Malta garantiu que a partir de janeiro o “Capitão Bolsonaro, o futuro presidente do Brasil, vai entregar o seu porte de arma e você vai poder defender a sua família”.


    Autorização


    O pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) autorizou que a vereadora Mercelle Moraes deixe o PV. De acordo com a Corte, ficou comprovado que Marcelle “sofreu perseguição” para direção da legenda. Marcelle foi eleita em 2016 com a maior votação do Norte/Nordeste no pleito daquele ano.


    Avaliação


    O presidente Michel Temer (MDB) teria desistido de votar a reforma da Previdência por avaliar que não há clima político. O chefe do Palácio do Planalto queria votar a proposta depois das eleições, mas parlamentares que não foram reeleitos sinalizaram ao governo que não têm interesse em apreciar a matéria.


    Repercussão


    O ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, classificou a declaração do deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL) - filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) - de “golpista”. O magistrado enviou a manifestação ao jornal Folha de São Paulo e pediu que fosse publicada “na íntegra e sem cortes”. Em um vídeo que circula na internet, Eduardo diz que para fechar o Supremo Tribunal Federal “basta um soldado e um cabo”.



  • 20/10/2018


    27.10.2018 11h09m
    Recomendar

    Sobe - A prefeitura de Feira por assinar convênio que garante acesso de moradores do Minha Casa, Minha Vida e servidores públicos ao ensino superior.


    Desce - Sinalizações Rua Famacéutico José Alves, cujas as placas indicam de um lado que os carros não podem subir e do outro que não podem descer. Enquanto isso, os carros sobem e descem.


    Afirmação


    O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) confirmou nesta quinta-feira (18), à TV Globo que não vai participar de debates do segundo turno. Mais cedo, o médico cirurgião Antonio Luiz Macedo informou, após uma nova avaliação, que a decisão de ir ou não aos debates caberia ao capitão reformado do Exército.


    Justificativa


    Bolsonaro, afirmou, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais (live), que teme por sua segurança, daí a decisão de não participar de debates e evitar aglomerações. Ele se comparou com o juiz Sérgio Moro porque ambos não têm liberdade para sair às ruas.


    Quer evitar


    O senador eleito e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel (PSD), disse, em entrevista à Rádio Metrópole, que quer “evitar” que institutos de pesquisas divulguem levantamentos com “resultados diferentes”. Coronel reclamou do Ibope, em todas as consultas, apontá-lo atrás do adversário Irmão Lázaro (PSC) na disputa pela Câmara Alta do Congresso Nacional. No resultado final, o chefe da AL-BA ficou em segundo lugar com diferença de 17% em relação ao cantor-político.

     

    Cobrança


    O juiz Freddy Carvalho Pitta Lima, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), cobrou, em despacho, que o deputado federal eleito, Pastor Sargento Isidório (Avante), prove que pagou as 10 cestas básicas ao Hospital Martagão Gesteira. O acordo foi firmado após um processo movido pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, contra o deputado. Segundo o magistrado, se o parlamentar não apresentar provas em dez dias, irá perder o “benefício penal”.


    Pedido


    A defesa do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) pediu na última quinta-feira (18), ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para que o parlamentar exerça o mandato na casa durante o dia. Após determinação do ministro Alexandre de Moraes, Gurgacz está preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, onde cumpre a pena de 4 anos e 6 meses em regime semiaberto pela prática de crime contra o sistema financeiro nacional.


    Pedido I


    O Partido dos Trabalhadores (PT) pediu, em ação impetrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) fique inelegível pelos próximos oito anos, por conta da suspeita de ser beneficiado com um esquema ilegal bancado por empresários para disseminação de notícias pelo Whats App, denunciado por reportagem da Folha.


    Indícios encontrados


    A Polícia Federal encontrou indicios de participação da facção criminosa PCC no atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o site O Tempo, há indícios “fortíssimos” de que a organização criminosa tem dado auxílio Adélio Bispo de Oliveira, que é acusado de esfaquear o capitão da reserva. Ainda de acordo com a publicação, Klayton Ramos de Souza, que é membro do PCC, é amigo de Adélio. Os dois se conheceram em Montes Claros, onde ambos nasceram e cresceram. Até este ano, ainda mantinham contato por meio de redes sociais. A atuação dos quatro defensores de Adélio também intriga, já que os advogados cobram caro aos clientes.


    Voltou atrás


    Depois de pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para suspender o Whatsapp, o PSOL voltou atrás e desistiu, segundo o jornal O Globo. Em nova manifestação enviada à Corte, o PSOL pede agora que o TSE adote as medidas que entender necessárias para coibir abusos na eleição, como por exemplo a aplicação de multa. O partido argumenta que “notícias falsas, difamatórias, mentirosas e de ódio” têm sido divulgadas por meio do aplicativo e têm ajudado “a definir opções de voto e manifestações de apoio a determinados candidatos”.



  • 19/10/2018


    27.10.2018 10h55m
    Recomendar

    Sobe - Os vereadores de Feira de Santana por terem aprovado projeto de lei que autorizou a Prefeitura a tomar empréstimo de R$ 130 milhões para requalificação do centro da cidade.


    Desce - Vândalos que jogaram indiscriminadamente milhares de panfletos políticos, na Avenida João Durval, cometendo crime de poluição.


    Coisa feia


    A Avenida João Durval, em Feira de Santana, amanheceu, ontem, com milhares de santinhos de propaganda política espalhados nos seus dois sentidos. Até o momento a identidade de quem cometeu esse ato de poluição é desconhecida. O Secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, vereador licenciado, esteve no local e condenou a atitude. Ele disse que quem jogou o material, irregularmente na avenida, pode ser punido, mas ressalto que os candidatos que aparecem nos santinhos não têm nenhuma ligação com a prática condenável. O ato é de uma irresponsabilidade tamanha e, deve-se verificar as câmaras de segurança da cidade para ver quem praticou tal ilicitude.


    Em reunião


    O governador Rui Costa (PT) quer garantir que o petista Fernando Haddad incremente em cerca de 20% o resultado obtido no primeiro turno das eleições. Na ocasião, Rui disse que o objetivo é garantir 80% de votos válidos para Haddad na Bahia. A afirmação foi feita na última quarta-feira (17), em encontro com lideranças do sudoeste e sul do estado. Haddad conseguiu 60,28% dos votos no estado no último dia 7.


    Afirmação


    Durante discurso no Senado, a presidente nacional PT, Gleisi Hoffmann disse que seu partido “errou ao subestimar” a campanha no Whatsapp e ressaltou que a sigla não se preparou devidamente. Gleisi acusou, ainda, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) de usar o aplicativo para manipular o processo eleitoral.


    2º turno


    Pesquisas Ibope realizadas em seis unidades federativas onde ocorrerá o segundo turno para governador também perguntaram sobre a disputa para presidente da República. Jair Bolsonaro lidera em quatro estados e no Distrito Federal, onde alcança 70% dos votos válidos. Haddad aparece em primeiro, com 57% das intenções de voto, no Rio Grande do Norte.


    Gualberto defende


    Presidente do PSDB na Bahia, o deputado federal João Gualberto quer que seu partido tenha candidato à prefeitura de Salvador 2020, quando vai acontecer a sucessão de ACM Neto (DEM). Perguntado quais seriam os nomes para disputar o Palácio Thomé de Souza, Gualberto disse que “não discutiu” ainda o assunto. Sobre a especulação de que o vereador de Salvador e deputado estadual eleito Paulo Câmara (PSDB) vai deixar a base de Neto a fim de migrar para o grupo do governador Rui Costa (PT), Gualberto afirmou que “soube pela imprensa. Não fui informado ainda”.


    Decisão


    O presidente nacional do DEM e prefeito de Salvador, ACM Neto, decidiu colocar o vice-prefeito da capital, Bruno Reis (DEM), para inaugurar obras e dar ordem de serviço de olho na eleição de 2020. Só nesta semana o número 2 do Palácio Thomé de Souza autorizou o início das obras para aplicar duas geomantas em Pernambués. Além disso, inaugurou, sem a presença de Neto, a Praça da Pedreira, em Baixa de Quintas.


    Julgamento marcado


    O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) marcou para a próxima segunda-feira (22), a análise de pedido de desfiliação da vereadora Marcelle Moraes do PV. A legisladora tenta deixar a sigla por, segundo ela, ser “perseguida”. Seu irmão, o deputado estadual Marcell Moraes, deixou o partido durante a janela partidária e migrou para o PSDB.


    Teste com propaganda


    A equipe de Fernando Haddad (PT) testou a propaganda eleitoral que aborda a tortura em grupos de eleitores de Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo, a primeira reação foi de silêncio. Logo depois, alguns levantavam dúvidas sobre a veracidade dos depoimentos de vítimas do coronel Ustra, condenado por tortura e sempre homenageado por Bolsonaro. Ainda de acordo com a publicação, o objetivo é se posicionar desde já como oposição contundente a um eventual governo de Bolsonaro.


    Reclamação


    A diretora do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia, Clarice Saba, reclamou, em entrevista à Rádio Metrópole, da dificuldade que a sua categoria tem para dialogar com a prefeitura e o governo do estado. Clarice Saba criticou os repasses dos planos de saúde para os médicos e das condições de trabalho.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia